normas copel

Download Normas COPEL

Post on 10-Jul-2015

933 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

COPEL DISTRIBUIOSED SUPERINTENDNCIA DE ENGENHARIA DE DISTRIBUIO GEOM GEOPROCESSAMENTO OBRAS E MANUTENO

MANUAL DE INSTRUES TCNICAS

PASTA : CONTRATAO E FISCALIZAO DE OBRAS DE DISTRIBUIO TTULO : FISCALIZAO DE OBRAS DE DISTRIBUIO MDULO : PROCEDIMENTOS PARA EXECUO DE OBRAS

rgo emissor : SED / GEOM

Nmero: 163101

DATA DA LTIMA ATUALIZAO: 31.05.04

MANUAL DE INSTRUES TCNICAS - MITTTULO: FISCALIZAO DE OBRAS DE DISTRIBUIO MDULO: PROCEDIMENTOS PARA EXECUO DE OBRAS DE DISTRIBUIO

Tit.

Md.

Fl.

31Verso

01

001.0Data

00

27/10/01

NDICE

01 FINALIDADE 02- CARACTERIZAO 03- OBRIGAES 04- FISCALIZAO DOS SERVIOS 05- ATRIBUIES E RESPONSABILIDADES 5.1- Controle e Superviso 5.2- Sistema de gerenciamento de obras 06- PROCEDIMENTOS INICIAIS EXECUO DOS SERVIOS 6.1-Levantamento Topogrfico 6.1.1- Locao Direta de Estruturas em Ramais de Rede de Distribuio Rural (RDR) 6.1.2- Levantamento de Consumidor Isolado at 245 m da Rede de Distribuio Rural existente 6.1.3- Apresentao do Levantamento 6.2- Autorizao para Execuo de Obras 6.3- Liberao de Projetos 6.4- Materiais 6.4.1- Armazenagem 6.4.2- Entrega dos Postes 6.4.3- Materiais Reaplicados 6.4.4- Material Complementar 6.4.5- Devoluo de Sobras do Orado 6.4.6- Materiais Salvados 6.4.7- Material Extraviado 6.4.8- Material Defeituoso 6.4.9- Materiais Fornecidos pela Empreiteira 07- ETAPAS DA OBRA 7.1- Implantao do Projeto 7.2- Desmatamento

rgo Emissor: SED/GEOM

VISTO:

APROVADO:

MANUAL DE INSTRUES TCNICAS - MITTTULO: FISCALIZAO DE OBRAS DE DISTRIBUIO MDULO: PROCEDIMENTOS PARA EXECUO DE OBRAS DE DISTRIBUIO

Tit.

Md.

Fl.

31Verso

01

003.0Data

00

27/10/01

7.3- Locao de Estruturas 7.4- Escavao 7.4.1- Uso de Explosivos 7.5- Distribuio e Levantamento de poste e Contraposte 7.5.1- Concretagem 7.6- Montagem de Estruturas 7.7- Lanamento de Condutores 7.7.1- Ligaes 7.8- Aterramento de Proteo e Seccionamento de Cerca 7.9- Pintura e Numerao de Postes 08- OUTRAS ATRIBUIES NA OBRA 8.1- Desligamentos 8.2- Boletim Dirio de Obras 8.3- Vistoria dos Servios Executados 8.4- Avaliao de Desempenho de Empreiteiras 8.4.1-Desempenho Parcial 8.4.2- Desempenho Geral 8.5- Irregularidade 8.5.1- Inspeo em Almoxarifado ou Depsito 8.5.2- Levantamento Topogrfico 8.5.3- Desmatamento 8.5.4- Locao

rgo Emissor: SED/GEOM

VISTO:

APROVADO:

MANUAL DE INSTRUES TCNICAS - MITTTULO: FISCALIZAO DE OBRAS DE DISTRIBUIO MDULO: PROCEDIMENTOS PARA EXECUO DE OBRAS DE DISTRIBUIO

Tit.

Md.

Fl.

31Verso

01

003.0Data

00

27/10/01

8.5.5- Escavao 8.5.6- Postes 8.5.7- Montagens 8.5.8- Condutores 8.5.9- Aterramentos 8.5.10- Desligamento 8.5.11- Geral 8.5.12 Responsabilidades 8.6- Levantamento Fsico de Materiais Aplicados 8.7- Concluso da Obra no Campo 8.8- Fechamento Fsico da Obra 8.9- Medio de Servios Executados 8.9.1- Medio nica 8.9.2- Medio Parcial 8.9.3- Medio Final 8.10- Faturas 8.11- Tributos 09- SEGURANA E HIGIENE DO TRABALHO 10- ANEXOS PADRONIZADOS 11- RETENO DE DOCUMENTOS EM PROCESSO DE OBRAS DE DISTRIBUIO

rgo Emissor: SED/GEOM

VISTO:

APROVADO:

MANUAL DE INSTRUES TCNICAS - MITTTULO: FISCALIZAO DE OBRAS DE DISTRIBUIO MDULO: PROCEDIMENTOS PARA EXECUO DE OBRAS DE DISTRIBUIO

Tit.

Md.

Fl.

31Verso

01

004.0Data

00

27/10/01

01 - FINALIDADE O presente manual tem por finalidade orientar os procedimentos da fiscalizao e das empreiteiras cadastradas na COPEL DIS, para execuo dos servios de construo e/ou manuteno de Redes de Distribuio Urbanas, Compactas Protegidas e Rurais, envolvendo todas as fases, desde o levantamento topogrfico, construo at o fechamento da obra, visando a: 1. 2. Uniformizao de critrios e procedimentos na execuo da obra; Correta aplicao das Normas Tcnicas COPEL DIS, Manuais de Instrues Tcnicas e Especificaes em vigor;

3. Observncia no cumprimento das Clusulas Contratuais, firmadas entre a COPEL DIS e EMPREITEIRAS, inclusive os encargos previstos no contrato e Anexos; 4. Cumprir as determinaes quanto as Normas de Segurana e Medicina do Trabalho.

02 - CARACTERIZAO Entende-se como fiscalizao de obras de distribuio, o ato de verificar se os servios realizados pelas Empreiteiras, observam os preceitos de absoluta segurana e boa tcnica construtiva, para conseguir perfeito funcionamento e acabamento. A atividade fiscalizadora cabe a qualquer empregado credenciado da COPEL DIS que, em razo da funo exercida, seja considerado habilitado pela empresa a acompanhar determinado(s) servio(s) de construo ou manuteno. Cabe empreiteira executar obras de distribuio de acordo com normas e padres da COPEL DIS e acatar e atender as orientaes da fiscalizao.

03 - OBRIGAES Compete COPEL DIS e a empreiteira, o cumprimento das obrigaes previstas na Clusula referente a Obrigaes da Fiscalizao, COPEL DIS e da Empreiteira, prevista no Contrato. 04 - FISCALIZAO DOS SERVIOS A COPEL DIS exercer fiscalizao sobre os servios contratados atravs de seus representantes devidamente credenciados, aos quais a EMPREITEIRA facilitar o desempenho de suas funes.

rgo Emissor: SED/GEOM

VISTO:

APROVADO:

MANUAL DE INSTRUES TCNICAS - MITTTULO: FISCALIZAO DE OBRAS DE DISTRIBUIO MDULO: PROCEDIMENTOS PARA EXECUO DE OBRAS DE DISTRIBUIO

Tit.

Md.

Fl.

31Verso

01

005.0Data

01

04/12/02

Fica, porm, entendido, que a orientao e a fiscalizao dos trabalhos por parte da COPEL DIS, no desobriga a EMPREITEIRA de sua responsabilidade quanto a perfeita execuo dos servios, observando-se os preceitos de boa tcnica a fim de dar aos mesmos absoluta segurana e perfeito acabamento. Os representantes da COPEL DIS tero poderes para fiscalizar a execuo dos servios de acordo com a Clusula referente a Fiscalizao prevista no contrato. 05 - ATRIBUIES E RESPONSABILIDADES fiscalizao atribuda a responsabilidade de controle, superviso e acompanhamento das atividades executadas no campo pelas turmas, no sentido de receber a(s) obra(s) com boa qualidade e acabamento. A responsabilidade da empreiteira quanto perfeita execuo dos servios, observandose os preceitos de boa tcnica a fim de dar aos mesmos absoluta segurana e perfeito acabamento. Para isso, necessrio ter pleno conhecimento de todas as clusulas contratuais, Normas Tcnicas COPEL DIS (NTC), Manual de Instrues Tcnicas (MIT), Normas Administrativas COPEL DIS (NAC) e Norma de Segurana, em vigor. 05.1 - Controle e Superviso 05.1.1 - Compete a fiscalizao da COPEL DIS: Acompanhar a execuo das obras, exigindo das Empreiteiras o fiel cumprimento ao Contrato, NTC's, Manuais e Orientaes; Providenciar a "Autorizao para Execuo de Obras ou Servios - AES"; Efetuar alteraes nos projetos liberados para construo, quando necessria; Verificar e/ou providenciar junto aos rgos competentes toda a documentao necessria para a realizao da obra; A liberao de embargos ou qualquer outra situao que impea o andamento normal da obra; Dirimir quaisquer dvidas apresentadas pela Empreiteira relacionadas execuo da obra; Manter contatos com outros rgos, que porventura tenham interesse comum na realizao ou desenvolvimento da obra, atendendo e orientando consumidores em relao s alteraes de carga, incluses, desistncias ou cancelamentos; Exigir da Empreiteira a utilizao de equipamentos e ferramentas de segurana individual (EPIs) e coletiva (EPCs) em perfeito estado e adequados aos trabalhos desenvolvidos, conforme determina a NR06, pedindo sua substituio caso seu estado seja considerado inadequado. Verificar se os equipamentos de segurana individual e coletiva recusados foram efetivamente substitudos e confirmar atravs da inspeo nas fichas de entrega/recebimento dos EPIs devidamente assinadas pelos empregados.

rgo Emissor: SED/GEOM

VISTO:

APROVADO:

MANUAL DE INSTRUES TCNICAS - MITTTULO: FISCALIZAO DE OBRAS DE DISTRIBUIO MDULO: PROCEDIMENTOS PARA EXECUO DE OBRAS DE DISTRIBUIO

Tit.

Md.

Fl.

31Verso

01

006.0Data

02

31/05/04

Uso do capacete ser obrigatrio para toda e qualquer pessoa dentro dos limites da execuo dos servios, devidamente identificada pela cor. Devero ser utilizadas as seguintes cores: capacete amarelo para empregados sem o treinamento; capacete azul royal para empregados treinados nas funes de oficial e meio oficial; capacete cinza para empregados treinados na funo de encarregado. Os capacetes utilizados pelos empregados treinados (encarregado, oficial e meio-oficial) devero ter inscrio com nome do empregado no lado direito do capacete. O capacete na cor branca deve ser de uso exclusivo dos empregados da COPEL. Exigir a sinalizao e isolamento completo de toda a rea interditada por ocasio da construo da obra, utilizando os equipamentos adequados para tal fim e, pedindo auxlio Unidade Controladora de Trfego, quando necessrio; Receber os pedidos de desligamentos das Empreiteiras e/ou programar desligamento quando necessrio e analisar os pontos de aterramento temporrio necessrios a interdio do trecho, encaminhando posteriormente ao rgo de operao para aprovao e liberao; Acompanhar a execuo de obras com desligamentos de AT, registrando no Boletim Dirio de Obras as ocorrncias e o perodo em que o trecho permaneceu interditado; Analisar os comportamentos tcnico, administrativo e disciplinar das Empreiteiras, a fim de viabilizar uma correta avaliao de desempenho. Efetuar as vistorias tcnicas de servios executados, para avaliar a qualidade de mode-obra empregada, exigindo a retificao dos defeitos encontrados; Emitir Boletim de Medio - BMD dos servios executados; Manter atualizados os registros de obras, tais como projetos, anteprojetos,

View more