n 6 - 2 trimestre 2013

Download N 6 - 2 Trimestre 2013

Post on 08-Apr-2016

215 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista da propriedade do Centro Canino de Vale de Lobos sobre a temática canina

TRANSCRIPT

  • Revista Digital de Ces e Lobos

    N 6 2 Trimestre de 2013

    Uma Edio do Departamento de Divulgao do:

    Centro Canino de Vale de Lobos

    Etologia Comportamento Educao Adestramento Convivncia Psicologia Veterinria Esttica

    Artigos - Notcias - Reportagens - Curiosidades

  • Formamos:

    Profissionais competentes...

    e donos responsveis!

    Departamento de Formao do:

    CENTRO CANINO DE VALE DE LOBOS

    Caractersticas do Curso

    Objectivos do Curso: Formar tcnica e cientificamente atravs da aquisio de conhecimentos sobre Criao Canina, todos os criadores, ou que pretendam vir a s-lo, na medida em que, este Curso abarca toda esta temtica, desde os conceitos de Gentica Canina at entrega do cachorro ao futuro dono.

    Incio do Curso: Imediato Mtodo de Ensino: Cientfico Documento fim de Curso: Diploma final de Curso com a qualificao obtida. Tempo mdio despendido com o curso: +/- 6 meses ou 500 horas (varia em funo da disponibilidade e da aplicao do formando). A quem dirigido este Curso: Este Curso dirigido a todos os Criadores Caninos que sintam algumas lacunas no seu conhecimento acerca dos Temas propostos no mesmo. igualmente dirigido a todos aqueles que pretendam iniciar esta apaixonante e nobre atividade que a Cria-o Canina. Perspectivas de conhecimentos adquiridos no final do Curso: Excelente bagagem tcnico/cientfica e conhecimento profundo de todos os mecanismos ligados ao processo de Criao Canina. No final do mesmo, o formando fica em condies de, conscientemente, Criar ces, uma vez que est na posse de formao tcnica e cientfica especfica necessria para o fazer.

    Estrutura Programtica (Resumida) Tema 1 - A Gentica Canina Tema 2 - O Perodo Reprodutivo Tema 3 - A Reproduo Tema 4 - A Gestao Tema 5 - A Patologia da Reproduo Tema 6 - A Alimentao da Cadela gestante Tema 7 - O Parto Tema 8 - A Amamentao Tema 9 - O Desmame Tema 10 - Primeiras etapas do desenvolvimento do Cachorro Tema 11 - Enfermidades do Perodo neonatal Tema 12 - O Crescimento do cachorro Tema 13 - Desparasitao e Vacinao dos Cachorros Tema 14 - A entrega dos Cachorros Tema 15 - Identificao e Registo dos Cachorros

    Curso destinado a todos os criadores, ou potenciais criadores caninos.

    http://formacaoccvl.weebly.com/curso-de-psicologia-canina.html

  • Editorial

    Ces & Lobos Edio N 6

    Pgina 1

    Depois de um esforo bastante grande de todos os que colabo-

    raram nesta edio, apresentamos mais um nmero da nossa

    revista.

    Registamos com satisfao que conseguimos motivar duas

    novas colaboradoras, a Tnia Carvalho e a Ana Pereira, e que

    regressou a Dominique Martins com um curioso trabalho sobre

    as venturas e desventuras de uma Pet Sitter. Infelizmente, nes-

    te nmero no tivemos nenhuma colaborao dos nossos cola-

    boradores brasileiros, penso que foi uma situao pontual e

    que voltaremos a contar com a sua inestimvel participao no

    nosso projeto. Queria voltar a salientar que esta publicao s existe porque

    conta com a participao dos atuais e antigos alunos do Dep. de Formao do

    CCVL, quando estes deixarem de colaborar, o projeto Revista Ces & Lobos termina.

    Esta edio da revista muito interessante, por vrios motivos dos quais

    salientaria a diversidade de temas abordados e todos eles de extremo interes-

    se para os nossos leitores.

    A Tnia ajudou-nos a compreender melhor as 7 raas que constam na famige-

    rada (e irracional) lista das consideradas potencialmente perigosas e os deve-

    res que os donos legalmente tm para deterem exemplares destas raas. Na

    sequncia deste trabalho, a Tnia descreveu minuciosamente as caratersticas

    destas raas. H tantos mitos acerca da viso do co que o Tiago se preocu-

    pou em desfaze-los dando-nos uma ideia mais correta deste sentido do co. A

    personalidade do trimestre foi o fisiologista Russo Ivan Pavlov, o pai do Condi-

    cionamento clssico. Duma intensa discusso no Grupo do Dep. de Formao

    do CCVL, nasceu um interessante artigo acerca da aplicao do Reforo Positi-

    vo. A Anabela descreveu-nos o uso e abuso na utilizao das chamadas colei-

    ras estranguladoras. Na sua primeira participao, a Ana Pereira alertou-nos

    para um grave problema de sade dos nossos ces que o contato deste com

    a lagarta do pinheiro (processionria). O Tiago reportou-nos um Seminrio de

    RCI/IPO ministrado pelo praticante espanhol Daniel Ruano. A pedido do Grupo

    Lobo transcreve-mos um comunicado imprensa enviado por esta organiza-

    o. Mais uma vez, a Anabela e a Vanessa colaborao com as habituais rubri-

    cas: Notcias e Curiosidades. Boas Leituras.

    Slvio Pereira

    Navegue connosco nas ondas da web

    Centro Canino de Vale de Lobos

    www.ccvlonline.com

    Departamento de Formao do CCVL

    http://formacaoccvl.weebly.com

    Departamento de Divulgao do CCVL

    Blogue: http://comportamento-canino.blospot.com

    Frum: http://comportamento-canino.forumotion.net

    www.facebook.com/ccvlobos

    2

    Quais so afinal os ces potencial-

    mente perigosos?

    (Tnia Carvalho)

    4

    Que raa escolher?

    (Tnia Carvalho)

    7

    A viso do co

    (Tiago Barreto)

    8

    Ivan Pavlov

    (Slvio Pereira)

    10

    O Reforo Positivo

    (Grupo de discusso do Dep. de Formao do CCVL)

    15

    Coleiras estranguladoras

    (Anabela Guerreiro)

    17

    A Lagarta do Pinheiro

    (Ana Pereira)

    19

    Venturas e desventuras de uma

    Pet Sitter

    (Dominique Martins)

    20

    Seminrio RCI/IPO c/ Daniel Rua-

    no

    (Tiago Barreto)

    21

    Ansiedade por separao canina

    (Slvio Pereira)

    9 e 24 - Sabia que 18 - Livro recomendado

    23 - Comunicado do Grupo Lobo

    25 - Notcias

    Revista Ces & Lobos

    http://revistacaeselobos.weebly.com

  • Ces & Lobos Edio N 6

    Pgina 2

    Atualidade

    Muita a confuso que reina em tor-

    no deste tema, grande parte pela

    desinformao prestada pelos meios

    de comunicao social e tambm por

    uma regulamentao pouco eficiente

    por parte das entidades competentes.

    De acordo com o disposto do DL n

    315/2009, de 29 de Outubro, os ces

    pertencentes s seguintes raas: Co

    de Fila Brasileiro, Dogue Argentino,

    Pit Bull Terrier, Rottweiler, Stafford-

    shire Terrier Americano, Staffordshire

    Bull Terrier, Tosa Inu, bem como os

    cruzamentos de primeira gerao, os

    cruzamentos destas com outras

    raas so considerados ces poten-

    cialmente perigosos.

    O mesmo DL regulamenta os requisi-

    tos para a posse destes ces:

    Licena emitida pela junta de

    freguesia da rea de residn-

    cia do detentor e para a obten-

    o desta o detentor ter que

    assinar um termo de responsa-

    bilidade, apresentar registo

    criminal isento de condena-

    es contra a vida, seguro de

    responsabilidade civil e, por

    fim, comprovativo de esteriliza-

    o;

    Texto: Tnia Carvalho

    Identificao, atravs da apli-

    cao de microship, com cdi-

    go individual na base de dados

    nacional (SICAFE).

    Os alojamentos devem impedir que

    os ces fujam, devendo por isso:

    as vedaes ter 2 m de altura,

    em material resistente;

    espaamento entre gradea-

    mentos no pode ser superior

    a 5 cm;

    placas de aviso da existncia

    do co, afixadas de modo vis-

    vel e legvel no exterior.

    Estes ces no podem circular sozi-

    nhos na via pblica, em lugares pbli-

    cos ou em partes comuns de prdios

    urbanos. Para circularem nos referi-

    dos locais devero os ces usar aai-

    me funcional, que no permita comer

    nem morder e com trela at 1m de

    cumprimento, que deve estar fixa a

    coleira ou a peitoral.

    Os detentores destes ces tm que

    promover o treino destes, com vista

    Fotos: Google

  • Ces & Lobos Edio N 6

    Pgina 3

    Atualidade

    sua socializao e obedincia, o qual

    no pode ter em vista a sua partici-

    pao em lutas ou reforo da sua

    agressividade. Este treino s pode

    ser ministrado por treinadores certifi-

    cados para o efeito.

    Aqui comea um dos problemas da

    legislao, segundo o despacho n

    7705/2010, foi determinado quais as

    entidades que esto acreditadas

    para fazer a certificao dos treina-

    dores, mas a questo que ao ques-

    tionarmos as entidades sobre o

    tema, apenas nos sabem dizer que

    est uma proposta em cima da

    mesa, mas no h nada em concre-

    to.

    Desde 2007 at Janeiro de 2013,

    segundo dados da dgav, ocorreram

    373 ataques de raas potencialmente

    perigosas, mas se h tantos ataques

    porque no se procuram e se res-

    ponsabilizam os verdadeiros culpa-

    dos? Desde 2010 que se est

    espera que se decida quem far a

    certificao dos treinadores e nada.

    Recentemente, saiu mais uma not-

    cia relacionada com o tema, desta

    vez criou-se uma nova exigncia o

    certificado de aptido tcnica, em

    resumo o detentor de um co poten-

    cialmente perigoso ter que frequentar

    aulas de adestramento bsico. No

    entanto, mais uma vez a notcia foi

    publicada, sem que haja j dados con-

    cretos, visto ainda no ter sido defini-

    do quem ir ministrar esta formao

    nem quem ter competncia para emi-

    tir o respetivo certificado. Caber ao

    diretor-geral de Alimentao