nº 42 - abril a junho

Download nº 42 - abril a junho

Post on 08-Jan-2017

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Minoritrios da IPR aceitam oferta daGDF SUEZ

Os dez anos da Usina Cana Brava

Quanto vale a biodiversidade?

A energia que vem do sol

A participao da Tractebel Energia

RIO+20

INFORMATIVO DA TRACTEBEL ENERGIA . ANO 8 . No 42 . ABRIL/JUNHO 2012

tractebel_boasnovas_revista_3ed_v9.indd 1 05/07/12 17:35

SUMRIO

19 16 RIO+2016. Rio+20 - O futuro sustentvel em debate

20. Tractebel doa crditos de carbono para Rio+20

32 CULTURA32. Programa Cultural

33. Um sonho em Londres

31 TECNOLOGIA + TICA31. Os desaos da era digital

21 ENTREVISTA21. Energia transformadora

28 P&D28. Tractebel desenvolve projeto inovador

30 LABORATRIO TOLEDO30. Peixes para o Rio Iguau

24 IPR GDF SUEZ24. GDF SUEZ anuncia compra de aes da International Power

25. Primeira carga de GNL da GDF SUEZ chega ao Brasil

26. GDF SUEZ lana programa de Microcrdito Solidrio

27. XI Prmio LIF

34 RESULTADOS34. Tractebel Energia lucra R$ 329,5 milhes

34. Fitch classica Tractebel como AAA

35 ALTA VOLTAGEM35. Odilon Parente assume como diretor do CESTE

35. Especialista da Tractebel compe diretoria do IBRI

08 28

03 MENSAGEM DO PRESIDENTE03. Os desaos aps Rio+20

06 MEIO AMBIENTE06. Quanto vale a Biodiversidade?

08. Horto preserva espcies do Cerrado

04 36004. Energia solar no Rio de Janeiro

04. Visita Tcnica

04. Financiamento para parques elicos no Cear

05. Complexo Jorge Lacerda

05. Comemorao em Machadinho

05. Relatrio de Sustentabilidade 2011

10 USINAS10. 86 mil pessoas visitam usinas em 2011

12. Dez anos de Gerao Consciente

14. Investimento de R$ 76 milhes em 134 projetos

Tractebel Energia2

tractebel_boasnovas_revista_3ed_v9.indd 2 05/07/12 17:36

MENSAGEM DO PRESIDENTE

Rio+20Os desaos aps a

Manoel Zaroni presidente da Tractebel Energia

As discusses que ocorreram na Rio+20 reetem

a preocupao de uma parcela muito signicativa

da populao com as condies de vida em nosso

planeta hoje e no futuro. Entre os pontos que no

suscitam dvidas est a necessidade de reavaliar

os atuais padres de consumo e utilizar com mais

racionalidade os recursos naturais existentes.

Com esse esprito, ns da Tractebel Energia temos

ampliado os projetos e aes que colocam a

preservao ambiental e o uso racional de recursos

naturais no cerne estratgico de nosso negcio.

Participamos da Rio+20 apoiando a apresentao de

prottipo de gerao de energia eltrica, idealizado

pela COPPE, a partir das ondas do mar. Esse projeto

est em fase nal de testes no porto de Pecm, no

Cear, e foi includo no programa de Pesquisa &

Desenvolvimento da Empresa.

Tambm nossa controladora, o Grupo GDF SUEZ,

participou do evento e, na oportunidade, lanou

no Brasil, em conjunto com o Observatrio Social

Internacional (OSI), uma importante iniciativa global

contra a excluso social e que ter o apoio do Grupo

para se expandir no Pas.

Hoje, na Tractebel Energia, a gerao de energia

eltrica majoritariamente proveniente de fontes

renovveis e j representa 85% do total de sua

Plnio Bordin

capacidade instalada. Este o resultado da estratgia

adotada pela Companhia de priorizar o crescimento

de sua participao em fontes renovveis, mas

mantendo uma pequena participao em fontes

fsseis enquanto essas forem fundamentais para

garantir o atendimento da demanda, o que se verica

quando a gerao por meio de fontes renovveis ca

comprometida, como nas hidreltricas quando no

h chuvas e nas elicas quando no h vento.

Acreditamos que o Pas precisa de uma matriz

energtica diversicada, o que possibilita maior

variedade de alternativas no atendimento de suas

necessidades. Uma fonte que tem se mostrado

promissora o aproveitamento da energia solar,

alternativa que j estamos estudando h alguns

anos e, que neste ano, objeto de um ambicioso

projeto de pesquisa que visa conhecer melhor a

potencialidade desta fonte no Brasil. Com iniciativas

desta natureza acreditamos estar contribuindo para

a sustentabilidade de nosso negcio, minimizando

os impactos de nossa atividade e criando um sistema

onde todos ganham.

BoasNovas 3

tractebel_boasnovas_revista_3ed_v9.indd 3 05/07/12 17:36

O BNDES (Banco Nacional de

Desenvolvimento Econmico e Social)

aprovou, em 9 de maio, nanciamento de

R$ 358 milhes para quatro parques elicos

da Tractebel Energia no municpio de Trairi, no

Cear. Com potncia instalada total de

115,4 MW, o projeto entra em operao

em janeiro de 2013 e vai contar com um

investimento total de R$ 523,4 milhes. O

Projeto Trairi composto pelas centrais

Fleixeiras (30 MW); Guajiru (30 MW); Munda

(30 MW) e Trairi (25,4 MW).

nosso primeiro empreendimento 100%

voltado ao mercado livre que conta com

nanciamento do BNDES, diz o presidente

da Tractebel Energia, Manoel Zaroni Torres,

acrescentando que os quatro parques

contaro com 50 aerogeradores produzidos

no pas pela Siemens Ltda. A comercializao

de energia desse projeto uma alternativa

inovadora para a empresa, j que permite a

ampliao da oferta para os consumidores

livres especiais, ou seja, aqueles com

demanda entre 0,5 MW e 3 MW.

Zaroni explica que ao optar pela compra desta

energia incentivada, o cliente tem desconto

de 50% da tarifa de uso da rede eltrica, pois a

energia provm de parques elicos, de usinas

termeltricas a biomassa e PCHs - pequenas

centrais eltricas. Esto neste mercado de

consumidores livres especiais, shoppings

centers, pequenas indstrias, mdias

empresas e supermercados, entre outros.

O presidente informa tambm que o

prazo para pagamento do emprstimo do

BNDES de 16 anos e que o contrato prev

contrapartidas sociais da Companhia. Esto

previstos investimentos de R$ 8 milhes em

projetos que possibilitem o desenvolvimento

sustentvel das comunidades locais.

A Tractebel Energia busca fortalecer sua experincia no mundo da

energia solar por meio de um ambicioso projeto de P&D (pg. 28) e pela

instalao de painis fotovoltaicos no Parque Madureira, na cidade do

Rio de Janeiro. O sistema de gerao solar fotovoltaica instalado no

parque tem capacidade instalada de 2,24 kWp, sendo composto por

16 painis fotovoltaicos, um inversor com funo de carregador do

banco de baterias, um controlador de carga e um banco de baterias

com capacidade de 2.880 Ah que fornecer energia eltrica em corrente

contnua, na tenso de 24V para o sistema de iluminao em lmpadas

LED do Centro de Visitantes.

O Parque Madureira uma obra da Prefeitura do Rio que criou, no

espao anteriormente destinado a linhas de transmisso da Light,

um ambiente para a populao do bairro com atrativos esportivos,

como pistas de skate e caminhada, e culturais, como concha acstica

e sala de shows. Todo o parque tem apelo sustentvel e a iniciativa

da Tractebel Energia de fornecer energia eltrica por meio de painis

solares refora esse aspecto do local.

parques elicos no Cear

Rio de JaneiroEnergia solar no

Acadmicos do quinto perodo do curso de Agronomia da UNISEP (Unio de

Ensino do Sudoeste do Paran) por meio da disciplina Hidrulica, Hidrologia

e Hidrometria, realizaram uma visita tcnica, em abril, Usina Hidreltrica

de Salto Osrio (PR). Acompanhados pelos professores Francielli Geremia,

Luiz Carlos Boaretto e lvaro Rodrigo Freddo, os acadmicos foram

recepcionados com coffe break e entrega de um kit da empresa. Aps,

tiveram a oportunidade de visualizar o funcionamento interno da Usina, sua

estrutura e importncia para o desenvolvimento socioeconmico da regio,

presenciando - inclusive - as turbinas em plena operao. Situada no curso

principal do Rio Iguau, entre os municpios de Quedas do Iguau e So

Jorge do Oeste, a usina gerenciada pela Tractebel Energia.

Visita Tcnica

Financiamento para

360o

Beth Santos

Prefeito do Rio, Eduardo Paes, e governador uminense, Sergio Cabral, inauguram o Parque Madureira. Ao fundo, o Centro de Visitantes com energia solar da Tractebel Energia

Tractebel Energia4

tractebel_boasnovas_revista_3ed_v9.indd 4 05/07/12 17:36

360o

Fundamentais para a operao das unidades, o Complexo Termeltrico

Jorge Lacerda, da Tractebel Energia, recebeu em abril as licenas

de operao das trs usinas - UTLA, UTLB e UTLC - e dos depsitos

de carvo, vlidas por quatro anos. Complementando a gesto

socioambiental, em maio ocorreram auditorias externas, quando

as Certicaes NBR ISO 9001,14001 e OSHAS 18001 foram

mantidas sem nenhuma no-conformidade na manuteno do SIG

(Sistema Integrado de Gesto da Qualidade, Ambiental e de Sade e

Segurana).

O processo de renovao das licenas iniciou em meados de

2010, atravs de reunies peridicas entre tcnicos da Tractebel

Energia, Unisul (Universidade do Sul de Santa Catarina) e FATMA

(Fundao do Meio Ambiente). O objetivo foi avaliar o atendimento

s condicionantes das licenas em vigor, comprovando que todas

Complexo Jorge Lacerda

Mais de 300 pessoas estiveram reunidas para comemorar uma dcada

de conquistas e desenvolvimento da Usina Hidreltrica Machadinho.

Foram homenageados os colaboradores que h dez anos prestam

trabalho competente e dedicado Usina. No evento, onde estiveram

presentes o diretor presidente da Tractebel Energia, Manoel Zaroni

Torres; o diretor de Produo, Jos Carlos Cauduro Minuzzo e o

diretor administrativo Luciano Andriani; o presidente do Conselho

de Administrao do Machadinho Energtica, Otvio Carneiro de

Rezende; o diretor da Alcoa Alumnios e vice-presidente do Consrcio

Machadinho, Ricardo de Barros Moraes Sayo; o diretor geral do

Consrcio Machadinho, Duilio Diniz de Figueiredo, falou que o momento

de confraternizao e alegria. Comemoramos 10 anos repletos de

conquistas, inovaes e aproximao com a comunidade, armou.

Em seu discurso, Zaroni reforou de que no h desenvolvimento sem

Comemorao em

Machadinho

O Relatrio de Sustentabilidade 2011 da Tractebel Energia est disponvel

para todos os interessados, em especial, aos stakeholders da Companhia

exclusivamente no site www.tractebelenergia.com.br. O tema do ano

Energia, Movimento, Mudana, que faz aluso ao momento atual

de mudana e dinamismo. Pelo quarto ano, o documento preparado

com base no GRI (Global Reporting Initiative). Devida a sua transparncia

Relatrio de Sustentabilidade 2011

energia eltrica e cabe agora suprir demandas que proporcionem uma

melhor tranquilidade de consumo. Certicada pelas normas NBR ISO

9001, ISO 14001 e OHSAS 18001, a usina utiliza a fora da gua para gerar

energia limpa e renovvel. Seus proprietrios so Companhia Brasileira de

Alumnio (CBA), Alcoa Alumnio S.A., Tractebel Energia S.A., Votorantim

Cimentos S.A., VALE S.A., InterCement Brasil S.A., Companhia Estadual

de Gerao e Transmisso de Energia Eltrica (CEEE-GT) e DME

Distribuio S.A. (DMED).

e qualidade das informaes, o relatrio da Tractebel

Energia considerado A+. O Relatrio de Sustentabilidade

2011 foi elaborado de forma a permitir a navegao

amigvel e dinmica pelo documento, que apresenta

infogrcos interativos que facilitam a compreenso

das informaes apresentadas.

foram cumpridas pela empresa, com destaque para o monitoramento

ambiental da regio sob inuncia das usinas e melhorias nos controle

operacionais. Destacam-se tambm, em relao s condicionantes

das novas licenas de operao, a implantao do novo sistema de

monitoramento ambiental da qualidade do ar, com a modernizao

das estaes em operao e a instalao do sistema de monitoramento

online na Unisul e na FATMA.

Esse sistema dever estar em operao at abril de 2013, com

a ampliao dos parmetros monitorados. Simultaneamente, ser

instalada uma nova estao completa de monitoramento da qualidade

do ar na Unisul, onde tcnicos da universidade realizaro as anlises

e acompanharo o monitoramento da qualidade do ar na regio.

Luciano Comin

Em seu discurso, Manoel Zaroni Torres lembrou que no existe desenvolvimento sem energia eltrica

BoasNovas 5

tractebel_boasnovas_revista_3ed_v9.indd 5 05/07/12 17:36

MEIO AMBIENTE

Quase uma dcada e meia de presena no setor eltrico nacional

marcou a trajetria da Tractebel Energia como a maior empresa

privada de gerao de energia eltrica do pas. Mas qual a herana

desse perodo de intensa atuao econmica, social e ambiental?

Para compreender e mensurar os programas socioambientais

desenvolvidos nesses 14 anos, identicando vulnerabilidades

e antevendo aes futuras, o departamento de Meio Ambiente

estabeleceu algumas metas. O objetivo inicial ser o de identicar

questes que exigem enfrentamento especco, atravs de informao

disponvel, para a otimizao da atuao empresarial nos aspectos que

compem os preceitos da sustentabilidade.

Estabelecemos um dilogo com entidades cientcas, ONGs e

instituies pblicas, para quanticao e da avaliao dos servios

ambientais, conhecidos tambm como servios ecossistmicos, que

j implantamos desde 1998. Precisamos saber qual o rebatimento,

ou seja, o que signica esse trabalho j realizado nas hidreltricas da

Quanto vale aBiodiversidade?

Meio Ambiente faz inventrio junto a ONGs e instituies estatais para quanticar aes ambientais realizadas nos ltimos anos

empresa, esclarece o gerente de Meio Ambiente da

Tractebel Energia, Jos Lourival Magri.

Dentro das aes que a companhia desenvolve na

promoo da biodiversidade, algumas iniciativas

apresentam resultados mais visveis no curto

e mdio prazos. A expanso de corredores

ecolgicos, que promovem uma continuidade de

ora e fauna entre duas reas preservadas, por

exemplo, ocorre de maneira mais rpida em locais

menos alterados pela ao do homem, como nas

usinas de Cana Brava (GO) e Machadinho (SC/RS).

J a recuperao de locais onde o entorno

apresenta uso mais antigo e intensivo, requer

uma ao mais direcionada. Em It (SC), as APPs

(reas de Preservao Permanente) esto sendo

expandidas em direo ao Parque Fritz Plaumann,

Shutterstock

Tractebel Energia6

tractebel_boasnovas_revista_3ed_v9.indd 6 05/07/12 17:37

MEIO AMBIENTE

criando assim um corredor ecolgico de proteo.

Ali acontece um trabalho de conservao da

Floresta Estacional Decidual, um dos ecossistemas

mais ameaados em Santa Catarina, onde cerca de

740 hectares de matas do entorno do R...