níveis de prevenção em saúde. 2ª parte prof. asistente : romildo l. m. andrade

Download Níveis de prevenção em saúde. 2ª parte Prof. asistente : Romildo L. M. Andrade

Post on 18-Apr-2015

104 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Nveis de preveno em sade. 2 parte Prof. asistente : Romildo L. M. Andrade
  • Slide 2
  • Classificao das medidas preventivas So consideradas medidas preventivas todas aquelas utilizadas para evitar as doenas ou suas conseqncias, quer ocorram sob forma espordica, quer de modo endmico ou epidmico. Em sade pblica, so tradicionais as providncias destinadas a evitar o incio biolgico da doena infecciosa e parasitria
  • Slide 3
  • B Preveno primria, secundria e terciria As fases de preveno primria, secundria e terciria desdobram-se em cinco nveis de preveno. Para cada nvel, existem muitas formas de atuao.
  • Slide 4
  • medidas preventivas A medidas inespecficas e especficas B preveno primria, secundria e terciria C cinco nveis de preveno, com sua terminologia prpria D medidas universais, seletivas e individualizadas
  • Slide 5
  • A medidas inespecficas e especficas As medidas inespecficas so tambm chamadas gerais ou amplas, tm o objetivo de promover o bem-estar das pessoas; as especficas ou restritas, incluem as tcnicas prprias para lidar com cada dano sade, em particular. Ex: profilaxia da doena de chagas = luta antivetorial e cuidados para evitar a transmisso transfusional (especficas); melhoria na qualidade de vida da populao (inespecficas)
  • Slide 6
  • B Preveno primria, secundria e terciria As aes primrias so aplicadas em fase anterior ao incio biolgico da doena e as secundrias aps o seu incio. O termo tercirio aplicado visando a incluir medidas recomendadas em fase mais avanada da doena, no intuito de prevenir deteriorao ainda maior do estado clnico.
  • Slide 7
  • B Preveno primria, secundria e terciria 1 preveno primria: as aes esto dirigidas para a manuteno da sade. Visam a preveno da ocorrncia Ex: educao para a sade e saneamento ambiental. 2 preveno secundria: as medidas so orientadas para o perodo patolgico, enquanto a doena ainda est progredindo. Visam preveno da evoluo. (aas para prevenir um segundo IAM) 3 preveno terciria: as aes se dirigem fase final do processo e visam a desenvolver a capacidade residual do indivduo. (AVC)
  • Slide 8
  • Primeiro Nvel: Promoo da Sade Educao Sanitria Alimentao e nutrio adequadas Habitao adequada Emprego e salrios adequados Condies para satisfao das necessidades bsicas do indivduo
  • Slide 9
  • Segundo Nvel: Proteo Especfica Vacinao Exame pr-natal Quimioprofilaxia Fluoretao da gua Eliminao de exposio a agentes carcinognicos
  • Slide 10
  • Slide 11
  • Terceiro Nvel: diagnstico e tratamento precoce Rastreamento Exame peridico de sade Procura de casos entre contatos Auto-exame Intervenes mdicas ou cirrgicas precoces
  • Slide 12
  • Slide 13
  • Quarto Nvel: Limitao do dano Acesso facilitado a servios de sade Tratamento mdico ou cirrgico adequados Hospitalizao em funo das necessidades
  • Slide 14
  • Quinto Nvel: Reabilitao Terapia Ocupacional Treinamento do deficiente Melhores condies de trabalho para o deficiente Educao do pblico para aceitao do deficiente Prteses e rteses