N2010 - Lei Rouanet - Projeto Cultural

Download N2010 - Lei Rouanet - Projeto Cultural

Post on 03-Jul-2015

739 views

Category:

Documents

6 download

DESCRIPTION

Cpia do projeto eletrnico da Lei Rouanet para o N Design Imerso 2010.

TRANSCRIPT

<p>MINISTRIO DA CULTURA PROGRAMA NACIONAL DE APOIO CULTURA PRONAC PRONAC: 100036 - N Design Imerso 2010 Curitiba - www.ndesign.org.br Proponente: Centro Acadmico de Desenho Industrial</p> <p>IdentificaoPRONAC 100036 CNPJ / CPF 80.509.599/0001-22 UF Mecanismo PR Mecenato NomeDoProjeto N Design Imerso 2010 Curitiba - www.ndesign.org.br Proponente Centro Acadmico de Desenho Industrial</p> <p>UF / Mecanismo / rea / Segmento / Processorea Cultural Artes Integradas Segmento Artes Integradas Processo 01400.000040/2010-91</p> <p>Localizao atual do projetoA localizao atual do projeto s ser alterada aps o recebimento do projeto na unidade destino. SEFIC/GEAAP/SUAPI/DIAAPI</p> <p>SituaoDt.Situao 08/06/2010 Providncia Tomada Encaminhado of. n 4581/2010/COAPRO, datado de 08/06/2010, solicitando: Estatuto, ata de eleio da atual diretoria, RG/CPF do presidente, declarao de Incentivo Fiscal, direitos autorais, FGTS, INSS e cronograma atualizado. Situao Aprovado condicional Aguardando documentos para publicao de portaria de captao</p> <p>ValoresSolicitado 916.704,43 Aprovado 612.004,43 Captado 0,00</p> <p>Sntese do ProjetoPretende-se abordar a interculturalidade atravs da imerso de participantes de todo o pas em uma cidade evento. Durante uma semana sero abordados, atravs do Design, diversos aspectos scio-culturais, sustentveis e artsticos, buscando a discusso de idias e experimentao de solues visando o desenvolvimento humano.</p> <p>ObjetivosO N Design Imerso acontecer entre os dias 11 e 18 de julho de 2010, na cidade de Curitiba-PR, ter como sede a Universidade Positivo. Propondo a criao de um ambiente completo para o evento, a cidade evento, onde os inscritos - estudantes, profissionais e empresrios da rea do Design - podero participar de forma plena. Todas as atividades sero realizadas no mesmo espao, proporcionando a troca de experincias e vivncias entre, aproximadamente, 5.000 participantes de diversas regies e culturas. O ambiente proposto promover menor impacto ambiental utilizando alternativas como a conscientizao do participante, o uso de novas tecnologias, otimizao da estrutura fsica e dos recursos materiais. A democratizao do conhecimento se faz pela possibilidade de participar de oficinas e workshops durante todo o evento, que so chamados mergulhos. Os participantes tero acesso ao conhecimento vindo de diversas partes do pas, por pessoas que iro inscrever suas atividades em edital para compor os mergulhos. Alm disso, os resultados das atividades sero compilados e divulgados durante o evento, nas exposies dos</p> <p>mergulhos e aps o evento. Para isto, haver o registro e a exposio dos resultados das atividades, principalmente dos Mergulhos (oficinas de cunho terico/prtico), na internet e presencialmente, garantindo o livre acesso de todos os interessados. Este registro das atividades incentivar a continuidade das aes aps o evento. Objetiva-se o desenvolvimento do senso crtico e da pr-atividade, condizente com as movimentaes sociais e culturais ocorridas nos ltimos anos. Isto ser alcanado atravs de atividades horizontais, onde o participante atua ativamente, junto ao ministrante, no compartilhamento do conhecimento. Busca-se tambm a difuso da cultura nacional, com atividades tais como shows, grupos culturais, feiras gastronmicas e mostra de vdeos, aproximando o pblico da vasta cultura brasileira sob a tica do Design. Para favorecer esta difuso cultural e a incluso social, o evento oferecer inscries a preo acessvel e destinar gratuitamente 10% das inscries para a comunidade regional e convidados. Por fim, haver a promoo e difuso do evento e dos arquivos histricos, com o lanamento da Exposio Comemorativa dos 20 Anos de N Design, apresentando fotos, vdeos, materiais grficos e documentos nunca antes divulgados.</p> <p>JustificativaO N Design Encontro Nacional de Estudantes de Design um evento sem fins lucrativos de carter cientfico, poltico, acadmico e cultural, realizado anualmente desde 1991. Surgiu com o objetivo de criar um espao para o encontro de todos os estudantes de Design do pas, e assim promover discusses, troca de idias e gerao de solues para as questes relativas ao mundo do Design. Em 19 anos de realizao, o N Design conseguiu se consolidar como um dos maiores eventos em toda a Amrica Latina, tornando-se referncia de qualidade na rea de Design. A primeira e a oitava edies foram realizadas em Curitiba-PR e as demais ocorreram em cidades das vrias regies brasileiras. No ano de 2007, em Florianpolis-SC, atingiu-se o maior nmero registrado de participantes, totalizando 4532. Hoje, o N Design organizado para propiciar aperfeioamento pessoal, disseminao de conhecimento e integrao comunidade de Design brasileira. Raras so as oportunidades de unir to grande nmero de culturas em um ambiente focado na produo de contedo, difuso cultural e no intercmbio de experincias. O evento tambm visa proporcionar aos participantes diferentes fontes de conhecimento alm das tradicionais. Isto acontecer atravs da interao entre os participantes e do contato com profissionais. Alm de promover o crescimento e amadurecimento pessoal e profissional, contribui-se para a formao de cidados, deixando-os mais conscientes da importncia do design no pas como fator de desenvolvimento social. A Comisso Organizadora do N Design sempre preocupou-se em propiciar ao maior nmero de pessoas de diferentes regies e camadas sociais a possibilidade de participar do evento. Para que isto ocorra, necessrio obter patrocnios e apoios. Em edies anteriores, uniram-se ao projeto, governos municipais e estaduais alm de Petrobrs, AMD e Correios. Embora tenha ocorrido vrias mudanas scio-culturais neste perodo, tais como a revoluo digital, difuso da internet, e, mais recentemente, as redes sociais, o N Design apresenta basicamente, o mesmo formato desde o seu lanamento. Diante destas mudanas torna-se necessria a alterao de formato do N Design para adequar-se realidade vivida 20 anos aps o seu lanamento. Assim, nasceu a proposta para a vigsima edio do evento, novamente a ser sediada em Curitiba, intimamente ligada interculturalidade e interdisciplinaridade, que sero analisadas e trabalhadas atravs das ferramentas do Design. Alm de valorizar e dar continuidade histria dos estudantes de design, proporcionar ao participante diferentes experimentaes em atividades culturais que visam o desenvolvimento humano.</p> <p>AcessibilidadeO espao destinado cidade evento o Campus da Universidade Positivo. Foi escolhido, dentre outros motivos, por proporcionar conforto e comodidade a todos. Alm do amplo espao fsico, salas de aula e auditrios, a Universidade oferece infra-estrutura adaptada ao acesso de portadores de necessidades especiais, minimizando a barreira fsica, disponibilizando estacionamentos exclusivos, rampas de acesso, elevadores, banheiros e vestirios. Especificamente, no Teatro Positivo, local onde iro ocorrer as principais atividades, h poltronas confortveis para diferentes tipos fsicos e locais para portadores de necessidades especiais. O sistema de transporte pblico que alimenta a instituio dispe de nibus com plataformas e assentos preferenciais destinados a portadores de necessidades especiais, grvidas e idosos. Durante o evento, placas de informao em Braille sero distribudas pelo Campus e um mapa ttil ser disposto no centro de informaes, para facilitar a sinalizao e a localizao de deficientes visuais na cidade evento. Para minimizar as barreiras tecnolgicas, a acessibilidade web ser parte integrante do projeto, seguindo os princpios gerais de incluso digital, associando texto em cada elemento no textual, vocabulrio acessvel e navegao ativada pelo teclado no site do evento. Durante o evento, nas principais atividades, ser disponibilizado tecnologia de rdio-transmissores com udiodescrio, que facilita a compreenso do contedo exposto nas atividades. Para os deficientes vocais sero disponibilizados aparelhos portteis de comunicao de voz. A Universidade ainda possui um ncleo de incluso social, que capacita profissionais e estagirios na traduo</p> <p>em Libras (Linguagem Brasileira dos Sinais) e que capacitar monitores e colaboradores do evento. O curso de Arquitetura e Urbanismo, como integrante do Frum de Acessibilidade do CREA, estimula constantemente esta preocupao no universo da instituio. Assim, a equipe envolvida com o projeto ter a possibilidade de desenvolver aes que busquem minimizar as barreiras atitudinais, conscientizando as pessoas para uma melhor receptividade para com portadores de necessidades especiais.</p> <p>Democratizao de acessoO evento tem como caracterstica predominante a sua horizontalidade, ou seja, os participantes sero convidados a colaborar com a disseminao do conhecimento e da cultura e contribuir com a construo do contedo do evento. A participao de diversos grupos e segmentos sociais, sejam estes de diferentes regies do pas, classes sociais ou ideologias polticas, contribuir com a gerao e multiplicao do conhecimento. A programao do evento possui categorias de atividades que sero destinadas aos participantes que quiserem contribuir e enviar suas propostas. Trabalhos inscritos no Seminrio de Produo Acadmica (SEPA), Mergulhos e Mostra de Vdeos faro parte destas oportunidades de contribuio, onde os projetos sero avaliados e selecionados por uma comisso avaliadora e os selecionados estaro isentos da inscrio do evento. Outra forma de iseno sero os monitores, participantes que iro somar ao corpo de staff do evento na realizao de pequenas atividades, passando por avaliao e seleo. Ao todo, as isenes iro totalizar 10% das vagas disponveis no evento, aproximadamente 500 colaboradores. O N Design tem como proposta uma srie de exposies durante o evento, desde exposies de novos talentos, ilustraes, resultados de atividades, pesquisas acadmicas at de resgate histrico das edies anteriores do N Design. As exposies sero abertas sociedade e, para difundir este conhecimento para as futuras geraes, as escolas de Ensino Fundamental e Mdio sero convidadas para visit-las gratuitamente. Isto poder ser viabilizado em parceria com a Prefeitura, Fundao Cultural de Curitiba ou Governo do Estado.</p> <p>Etapa de trabalhoPr-Produo/Preparao Elaborao do projeto (25/07/2009 02/01/2010) (Elaborao e Agenciamento) Envio do projeto (03/01/2010) Contatos com possveis apoiadores (25/07/2009 aprovao) Aprovao. Captao de recursos (aprovao 10/05/2010) Pr-Produo Divulgao Produo e Execuo do Evento Avaliao Prestao de Contas Elaborao do projeto: 25/07/2009 02/01/2010 Etapa de ajustes do projeto as termos e definies da Lei Rouanet; Oramentos e Fichas tcnicas. Envio do Projeto 03/01/2010 Data limite para envio do projeto pela internet. Contato com possveis apoiadores: 27/10/2009 - aprovao Apresentao do projeto aos possveis apoiadores com materiais grficos especficos para cada; Busca de apoios para partes especficas do projeto. Divulgao / Comercializao - a partir de 20/01/2010 Apresentao em eventos da rea; Produo de vdeos; Distribuio de materiais impressos; Publicao de mdias digitais; Produo de sinalizao e materiais grficos; Divulgao do resultado das atividades via mdias on-line e mdias impressas; Lanamento do Projeto: 20/01/2010 Abertura das inscries e editais para atividades (Mergulhos, Mostra de Vdeos, SEPA, Mesas de Discusso, Bazar, Monitoria); Desenvolvimento do projeto Pr-Produo: 20/01/2010 Contratao de servios; Preenchimento da grade de atividades e convidados; Captao de recursos. Produo /Execuo Evento: 11 a 18/07/2010 Concretizao do projeto; Censo dos participantes, Realizao das atividades propostas e registro do evento. Divulgao on-line dos resultados das atividades; Exposies, Apresentao de Trabalhos, Mostra de Vdeos,</p> <p>Mergulhos, Atividades Culturais, Biarticulado e Mesas Redondas. Avaliao: 25/07/2010 a 30/08/2010 Compilao dos dados das atividades e do censo; Avaliao dos quesitos cientficos, scio-culturais e sustentveis; Objetivos atingidos. Publicao dos Resultados: a partir de 31/08/2010 Publicao, divulgao e democratizao dos produtos do evento atravs de materiais grficos, audiovisuais e exposies itinerantes. Prestao de contas: at 17/10/2010 Balano financeiro do projeto e divulgao da prestao de contas.</p> <p>Ficha TcnicaConde Curitiba Introduo A Comisso Organizadora do N Design - Conde Curitiba, formou-se em dezembro de 2008, com um grupo de 15 (quinze) pessoas ligadas aos Centros Acadmicos da cidade, alm de apoios de fora da cidade e colaborao de professores como a Doutora Maristela Ono e o Mestre Naotake Fukushima, coordenador geral do 1 N Design. Durante 45 (quartenta e cinco) dias este grupo estruturou o pr-projeto apresentado no Cone de Janeiro de 2009 na cidade de Recife, oficializando a candidatura da cidade. Nos meses seguintes, o grupo cresceu, alcanando 38 (trinta e oito) membros, e desenvolveu os itens apresentados no projeto defendido no Cone de Julho de 2009, durante o N Design Pernambuco. A candidatura foi eleita por unanimidade dos votos e a partir de ento a equipe trabalha na execuo da proposta. Atualmente, em janeiro de 2010, a Conde conta com mais de 60 (sessenta) membros efetivos, todos voluntrios, alm de dezenas de colaboradores, sendo na sua grande maioria estudantes de Design de diversas instituies de ensino de Curitiba. Estrutura e funcionamento da Conde Curitiba A equipe distribuda em Secretaria Geral e cinco clulas principais: Contedo, Estrutura, Finanas, Marketing e Relaes Pblicas. Cada clula atua no estudo, planejamento e execuo de suas funes especficas, e possui um coordenador, coordenadores de sub-clula e membros, que se reunem, semanalmente, em Reunies Ordinrias. Os 5 (cinco) (coordenadores representam suas clulas no Conselho de Planejamento, que se reune semanalmente e responsvel pela estruturao e gerenciamento estratgico do projeto. Alm destas reunies, acontecem as Reunies Gerais, atualmente com periodicidade quinzenal, onde participam todos os membros da Conde. A opo foi por um sistema que no tivesse decises centralizadas, mas sim responsabilidades distribudas entre todos da equipe, onde os interesses de cada clula so representados pelos seus coordenadores, que possuem direitos iguais em momentos consultivos e deliberativos do Conselho de Planejamento. Os demais membros da Conde possuem direito igual de voto em sua clula e nas Reunies Gerais. A comunicao administrada pela Secretaria Geral, responsvel pelo gerenciamento e manuteno da organizao interna. Os projetos e solues propostas iniciam-se a partir de sugestes internas e externas e so desenvolvidos de maneira colaborativa, em documentos compartilhados on-line, onde todos os membros tem acesso simultneo edio. A reviso e finalizao realizada em Reunies Executivas, nas quais participam coordenadores e membros interessados ou convocados. Este procedimento visa incluir diferentes pontos de vista e tornar o projeto mais adequado e abrangente. Responsveis Tcnico pelo Projeto Os responsveis tcnicos pelo projeto inscrito na Lei Roaunet so os 5 (cinco) Coordenadores de Clula e o Secretrio Geral, com breve currculo disponibilizado a seguir. A...</p>