murillo machado cruz

Download Murillo Machado Cruz

Post on 07-Jan-2017

217 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIS CAMPUS JATA CURSO DE GRADUAO EM ZOOTECNIA RELATRIO DE

    ESTGIO CURRICULAR OBRIGATRIO

    MURILLO MACHADO CRUZ

    SIMULAO DA VIABILIDADE ECONMICA DA SUPLEMENTAO PROTEICA PARA BOVINOS EM

    REGIME DE PASTAGEM

    JATA GO 2013

  • II

    MURILLO MACHADO CRUZ

    SIMULAO DA VIABILIDADE ECONMICA DA SUPLEMENTAO PROTEICA PARA BOVINOS EM REGIME DE PASTAGEM

    Orientadora: Profa. Dra. Ana Luisa Aguiar de Castro

    Relatrio de Estgio Curricular Obrigatrio apresentado Universidade Federal de Gois - UFG, Campus Jata, como parte das exigncias para obteno do ttulo de zootecnista.

    JATA GO 2013

  • III

    MURILLO MACHADO CRUZ

    Relatrio de Estgio Curricular Obrigatrio para Concluso do curso de Graduao em Zootecnia, defendido e aprovado em 08 de maro de

    2013, pela seguinte banca examinadora:

    ______________________________________ Profa. Dra. Marcia Dias UFG/CAJ

    ______________________________________ Prof. Dr. Vinicio Araujo Nascimento UFG/CAJ

    ______________________________________ Profa. Dra. Ana Luisa Aguiar de Castro

    Orientadora

    JATA GO 2013

  • IV

    AGRADECIMENTOS

    Agradeo primeiramente a meus pais Paulo Sousa Cruz e Maria de

    Lourdes Machado e Sousa e a minha av Francisca Sousa Cruz que me

    deram a oportunidade de frequentar uma universidade, e que sempre me

    apoiaram durante todo o perodo do curso de zootecnia. Sem eles esse

    sonho nuca teria se realizado.

    Agradeo tambm a minha orientadora Profa. Dra. Ana Luisa Aguiar

    de Castro por ter me aceitado como seu orientado, pela sua pacincia

    comigo durante a realizao desse trabalho e por sempre ter me auxiliado

    quando precisei.

    Agradeo a Hellen Chaves Barbosa pela grande companheira que

    foi durante a realizao desse trabalho, pela sua grande pacincia comigo

    e por ter me ajudado quando sempre precisei.

  • V

    SUMRIO

    LISTA DE TABELAS ................................................................................. vi

    1. IDENTIFICAO..................................................................................... 1

    2. DESCRIO DO ESTAGIO.................................................................... 1

    2.1 LOCAL................................................................................................... 1

    2.2 ATIVIDADES DO ESTGIO.................................................................. 2

    3. DESCRIO DO CAMPO DE ESTGIO................................................ 3

    3.1 INTRODUO........... ........................................................................... 3

    3.2 REVISO DE LITERATURA................................................................. 4

    3.2.1 SUPLEMENTAO MINERAL A PASTO.......................................... 4

    3.2.2 MINERAIS: PRINCIPAIS FUNES NO ORGANISMO.................... 5

    3.3 SUPLEMENTAO A PASTO.............................................................. 15

    3.3.1 SAL PROTEINADO............................................................................ 16

    3.4 SIMULAO DA VIABILIDADE ECONMICA NA UTILIZAO DE

    SUPLEMENTO PROTICO........................................................................

    19

    3.4.1 PONTO DE EQUILBRIO................................................................... 19

    3.4.2 SIMULAO COMPARATIVA ENTRE SISTEMA EXTENSIVO E

    INTENSIVO DE TERMINAO A PASTO..................................................

    22

    3.4.2.1 SISTEMA EXTENSIVO................................................................... 22

    3.4.2.2 SISTEMA INTENSIVO..................................................................... 26

    3.4.3 SIMULAO DA VIABILIDADE ECONMICA DA

    SUPLEMENTAO PROTICA COMO FORMA DE PREPARO DOS

    ANIMAIS PARA O CONFINAMENTO.........................................................

    30

    4. CONSIDERAES FINAIS .................................................................... 33

    5. REFERENCIAS BIBLIOGRFICAS ....................................................... 33

  • VI

    LISTA DE TABELAS

    p.

    TABELA 1. CUSTOS E RECEITAS/BOI NOS SISTEMAS

    EXTENSIVO E INTENSIVO DE PRODUO ..................

    29

    TABELA 2. COMPOSIO DOS PRODUTOS DA EMPRESA

    PARASO NUTRIO ANIMAL (PARASO CROMO

    GUAS E PARASO CROMO SECA) ..........................

    37

    TABELA 3. COMPOSIO DE PRODUTOS DA EMPRESA

    PARASO NUTRIO ANIMAL (PARASO VERO E

    PROTEINADO FLEX) .....................................................

    37

  • 1

    1. IDENTIFICAO

    Murillo Machado Cruz, filho de Paulo Sousa Cruz e Maria de Lourdes

    Machado e Sousa, natural de Jata - GO nasceu em 10/01/1987. Cursou o 1 e o

    2, respectivamente, nos Colgios Alcance e xito, Jata GO. Iniciou o curso de

    Zootecnia na Universidade Federal de Gois (UFG) campos Jata em Jata - GO

    em agosto de 2006.

    2. DESCRIO DO ESTGIO

    2.1 Local

    O estgio curricular supervisionado foi realizado na empresa Paraso

    Nutrio Animal Ltda, no perodo de 06 de novembro a 02 de fevereiro de 2013,

    sob a superviso do Zootecnista Rafael Carvalho Miranda Martins, totalizando

    360 horas.

    A empresa est localizada no Municpio de Jata, regio Sudoeste do

    Estado de Gois, na rodovia BR 060, km 504 e iniciou suas atividades em maio

    de 2002 com objetivo de produzir suplementos minerais e proticos para atender

    s necessidades do rebanho dos proprietrios da empresa. Posteriormente,

    iniciou-se a produo de uma linha comercial de produtos para atender ao

    mercado local de suplementos e raes para bovinos. Atualmente a empresa

    produz variada linha sais minerais, proteinados, raes e ncleos.

    A fbrica da empresa Paraso Nutrio Animal tem capacidade de

    produo de 100 toneladas/dia, totalmente automatizada, desde a dosagem da

    matria-prima, pesagem e mistura at o acondicionamento do produto acabado.

    Como forma de expandir seus negcios, a empresa possui equipe de

    representantes comerciais, treinados regularmente, que atendem os estados de

    Gois, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins. Para a divulgao dos

    produtos desenvolvidos h um site (www.paraisonutricao.com.br) onde possvel

    conhecer a linha de produtos, conferir depoimentos de clientes e ler notcias do

    setor pecurio e das atividades da empresa.

  • 2

    Desde 2010, os representantes comerciais da Paraso Nutrio Animal

    utilizam o programa PROCONFI como ferramenta para assistncia tcnica em

    confinamentos. O programa auxilia no planejamento, na implantao de

    protocolos de dietas e na coleta de informaes tcnicas e econmicas durante o

    perodo em que prestada consultoria propriedade do cliente.

    2.2. Atividades do estgio

    Durante o perodo de estagio realizaram-se as seguintes atividades:

    1) Visitas em propriedades de clientes da empresa, para acompanhamento do

    desempenho dos produtos utilizados pelos produtores, e quando necessrio,

    realizaram-se ajustes na suplementao seguindo orientao do zootecnista

    supervisor do estgio;

    2) Visitas em propriedades que no utilizavam os produtos da empresa, com a

    finalidade de apresentar os produtos e o trabalho desenvolvido pela Paraso

    Nutrio Animal e assim, aumentar a carteira de clientes da empresa;

    3) Acompanhamento das atividades tcnicas realizadas nos confinamentos que

    estavam no programa PROCONFI, como adequao de dietas, manejo de cocho,

    acompanhamento do desempenho dos animais de acordo com os resultados

    projetados e instruo dos funcionrios responsveis pelo confinamento. A cada

    visita no confinamento era gerado relatrio com fotos e com as descries do

    desempenho da atividade, sendo este encaminhado ao proprietrio da fazenda

    via email ou entregue pessoalmente. Ao final de cada confinamento foi gerado um

    relatrio final onde constava a atividade econmica do confinamento, com custos

    e receita oriundos da atividade;

    4) Participao nos treinamentos que a empresa realiza para a equipe tcnica e

    comercial, com a finalidade explicar a funo e a relao benefcio:custo de cada

    produto de acordo com a realidade das diferentes propriedades.

  • 3

    3. DESCRIO DO CAMPO DE ESTGIO

    3.1 Introduo

    O desempenho dos bovinos de corte est ligado a fatores como a gentica,

    sanidade, manejo, nutrio e suas interaes. Quando os fatores, gentica,

    sanidade e manejo esto adequados, a produo animal fica dependente apenas

    da nutrio, que esta relacionada com a oferta de alimento, o consumo, valor

    nutritivo e aproveitamento ou metabolismo desse alimento (Paulino et al, 2004).

    Em regies tropicais, as pastagens so consideradas como a base da

    alimentao dos rebanhos (Canesin et al, 2007). De acordo com dados da FNP

    (2001) dos 161 milhes de bovinos do Brasil, cerca de 20% deles (32 milhes de

    cabeas) so abatidos anualmente, sendo que desse valor 30 milhes de

    cabeas (93,75% dos abates) so abatidos em regime de pastagem.

    Tal preferncia pela alimentao a pasto deve-se ao fato desta ser a fonte

    alimentar mais barata para a produo de bovinos. Portanto as exigncias

    nutricionais em protenas, energia, vitaminas e minerais indispensveis para o

    crescimento e desenvolvimento dos animais, deveriam ser supridas pelas

    pastagens. Entretanto, devido sazonalidade, que caracterstica marcante das

    regies tro

Recommended

View more >