multiculturalismo e a sociologia

Download Multiculturalismo e a sociologia

Post on 16-Apr-2017

62.948 views

Category:

Education

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • AFINAL O QUE MULTICULTURALISMO E QUAL SUA IMPORTNCIA PARA O ENSINO NA SOCIOLOGIA?PROF. Joo Marcus - Intro a Sociologia - Multiculturalismo na viso SociolgicaLeonardo S.L.de BarrosMat.20112321048UNIRIO - 2011

  • MULTICULTURALISMO [mais um ?]

  • INTRODUOFalar de multiculturalismo falar do manejo da diferena em nossas sociedades.

    No entanto, isto ainda pouco para definir as implicaes do termo.

  • CONCEITOMulticulturalismo (ou pluralismo cultural) um termo que descreve a existncia de muitas culturas numa localidade, cidade ou pas, sem que uma delas predomine, porm separadas geograficamente e at do convvio, no que se convencionou chamar de mosaico cultural.

    O Canad e a Austrlia so exemplos de multiculturalismo; porm, alguns pases europeus advogam discretamente a adoo de uma poltica multiculturalista.

  • ASPECTOS GERAIS O multiculturalismo implica em reivindicaes e conquistas das chamadas minorias (negros, ndios, mulheres, homossexuais, etc...).

    A doutrina multiculturalista da nfase a idia de que as culturas minoritrias so discriminadas, sendo vistas como movimentos particulares, mas elas devem merecer reconhecimento pblico. Para se consolidarem, essas culturas singulares devem ser amparadas e protegidas pela lei. O multiculturalismo ope-se ao que ele julga ser uma forma de etnocentrismo (viso de mundo da sociedade branca dominante, que se toma por mais importante que as demais).

    A poltica multiculturalista visa resistir homogeneidade cultural, principalmente quando esta homogeneidade considerada nica e legtima, submetendo outras culturas a particularismos e dependncia. Sociedades pluriculturais coexistiram em todas as pocas, e hoje, estima-se que apenas 10 a 15% dos pases sejam etnicamente homogneos.

  • ENFIM....A diversidade cultural e tnica muitas vezes vista como uma ameaa para a identidade da nao. Em alguns lugares o multiculturalismo provoca desprezo e indiferena, como ocorre no Canad entre habitantes de lngua francesa e os de lngua inglesa.Mas tambm pode ser vista como fator de enriquecimento e abertura de novas e diversas possibilidades, como confirmam o socilogo Michel Wieviorka e o historiador Serge Gruzinski, ao demonstrarem que o hibridismo e a maleabilidade das culturas so fatores positivos de inovao.Charles Taylor, autor de Multiculturalismo, Diferena e Democracia, acredita que toda a poltica identitria no deveria ultrapassar a liberdade individual. Indivduos, no seu entender, so nicos e no poderiam ser categorizados. Taylor definiu a democracia como a poltica do reconhecimento do outro, ou seja, da diversidade.

  • QUESTES POLMICAS SOBRE O TEMA

    O reconhecimento da no-homogeneidade tnica e cultural das sociedades;

    O reconhecimento da no-integrao dos grupos que carregam e defendem as diferenas tnicas e culturais matriz dominante do nation-building nessas sociedades aps o fracasso seja de polticas assimilacionistas, seja de polticas diferencialistas (baseadas na restrio de acesso ou mesmo na idia de desenvolvimentos separados);

    A mobilizao dos prprios recursos polticos e ideolgicos da tradio dominante nos pases ocidentais o liberalismo contra os efeitos desta no-integrao;

    A demanda por incluso e por pluralidade de esferas de valor e prticas institucionais no sentido da reparao de excluses histricas;

    A demanda por reorientao das polticas pblicas no sentido de assegurar a diversidade/pluralidade de grupos e tradies.

  • NO BRASIL

  • MULTICULTURALISMO NO BRASIL Multiculturalismo no Brasil a mistura de culturas. Trata-se da miscigenao dos credos e culturas que ocorrem no Brasil desde os tempos da colonizao.

    E uma das principais caractersticas da cultura brasileira esta diversidade.

    O processo imigratrio teve grande importncia para a formao desta cultura.

  • AES AFIRMATIVAS SO medidas especiais e temporrias, tomadas ou determinadas pelo estado, espontnea ou compulsoriamente, com o objetivo de eliminar desigualdades historicamente acumuladas, garantindo a igualdade de oportunidades e tratamento, bem como de compensar perdas provocadas pela discriminao e marginalizao, decorrentes de motivos raciais, tnicos, religiosos, de gnero e outros. Portanto, as aes afirmativas visam combater os efeitos acumulados em virtude das discriminaes ocorridas no passado. (GTI, 1997;Santos,1999;Santos,2002).

  • OUTRAS TERMINOLOGIASAo afirmativa;Ao positiva;Discriminao positiva;equal oportunity policies;Polticas compensatrias.

  • EXCLUSOSEPARAOINTEGRAOINCLUSOAes Afirmativas e Incluso Social LEGENDA: pontos redondos=pessoas com necessidades especiais pontos quadrados=pessoas ditas normais crculo grande=sistema escolar regular circulo pequeno=sistema escolar especial.

    Beyer, Hugo Otto, Educao Inclusiva ou Integrao Escolar? Implicaes pedaggicas dos conceitos como rupturas paradigmticas (In: ENSAIOS PEDAGGICOS, 2006, p. 85-88)

  • Aplicar Polticas AfirmativasCriar OportunidadesIncluir socialmenteJUSTIA e PAZ SOCIALA incluso social e o Povo Negro do Brasil

  • Globalizao e Multiculturalismo

  • O perodo em que vivemos, marcado por diversas transformaes em todo o mundo.

    As formas de vida bastante rgidas ou severas que eram utilizadas para regular as relaes em sociedade, vm sendo, pouco a pouco, desgastadas.

    Isto traz diversas conseqncias no dia-a-dia das pessoas.

    , pois, um momento de crise nestas formas de vida. O Homem racional e o Cidado da modernidade

  • CHOQUE de CIVILIZAESA VITRIA do TERROR?

  • Teoria do Choque de Civilizaes

  • Em meio luta contra o terror detonada pelo 11 de Setembro, o presidente americano George W. Bush referiu-se empreitada da coalizo ocidental no Oriente Mdio e no Afeganisto como uma "cruzada".

    "O terrorismo continua atuando, no devido a seu poder ideolgico ou fsico, mas porque as naes que dele so vtimas no conseguem det-lo". (A.M. Rosenthal. "O Globo", 02/08/96, p. 07)

  • A civilizao um processo social em si, inerente aos agrupamentos humanos que tendem sempre a evoluir com a variao das disponibilidades econmicas, principalmente alimentares e sua decorrente competio por estes com os agrupamentos vizinhos.

    CIVILIZAESTeorias em conflito

  • Civilizao um complexo conceito da antropologia e histria. Numa perspectiva evolucionista o estgio mais avanado de determinada sociedade humana, caracterizada basicamente pela sua fixao ao solo mediante construo de cidades, da derivar do latim civita que designa cidade e civile (civil) o seu habitante.

    Para Darcy Ribeiro[2], a evoluo sociocultural consiste no movimento histrico de mudana dos modos de ser e de viver dos grupos humanos, desencadeado pelo impacto de sucessivas revolues tecnolgicas (agrcola, industrial, etc.) sobre sociedades concretas, tendentes a conduzi-las transio de uma etapa a outra, ou de uma a outra formao sociocultural.

    [2] ver refernciasCIVILIZAES

  • O FOCO NA CULTURAIdentidade cultural

    A "Civilizao" tambm pode se referir cultura de uma sociedade complexa, e no apenas sociedade em si. Toda sociedade civilizao, ou no, tem um conjunto especfico de idias e costumes e um determinado conjunto de manufaturas e artes que a tornam nica.

    As civilizaes tendem a desenvolver culturas complexas, que incluem a literatura, a arte, arquitetura, uma religio organizada e costumes complexos associados elite.

  • O FOCO NA CULTURACentralidade nos fenmenos sociais contemporneos e em suas anlises.Papel constitutivo da cultura.Revoluo cultural.Diversidade de culturas.Associao das diferenas culturais s relaes de poder.

  • Civilizaes lendrias e fictciasA cultura popular e o gnio de alguns escritores tambm falam de certas civilizaes lendrias, que supostamente foram esquecidas pelo tempo, mas das quais de fato no existem provas concretas.

    O padro comum nestes casos o de uma terra utpica de riqueza e prosperidade de alguma forma isolada do resto do mundo e que eventualmente destruda em uma catstrofe. Dentre estas civilizaes lendrias se destacam:

    O afundamento de Atlntida corresponde ao Dilvio Universal?

    AvalonLemriaAghartaShangri-LaCimriaKlingonsEldoradoKryptonTerra-MdiaNrnia

  • CURRCULO E CULTURAAmpliao do termo currculo.Currculo, como a cultura: prtica social; produz significados; contribui para a construo de identidades.Polticas de identidade.Como respondemos, no campo do currculo, ao carter multicultural de nossas sociedades?

  • MULTICULTURALISMOATITUDE A SER DESENVOLVIDA EM RELAO PLURALIDADE CULTURAL.META A SER ALCANADA EM UM ESPAO SOCIAL.ESTRATGIA POLTICA.CORPO TERICO DE CONHECIMENTOS.CARTER ATUAL DAS SOCIEDADES OCIDENTAIS.

  • STUART HALLMULTICULTURAL: caractersticas sociais e problemas de governabilidade apresentados por sociedades com diferentes comunidades culturais.MULTICULTURALISMO: estratgias e polticas usadas para governar ou administrar problemas de diversidade e multiplicidade em sociedades multiculturais.

  • Condies de emergncia das sociedades multiculturaisFim do velho sistema europeu e lutas de libertao das colnias.

    Fim da Guerra Fria e ruptura da Unio Sovitica.

    Globalizao e seus efeitos.

  • MULTICULTURALISMO NA EDUCAOMULTICULTURALISMO BENIGNO

    MULTICULTURALISMO CRTICO

    Sensibilidade para a pluralidade;Reduo de preconceitos e discriminaes;Responsabilidade de todos no esforo por reduzir a opresso;Contextualizao e compreenso da produo das diferenas;

  • IDENTIDADES NA MODERNIDADEParte fundamental da dinmica pelo qual indivduos e grupos compreendem elos (mesmo imaginrios) que os unem.Mudanas no campo religioso e revoluo cientfica centralidade subjetividade.Tenses: subjetividade individual X coletiva; concepo concreta e conte