mtodos matemticos em biologia de populaes iii 120405583465303 4

Download Mtodos Matemticos Em Biologia De Populaes Iii 120405583465303 4

Post on 30-Jul-2015

632 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaesR.A. KraenkelCompetioModelo Mtodos Matemticos em Biologia de MatemticoInterpretando osPopulaes resultadosProtozorios, formigas e plankton! Roberto Andr Kraenkel Muitas espcies Instituto de Fsica Terica-UNESP So Paulo http://www.ift.unesp.br/users/kraenkelAula III 2. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes A aula de hoje R.A. KraenkelCompetioModelo Matemtico 1 Competio Interpretando os resultadosProtozorios, formigas e plankton!Muitas espcies 3. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaesA aula de hoje R.A. KraenkelCompetioModelo Matemtico 1 Competio Interpretando os resultadosProtozorios,2 Modelo Matemtico formigas e plankton!Muitas espcies 4. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaesA aula de hoje R.A. KraenkelCompetioModelo Matemtico 1 Competio Interpretando os resultadosProtozorios,2 Modelo Matemtico formigas e plankton!Muitas espcies3 Interpretando os resultados 5. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes A aula de hoje R.A. KraenkelCompetioModelo Matemtico 1 Competio Interpretando os resultadosProtozorios,2 Modelo Matemtico formigas e plankton!Muitas espcies3 Interpretando os resultados4 Protozorios, formigas e plankton! 6. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes A aula de hoje R.A. KraenkelCompetioModelo Matemtico 1 Competio Interpretando os resultadosProtozorios,2 Modelo Matemtico formigas e plankton!Muitas espcies3 Interpretando os resultados4 Protozorios, formigas e plankton!5 Muitas espcies 7. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaesCompetio R.A. KraenkelCompetioModelo MatemticoInterpretando os resultadosProtozorios, formigas e plankton!Muitas espcies 8. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo MatemticoInterpretando os resultadosProtozorios, formigas e plankton!Muitas espcies 9. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se Interpretando os resultadosProtozorios, formigas e plankton!Muitas espcies 10. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultadosProtozorios, formigas e plankton!Muitas espcies 11. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaesCompetio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : plankton!Muitas espcies 12. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies 13. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. 14. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. competio por interferncia: 15. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. competio por interferncia: uma espcie ativamente impede que a outratenha acesso recursos vitais. 16. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. competio por interferncia: uma espcie ativamente impede que a outratenha acesso recursos vitais. A competio por interferncia usualmente assimtrica. 17. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. competio por interferncia: uma espcie ativamente impede que a outratenha acesso recursos vitais. A competio por interferncia usualmente assimtrica. Uma espcie mais forte interfere na atividade da mais fraca. 18. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. competio por interferncia: uma espcie ativamente impede que a outratenha acesso recursos vitais. A competio por interferncia usualmente assimtrica. Uma espcie mais forte interfere na atividade da mais fraca. Os dois tipos de competio podem coexistir. 19. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. competio por interferncia: uma espcie ativamente impede que a outratenha acesso recursos vitais. A competio por interferncia usualmente assimtrica. Uma espcie mais forte interfere na atividade da mais fraca. Os dois tipos de competio podem coexistir. E XEMPLO: 20. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. competio por interferncia: uma espcie ativamente impede que a outratenha acesso recursos vitais. A competio por interferncia usualmente assimtrica. Uma espcie mais forte interfere na atividade da mais fraca. Os dois tipos de competio podem coexistir. E XEMPLO: certos pssarospodem agredir outros pssaros que busquem entrar numa rea onde halimento. 21. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de duas ordens; Protozorios, formigas e competio por explorao : as duas espcies competem por um recurso plankton!vital limitado. Muitas espcies A competio por explorao simtrica entre as duas espcies. competio por interferncia: uma espcie ativamente impede que a outratenha acesso recursos vitais. A competio por interferncia usualmente assimtrica. Uma espcie mais forte interfere na atividade da mais fraca. Os dois tipos de competio podem coexistir. E XEMPLO: certos pssarospodem agredir outros pssaros que busquem entrar numa rea onde halimento. A agresso maior quanto maior a dieta em comum das espcies. 22. MtodosMatemticos em Biologia dePopulaes Competio R.A. KraenkelCompetio Consideremos a competio entre duas espcies. Modelo Matemtico Diremos que duas espcies esto em competio se a presena de uma Interpretando os prejudicial outra, e vice-versa. resultados Os mecanismos biolgicos subjacentes podem ser de dua

Recommended

View more >