Movimento Juvenil (Janeiro 2013)

Download Movimento Juvenil (Janeiro 2013)

Post on 06-Feb-2016

221 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

O Movimento Juvenil de Massam (MJM) formado por jovens crismados, cheios de alegria e vontade de crescer na f, no seio da nossa comunidade da Parquia de So Bento de Massam.

TRANSCRIPT

  • A Procura da F

    O que a f? Onde encontr-

    la? Como aprov-la ou comprov-

    la? Quando se jovem h todo um

    mar de questes que se multipli-

    cam como ondas e que rebentam

    muitas vezes sem resposta, e a f

    no excepo. Surge ento uma

    nova questo fundamental: onde

    encontrar resposta a essas ques-

    tes? Julgo que a casa do Senhor se

    adequa perfeitamente situao

    em questo, pois no s um lar

    de portas sempre abertas indepen-

    dentemente da pessoa, do dia ou

    do problema em causa como

    tambm um local repleto de respos-

    tas, basta observa-lo com ateno e

    entender o que pretende transmitir.

    A vida sem f uma vida vazia e

    sem sentido, uma vida sem espe-

    rana e sem fora de vontade, uma

    caminhada sem caminho feita em soli-

    do. preciso acreditar na palavra do

    Senhor e depositar nele a confiana

    que deposita em cada um de ns,

    necessrio haver uma entrega livre e

    A certeza de que a pessoa crente nunca est sozinha. Deus a rocha segura sobre a qual construir a vida, e o seu amor sempre fiel. Papa Bento XVI

    Movimento Juvenil

    Volume 8 Janeiro 2013

    P A R Q U I A S O B E N T O M A S S A M

    Quem no sente a necessidade de um Estrela que o guie no seu caminho sobre a terra? Beato Joo Paulo II

    Cada vez mais nos deparamos

    com notcias relativas dificuldade

    da conquista dos jovens por um lu-

    gar no mundo, forando-nos muitas

    vezes a emigrar...

    No entanto, ser que podemos

    fazer com que isso resulte numa

    crise de F? No deveramos tornar

    esta fase complicada numa forma de

    transmitir os valores da Igreja, de

    Esperana e Unio? Tom-la como

    um exemplo?

    No incio deste ano, Sua Santida-

    de, o Papa Bento XVI, dirigiu-se a

    todos os que se encontravam na

    praa de S. Pedro, no final da orao

    de Angelus, dizendo que Quem

    deixa a prpria terra o faz por-

    que cr num futuro melhor, mas tam-

    bm porque confia em Deus, que guia

    os passos do homem, como Abrao,

    pois o jovem cristo, tal como qualquer

    outro, tem um papel preponderante na

    transmisso desta mensagem.

    notria a influncia que a Igreja

    (particularmente a Catlica) ainda

    exerce sobre a Humanidade, de tal

    forma que inicia a sua expanso para

    as redes sociais que invadiram o scu-

    lo XXI e que diariamente, a um nvel

    global, so utilizadas por milhares de

    jovens.

    Desta forma, e por nos encontrarmos

    a celebrar o ano da F, podemos dizer

    que todos os migrantes so portadores

    de Esperana e exemplos desses mes-

    mos valores para todo o Mundo.

    Devemos relembrar-nos diariamen-

    te que os erros originam aprendiza-

    gens necessrias que, caminhando

    lado-a-lado com a relao do Homem

    com Cristo, sem nunca questionar o

    seu Amor ou o seu projeto para ns,

    resultam no crescimento humano.

    Mantendo assim o nosso esprito aber-

    to a novas possibilidades e fronteiras,

    enfrentando todas as adversidades

    que a vida nos vai colocando.

    Este o ano em que cada cristo deve redescobrir a beleza de ter re-nascido no amor de Deus, orgulhar-se da Sua mensagem e viver pelo Seu exemplo! Ana Rita Gralha

    Jovens migrantes, portadores de Esperana

    sincera para que tudo faa mais senti-

    do. A f mostra um caminho a seguir,

    no mostra todo o percurso, mas ensi-

    na a percorre-lo da melhor forma.

    A f uma fora enigmtica que

    ajuda a enfrentar tudo aquilo que se

    possa atravessar na estrada pela qual

    se segue. Vive este ano da f de forma

    intensa e acima de tudo, segue aquilo

    que o teu corao diz.

    Hlio Freixo

    Que cada cristo redescubra, neste Ano da F, a beleza de ter

    renascido no amor de Deus e viver como seu verdadeiro filho!

    Papa Bento XVI

    O mrtir cristo no decide da sua prpria morte; sofre-a por

    fidelidade a Jesus Cristo. D. Jos Policarpo sobre So Vicente,

    Padroeiro de Lisboa (22 Janeiro)

  • de ter estado e partilhado o mesmo

    espao com o Santo Padre Bento

    XVI, numa orao que jamais esque-

    cerei.

    Desde um sentimento de peque-

    nez ao presenciar relquias de nosso

    Senhor Jesus Cristo, fora que senti

    em partilhar a mesma orao com

    outros tantos jovens que sentem Je-

    sus no seu corao e na sua vida.

    Trago desde encontro, um grande

    ensinamento.

    Um portugus e um holands,

    sem perceber a sua linguagem, po-

    dem rezar juntos e perceber muito

    bem o que esto a partilhar.

    Ser Cristo ser simples.

    Pergunto-te Aceitarias, de ni-

    mo leve, passar uma semana a dor-

    mir no cho, por vezes sem colcho,

    tomar banho de gua fria, comer

    apenas uma refeio quente por dia,

    dormir 4 ou 5 horas por dia? Se ca-

    lhar, no nosso dia-a-dia, isso seria

    um problema

    Peregrinar at Roma, foi uma desco-

    berta de confiana. Mesmo tendo tido

    uma viagem cheia de atribulaes e

    peripcias, posso dizer, de corao

    cheio, que s trouxe coisas boas deste

    Encontro.

    Desde uma parquia cheia de ale-

    gria, que acolheu de braos abertos

    100 peregrinos de diferentes pases, a

    uma famlia que gentilmente cedeu o

    seu tecto para mim, para um peregrino

    polaco e para 5 croatas pernoitarem.

    Desde ter tido a oportunidade de

    ser voluntrio e participar no acolhi-

    mento de todos os portugueses que se

    deslocaram a Roma, oportunidade de

    partilhar toda esta experincia com

    outras 4 pessoas, amigas de corao.

    Desde uma cidade que em cada

    esquina tem uma histria das mais vas-

    tas que j vi, ao ensinamento que

    aprendemos com todos os exemplos

    de F em Cristo que encontramos um

    pouco por toda a cidade.

    Desde o espanto que tenho ao ou-

    vir testemunhos vivos de f de outros

    cristos como eu, at oportunidade www.facebook.com/movjm

    O Movimento Juvenil de Massam (MJM)

    formado por jovens crismados, cheios de

    alegria e vontade de crescer na f, no seio

    da nossa comunidade da Parquia de So

    Bento de Massam.

    Parquia So Bento de Massam

    O que acontece no Baptismo? Renascemos para uma vida nova, ficando unidos a Jesus para Sempre. Papa Bento XVI

    Baptismo, para muitos um sim-

    ples sacramento para outros mais

    que isso.

    Baptismo, no s um sacramen-

    to mas tambm a parte mais impor-

    tante da vida de um cristo, pois

    este o primeiro contacto com

    Deus. O baptismo o primeiro de

    todos os sacramentos e sem ele no

    possvel receber mais nenhum

    sacramento, e assim percebemos a

    sua importncia.

    semelhana da epifania do

    Senhor, o baptismo para ns co-

    mo se uma porta que se abre ou

    Peregrinar at Roma

    uma luz que nos ir guiar ao longo

    da nossa vida, assim como celebra-

    mos o nascimento deveramos cele-

    brar este sacramento de igual for-

    ma, pois este marca o incio da vida

    de ser cristo.

    Por isso quando a gua corre so-

    bre a nossa cabea purificando, e

    preparando nos para receber o Se-

    nhor, ao acender-se a vela mostra-

    se que Jesus a luz da nossa vida,

    aquilo que nos ilumina, e essa vela

    que nos acompanha para o resto da

    nossa vida, a eleio de um padri-

    nho ou madrinha tambm muito

    importante pois so eles que tem

    como papel guiar nos ao longo de

    toda a nossa vida crist, tudo isto

    torna-se um momento de grande

    emoo e alegria pois estamos a

    tornar-nos filhos de Deus.

    E disse-lhes Pedro, Arrependei-

    vos, e cada um de vs seja baptizado

    em nome de Jesus Cristo, para per-

    do dos pecados; e recebereis o dom

    do Esprito Santo (Atos 2:38).

    Ygor Tavares

    Muitos dos 40 mil jovens presentes

    em Roma, estiveram em condies

    muito simples, mas posso-te dizer

    que fantstico sentir esta grande

    alegria de ser peregrino, em que

    apenas interessa ao que vamos, e

    no o como.

    Ser Cristo no tem cor, no tem

    nacionalidade, no tem idade

    Ser Cristo confiar, e partir per-

    manentemente sua descoberta.

    Que sejamos todos Cristos, e que

    consigamos partir sua descoberta,

    todos os dias.

    Srgio Rodrigues

    Durante a vossa estadia em Roma () fazeis uma nova experincia de Igreja. Quando regressardes a ca-sa, nos vossos diversos pases, convido-vos a descobrir que Deus vos torna co-responsveis pela sua Igreja,

    em toda a diversidade de vocaes. Esta comunho, que o Corpo de Cristo, precisa de vs, e a todos tendes um lugar. a partir dos vossos dons, do que h de especfico em cada um de vs, que o Esprito Santo constri e faz viver este mistrio de comunho que a Igreja, com o objectivo de transmitir a boa

    nova do Evangelho ao mundo de hoje

    Papa Bento XVI, Encontro Taiz em Roma (28/12/2012 - 2/1/2013)