Movimento Juvenil (Dezembro 2015)

Download Movimento Juvenil (Dezembro 2015)

Post on 25-Jul-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

O Movimento Juvenil de Massam (MJM) formado por jovens crismados, cheios de alegria e vontade de crescer na f, no seio da nossa comunidade da Parquia de So Bento de Massam.

TRANSCRIPT

  • O Crisma... a palavra que

    mais me fez pensar durante

    todos estes anos de caminhada,

    fui aprendendo, fui crescendo,

    fui ensinando o que aprendia e,

    ao mesmo tempo, fui tomando

    conscincia do verdadeiro

    significado deste Sacramento.

    medida que os anos

    passavam e depois de muitas

    catequeses chatas ao incio, ia

    crescendo em mim uma enorme

    vontade de participar, de

    contribuir e de finalmente colher

    algum fruto daquilo que at

    quele momento vinha a

    amadurecer. Este ano tive

    finalmente a oportunidade de

    conhecer e de experienciar o que

    era isto, a Confirmao.

    Antes da celebrao j sentia

    que seria de facto a melhor

    Eucaristia em que alguma vez iria

    acolitar e participar. Alegrou-me

    imenso ver todos aqueles que me

    acompanharam nestes meus trs

    ltimos anos de caminhada na

    fila da frente, todos arranjados e

    com enormes sorrisos no rosto.

    Rapidamente me vieram cabea

    (quase) todas aquelas catequeses

    chatas que h pouco mencionei

    e que finalmente pude

    compreender. Senti que grande

    parte das coisas que aprendi

    ganharam um maior significado,

    at mesmo os indispensveis

    raspanetes do senhor Prior, toda

    a preparao e rigor necessrios

    fizeram com que me apercebesse

    da importncia do Crisma.

    Quando me ajoelhei perante

    sua Excelncia Reverendssima D.

    Jos Traquina, ao ouvir Recebe

    por este sinal, o Espirito Santo,

    dom de Deus e ao mesmo

    tempo impondo-

    me a mo e

    benzendo-me com

    leo do Santo

    Crisma, senti como se o sangue

    do meu corpo estivesse a

    fervilhar por dentro, algo que

    diria ser mesmo inefvel!

    Por fim, depois de algumas

    direes espirituais, compreendi

    que este Sacramento mais um

    sinal do amor que Deus tem por

    ns, capaz de nos confirmar na

    f e no Batismo, tornando-nos

    seus filhos. Assim, espero que

    tanto eu como todos os

    crismados, por meio do Esprito

    Santo, possamos realizar as obras

    que Deus nos reserva pois a

    quem muito foi dado, muito ser

    exigido. (Lc 12-48).

    Bendito seja Deus!

    Ricardo Gonalves

    O Movimento Juvenil de

    Massam formado por

    jovens crismados, cheios

    de alegria e vontade de

    crescer na f, no seio da

    nossa comunidade da

    Parquia de So Bento

    de Massam:

    www.facebook.com/

    movjm

    Jornada Mundial da

    Juventude

    Em Cracvia, Polnia

    23 de julho a 2 de agosto

    de 2016

    Site para inscries:

    http://mjm.sl.pt/jmj2016/

    Prximos Eventos:

    23 Jan - Viglia

    Ecumnica Jovem

    B O L E T I M N . 3 5 D E Z E M B R O 2 0 1 5

    CRISMAS

    No ms passado, nos dias 28 e 29, realizou-se

    mais uma campanha do Banco Alimentar nos

    supermercados. Esta instituio tem como objetivo

    ajudar pessoas mais carenciadas que passam

    fome e, por isso, duas vezes por ano organiza

    campanhas de angariao de fundos. Mas estes

    no so os nicos dias em que podes ajudar! Para

    alm de terem geralmente mais uns dias em que

    podes contribuir com os vales de compras ou

    atravs da Internet, que desta vez se prolongou at

    ao dia 6 de dezembro, podes sempre fazer doaes

    no site e contribuir para alimentar esta ideia!

    O nosso grupo de jovens no podia deixar de

    participar e ajudar nesta campanha. Este j o

    segundo ano que ajudo nesta campanha e bom

    saber que posso ser til e que posso ajudar vrias

    pessoas. Podemos ajudar nos turnos de

    supermercado, a distribuir sacos e a informar as

    pessoas sobre a campanha ou no armazm, a

    organizar os alimentos pelas suas diversas

    categorias. Contudo, h mais dias em que

    podemos ajudar os mais necessitados; todos os

    dias do ano, mesmo. A Comunidade Vida e Paz, por

    exemplo, outra associao a que nos podemos

    juntar para ajudar quem mais precisa.

    Lucas Ferreira .

  • Todos sabem a histria do Menino

    Jesus. Todos sabem a histria da criao do

    Pai Natal. Todos os meninos vivem na

    esperana de ter presentes debaixo da

    rvore. O certo que so poucos aqueles

    que realmente vivem o Natal.

    No ser o Natal, independentemente

    da religio ou crena, uma poca de famlia,

    de unio, paz e esperana? No ser o

    Natal uma poca para perdoar e ser

    perdoado?

    Vivo numa casa com dez pessoas, de

    todas sou a que mais acredita na magia do

    Natal, aquela que mais vive a festividade

    mas tudo isso s acontece porque Jesus

    est comigo, todos os dias e nas pequenas

    coisas que fao. Ainda assim, quantas

    vezes me esqueo de que esta uma festa

    que no me pertence? Que muito maior

    que eu

    Intitulam o Natal como uma festa de

    famlia, algo simples mas a transbordar de

    amor, o certo que tudo o que vejo so

    pessoas irritadas, consumistas e que no

    se importam com o verdadeiro significado

    da poca natalcia. Qualquer me vive o

    melodrama da ceia de Natal: a comida, a

    mesa, a decorao No ser isso um

    motivo de desgaste em qualquer pessoa?

    Assim, aquilo que deveria ser uma festa de

    paz passa a ser um ringue na disputa entre

    o bom e o melhor.

    A maior pergunta que a sociedade

    precisa de ver respondida se o Natal se

    baseia na celebrao ou no consumo. Muito

    concretamente, hoje em dia um no vive

    sem o outro, a quadra natalcia no

    sobrevive se no existirem consumistas,

    contudo no podemos fazer do Natal uma

    poca de excessos, necessrio encontrar

    o equilbrio entre o Natal que se celebra

    pelo nascimento do Menino Jesus e aquele

    que foi criado para vender entre as

    comunidades.

    Assim, o Natal pode ser representado

    nas luzes da rua, na azfama das compras,

    na inquietude das pessoas, na mesa de

    Natal mais bonita ou na festinha que as

    crianas organizam na noite de consoada.

    Contudo, ns, os Cristos, s poderemos

    ver o verdadeiro significado do Natal se

    nos abstrairmos de todas essas

    necessidades e nos concentrarmos no

    verdadeiro esprito da quadra, o

    nascimento de Jesus e no dia intitulado

    como o da famlia, sem histerias, presses

    ou demonstraes de exagero, apenas ns,

    com a nossa famlia e todo o amor que

    Jesus tem por ns.

    Essencialmente no se esqueam do

    que o Papa Francisco disse: um Natal sem

    luz no Natal. Que exista a luz na alma,

    no corao; que exista o perdo aos

    outros; que no existam inimizades, que

    so trevas. Que exista a luz de Jesus, to

    bela.

    Filomena Raposo

    Natal: poca de Luz

    Ser animador uma escolha individual e

    uma experincia demasiado singular para que

    possa ser descrita. A nvel pessoal, ser animador

    ser um exemplo.

    ser capaz de chegar aos mais novos no

    apenas por gestos ou palavras mas com

    experincias. Com o testemunho real de que,

    todos os dias, somos guiados por Ele para

    chegarmos onde a F nos levar. No fundo, ser

    animador acompanhar o grupo de jovens

    numa caminhada crescente de (auto)

    conhecimento e do outro -, de partilha e

    orao; atrever-se a entrar num mundo que

    no o seu e saber exatamente as

    potencialidades de cada um dos jovens da nossa

    parquia.

    Certamente para mim, o que hoje um

    desafio, amanh ser uma conquista, mediada

    por um conjunto de diferentes personalidades

    que por si s revelam a entrega, o

    compromisso assumido e os fortes laos de

    amizade que se estabelecem, ano aps ano.

    No se trata simplesmente de ser: ou seja,

    de um ato injustificado e impulsivo. Antes sim,

    da descoberta de ns prprios ao longo de uma

    estrada trilhada em grupo, com todos e cada

    um destes jovens Com a alegria e vivacidade

    do Movimento Juvenil de Massam.

    Vanessa Silva

    Ningum pode dar o que no tem.

    "Cr o que ls, ensina o que crs e vive o que ensinas" -

    Ordenao de diconos no 1 domingo do advento.

    Orgulho do nosso seminarista, Joaquim Loureiro