Movimento Juvenil (Abril 2014)

Download Movimento Juvenil (Abril 2014)

Post on 24-Mar-2016

214 views

Category:

Documents

1 download

DESCRIPTION

O Movimento Juvenil de Massam (MJM) formado por jovens crismados, cheios de alegria e vontade de crescer na f, no seio da nossa comunidade da Parquia de So Bento de Massam.

TRANSCRIPT

  • indescritvel a sensao de tranquilidade que nos invade

    a alma quando chegamos a Ftima. A calma daquele lugar

    sagrado e a pureza dos espaos pessoal e transmissvel.

    Todos sabemos o valor que o Santurio tem em cada um de

    ns.

    E, a poucos dias de celebrarmos a ressurreio de Cristo,

    os jovens da nossa parquia viajaram rumo ao local onde,

    a 13 de Maio de 1917, Nossa Senhora apareceu aos

    Pastorinhos.

    Com incio na Rotunda Sul e terminando na Capela de

    Santo Estvo, juntos seguimos pelas quinze estaes da

    Via Sacra, orando e refletindo a importncia de cada

    momento: Quantas vezes tambm ns preferimos o

    sucesso verdade, a nossa reputao justia? Dai fora,

    na nossa vida, voz subtil da nossa conscincia, Vossa

    voz.

    tarde, tivemos a oportunidade de visitar as casas que os

    3 Pastorinhos habitaram, em Aljustrel. E o nosso dia

    terminou com a celebrao da Eucaristia na Baslica da

    Santssima Trindade em esprito de unio com os restantes

    peregrinos e reconciliao com o Senhor.

    Foi uma experincia nunca igual a tantas outras. Cada

    chegada ao Santurio de Ftima uma nova etapa que se

    atinge e um novo caminho que se percorre. Sozinho ou em

    grupo mas sempre com o Senhor no corao e em paz

    connosco prprios.

    Pedimos que, tal como os Pastorinhos, saibamos ns

    tambm responder sim ao apelo de Nossa Senhora:

    Movimento JuvenilMovimento JuvenilMovimento JuvenilMovimento Juvenil

    Parquia So Bento MassamParquia So Bento MassamParquia So Bento MassamParquia So Bento Massam

    Para os portugueses em geral Pscoa sinnimo de

    compra de chocolates e o pretexto ideal para reunir a

    famlia, mas, para o Cristo, deve ser a comemorao viva

    do maior smbolo da nossa F - palavra que no pode

    dissociar-se desta poca to importante!

    Os Cristos devem viver a Pscoa em comunho com os

    maiores exemplos que Cristo nos deixou Poderamos

    falar da sua divindade e do milagre da ressurreio, no

    entanto porque no aproveitarmos esta poca de tamanha

    importncia para rever os seus atos enquanto Homem?

    A demonstrao da sua tolerncia, da sua bondade, o

    seu desejo em espalhar e perpetuar palavras de Amor e de

    zelo de Deus pelos Homens e entre Eles No so estes os

    pilares nos quais deveramos assentar a nossa F?

    No ser este o propsito pascal?

    O de na esperana de termos analisado a importncia e

    a consequncia das nossas aes ao longo da Quaresma,

    alcanarmos agora clarividncia de modo a colocar em

    prtica o que aprendemos tomando como exemplo a

    Bondade de Cristo?

    A Pscoa deve relacionar-se com a esperana de uma

    vida nova, celebrando esprito de Unio e Felicidade entre

    os Homens! Assim, convido-vos, nesta Pscoa, a abrirem os

    vossos coraes e a enche-los de F Reafirmando o Amor

    de Deus!

    Ana Rita Gralha

    AfinalAfinalAfinalAfinalO que a PPPPsssscoa?

    Rezai, rezai muito e fazei sacrifcios pelos pecadores,

    porque vo muitas almas para o inferno por no haver

    quem reze e se sacrifique por elas.

    Por ltimo, uma mensagem do Papa Francisco que

    marcou a caminhada do nosso grupo naquele domingo:

    Quando algum d um pequeno passo em direo a

    Jesus, descobre que Ele j aguardava de braos abertos a

    sua chegada.

    Vanessa Silva

  • Cristos na PolticaCristos na PolticaCristos na PolticaCristos na Poltica No dia 18 de Maro s 19:00h teve inicio a mais uma conferncia do Yes Youcat realizado no instituto de

    cincias sociais e politicas, baseado no tema Cristos na Politica que teve como convidados o Professor

    Marcelo Rebelo De Sousa e a Doutora Maria Do Rosrio Carneiro.

    A conferncia foi iniciada com a Dra. Maria do Rosrio que de uma forma bastante explicita aclarou que a

    politica no de todo a ideia que predomina no nosso quotidiano como algo que est ligado a algo menos

    nobre, mas que deveria ser visto como o servio ao prximo, e ns sendo cristos temos a obrigatoriedade de

    cultivarmos a verdade, a justia, a caridade (capacidade de vermos a necessidade do outro) a liberdade

    (conjugar os nossos interesses com os dos outros) e ajudar a descobrir a dignidade inviolvel de cada um no meio

    do seio politico (que tambm passa pela relao com os outros), uma vez que, sendo testemunhas do amor

    devemos aprender a transmiti-lo.

    Seguiu-se ento o discurso do professor Marcelo Rebelo de Sousa que reforou assim estas ideias e

    acrescentou que a poltica o que respiramos e fazemos todos os dias, pois, os polticos s sero capazes de

    fazer tudo aquilo que fazem depois de ns praticarmos a nossa poltica, neste sentido temos assim de ser

    instrumentos da providncia divina, uma vez que tal como o Papa afirma o nosso dever participar na poltica

    como cristos, assim sendo devemos procurar criar um pedao da eternidade na terra e por conseguinte

    evangelizar e testemunhar atravs dos atos.

    Natlia Sarmento

    O Movimento Juvenil de

    Massam formado por

    jovens crismados, cheios de

    alegria e vontade de crescer

    na f, no seio da nossa

    comunidade da Parquia de

    So Bento de Massam.

    www.facebook.com/movjm

    No Evangelho, podemos ouvir Jesus que nos

    fala cada dia: havemos de trazer sempre

    connosco um pequeno Evangelho!"

    Papa Francisco

    Canonizao a 27 de Abril No podemos habituar-nos situao de degradao e misria que nos rodeiam. Um

    cristo deve reagir." Papa Francisco

    No podemos ser

    discpulos fracos. A

    Igreja precisa da

    nossa coragem

    para dar

    testemunho da

    verdade.

    Papa Francisco