motivações para o início e o fim do consumo de drogas: uma análise das comunidades virtuais...

Download Motivações para o início e o fim do consumo de drogas: Uma análise das comunidades virtuais relacionadas a cocaína, crack e maconha

Post on 19-Oct-2014

5.881 views

Category:

Health & Medicine

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Encomendado pelo Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês, estudo revela as motivações para o início e para o fim do consumo de drogas através de análise de dados disponíveis na Internet.

TRANSCRIPT

PowerPoint Presentation

Anamnesis contato@anms.com.br

Motivaes para o incio e o fim do consumo de drogas:

Janeiro de 2012

Uma anlise das comunidades virtuais relacionadas a cocana, crack e maconha.

ndice Introduo.........................................................................3 Internet, informao e sade..............................................8 A busca por informaes sobre drogas na internet..............18 Comunidades virtuais e drogas..........................................22 Anlise de uma comunidade..............................................37 Discurso do Sujeito Coletivo.............................................50 Consideraes finais..........................................................96

Introduo | Internet e Sade | Drogas na internet | Comunidades virtuais | Anlise | Consideraes Finais

Uma pesquisa realizada pela Confederao Nacional de Municpios (CNM)* aponta que as drogas se

transformaram em uma epidemia no pas. O crack, principalmente, uma grande preocupao para setores

como segurana pblica, sade e assistncia social. A pesquisa foi realizada com 3.950 municpios revela que

98% deles (3.871) precisam criar estratgias para combater o trfico, o consumo e dar tratamento aos

dependentes da droga. Eles representam 70% de todas as cidades brasileiras.

O Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas anunciado pelo governo federal em maio

de 2011 (Decreto n 7.179) prev o investimento de R$ 410 milhes em diferentes aes. Desse total, R$ 120

milhes sero destinados ao Ministrio da Justia para financiar estratgias de combate ao trfico, R$ 100 milhes

para o Ministrio do Desenvolvimento Social e Combate Fome para custear a reinsero social e outros R$ 90

milhes para o Ministrio da Sade, que devem ser investidos na criao de leitos para internao.

Em busca por esclarecimentos em relao s motivaes para o incio e o fim do consumo de drogas, este estudo

analisa a discusso presente em comunidades virtuais na internet. O foco da pesquisa foi delineado por questes

relacionadas aos motivos de entrada e sada do mundo das drogas. A partir dos dados coletados, foi possvel

estudar questes mais especficas sobre quais so os fatores de aproximao s drogas; quais so os pontos de

virada que levam busca por tratamento; quais so os fatores de manuteno da abstinncia; quais fatores

favorecem a recada; quais so as crticas atuao do Estado no tratamento dos adictos; e qual tipo de ajuda os

codependentes buscam.

3

Introduo

* http://portal.cnm.org.br/sites/5700/5770/14122010_Mapeamento_do_Crack_nos_municipios_brasil_geral.pdf

Introduo | Internet e Sade | Drogas na internet | Comunidades virtuais | Anlise | Consideraes Finais

Nesta pesquisa busca-se a identificacao e a caracterizao de comunidades virtuais relacionadas ao uso de

cocana, maconha e ao crack. Aps a identificao e caracterizao das comunidades, ser feita uma anlise dos

discursos coletivos existentes na comunidade de uma das drogas, de acordo com os critrios que sero

apresentados a seguir. A compreenso dos fatores relacionados ao incio do consumo e interrupo do uso de

drogas tem o objetivo de auxiliar o enfrentamento deste importante problema de sade pblica. A anlise ser

feita a partir da coleta e interpretao de contedos gerados pelos usurios em comunidades virtuais. Esta

abordagem no utiliza como recurso entrevistas diretas ou questionrios elaborados. A estratgia compreender

o comportamento de grupos sociais e analisar as discusses que surgem de modo espontneo no ambiente

informal das comunidades virtuais.

4

Introduo

Identificar comunidades virtuais pblicas relacionadas ao uso de cocana, crack e maconha;

Analisar relatos e percepes dos membros sobre o incio do consumo de drogas: motivaes, facilidades de

acesso e como o espao urbano se insere nesse contexto;

Analisar o discurso de pessoas que se submeteram a tratamentos pelo uso de drogas: motivaes para

interromper o uso e locais onde buscam ajuda;

Compreender e identificar potenciais oportunidades de atuao e aplicao de ferramentas e estratgias

digitais para a soluo de problemas.

Objetivos

Introduo | Internet e Sade | Drogas na internet | Comunidades virtuais | Anlise | Consideraes Finais

Os seguintes itens sero abordados nesta anlise:

5

Introduo

Anlise da busca por informaes sobre drogas:

Termos relacionados s pesquisas mais frequentes sobre cada droga (cocana, crack e maconha). Caracterizao e identificao das comunidades:

Dados quantitativos e qualitativos de comunidades sobre cada droga. Anlise da comunidade definida:

Dados demogrficos dos participantes da comunidade; Medicamentos citados pelos membros; Principais fontes online de informao; Relao entre as comunidades dos membros participantes (Community Association Map); Anlise do Discurso Coletivo;

Quais so os fatores de aproximao s drogas; Quais so os turning points (pontos de virada) que levam a busca por tratamento; Quais so os fatores de manuteno da abstinncia; Quais so os fatores que favorecem a recada; Percepes sobre a atuao do Estado e as polticas pblicas de tratamento; Pedidos de ajuda e orientao.

Introduo | Internet e Sade | Drogas na internet | Comunidades virtuais | Anlise | Consideraes Finais

Metodologia

Para a realizao do estudo foram utilizados dados extrados da internet gerados a partir da atividade

espontnea das pessoas em comunidades virtuais relacionadas cocana, crack e maconha.

O trabalho contou com um levantamento e entendimento do assunto, seguido por uma categorizao e

identificao das comunidades virtuais encontradas. A comunidade que apresentou a melhor combinao dos

critrios estabelecidos (nmero de membros, perodo de existncia, privacidade do contedo aberta e volume

de tpicos de interesse) foi escolhida para anlise de contedo.

A comunidade virtual definida para a anlise do contedo assim como a definio dos critrios sero

apresentadas no captulo Comunidades virtuais e drogas. Para a anlise do discurso dos membros da

comunidade foi utilizada a tcnica do Discurso do Sujeito Coletivo[1].

6

Introduo | Internet e Sade | Drogas na internet | Comunidades virtuais | Anlise | Consideraes Finais

Metodologia -> Etapas e descrio

7

Planejamento da pesquisa

Entendimento do cenrio e da relao

do tema com a internet (estudo de

bibliografia)

Entrada e coleta de dados

Mapeamento e armazenamento de

dados sobre comunidades

virtuais

Identificao e caracterizao das

comunidades

Quantificao e qualificao das comunidades encontradas

Anlise da comunidade escolhida

Anlise da comunidade mais

adequada aos propsitos da

pesquisa

Representao da pesquisa e garantia de

padres ticos

Consolidao dos resultados obtidos durante o estudo

Etapa

Descrio

Internet Informao Sade

Nunca na histria da humanidade tivemos tanto

acesso informao to rapidamente e to

facilmente. Vint Cerf, cofundador da internet

Introduo | Internet e Sade | Drogas na internet | Comunidades virtuais | Anlise | Consideraes Finais

O Brasil ocupa o 8 lugar da audincia

mundial da internet com mais de

40 milhes de usurios

Fonte: Comscore 02/2011

51% 49%

29%

33.70%

21.20%

10.70%

5.30%

15-24

25-34

35-44

45-54

55+

Distribuio etria

Atualmente so 43,2 milhes de usurios de internet no Brasil,

considerando apenas acessos residenciais e no trabalho. Esse

nmero representa um aumento de 13,9% em relao ao

mesmo perodo de 2010[2,3]. Considerando tambm os acessos

de todas as possveis origens (escola, lan house e outros locais),

o nmero atinge 73,9 milhes, o que corresponde a 38% da

populao brasileira[4].

Redes sociais

As redes sociais alcanam 85,3% dos usurios de internet no

Brasil. Do tempo total gasto pelos brasileiros na internet, 20%

dedicado ao uso desses sites e ferramentas, colocando o pas

nas primeiras posies mundiais nesse quesito. Pesquisas atuais

indicam que o pblico feminino apresenta uma predisposio

maior em utilizar redes sociais[5]. Apesar do crescimento de

outras redes como Facebook e Twitter, o Orkut se mantem lder

como destino de acesso, com 29 milhes de visitantes nicos

por ms. O tempo gasto em mdia mensalmente no Orkut foi de

4,6 horas[6].

9

Internet no Brasil

Introduo | Internet e Sade | Drogas na internet | Comunidades virtuais | Anlise | Consideraes Finais

...tecnologia no um fim, mas um

meio para acelerar a velocidade de

descoberta,