monografia de investigaÇÃo mestrado integrado de .monografia de investigaÇÃo mestrado integrado

Download MONOGRAFIA DE INVESTIGAÇÃO MESTRADO INTEGRADO DE .monografia de investigaÇÃo mestrado integrado

Post on 26-Sep-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • MONOGRAFIA DE INVESTIGAO

    MESTRADO INTEGRADO DE MEDICINA DENTRIA

    FRACTURAS VERTICAIS DA RAZ DIAGNSTICO E ABORDAGEM

    TERAPUTICA

    Ana Rita de Freitas Ribeiro Baptista Pacheco

    PORTO, 2012

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    2

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    3

    MONOGRAFIA DE INVESTIGAO

    MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA DENTRIA

    FRACTURAS VERTICAIS MEIOS DE DIAGNSTICO E ABORDAGEM

    TERAPUTICA

    Ana Rita de Freitas Ribeiro Baptista Pacheco

    Nmero de aluna: 081301123

    ritafrbpacheco@gmail.com

    Orientador

    Manuel Jos Fontes de Carvalho

    Co-Orientador

    Irene Graa Azevedo Pina Vaz

    PORTO, 2012

    mailto:ritafrbpacheco@gmail.com

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    4

    Aos meus pais,

    Maria Odete Freitas Ribeiro e Manuel Alberto Baptista Pacheco

    minha irm,

    Joana Pacheco

    Aos meus colegas e amigos

    Ao Miguel

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    5

    AGRADECIMENTOS

    Durante a realizao da monografia, contei com a colaborao, dedicao e incentivo de vrias

    pessoas a quem no posso deixar de agradecer.

    Ao Prof. Fontes de Carvalho e Prof. Irene Graa, meus orientadores cientficos e docentes de

    Endodontia, que me guiaram na realizao desta monografia, partilhando comigo o seu trabalho,

    experincia e sabedoria.

    Aos meus pais, que sempre me valorizaram, acreditaram no meu trabalho e dedicao, e nunca

    pararam de me incentivar a dar o melhor, sempre com todo o apoio, toda a ajuda, disponibilidade

    incondicional e ainda com a maior compreenso pelo tempo que no lhes dediquei.

    Aos meus colegas e amigos, pela entre-ajuda, companheirismo, partilha de conhecimentos e

    discusso de ideias, que enriqueceram este projecto.

    Ao Miguel, pela ajuda, pelo apoio nos dias menos bons, pelo entusiasmo nos dias bons, e pela

    companhia, que tornou este percurso menos exaustivo.

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    6

    NDICE

    Resumo....8

    Abstract....9

    Introduo.10

    - Incidncia/Prevalncia.....11

    - Etiologia...11

    - Sinais e sintomas......13

    Materias e Mtodos....14

    Resultados..15

    Discusso19

    - Meios de diagnstico....19

    - Opes teraputicas...22

    Concluso28

    Referncias Bibliogrficas..29

    Anexos34

    - Imagens.34

    - Tabelas...36

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    7

    PREMBULO

    FVR Fracturas Verticais da Raz

    TAC Tomografia Computorizada

    T.E.R. Tratamento Endodntico Radical

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    8

    RESUMO

    As fracturas verticais da raz (FVR) so fracturas longitudinais do dente que se estendem

    do canal radicular ao periodonto. Foi referida uma prevalncia compreendida entre 11 e 20% de

    dentes extrados com tratamento endodntico que apresentavam FVR. Estas apresentam um

    desafio ao clnico na medida em que o diagnstico frequentemente difcil e baseado em

    parmetros subjectivos. Assim, procurou conhecer-se a atitude dos mdicos dentistas perante

    estes casos clnicos e avaliar se a sua abordagem est de acordo com a literatura.

    Foi realizado um inqurito a 50 mdicos dentistas colaboradores na Faculdade de

    Medicina Dentria da Universidade do Porto, constando de 12 perguntas. Foi efectuada uma

    anlise descritiva dos dados estatsticos em SPSS, obtendo-se as frequncias pretendidas.

    Relativamente aos meios de diagnstico, 50% dos inquiridos seleccionou Outros,

    referindo mltiplas opes. Das chaves escolhidas, a opo B Exame radiogrfico esteve

    presente em 100% dos casos, a opo A Viso directa em 67% dos casos, a opo D -

    Testes de percusso em 60%, a opo C - Testes de vitalidade em 30% e a opo E -

    Mtodos de colorao em 6% das respostas. 52% dos inquiridos consideram que a extraco

    s deve ser realizada quando o prognstico destes dentes mau e 48% considera que esta a

    melhor opo teraputica.

    Estas fracturas so frequentemente mal diagnosticadas com consequente perda ssea e

    aparecimento de fstulas, muitas vezes conduzindo sua extraco. Assim, parece importante

    investigar um meio de diagnstico eficaz e, relativamente s abordagens teraputicas, a

    realizao de estudos com amostras maiores e que apresentem follow ups mais alargados para

    que possam ser utilizadas com maior segurana e previsibilidade de resultados.

    Palavras-chave: fracturas verticais da raz, fracturas longitudinais da raz, tratamento, diagnstico

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    9

    ABSTRACT

    Vertical root fractures (VRF) are longitudinally oriented fractures of the root extending from

    the root canal to the periodontium. A prevalence of extracted teeth with root canal treatment

    presenting VRF has been described to be between 11 and 20%. Diagnosis is sometimes difficult

    as there is often no single clinical feature which indicates that root fracture is present. Therefore,

    the aim of this study was to assess the dentists approach to VRF and to determine whether its

    consistent with the literature.

    A survey with 12 questions was performed to 50 dentists who were members of Faculdade

    de Medicina Dentria da Universidade do Porto. A descriptive analysis of the statistical data

    was performed with SPSS, obtaining the aimed frequencies.

    As far as diagnosis is concerned, 50% of the respondents selected Others referring multiple

    options. Among the chosen options, option B X-ray was present in 100% of cases, option A

    Direct visualization in 67% of cases, option D Percussion test in 60%, option C Vitality

    tests in 30% and option E Coloration methods in 6% of the answers. 52% of the respondents

    consider that extraction should only be performed when there is a bad prognosis while 48%

    considers this to be the best treatment option.

    These fractures are often misdiagnosed with consequent bone loss and presence of sinus

    tracts, frequently leading to extraction. Therefore, it seems important to investigate an accurate

    tool for diagnosis and treatment wise, the conception of studies with larger samples and longer

    follow ups, so that dentists can use them with greater safety and predictability.

    Key-words: vertical root fractures, longitudinal root fractures, diagnosis, treatment

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    10

    INTRODUO

    As fracturas longitudinais da raz foram classificadas em 5 tipos para permitir definies

    globais desde a menos mais severa, cada uma requerendo diferentes modalidades de

    tratamento: fissuras, craze lines, fracturas de cspide, cracked teeth, split teeth e fracturas

    verticais da raz. As fissuras, que so assintomticas, tm origem na superfcie oclusal, afectam

    apenas o esmalte e geralmente no precisam de ser restauradas. As fracturas da cspide podem

    provocar dor mastigao com sensibilidade ao frio, ocorrendo nas cspides e nas margens

    cervicais da raz e neste dentes geralmente colocada uma restaurao (uma coroa ou um onlay)

    para unir os segmentos e impedir contaminao bacteriana. Um cracked tooth, definido como

    uma fractura incompleta, ocorre na coroa e pode estender-se at raz com sintomas variveis.

    Geralmente uma restaurao coronria representa um tratamento adequado. Nos casos em que a

    fractura continua a crescer, forma-se um split tooth e pode verificar-se a separao dos

    fragmentos visvel a olho nu, havendo dor mastigao.

    A fractura vertical da raz o tipo mais grave de afeco longitudinal da raz. Geralmente

    origina-se na regio apical do dente e estende-se coronalmente. Estas fracturas atingem o

    ligamento periodontal e os tecidos moles migram para o interior dos fragmentos fracturados.

    Estas fracturas podem ser completas ou incompletas, sendo a maioria completas.

    Geralmente ocorrem em dentes com tratamento endodntico radical (T.E.R). mas tambm

    podem ocorrer em dentes sem restauraes.(1)

  • Fracturas verticais da raz diagnstico e abordagem teraputica

    11

    - Incidncia/ Prevalncia

    A incidncia de dentes com fracturas verticais no est descrita na literatura. Contudo, foi

    referida uma prevalncia compreendida entre 11 e 20% de dentes extrados com tratamento

    endodntico que apresentavam fracturas verticais.(2)

    As observaes de vrios autores indicam que o segundo pr-molar superior e o primeiro

    molar inferior so estatisticamente os dentes mais afectados.(3) (4) (5)

    Estudos indicam ainda que as

    fracturas verticais tendem a ocorrer numa direco vestibulo-lingual, zona onde a dentina mais

    espessa.(4)

    A direco mesio-distal menos comum.(6)

    - Etiologia

    As causas descritas por alguns autores para o aparecimento de fracturas verticais tm sido

    trauma, prematuridades oclusais, movimentos mastigatrios intensos, dentes enfraquecidos e

    com reabsores e tratamentos dentrios iatrognicos(3)

    , enquanto que para a grande parte dos

    autores as fracturas verticais da raz so atribudas ao stress gerado dentro do canal durante a

    obturao (especialmente a condensao lateral) ou colocao de um espigo no canal.(4)

    Segundo Hagay Shemesh et. al(7),

    h dois factores que

Recommended

View more >