monografia corrigida com capa - · pdf file triangular (barbosa, 1991,p.34) trouxeram a...

Click here to load reader

Post on 12-Jan-2019

223 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

MANUEL ALVES DA ROCHA NETO

Monografia apresentada como projeto final de curso para obteno dos ttulos de Licenciatura e Bacharelado no Curso de Artes Plsticas da Universidade Federal de Uberlndia, sob orientao da Professora Ms. Mrcia Maria de Sousa.

UBERLNDIA - MG 2006

4

MANUEL ALVES DA ROCHA NETO

Possibilidades de leitura na Obra: Retirantes de Cndido Portinari

Monografia apresentada como projeto final de curso para obteno dos ttulos de Licenciatura e Bacharelado no Curso de Artes Plsticas da Universidade Federal de Uberlndia, sob orientao da Professora Ms. Mrcia Maria de Sousa.

!"#$"%%&

5

LISTA DE IMAGENS

Figura 1 - Retirantes 1944 .............................................................................. 19 Candido Portinari

Figura 2 - Retirantes 1936 .............................................................................. 25 Candido Portinari

Figura 3 - Retirantes 1958 .............................................................................. 25 Candido Portinari

Figura 4 - Retirantes 1944 (Detalhe: cajado) .................................................... 37 Candido Portinari

Figura 5 - O Grito ............................................................................................ 39 Edvard Munch

Figura 6 - A Madona ...................................................................................... 39 Edvard Munch

Figura 7 - Ls Desmoselles dAvignon ............................................................ 40 Pablo Picasso

Figura 8 - Guernica ......................................................................................... 41 Pablo Picasso

Figura 9 - A Virgem com Menino de p abraando a Me .............................. 42 Giovanni Belinni.

Figura 10 - Madona e Criana .......................................................................... 40 Rafael Sanzio.

Figura 11 - Retirantes 1944 (Detalhe do Cajado) ................................................ 43 Candido Portinari

Figura 12 - Sagrada Famlia .............................................................................. 43 Michelangelo Buonarotti.

Figura 13 - Migrant Mother ................................................................................. 44 Dorothea Lange

6

Figura 14 - Retirantes 1944 (Detalhe: Desnutrio) ............................................ 51 Candido Portinari

Figura 15 - Retirantes 1944 (Detalhe: Esquistossomose) .................................... 51 Candido Portinari

Figura 16 - Retirantes 1944 (Detalhe: Toque das Mos) ..................................... 52 Candido Portinari

Figura 17 - Retirantes 1944 (Detalhe: Trouxa na cabea) .................................. 52 Candido Portinari.

Figura 18 - Retirantes 1944 (Detalhe: Olhar do Velho) ....................................... 52 Candido Portinari

7

Agradeo primeiramente a Deus pelo dom da vida, e conforto nos momentos difceis, me conduzindo e assim tornando possvel o meu crescimento pessoal a partir destes momentos. Aos meus pais, Joo e Marli, eterna gratido pelo apoio e confiana, pela oportunidade de crescimento. E de forma especial Cida, Sr. Itamar e D. Vanda, pelo companheirismo, orientao e presena em todos os momentos. Aos meus irmos e aos meus sobrinhos, pela fora. Agradeo ao meu irmo Itamar, pela verdadeira amizade, ateno, dedicao e companheirismo. s minhas orientadoras Elsieni e Mrcia, por terem acreditado no meu trabalho; obrigado pela colaborao e amizade. Agradeo s minhas amigas de Ouro Preto ngela e Vanessa, pelas palavras de apoio, de incentivo e pelo carinho e acolhimento. Aos amigos de Araguari, de forma especial Cntia e ao Bruno, em Petrpolis, pela colaborao. E especialmente ao Dr. Srgio Mota, incentivador primeiro para esta formao. A todos os professores do Departamento de Artes Plsticas da UFU, e de forma especial Eliane Tinoco, Roberta, Cntia, Zez por terem sido base da minha formao, e Teca. Aos tcnicos administrativos e em especial Lucia Tavares, pela amizade e ateno durante os anos de graduao. todas as pessoas que torceram por mim, mesmo que secretamente, e direta ou indiretamente contriburam para que este momento se tornasse real.

_________________________________________________________________________

8

$'

(!')*

_________________________________________________________________________

9

+

,--

.-/-0

/

10

1,!!)2

3.4

_________________________________________________________________________

11

INTRODUO ............................................................................................. 12 - 18

CAPTULO I

1 - A obra .................................................................................................. 19 - 22

1.1 - O Artista Cndido Portinari ........................................................ 23 - 26

1.2 - O Contexto Histrico do Perodo ................................................... 27 - 28

CAPTULO II 2.1 - O Mtodo de Anlise .................................................................... 29 - 30

2.2 - O Contedo da Obra de Arte no Mtodo Iconolgico .................... 31 - 34

CAPTULO III

3.1 - O Exerccio da Leitura de Imagem com a Obra Retirantes ........... 35 - 37

3.2 - Algumas Conexes com a Histria da Arte ................................... 38 - 42

3.3 - Algumas Conexes com a Linguagem Fotogrfica ....................... 43 - 46

3.4 - Outros Olhares, outras Percepes .............................................. 47 - 52

CONSIDERAES FINAIS ......................................................................... 53 - 54

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ............................................................ 55 56

APENDICE .................................................................................................... 57 59

ANEXO .......................................................................................................... 60 61

12

INTRODUO

____________________________________________________________

Temos conhecimento de que a produo artstica, como todo produto do

trabalho humano, constituda de significados que esto relacionados a homens,

culturas, lugares e tempos distintos. No caso das Artes Plsticas, na qual a

imagem um dos elementos que constitui o objeto artstico, esses significados

esto relacionados tambm aos conhecimentos que norteiam nossa forma de

olhar.

Em relao ao ensino da arte, para trabalharmos com imagens, importante

oferecer aos alunos os fundamentos necessrios para produzir e interpretar

imagens, de forma que esta produo e interpretao tornem-se abrangentes e

possibilitem compreender o objeto artstico conforme as questes postas em cada

momento histrico, em especial, quelas de nosso prprio tempo e lugar.

Analisadas sob essa perspectiva, as imagens tiram-nos de uma territorialidade

imediata e aparente e fazem-nos compreender o homem como ser cultural.

Nesse sentido, a leitura de imagens tem chamado a ateno tanto dos

professores como dos alunos de reas de conhecimento que tm a imagem como

objeto de interesse, sendo que a educao atravs da imagem, embora possa

distinguir-se da educao para a imagem, implica na formao dos professores

que desejam utilizar a imagem como auxiliar do processo de comunicao

pedaggica e tambm na formao do prprio aluno para conviver no que

podemos chamar de uma sociedade da imagem. No caso do ensino das artes

plsticas, depois de muitas dcadas em que observamos o predomnio da livre-

expresso1, a partir do momento em que novas abordagens como a Proposta

Triangular (BARBOSA, 1991,p.34) trouxeram a importncia da leitura da obra de

arte para a sala de aula, qualquer que seja o objetivo de ensino pretendido, a

proposta dever levar em considerao as condies de construo de

1 A concepo de Livre Expresso vincula-se histrica e ideologicamente ao modernismo, pois enfatiza a viso pessoal como interpretao da realidade, a emoo como o principal contedo da expresso e a busca do novo, do original como o ideal a ser alcanado.(RIZZI, Maria Cristina de Souza. Caminhos metodolgicos. In BARBOSA, Ana Mae (org.). Inquietaes e mudanas no ensino de Arte. So Paulo: Cortez, 2002. p:66)

13

conhecimento do aluno no domnio da leitura, contextualizao e produo de

imagens.

Durante os anos de graduao no Curso de Artes Plsticas da UFU

Universidade Federal de Uberlndia , percebemos que as leituras de imagens

realizadas em sala de aula nem sempre conseguiam provocar os alunos para

compreenderem os contedos e temas que as imagens ofereciam ou suscita