momento de ruptura

Download Momento de Ruptura

Post on 31-Mar-2016

223 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Proposta de identidade visual para a 30ª Bienal de São Paulo

TRANSCRIPT

  • 1Momento de Rupturadesigner | carlos angelo | bienal 2012

  • 2Carlos Angelo Nbile FilhoSolteiro, brasileiro, 25 anos

    Rua Raposo Tavares, 968 86010 - 580 | Londrina-PR

    (43) 9135-7739carlosangelonobile@gmail.com

    objetivoDesenvolver projetos visuais, junto a uma equipe de profissionais com-petentes, com criatividade e consistncia, visando inovar a linguagem e alcanar os objetivos prticos dos projetos.

    formao acadmicaGraduado em Desenho Industrial com nfase em Programao Visual na Universidade Norte do Paran no ano de 2010.

    idiomasConhecimento intermedirio em lngua inglesa e espanhola, adquirido atravs de escolas particulares de lnguas.

    experincia profissional2011Atualmente registrado como designer grfico na Apetit, em Londrina, atuando no departamento de marketing com a comunicao interna e externa apresentada pela empresa.

    Currculo

  • 32009 2010Estgio no departamento de criao da Agncia de Comunicao Agilit, desenvolvendo projetos que incluam a criao e a arte final das peas de comunicao, em sua maioria impressas.2008 2009Estgio no Departamento de Comunicao, da Embrapa Soja em Londrina, auxiliando no desenvolvimento de projetos grficos para comunicao in-terna e externa da empresa.

    cursos complementaresWorkshop criativo de superfcie realizado em julho de 2011, ministrado pela designer Renata Rubim, So Paulo-SP.Oficina de Direo de arte para mdia impressa realizada durante o I Festi-val de Inverno de Comunicao em julho de 2011, Londrina PR.Oficina O processo o limite ministrada pelo estdio Deveras, durante o Design.exe na Unopar 2009, Londrina-PR.

    conhecimentos de informticaConhecimento avanadoAdobe Photoshop | Illustrator | InDesignConhecimento inicialAdobe Flash | PremiereBlender 3D

  • 4PortflioA campanha apresentada no portflio foi desenvolvida na empresa de ser-vios de alimentao Apetit, no ano de 2011, com o intuito de comunicar o prmio de melhor empresa para trabalhar no Brasil, 56a posio. Prmio do instituto Great Place to Work promovido em parceria com a revista poca que publica a seleo das 100 melhores empresas para tra-balhar no Brasil.Com o conceito de valorizar as pessoas, o projeto foi desenvolvido pelo departamento de marketing desdobrando-se em diversas aplicaes com uma identidade visual em comum, como pode ser visto adiante. A direo de arte do designer Carlos Angelo Nbile Filho.

  • 5Acima esquerdo, o layout da camiseta produzida em serigra-fia com 4 por 4 cores. Acima, uma faixa para marcar a pgina da matria publicada na revista poca. Abaixo o topo e a pgina de acesso intranet da empresa. Na pgina ao lado, o topo da pgina principal do site da Apetit.

  • 6Acima o outdoor na cidade de Londrina, local da matriz da empresa, e ao lado uma ilustra-o do banner.

  • 7Apresentao ConceitualconceitoPreldio do ato expressivo, a construo visual da iminncia potica o centro conceitual da proposta aqui apresentada. O instante que antecede a expresso de todas as poticas um limite to frgil que a qualquer momento pode irromper numa interao com o meio externo.O artista como agente potico compe o corpo da exposio. Atravs dela ele faz transparecer sua condio como uma forma multifacetada imersa na coletividade.A construo visual do conceito foi desenvolvida a partir de 3 estudos, que variavam o meio, o formato e o objeto, como poder ser observado mais a frente no projeto. O ltimo o que mais se adequou ao conceito, pois visava elucidar o momento de transio da expresso, da potica. A escolha dos objetos em si uma atividade complexa, uma vez que optar por uma forma carregada de sentido pode atrapalhar na compre-enso da identidade.O tecido representa a membrana que isola as potica do seu momento de interao com o coletivo. O corpo humano sob o tecido trs uma sen-sao primitiva, plstica, a qual cria um dilogo muito pertinente com o conceito exigido pela curadoria da exposio.

  • 8justificativaA proposta de identidade visual apresentada aqui visa representar atra-vs de formas e cores o projeto desenvolvido pela curadoria da 30 Bie-nal de So Paulo. O intuito promover uma comunicao inovadora e surpreendente demonstrando assim o carter nico e ousado do evento.A possibilidade de desdobrar o conceito em novos formatos era uma condicional, assim levou-se em considerao um trabalho que estivesse aberto a novos formatos sem perder o conceito.Iminncia segundo o dicionrio Aurlio carter de iminente, ou seja, que ameaa acontecer em breve.Representar visualmente a expresso potica prestes a acontecer um desafio. Os estudos desenvolvidos no projeto culminaram num ensaio com uma pessoa envolta em tecido elstico se movimentando com mui-to esforo para sair ou melhor expressar-se poeticamente, como pode ser visto na pgina 13.A proposta pertinente identidade visual da exposio por fazer um dilogo entre o ser artstico e seu exerccio de expresso. Demonstrar de forma visual, sensvel, o processo potico.

  • 9Estudo membrana plsticaO primeiro estudo foi com uma forma orgnica, uma sacola pls-tica numa bacia com gua. Os registros fotogrficos dessa inte-rao tm o intuito de transparecer o movimento do objeto deriva, as trocas de fludos atravs da sacola e as vibraes da gua na bacia. As imagens produzidas foram decupadas com o software pho-toshop explorando os traos, as cores e as formas. A obra de

    Jean-Michel Basquiat, Cabeza, 1982.

    Jean-Michel Basquiat, Cabeza, no canto superior esquerdo, foi referncia para a modificao visual e definio da pale-ta de cores.

    Fotografia original e modificada, aci-ma. Resultado da composio visual, ao lado.

  • 10

    Estudo slido geomtricoO segundo estudo foi desenvolvido com uma forma geomtrica e digital.

    As imagens ao lado so as vistas de um slido nome-ado como icosphere, cons-trudo com o software 3D Blender, ligeiramente mo-dificado e rotacionado ale-atoriamente.

    As mesmas foram sobrepostas, modificadas e coloridas no software pho-toshop resultando nas composies abaixo.

  • 11

    Proposta de Identidade VisualO terceiro estudo vai ao encontro do conceito por apresentar de forma visual a tenso e o movimento, extraindo a essncia do momento de iminncia potica.O primeiro exerccio foi sobrepor parcialmente um tecido elstico numa pessoa e fotografar as formas des-sa interao, imagem ao lado. A fotografia foi modificada digital-mente; padres circulares distor-cidos foram sobrepostos imagem para explorar a tenso e criar vo-lumes dentro da forma. Abaixo, os resultados desse exerccio.

  • 12

    O intuito apresentar o corpo humano na identidade visual sem rtulos sociais, mostrando apenas caractersticas do artista como um ser potico, em cons-tante iminncia expressiva. Ao lado, referncias retiradas do site corbis.com e abaixo duas ilustraes a partir da imagem de uma danarina.Os resultados mostram a luta en-tre o ser potico e a resistncia da pelcula no jogo expressivo.

  • 13

    Algumas fotos para explorar os movimen-tos e formas da inte-rao entre o tecido sinttico e o corpo humano. Ao lado uma composio a partir da fotografia.

  • 14

    estudo tipogrficoA tipografia FTN Satura, disponvel por $ 169,00 no site www.fountaintype.com, apresenta caractersticas prximas ao conceito da identidade. O alto contraste no trao causa movimento e tenso, como uma pelcula que limita os movimentos de um corpo em expanso.

    A famlia se estende desde fonts displays at desenhos para texto com boa legibilidade, como apresentada nas imagens acima e ao lado. Foram realizadas modificaes visuais no dese-nho das letras para causar maior sensao de tenso e iminncia de rompimento da pelcula.

  • 15

    aplicaes da identidade visualO conceito da identidade dever ser expandido para outras plataformascriando assim contedo para os diversos materiais da exposio. Um ensaio fotogrfico com a participao de um ator explorando os volumes, as nuances e a trans-parncia do tecido, alm de ex-perimentos com a projeo de imagens sobre o tecido e perfor-mances em vdeo. O resultado sensorial dessas ex-tenes no conceito da identi-dade visual podero ser utili-zadas no catlogo e nas demais peas de comunicao da expo-sio, dando vida ao projeto. Ao lado um similar fotogrfico.

    Sublime, slimy and sci-fi-ish photo series by Bart Hess.

    imagem retirada do site: http://bumbumbum.me

Recommended

View more >