modelo monografia tcc (salvo automaticamente)

Download Modelo Monografia TCC (Salvo Automaticamente)

Post on 02-Oct-2015

18 views

Category:

Documents

10 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Modelo de Monografia

TRANSCRIPT

2

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIA E TECNOLOGIA

SUL-RIO-GRANDENSE CMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAA

LICENCIATURA EM QUIMICA CONFECO DE MINI HORTAS ESCOLARES E SUAS RELAES COM ECOLOGIA, FAMLIA E ESCOLA

Daiane Leal BaldezPelotas, 2015Daiane Leal BaldezCONFECO DE MINI HORTAS ESCOLARES E SUAS RELAES COM ECOLOGIA, FAMLIA E ESCOLA

Monografia apresentada como Trabalho de Concluso do Curso de Licenciatura em Qumica do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense Cmpus Pelotas - Visconde da Graa.

.

Orientador: Prof. Me. Viviane MacielPelotas, 2015

BANCA EXAMINADORA___________________________________________________________________

Prof. ______________________________________

(Orientador)

___________________________________________________________________

Prof. ______________________________________

___________________________________________________________________

Prof. ______________________________________

Dedico este trabalho... (Facultativo)

AGRADECIMENTOS (Facultativo)Agradeo...

Epgrafe (Facultativo) (Autor, Ano)

RESUMO (Entre 100 e 200 palavras)

O relato do projeto de pesquisa, neste texto desenvolvido, visa descrever uma atividade pedaggica de complementao curricular, cujo objetivo foi conscientizar os alunos, acerca da importante relao entre homem e o meio ambiente e com isso denotar a importncia de preservamos nosso planeta.

A utilizao de recursos, como as Mini Hortas, para facilitar a compreenso dos contedos de cincias no ensino fundamental, tende a levar ao ambiente escolar uma nova viso acerca do processo ensino aprendizagem, possibilitando a interao entre alunos, professores, escola e o ambiente familiar.No desenvolvimento desta atividade utilizaram-se vasos feitos de garrafas PET implantadas na escola, criando-se um espao educador sustentvel, que buscou estimular a incorporao a percepo e a valorizao da dimenso educativa, a partir do meio ambiente, alm de despertar o interesse e a responsabilidade em torno do que diz respeito a natureza, ao lugar em que vivem, bem como uma melhor interao do aluno com a disciplina em sala de aula, potencializando as aprendizagens significativas.

Palavras-chave: Confeco de mini hortas, ecologia, utilizao de garrafas Pet, aproximao famlia-escola.ABSTRACT

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.Key words:

LISTA DE FIGURAS (Exemplo)Figura 1 - IFSul CAVG13Figura 2 Viso area do IFSul CAVG14

LISTA DE QUADROS (Exemplo)Quadro 1 - Cursos tcnicos e superiores do IFSul CAVG14

LISTA DE SIGLAS (Exemplo)ABNT Associao Brasileira de Normas Tcnicas

CAVG Campus Visconde da Graa

IFSul Instituto Federal de Educao, Cincia e Tecnologia Sul-rio-grandenseEA Educao AmbientalSUMRIO (Automtico)121INTRODUO

142REFERENCIAL TERICO

173CONCLUSO / CONSIDERAES FINAIS

18REFERNCIAS

19ANEXO 1

19QUESTIONRIO

1 INTRODUO

A proposta do trabalho com as mini hortas surgiu da necessidade de desenvolver um trabalho de forma ldica e interdisciplinar com a finalidade de ilustrar as aulas de cincias. Tratando-se do pressuposto que quando o assunto causa interesse no aluno este ser mais facilmente abordado e ter um maior significado.

De acordo com os PCNs ao ensinar, o professor deve inteirar-se sobre o que seus alunos sabem do contedo trabalhar de forma interessante expositiva e participativa, despertando o interesse pela cincia da natureza. importante organizar atividades que explorem o conhecimento e sejam compatveis ao nvel de desenvolvimento intelectual do aluno, com esse enfoque o aluno o sujeito; ele constri seu conhecimento obtm uma aprendizagem significativa, consegue identificar seu papel no universo Mas esse movimento no espontneo; construdo com a interveno fundamental do professor (BRASIL, 1998, p. 28). Falando ainda nos PCNs podemos citar como justificativa para o projeto a maneirar como e abordado no mesmo as questes de aulas expositivas:

...diferentes mtodos ativos, com a utilizao de observaes, experimentao, jogos, diferentes fontes textuais para obter e comparar informaes, por exemplo, despertam o interesse dos estudantes pelos contedos e conferem sentidos natureza e cincia que no so possveis ao se estudar Cincias Naturais apenas em um livro.( (BRASIL, 1998, p. 26)O aluno deve construir seu conhecimento reconhecendo-se como parte integrante da natureza desenvolvendo uma atitude critica, sabendo que as suas aes so de fundamental importncia para a manuteno dos recursos naturais e para o futuro do planeta. Neste contexto, o uso das mini hortas uma ferramenta valida para desenvolver o projeto no ensino fundamental.No poderia falar em projetos sem citar Hernandes, que tratada a metodologia de projetos como modelo de ensino, uma viso diferente do que conhecimento e currculo; os projetos abordam determinados temas ou conhecimento dos alunos levando em considerao sua identidade, experincias e conhecimentos adquiridos fora da escola. Hernndez (1988) citado por FILGUEIRA et al. (2007) enfatiza que o trabalho por projeto no deve ser visto como uma opo puramente metodolgica, mas como uma maneira de repensar a funo da escola. Participando de projetos os educandos se deparam com algo novo que ultrapassam as aulas tradicionais exigido deles um comprometimento maior estimulando o trabalho em equipe, participao e atitude. Para isso acontecer tambm necessrio a mudana na postura do professor que devera trabalhar de forma interdisciplinar fazendo juno com diferentes reas do conhecimento trabalhando com um precursor que nunca fixo. Fazendo uso de uma abordagem ilustrativa, onde a informao inserida de forma dinmica, buscando ateno, a participao dos educandos; levando o conhecimento contextualizado de maneira que a informao transmitida torne-se mais atraente, por estar em consenso com sua realidade, a Pedagogia de Projetos motiva levando os envolvidos a uma transferncia recproca de experincias.

Por tanto, pretendemos que este projeto atuasse como aliado na perspectiva da prtica pedaggica do Projeto Poltico Pedaggico da escola na qual a ao foi desenvolvida, com aes que contemplassem a interdisciplinaridade, possibilitando a melhoria da qualidade das prticas pedaggicas. Sendo assim, a horta foi um instrumento que, abordou diferentes contedos curriculares de forma significativa, promovendo vivncias que resgatam valores. Valores esses, bem traduzidos por Gadotti: Um pequeno jardim, uma horta, um pedao de terra, um microcosmos de todo o mundo natural. Nele encontramos formas de vida, recursos de vida, processos de vida. A partir dele podemos reconceitualizar nosso currculo escolar. Ao constru-lo e cultiv-lo podemos aprender muitas coisas. As crianas o encaram como fonte de tantos mistrios! Ele nos ensina os valores da emocionalidade com a Terra: a vida, a morte, a sobrevivncia, os valores da pacincia, da perseverana, da criatividade, da adaptao, da transformao, da renovao. (GADOTTI, 2003, p. 62).Ao estimularmos mudanas de valores, hbitos, atitudes e metodologias por meio da horta e da educao ambiental, tornamos a escola o exemplo dessa mudana. Entendemos que, para se trabalhar est educao ambiental como se deve, preciso criar na escola um ambiente capaz de envolver a todos. Com isso, a partir do projeto das mini hortas, os estudante estiveram garantida a possibilidade de aprender a reciclar/reutilizar, plantar, avaliar o desenvolvimento, regar, cuidar, colher, decidir o que fazer com o que colheu. Com efeito, essa atividade didtica promoveu a possibilidade de alterar sensivelmente a relao dos envolvidos com o ambiente em que eles vivem, estimulando a construo dos princpios de responsabilidade e comprometimento com a natureza, com o ambiente escolar, com a comunidade em geral, com a sustentabilidade do planeta e com a valorizao das relaes com a sua e com as outras espcies.2.2 A Educao Ambiental no Ensino Fundamental

A educao ambiental deve estar presente de forma interdisciplinar em todas as atividades escolares sendo caracterizada como grande aliado do currculo, conforme a lei N 9.795, de 27 de abril de 1999, que institui a Poltica Nacional de Educao Ambiental, o Art. 9 afirma, a EA deve estar presente e ser desenvolvida no mbito dos currculos das instituies de ensino pblico e privado englobando: I educao bsica:

a. educao infantil;

b. ensino fundamental e

c. ensino mdio

II educao superior;

III educao especial;

IV educao profissional;

V educao para jovens e adultos.No Art. 10 da mesma lei temos, A educao ambiental ser desenvolvida como uma prtica educativa integrada, contnua e permanente em todos os nveis e modalidades do ensino formal. Atravs da EA que busca de forma integrada a modificao da atual situao ambiental, atravs da conscientizao e desenvolvimentos de habilidades nos cidados. Cabe ao professor desenvolver de forma articulada praticas pedaggicas que contemplem os contedos curriculares com a EA de forma interdisciplinar.

Segundo Jacobi (2003) a Educao Ambiental (EA): ... deve ser acima de tudo um ato poltico para a transformao social. O seu enfoque deve buscar uma perspectiva de ao holstica que relaciona o homem, a natureza e o universo, tendo como referencia que os recursos naturais se esgotam e que o principal responsvel pela sua degradao o ser humano. (JACOBI, 2003, p. 189)

No entanto devemos considerar os diversos fatores que podem servir de obstculo para a implantao das praticas da EA na escola, como o espao fsico, professores motivados e preparados dispostos a promover aes potentes de forma