mobilidade urbana em pequenas cidades a ?· aquelas com população estimada em até 100 mil...

Download MOBILIDADE URBANA EM PEQUENAS CIDADES A ?· aquelas com população estimada em até 100 mil habitantes…

Post on 02-Dec-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • OBSERVATORIUM: Revista Eletrnica de Geografia, v.2, n.4, p.34-55, jul. 2010. 34

    MOBILIDADE URBANA EM PEQUENAS CIDADES A

    EXPERINCIA DE SACRAMENTO/MG.

    Camilla Ferreira Gouveia

    Graduada em Geografia Universidade Federal de Uberlndia UFU.

    camillaufugeo@yahoo.com.br

    William Rodrigues Ferreira Professor Doutor da Universidade Federal de Uberlndia UFU.

    wferreira@ufu.br

    Resumo

    O transporte coletivo um importante componente da mobilidade urbana na era atual, pois

    influencia diretamente a qualidade de vida da populao das cidades, fazendo parte do dia a

    dia de grande parte da populao que se desloca para efetuar vrias atividades. Ele tambm

    contribui para o desenvolvimento da cidade e interfere em sua organizao espacial e social.

    Assim, conhecer as caractersticas do perfil do Sistema de Transporte Urbano de

    fundamental importncia. Nessa perspectiva, o presente trabalho tem por objetivo

    diagnosticar e analisar o sistema de transporte urbano da cidade de Sacramento MG, com

    intuito de propor melhorias no que tange o planejamento urbano e a mobilidade urbana dos

    cidados Sacramentanos.

    Palavras-chave: Sacramento MG; Transporte pblico; mobilidade urbana; nibus

    URBAN MOBILITY IN SMALL TOWNS - THE EXPERIENCE OF

    SACRAMENTO/ MG.

    Abstract

    The Public transportation is an important component of urban mobility in the current era, it

    directly influences the quality of life of the cities as part of everyday life for most of the

    population goes to perform various activities. He also contributes to the development of the

    city and interferes with their social and spatial organization. Thus, identifying the

    characteristics of the profile of the urban transport system is of fundamental importance From

    this perspective, this study aims to diagnose and analyze the transportation system of the city

    of Sacramento - MG, with a view to proposing improvements in regard to urban planning and

    urban mobility of citizens Sacramentanos.

    Key-words: Sacramento MG; Public Transportation; urban mobility; bus.

    mailto:camillaufugeo@yahoo.com.brmailto:wferreira@ufu.br

  • Mobilidade urbana em pequenas cidades a experincia de Sacramento/MG.

    Camilla Ferreira Gouvei ;William Rodrigues Ferreira

    35

    OBSERVATORIUM: Revista Eletrnica de Geografia, v.2, n.4, p.34-55, jul. 2010.

    Introduo

    O transporte coletivo um servio essencial e influencia diretamente a qualidade de

    vida da populao das cidades, fazendo parte do dia a dia de grande parte da populao que se

    desloca para efetuar vrias atividades. Ele tambm contribui para o desenvolvimento da

    cidade e interfere em sua organizao espacial e social. Assim, conhecer as caractersticas do

    perfil do Sistema de Transporte Urbano de fundamental importncia.

    Segundo Nunes (2005), o sistema de transporte urbano tem um papel importante no

    cenrio econmico e social do pas, garantindo a mobilidade da populao nas cidades, sendo

    necessrio, desse modo, um estudo mais aprofundado em relao ao transporte pblico

    oferecido pelo municpio de Sacramento no intuito de assegurar a mobilidade das mercadorias

    e da populao.

    Nessa perspectiva, o presente trabalho tambm vem discutir a questo da mobilidade

    urbana a partir da varivel transporte pblico por nibus em pequenas cidades, dando

    nfase cidade de Sacramento, localizada em Minas Gerais, mais precisamente na

    mesorregio denominada Tringulo Mineiro/Alto Paranaba.

    Assim, esse trabalho teve como objetivo entender como se d o processo de

    mobilidade urbana em cidades pequenas, como possvel obter melhores condies de vida e

    deslocamento dos cidados sem deixar de lado a qualidade de vida, pretendendo-se, com isso,

    instigar os rgos competentes criao de polticas pblicas que melhorem as condies de

    mobilidade da populao.

    Contudo, os objetivos propostos nesta pesquisa somente foram alcanados devido

    metodologia utilizada. Assim, cabe destacar que o trabalho metodolgico iniciou-se com a

    pesquisa bibliogrfica, onde buscou-se estudar os conceitos de mobilidade urbana, Transporte

    Urbano e Planejamento Urbano. Na seqncia foram realizadas entrevistas junto Secretaria

    de Trnsito e Transporte e Prefeitura Municipal, alm disso, concomitantemente realizou-se

    anlise da legislao municipal condizente questo em foco, que abrangem o planejamento e

    a mobilidade urbana. Por sua vez, as visitas de campo tambm foram procedimentos

    metodolgicos essenciais para o conhecimento da dinmica urbana de Sacramento e a

    concluso do artigo em questo.

  • Mobilidade urbana em pequenas cidades a experincia de Sacramento/MG.

    Camilla Ferreira Gouvei ;William Rodrigues Ferreira

    36

    OBSERVATORIUM: Revista Eletrnica de Geografia, v.2, n.4, p.34-55, jul. 2010.

    Cidades brasileiras

    Para entender como se d o planejamento urbano e como os meios de transportes se

    desenvolvem na cidade necessrio antes discutir o contexto em que essas cidades crescem.

    A cidade existe desde tempos remotos sempre foi e ainda um lugar de convvio social, de

    circulao e de trocas de experincias e, segundo Resende (1982, p.19) A cidade surge como

    um local de reproduo dos meios de produo, entretanto, foi somente a partir do

    capitalismo, que a cidade passou a desempenhar importante funo, aumentando a circulao

    de pessoas e mercadorias no seu interior.

    De acordo com Bridi e Soares (2003), a cidade se torna o palco das trocas comerciais,

    das reas residenciais, das atividades produtivas e administrativas, criando espaos

    diferenciados, conforme a distribuio dos equipamentos e edificaes, se condicionando,

    inclusive, s relaes de apropriao e ocupao pelos diversos grupos sociais de seus

    territrios. H que se ressaltar, entretanto, que as cidades no so homogneas. Os espaos

    geogrficos vo sendo moldados de forma diferenciada entre si, o que resulta em uma

    heterogeneidade nos modos de vida.

    No caso brasileiro, a extenso do territrio e as diversidades regionais impedem que

    haja uniformidade na rede de cidades, em sua hierarquizao e mesmo em suas

    funcionalidades. Fica evidente que a urbanizao brasileira foi orientada pela modernizao

    do campo - que retirou um grande contingente populacional desse local e colocou-os dentro

    da cidade, ocorrendo, deste modo, uma nova organizao do espao urbano, por meio da

    implantao de sistemas de transportes, de meios de comunicao e da oferta de servios.

    Nesse sentido possvel afirmar que o sistema urbano brasileiro diversificou-se ao

    longo das dcadas, permitindo o surgimento e a refuncionalizao de diversos centros

    urbanos, alm disso, suas funcionalidades deixaram de ser diretamente ligadas

    hierarquizao urbana pr-existente, possibilitando a gerao de novos fluxos e a manuteno

    das relaes espaciais tradicionais, rearranjando, portanto, o padro da rede urbana. (ENGEL,

    2004).

    O que se presencia atualmente a existncia de um meio urbano composto por uma

    arquitetura de contnuas casas, prdios, ruas e avenidas e de diferentes culturas onde co-

    existem diversos tipos de relacionamentos.

  • Mobilidade urbana em pequenas cidades a experincia de Sacramento/MG.

    Camilla Ferreira Gouvei ;William Rodrigues Ferreira

    37

    OBSERVATORIUM: Revista Eletrnica de Geografia, v.2, n.4, p.34-55, jul. 2010.

    Contudo, assim como as demais cidades dos pases em desenvolvimento, as cidades

    brasileiras apresentam graves problemas de mobilidade e, conseqentemente, de qualidade de

    vida decorrentes de fatores sociais, polticos e econmicos. A prpria paisagem reflete a

    desigualdade existente entre classes e cidades e no que tange malha urbana, em muitos

    casos, as vias so antigas e mal planejadas, com dimenses restritas que no tm capacidade

    para atender a demanda atual, que a busca por uma mobilidade gil e eficiente.

    De acordo com Soares (1997), essas diferenciaes entre os centros urbanos so

    gerados pelos efeitos acumulados das prticas de vrios agentes sociais que produzem

    atividades diversificadas, que se transformam constantemente e de forma desigual.

    A palavra cidade, no Brasil, adquire um sentido poltico-administrativo definida pelo

    IBGE como a localidade onde est sediada a prefeitura municipal, sendo constituda pela rea

    urbana do distrito-sede estabelecido pela lei municipal. Desse modo, os centros urbanos

    podem ser identificados a partir de um recorte populacional, onde as pequenas cidades so

    aquelas com populao estimada em at 100 mil habitantes (IBGE 2007).

    De acordo com Bridi e Soares (2003), as pequenas cidades tm uma trajetria pouco

    vasta na literatura geogrfica, a qual vem privilegiando estudos sobre mdios e grandes

    centros urbanos, o que se deve ao fato de que as grandes aglomeraes sempre despertaram

    mais ateno pela concentrao de pessoas, contradies sociais, atividades modernas e meios

    difusores de idias e ideologias, elementos esses que se reproduzem em diferentes escalas

    pelo restante do territrio brasileiro.

    Nota-se que s recentemente as pequenas cidades tm sido pauta em eventos

    cientficos, trabalhos de dissertao e teses de Geografia. As dificuldades apresentadas

    anlise dessa temtica so muitas, haja vista que a diversidade da realidade socioespacial do

    pas e das prprias pequenas cidades, bem como a carncia de parmetros para a definio e

    caracterizao desses espaos e de estud

Recommended

View more >