Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto de Garantia de Preos Mnimos - PGPM, ... 2 / 13. Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto Secretaria de Oramento Federal

Download Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto   de Garantia de Preos Mnimos - PGPM, ... 2 / 13. Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto Secretaria de Oramento Federal

Post on 09-May-2018

216 views

Category:

Documents

3 download

TRANSCRIPT

Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Programa0352 Abastecimento AgroalimentarAes OramentriasNumero de Aes 25Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento008H Equalizao de juros em financiamentos destinados liquidao de dvidas de produtores rurais e cooperativas (Lei n 11.524, de 2007)Unidade Administrativa ResponsvelDescrioRessarcimento, pelo Tesouro Nacional, instituio financeira operadora do financiamento, dos valores concedidos a ttulo de diferencial entre o custo de captao da poupana rural e a TJLP.FinalidadeFazer face s obrigaes financeiras do Tesouro Nacional, decorrentes de subveno sob a forma de equalizao nas operaes de financiamentos de recebveis do agronegcio, nos termos da Lei n 11.524/2007. UO: 74101 - Recursos sob a Superviso da Secretaria do Tesouro Nacional - Ministrio da FazendaProduto: - Unidade de Medida: -Linha de CrditoImplementaoA instituio financeira operadora solicita, no mnimo, a cada ms ao Tesouro Nacional os valores correspondentes equalizao. A STN/COPEC processa os pedidos em sistema prprio de acompanhamento, atualiza os valores e efetua o pagamento.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 11.524, de 2007 e Resoluo CMN n 3.457/07.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 122 - Administrao Geral0110 Contribuio Previdncia PrivadaUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Recursos HumanosDescrioPagamento da participao da patrocinadora (contribuio) conforme plano de custeio (custos do plano de benefcios).FinalidadeAssegurar que as autarquias, as fundaes, as empresas pblicas, as sociedades de economia mista e as demais entidades controladas direta ou indiretamente pela Unio possam contribuir como patrocinadoras s entidades fechadas de previdncia privada.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: - Unidade de Medida: -Transferncia OutrasImplementaoEsfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento0294 Equalizaes de Juros nas Operaes de Custeio Agropecurio (Lei n 8.427, de 1992)Produto: - Unidade de Medida: -Fl....: 1 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Unidade Administrativa ResponsvelDescrioEqualizao de taxas de juros destinando recursos do Tesouro Nacional para a cobertura do diferencial de taxas entre o custo de captao dos recursos, acrescidos dos custos administrativos e tributrios a que esto sujeitas as instituies financeiras oficiais e os bancos cooperativos, nas suas operaes ativas, e os encargos cobrados do tomador final do crdito.FinalidadePrestar apoio financeiro a mini e pequenos produtores rurais e suas cooperativas, na fase de custeio da produo dos produtos amparados pela Poltica de Garantia de Preos Mnimos - PGPM, por meio de equalizao de taxas de juros, visando reduzir o custo financeiro da produo.UO: 74101 - Recursos sob a Superviso da Secretaria do Tesouro Nacional - Ministrio da FazendaLinha de CrditoImplementaoDefinir metas: discutir, entre os rgos envolvidos, as metas de financiamento agrcola; solicitar s instituies financeiras as projees de saldos a serem equalizados; definir, pelo Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento, os limites equalizveis, por agente financeiro; quantificar a despesa em planilhas de clculo e realizar ajustes para conformidade entre despesa prevista e dotao oramentria; publicar as respectivas portarias autorizativas. Executar: receber, das instituies financeiras, a declarao de responsabilidade pela exatido das informaes relativas aplicao de recursos; registrar e conferir, em planilhas de acompanhamento, os valores a serem pagos, com base nos saldos apresentados; pagar mensalmente s instituies financeiras.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 4.829/65, Lei n 8.427/92, Lei n 9.848/99, Dec-Lei n 79/66, Dec. n 58.380/66, diversas Resolues do Conselho Monetrio Nacional e Portarias/MF, para o clculo da equalizao de taxas.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento0298 Equalizao de Juros em Operaes de Emprstimos do Governo Federal - EGF (Lei n 8.427, de 1992)Unidade Administrativa ResponsvelDescrioEqualizao de taxas de juros destinando recursos do Tesouro para a cobertura do diferencial de taxas entre o custo de captao de recursos, acrescidos dos custos administrativos e tributrios a que esto sujeitas as instituies financeiras oficiais e os bancos cooperativos, nas suas operaes ativas, e os encargos cobrados do tomador final do crdito.FinalidadeAssegurar o abastecimento interno e garantir preos mnimos aos produtores rurais, por meio de equalizao de taxas de juros, possibilitando melhores condies financeiras de comercializao dos produtos agropecurios amparados pela Poltica de Preos Mnimos - PGPM, em pocas de preos menos favorveis.UO: 74101 - Recursos sob a Superviso da Secretaria do Tesouro Nacional - Ministrio da FazendaProduto: - Unidade de Medida: -Linha de CrditoImplementaoDefinir metas: discutir, entre os rgos envolvidos, as metas de financiamento agrcola; solicitar s instituies financeiras as projees de saldos a serem equalizados; definir, pelo Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento, os limites equalizveis, por agente financeiro; quantificar a despesa em planilhas de clculo e realizar ajustes para conformidade entre despesa prevista e dotao oramentria; publicar as respectivas portarias autorizativas. Executar: receber, das instituies financeiras, a declarao de responsabilidade pela exatido das informaes relativas aplicao de recursos; registrar e conferir, em planilhas de acompanhamento, os valores a serem pagos, com base nos saldos apresentados; pagar s instituies financeiras.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoFl....: 2 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Lei n 4.829/65, Lei n 8.427/92, Lei n 9.848/99, Dec.-Lei n 79/66, Dec.n 58.380/66, Resolues do Conselho Monetrio Nacional e Portarias/MF, para o clculo da equalizao de taxas.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento0299 Equalizao de Preos nas Aquisies do Governo Federal e na Formao de Estoques Reguladores e Estratgicos - AGF (Lei n 8.427, de 1992)Unidade Administrativa ResponsvelDescrioConcesso de equalizao, pelo Tesouro Nacional Companhia Nacional de Abastecimento - CONAB, referente diferena entre os valores de venda e compra dos produtos.FinalidadeGarantir o abastecimento e o preo, no mercado primrio interno, dos produtos agropecurios amparados pela Poltica de Garantia de Preos Mnimos - PGPM, mediante a formao de estoques reguladores e estratgicos.UO: 74101 - Recursos sob a Superviso da Secretaria do Tesouro Nacional - Ministrio da FazendaProduto: - Unidade de Medida: -Transferncia OutrasImplementaoA CONAB apresenta suas metas bem como a proposta de oramento para o ano seguinte na metade do ano em curso, proposta esta que poder ser ajustada pelos Ministrios da Fazenda e do Planejamento, Oramento e Gesto. Fluxo da despesa: realizao de reunies mensais de programao para estabelecer os produtos a serem adquiridos e as despesas a serem efetuadas; liberao de recursos CONAB (aquisies e despesas), conforme programado; registro das liberaes e acompanhamento do saldo; aquisio dos produtos e pagamento das despesas pela CONAB; Fluxo da receita: venda do produto pela CONAB; ingresso da receita no Tesouro Nacional, amortizando o saldo devedor do Programa; apresentao, por parte da CONAB, de Declarao de Boa e Regular Aplicao dos Recursos; pagamento da equalizao de preos CONAB para cobertura do diferencial entre o valor de venda do produto e seu custo efetivo.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 4.320/64, Lei n 8.171/91, Lei n 8.174/91, Lei n 8.427/92, Lei n 9.848/99, Dec.-Lei n 79/66. Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento0300 Garantia e Sustentao de Preos na Comercializao de Produtos Agropecurios (Lei n 8.427, de 1992)Unidade Administrativa ResponsvelDescrioEqualizao de preos destinando recursos do Tesouro Nacional para o pagamento de prmio ou bonificao, apurados em leilo ou em outra modalidade de licitao, para promover o escoamento do produto pelo setor privado, ou para o pagamento da diferena entre o preo de exerccio em contratos de opo de venda de produtos agropecurios, lanados pelo Poder Executivo, e o valor de mercado desses produtos.FinalidadeGarantir e sustentar os preos na comercializao de produtos agropecurios, por meio de instrumentos de equalizao de preos, exonerando o Governo Federal da obrigao de adquirir o produto.UO: 74101 - Recursos sob a Superviso da Secretaria do Tesouro Nacional - Ministrio da FazendaProduto: - Unidade de Medida: -Transferncia OutrasImplementaoDefinir metas: realizar estimativa pelo Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento MAPA. Executar: lanar os avisos de leilo ( MAPA e CONAB); realizar os leiles (CONAB); conferir, a STN, o valor solicitado pela CONAB (com base no resultado dos leiles); registrar os Detalhamento da ImplementaoFl....: 3 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010valores executados e acompanhar o saldo; receber, a STN, a declarao de responsabilidade pela exatido das informaes relativas aplicao de recursos, apresentada pela CONAB.Base Legal da AoLei n 8.427/92 e Lei n 9.848/99. Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento0301 Equalizao de Juros e de outros Encargos Financeiros em Operaes de Investimento Rural e Agroindustrial (Lei n 8.427, de 1992)Unidade Administrativa ResponsvelDescrioEqualizao de taxas de juros destinando recursos do Tesouro Nacional para a cobertura do diferencial de taxas entre o custo de captao de recursos, acrescido dos custos administrativos e tributrios a que esto sujeitas as instituies financeiras oficiais e os bancos cooperativos, nas suas operaes ativas, e os encargos cobrados do tomador final do crdito.FinalidadePrestar apoio financeiro aos produtores rurais, por meio de concesso de equalizao de taxas de juros, visando reduzir o custo financeiro nas operaes de investimento rural e agroindustrial.UO: 74101 - Recursos sob a Superviso da Secretaria do Tesouro Nacional - Ministrio da FazendaProduto: - Unidade de Medida: -Linha de CrditoImplementaoDefinir metas: discutir, entre os rgos envolvidos, as metas de financiamento agrcola; solicitar s instituies financeiras as projees de saldos a serem equalizados; definir, pelo Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento, os limites equalizveis, por agente financeiro; quantificar a despesa em planilhas de clculo e realizar ajustes para conformidade entre despesa prevista e dotao oramentria; publicar as respectivas portarias autorizativas. Executar: receber, das instituies financeiras, a declarao de responsabilidade pela exatido das informaes relativas aplicao de recursos; registrar e conferir, em planilhas de acompanhamento, os valores a serem pagos, com base nos saldos apresentados; pagar s instituies financeiras.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 8.427/92, Lei n 9.848/99, Resolues do Conselho Monetrio Nacional e Portarias/ MF, para o clculo da equalizao de taxas.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento0373 Equalizao de Juros e Bnus de Adimplncia no Alongamento de Dvidas Originrias do Crdito Rural (Leis n 9.138, de 1995 e n 9.866, de 1999)Unidade Administrativa ResponsvelDescrioEqualizao de taxas de juros destinando recursos do Tesouro Nacional s instituies financeiras para a cobertura da diferena existente entre o custo de captao dos recursos mais o "spread" bancrio e o retorno pago pelos muturios nas operaes alongadas. So classificadas, tambm, como equalizao as concesses de rebates a ttulo de bnus de adimplncia.FinalidadeFazer face s obrigaes financeiras contratuais, decorrentes do alongamento de dvidas originrias do crdito rural, nos termos da Lei n 9.138/95 e n 9.866/99, por meio da concesso de equalizao de taxas de juros e de rebates nas parcelas devidas pelos muturios finais, detentores de financiamentos concedidos com recursos do FAT/BNDES.UO: 74101 - Recursos sob a Superviso da Secretaria do Tesouro Nacional - Ministrio da FazendaProduto: - Unidade de Medida: -Fl....: 4 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Linha de CrditoImplementaoComprovar o recebimento das parcelas da dvida, referentes aos financiamentos com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social/Fundo de Amparo ao Trabalhador - BNDES/FAT, em arquivos magnticos; Apurar os rebates e as prorrogaes; Calcular a equalizao pelo Sistema de Acompanhamento da Dvida Pblica - SADIP Agrcola, excluindo prorrogaes; Apurar os valores devidos s instituies financeiras; Creditar na conta Reserva Bancria das instituies financeiras.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 9.138/95, Lei n 9.866/99 e Resolues Conselho Monetrio NacionalEsfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento0611 Equalizao de Juros decorrentes do Alongamento da Dvida do Crdito Rural (Lei n 9.866, de 1999)Unidade Administrativa ResponsvelDescrioRessarcimento, pelo Tesouro Nacional, s instituies financeiras, dos valores concedidos a ttulo de desconto de at dois pontos percentuais sobre as parcelas de juros pagas pelos muturios finais, que repactuaram suas dvidas rurais com base no PESA (Programa de Saneamento de Ativos), conforme previsto na Resoluo CMN n 2.471/ 98. Este benefcio integra a segunda etapa do programa de alongamento de dvidas de operaes rurais, institudo pela Lei n 9.138/95.FinalidadeFazer face s obrigaes financeiras do Tesouro Nacional, decorrentes da concesso de subveno a produtores rurais nas operaes de alongamento das dvidas originrias do crdito rural, superiores a R$ 200.000,00, nos termos das Leis ns 9.138/95 e 9.866/99, repactuadas com base na Resoluo CMN n 2.471/98.UO: 74101 - Recursos sob a Superviso da Secretaria do Tesouro Nacional - Ministrio da FazendaProduto: - Unidade de Medida: -Linha de CrditoImplementaoSemestralmente, as instituies financeiras solicitam ao Tesouro Nacional os valores correspondentes aos descontos por elas concedidos aos muturios finais, detentores de dvidas rurais repactuadas no mbito do PESA. A COPEC processa os pedidos em sistema prprio de acompanhamento, com base no estoque de Certificados do Tesouro Nacional, emitidos como garantia das operaes de renegociao, atualiza os valores e efetua o pagamento.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 9.138/95, Lei n 9.866/99, Lei n 10.437/02, Lei n 10.696/03 e Resolues do Conselho Monetrio Nacional.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento10HG Estudo das Perdas Quantitativas e Qualitativas na Ps-colheita de GrosDescrioEstudo das perdas decorrentes das operaes realizadas na ps-colheita dos gros agrcolas , h muito, uma demanda do agronegcio brasileiro. A determinao dos ndices de perdas ser uma importante ferramenta na regulamentao do setor visando evitar prejuzos aos produtores, s empresas armazenadoras e ao prprio governo.FinalidadeIdentificar as perdas quantitativas e qualitativas no armazenamento e transporte dos principais produtos agrcolas nas mais importantes regies produtoras brasileiras.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Estudo realizado Unidade de Medida: unidadeFl....: 5 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Unidade Administrativa ResponsvelDiretoria de Gesto de EstoquesDiretaImplementaoO projeto ser desenvolvido em parceria entre a Conab e a Universidade Federal de Viosa - MG (Centreinar), com apoio de outras instituies de pesquisa. Sero pesquisados os ndices de perda de produtos de consumo de massa (arroz, feijo, milho, soja e trigo), selecionados pela sua importncia na produo nacional extratificados segundo a localizao, em funo da diversidade climtica e caractersticas do armazm.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 8.029, de 12/04/1990; Decreto n 4.514, de 13/12/2002 e recomendao do TCU.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento12BZ Concluso da Obra da Unidade Armazenadora de Uberlndia - MGUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Armazenagem e Movimentao de Estoques DescrioEm 19/04/1989, foi firmado, pela ento CIBRAZEM, uma das empresas fusionadas da Conab, contrato com a firma construtora Norberto Odebrecht S/A, para executar as obras de ampliao do Complexo Armazenador de Uberlndia - MG, com a construo de um graneleiro com capacidade esttica de 100.000 toneladas. A execuo dos servios foi iniciada em 10 de maio do mesmo ano. Do total da obra contratada, foram realizados 52,75% dos servios. A paralisao da obra, ocorrida em 23/03/1990, teve como causa alegada pela Construtora, os constantes atrasos nos pagamentos de suas faturas, aliado s questes administrativas da Conab, notadamente a descontinuidade administrativa vivida pela Companhia, o que levou a postergao de uma soluo efetiva sobre sua concluso.O Complexo Armazenador de Uberlndia possui relevante importncia para a agricultura regional e estratgico para o desempenho das polticas agrcola e de abastecimento, principalmente com a atual diretriz do governo de recompor os seus estoques estratgicos e de segurana alimentar.A cidade de Uberlndia, em Minas Gerais, dispe de um conjunto de requisitos extremamente favorveis para a implantao de um complexo de armazenamento estratgico. Localizada no Tringulo Mineiro, situa-se entre o plo industrial de So Paulo e as grandes regies de produo agrcola de Gois, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Dispe de uma boa rede viria, ligando-se por ferrovia e rodovias aos grandes centros do Pas. Sem dvida, sob o prisma locacional, observa-se que o Complexo Armazenador de Uberlndia possui posicionamento estratgico, pois est inserido em quatro corredores de exportao: Uberlndia/Santos, Uberlndia/Vitria, Uberlndia/Ilhus e Uberlndia/Paranagu.Os servios sero contratados por meio de processo licitatrio, iniciando-se em 2005 com concluso prevista para 2006.FinalidadeConcluir a obra inacabada do graneleiro de fundo Tipo V, com capacidade para 100.000 toneladas, do Complexo Armazenador de Uberlndia, objetivando sobretudo atuar como alternativa iniciativa privada e contribuir para minimizar a escassez de espao para armazenamento, especialmente das safras de soja e milho, na regio do Tringulo Mineiro.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Obra executada Unidade de Medida: % de execuo fsicaDiretaImplementaoOs servios sero contratados por meio de processo licitatrio, iniciando-se a obra em maro/2008 com concluso prevista para maro/2009, com acompanhamento da rea de engenharia da Conab.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 8.029, de 12/04/1990; Lei n 8.666, de 21/06/1993 e suas alteraes e Decreto n 4.514, de 13/12/2002.Esfera: 20 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 301 - Ateno Bsica2004 Assistncia Mdica e Odontolgica aos Servidores, Empregados e seus DependentesProduto: Pessoa beneficiada Unidade de Medida: unidadeFl....: 6 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Unidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Recursos HumanosDescrioConcesso do benefcio de assistncia mdico-hospitalar e odontolgica aos servidores e empregados, ativos e inativos, dependentes e pensionistas.FinalidadeProporcionar aos servidores, empregados, seus dependentes e pensionistas condies para manuteno da sade fsica e mental.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABDiretaImplementaoEsfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 365 - Educao Infantil2010 Assistncia Pr-Escolar aos Dependentes dos Servidores e EmpregadosUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Recursos HumanosDescrioConcesso do benefcio de assistncia pr-escolar pago diretamente no contra-cheque, a partir de requerimento, aos servidores e empregados que tenham filhos em idade pr-escolar conforme dispe o Decreto 977/93.FinalidadeOferecer aos servidores, durante a jornada de trabalho, condies adequadas de atendimento aos seus dependentes, conforme art. 3 do Decreto 977, de 10/11/93.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Criana atendida Unidade de Medida: unidadeDiretaImplementaoEsfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 331 - Proteo e Benefcios ao Trabalhador2011 Auxlio-Transporte aos Servidores e EmpregadosDescrioPagamento de auxilio-transporte em pecnia, pela Unio, de natureza jurdica indenizatria, destinado ao custeio parcial das despesas realizadas com transporte coletivo municipal, intermunicipal ou interestadual pelos militares, servidores e empregados pblicos da Administrao Federal FinalidadeEfetivar o pagamento de auxlio-transporte em pecnia, pela Unio, de natureza jurdica indenizatria, destinado ao custeio parcial das despesas realizadas com transporte coletivo municipal, intermunicipal ou interestadual pelos militares, servidores e empregados pblicos da Administrao Federal direta, autrquica e fundacional da Unio, bem como aquisio de vale-transporte para os empregados das empresas pblicas e sociedades de economia mista integrantes dos oramentos fiscal e da seguridades social, nos deslocamentos de suas residncias para os locais de trabalho e vice-versa, de acordo com a Lei n 7.418/85 e alteraes, e Medida Provisria n 2.165-36, de 23 de agosto de 2001.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Servidor beneficiado Unidade de Medida: unidadeFl....: 7 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Unidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Recursos Humanosdireta, autrquica e fundacional da Unio, nos deslocamentos de suas residncias para os locais de trabalho e vice-versa.DiretaImplementaoPagamento, em pecnia, do auxlio-transporte ao servidor ativo.Detalhamento da ImplementaoEsfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 306 - Alimentao e Nutrio2012 Auxlio-Alimentao aos Servidores e EmpregadosUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Recursos HumanosDescrioConcesso em carter indenizatrio e sob forma de pecnia do auxlio-alimentao aos servidores e empregados, ativos, de acordo com a Lei n 9.527/97, ou mediante requisio de vale ou ticket-alimentao ou refeio ou, ainda, por meio de manuteno de refeitrio.FinalidadeConceder o auxlio-alimentao, sob forma de pecnia, pago na proporo dos dias trabalhados e custeado com recursos do rgo ou entidade de lotao ou exerccio do servidor ou empregado, aquisio de vale ou ticket-alimentao ou refeio ou manuteno de refeitrio.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Servidor beneficiado Unidade de Medida: unidadeDiretaImplementaoPagamento, em carter indenizatrio, do auxlio-alimentao aos servidores e empregados ativos.Detalhamento da ImplementaoEsfera: 20 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 301 - Ateno Bsica20CW Assistncia Mdica aos Servidores e Empregados - Exames PeridicosUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Recursos HumanosDescrioRealizao dos exames mdicos peridicos dos servidores e empregados da administrao pblica federal direta, autrquica e fundacional.FinalidadeProporcionar aos servidores e empregados condies pra manuteno da sade fsica e mental.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Servidor beneficiado Unidade de Medida: unidadeDiretaImplementaoFl....: 8 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento2130 Formao de Estoques Pblicos - PGPMUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Gesto da OfertaDescrioOperacionalizao dos instrumentos de interveno definidos pela Poltica de Garantia de Preos Minimos (PGPM), como Aquisio do Governo Federal - AGF e Contrato de Opo de Venda, retirando o excedente do mercado no momento da safra, formando estoques reguladores e estratgicos, utilizando-os para o abastecimento, inclusive permitindo ou promovendo o acesso de compradores de pequeno porte (avicultores, suinocultores, agroindstrias e moinhos coloniais), realizando despesas operacionais, financeiras e tributrias decorrentes das operaes de compra e venda e manuteno dos estoques pblicos de produtos agropecurios.FinalidadeExecutar a poltica governamental de interveno no mercado, para garantir o preo e a renda ao produtor, formar estoques pblicos e regular o abastecimento interno.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Produto adquirido Unidade de Medida: tonDiretaImplementaoAquisio de produtos agropecurios amparados pela Poltica de Garantia de Preos Mnimos para formao de estoques pblicos: na forma direta dos produtores, inclusive da agricultura familiar, associaes formais de produtores e cooperativas; ou na forma indireta, decorrente do exerccio de Contratos de Opes de Venda pelos seus titulares (produtores e cooperativas de produo cadastrados junto a uma bolsa credenciada pela CONAB).Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 8.029, de 1990; Lei n 8.171, de 1991 e suas alteraes; Decreto-Lei n 79, de 1966 e alteraes; Decreto n 4.514, de 2002 e Portaria Interministerial MF/MAPA n 38, de 2004.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 125 - Normatizao e Fiscalizao2137 Fiscalizao dos Estoques e das Operaes de Garantia e Sustentao de Preos na Comercializao de Produtos AgropecuriosUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Fiscalizao de EstoquesDescrioRealizao, in loco, de fiscalizao prvia formalizao das operaes de formao de estoques pblicos ou sistemtica durante o perodo de armazenamento para a avaliao das condies qualitativas e quantitativas dos produtos e das condies tcnicas, cadastrais e operacionais dos armazns e proceder o registro e a notificao dos fatos irregulares, em consonncia com as exigncias contratuais estabelecidas e as rotinas padronizadas adotadas para execuo das atividades. As operaes de Garantia e Sustentao de Preos na comercializao de produtos agropecurios sero inspecionados em relao conformidade da documentao comprobatria exigida pelos normativos, regulamentos e avisos especficos para os diversos instrumentos; o cumprimento da finalidade da operao por parte dos segmentos envolvidos e a capacidade produtiva por parte dos beneficirios.FinalidadePromover a peridica fiscalizao, o acompanhamento e a avaliao quanto integridade dos estoques pblicos de produtos agropecurios e a inspeo das condies tcnico-operacionais das unidades armazenadoras depositrias. Realizar tambm a inspeo e o acompanhamento das operaes referentes aos diversos instrumentos de garantia e sustentao de preos de produtos agropecurios, averiguando o fiel cumprimento da finalidade das operaes das exigncias regulamentares e dos normativos vigentes.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Fiscalizao realizada Unidade de Medida: unidadeDiretaImplementaoFl....: 9 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Equipes de fiscalizao da CONAB realizam vistorias nos armazns para a certificao das quantidades e das condies dos produtos agroalimentares neles estocados. As inspees das operaes de garantia e sustentao de preos so realizadas por amostragem, a partir de visitas aos estabelecimentos beneficirios (propriedades rurais e indstrias) e nas Sureg de origem e destino, promovendo a checagem da documentao pertinente.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoDecreto-Lei n 79, de 19/12/1968; Lei n 8.029, de 12/04/1990; Lei n 8.171, de 17/01/1991 e suas alteraes e Decreto n 4.514, de 13/12/2002.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 122 - Administrao Geral2272 Gesto e Administrao do ProgramaUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de FinanasDescrioEssas despesas compreendem: servios administrativos; pessoal ativo; manuteno e uso de frota veicular, prpria ou de terceiros por rgos da Unio; manuteno e conservao de imveis prprios da Unio, cedidos ou alugados, utilizados pelos rgos da Unio; despesas com viagens e locomoo (aquisio de passagens, pagamento de dirias e afins); estudos que tm por objetivo elaborar, aprimorar ou dar subsdios formulao de polticas pblicas; promoo de eventos para discusso, formulao e divulgao de polticas, etc; produo e edio de publicaes para divulgao e disseminao de informaes sobre polticas pblicas e demais atividades-meio necessrias gesto e administrao do programa.FinalidadeConstituir um centro de custos administrativos dos programas, agregando as despesas que no so passveis de apropriao em aes finalsticas do prprio programa.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: - Unidade de Medida: -DiretaImplementaoEsfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 122 - Administrao Geral2829 Recuperao e Modernizao da Rede Prpria de ArmaznsUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Armazenagem e Movimentao de Estoques DescrioManuteno e modernizao da rede armazenadora; aquisio, recuperao e adequao de imveis, mquinas e equipamentos e a informatizao das unidades, observada a legislao vigente e os requisitos e exigncias do Sistema Nacional de Certificao das Unidades Armazenadoras.FinalidadeManter a Rede Armazenadora Prpria em condies tcnicas adequadas para a recepo, processamento, guarda, conservao, comercializao e expedio dos produtos agropecurios. UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Unidade modernizada Unidade de Medida: unidadeDiretaImplementaoFl....: 10 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Contratao de empresas especializadas no fornecimento de mquinas e equipamentos e em servios de manuteno, reformas e adaptaes.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 8.029, de 12/04/1990; Decreto n 4.514, de 13/12/2002; Lei n 8.666, de 21/06/1993; Lei n 9.973, de 29/05/2000 e Decreto n 3.855, de 03/07/200.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 126 - Tecnologia da Informao4702 Cadastro Nacional de Unidades ArmazenadorasUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Armazenagem e Movimentao de Estoques DescrioRealizao de Censo Nacional de Unidades Armazenadoras e a administrao e atualizao do banco de dados sobre a capacidade de armazenagem.FinalidadeFormar, manter e administrar o Cadastro Nacional das Unidades Armazenadoras.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Unidade cadastrada Unidade de Medida: unidadeDiretaImplementaoAs informaes sero coletadas diretamente pelos tcnicos da CONAB, por meio do preenchimento de formulrios e boletins prprios e alimentao do sistema de cadastro.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 9.973, de 29/05/2000; Decreto n 3.855, de 03/07/2001; Lei n 8.029, de 12/04/1990 e Decreto n 4.514, de 13/12/2002.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 125 - Normatizao e Fiscalizao4706 Vistoria de Estoques Privados e das Condies de ArmazenamentoUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Fiscalizao de EstoquesDescrioInspeo para a verificao da existncia dos estoques e das condies de armazenagem e da documentao pertinente, de acordo com os critrios, as normas e os procedimentos fixados pelo MAPA. As operaes sero executadas obedecendo a programao prvia ou em aes especficas para a apurao de denncias, sendo as informaes registradas em Termo de Vistoria que serviro para alimentao e gesto do Sistema Nacional de Cadastro das Unidades Armazenadoras, orientaes de poltica para o setor ou aplicao das penalidades previstas na legislao, quando for o caso.FinalidadePossibilitar o acompanhamento e controle dos estoques privados armazenados e avaliar as condies tcnico-operacionais do seu armazenamento, com vistas a apurar e registrar os problemas decorrentes das prticas e comportamentos adotados, orientar sobre os procedimentos mais adequados para conservao, maior segurana e manuteno da integridade dos produtos depositados e aumentar a transparncia, a responsabilidade, a eficincia e a credibilidade do segmento armazenador.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Estoque vistoriado Unidade de Medida: tonDiretaImplementaoFl....: 11 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Celebrao de convnio entre o Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento e a Companhia Nacional de Abastecimento para realizao das vistorias por tcnicos da CONAB.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n 9.973, de 29/05/2000, art. 19 do Decreto n 3.855, de 03/07/2001; Lei n 8.029, de 12/04/1990 e Decreto n 4.514, de 13/12/2002.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 692 - Comercializao4710 Organizao dos Micro e Pequenos VarejistasUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Programas Instituicionais e Sociais de AbastecimentoDescrioInduo de processos que inibam a concentrao de mercado do segmento varejista de produtos bsicos de consumo, situao bastante visvel em vista das sucessivas incorporaes de empresas realizadas pelas grandes redes supermercadistas, assegurado s comunidades carentes acesso a canais regulares e eficientes de suprimento de produtos bsicos, garantindo produtos de qualidade e a preos compatveis. Fortalecimento do pequeno comrcio de bairro de qualificao comercial e sustentabilidade econmica com uma ao prtica e eficiente para contrapor s iniciativas de monopolizao do mercado. Repasse das orientaes necessrias adequao e melhoria dos estabelecimentos comerciais, por meio de sistemtico apoio tcnico-operacional, e difuso da idia do associativismo, culminado com a unio de grupos de unidades varejistas em Centrais de Negcios. A promoo de melhorias nas unidades varejistas, assegura vantagens competitivas para seus clientes e fortalece as economias locais.FinalidadeFortalecer o comrcio varejista de pequeno porte, que opera com a linha bsica de consumo em reas carentes, visando sua qualificao e sustentabilidade, com a perspectiva de favorecer s comunidades circunvizinhas produtos de qualidade e a preos compatveis.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Central de negcio formada Unidade de Medida: unidadeDireta e DescentralizadaImplementaoExecuo direta ou descentralizada, por meio da articulao com entidades de classe e instituies de fomento s atividades comerciais e de consumidores.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei n. 8.029 de 12/04/1990 e Decreto n. 4.514, de 13/12/2002.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento8566 Incentivo Modernizao do Mercado HortigranjeiroDescrioA modernizao do setor se dar a partir das seguintes iniciativas:a) Desenvolvimento e integrao dos bancos de dados estatsticos dos Mercados Atacadistas, subsidiando informaes tcnicas para formulao de polticas agrcolas e de abastecimento;b) Universalizao das informaes geradas, reduzindo suas assimetrias junto ao pblico;c) Modernizao dos processos de gesto tcnico-operacional e administrativa dos Mercados Atacadistas;d) Estmulo a agregao de tecnologia cadeia produtiva, orientada s necessidades e as exigncias de mercado de consumo;e) Modernizao dos servios de apoio disponibilizados pelos Mercados Atacadistas alinhando-os s necessidades e expectativas de seus FinalidadeFomentar o desenvolvimento do setor hortigranjeiro, em interao com os Estados, Municpios e agentes integrantes da cadeia de produo e distribuio.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Mercado modernizado Unidade de Medida: unidadeFl....: 12 / 13Ministrio do Planejamento, Oramento e GestoSecretaria de Oramento FederalMapeamento das Aes Oramentrias Integrantes da Lei Oramentria para 2010Unidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Programas Institucionais e Sociais de Abastecimentoclientes;f) Estmulo a interao dos Mercados Atacadistas com as Universidades, rgos de pesquisas e fomento, instituies pblicas e privadas, organizaes no governamentais e s polticas pblicas de abastecimento, de segurana alimentar e nutricional; eg) Ampliao das funes dos Mercados Atacadistas, tornando-as reas privilegiadas para execuo e difuso das Polticas Pblicas, especialmente no mbito da sade, educao e da segurana alimentar.DiretaImplementaoA Conab em articulao com os Mercados Atacadistas e parcerias com Universidades, rgos de pesquisa e fomento, instituies pblicas e privadas promover aes para integrao dos bancos de dados, treinamento, modernizao da gesto, disponibilizao e democratizao do acesso s informaes dos Mercados Atacadistas Hortigranjeiros, observadas as disposies contidas na Portaria MAPA n 171, de 24/03/2005.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoLei 8.029, de 12/04/1990, Decreto n 4.514, 13/12/2002 e Portaria Mapa n 171, de 24/03/2005.Esfera: 10 Funo: 20 - Agricultura Subfuno: 605 - Abastecimento8579 Gerao e Difuso de Informaes da Agropecuria e do Abastecimento AgroalimentarUnidade Administrativa ResponsvelSuperintendncia de Informaes do AgronegcioDescrioProduo de estudos, anlises conjunturais e prospectivas, boletins tcnicos, estatsticas, banco de dados e outros insumos, como forma de facilitar a tomada de deciso do Governo, dos produtores rurais e consumidores. Disponibilizao, por meio do Portal, de informaes e conhecimentos acerca de temas relevantes como avaliao de safras, conjunturas, custo de produo, armazenagem, valor bruto da produo, corredores de escoamento das safras, posio de estoques, indicadores agropecurios, legislaes, publicaes especializadas e comercializao.FinalidadeSubsidiar o setor e auxiliar o Governo na formulao e execuo de polticas pblicas ligadas agropecuria e ao abastecimento agroalimentar.UO: 22211 - Companhia Nacional de Abastecimento - CONABProduto: Informao disponibilizada Unidade de Medida: unidadeDiretaImplementaoElaborao de estudos, anlises, boletins tcnicos e informaes congneres por tcnicos da Companhia ou pela contratao de especialistas. Implantao de tecnologias e sistemas aplicativos prprios ou de terceiros que possibilitem o acesso s informaes e aos conhecimentos gerados.Detalhamento da ImplementaoBase Legal da AoDecreto-Lei n 79, de 19/12/1966; Lei n 8.029, de 12/04/1990; Lei n 8.171, de 17/01/1991 e Decreto n 4.514, de 13/12/2002.Fl....: 13 / 13

Recommended

View more >