miiilllllleeennnnnniiiuuummm aaafffooorrrrrrooo web3.cmvm.pt/sdi/fundos/docs/  · aumentar ou...

Download Miiilllllleeennnnnniiiuuummm AAAfffooorrrrrrooo web3.cmvm.pt/sdi/fundos/docs/  · aumentar ou diminuir…

Post on 11-Oct-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Millennium bcp Gesto de Fundos de Investimento, S.A. Av. Jos Malhoa, N 27 1070-157 Lisboa Telef. 21 721 8000 Telefax 21 721 8319

    SEDE SOCIAL: AV. JOS MALHOA, N 27 1070-157 LISBOA CAPITAL SOCIAL 6 720.691,00 EUROS MATRICULADA NA CONS. REG. COM. DE LISBOA, COM O NMERO NICO DE MATRICULA E IDENTIFICAO FISCAL 502 151 889

    MMMiiilllllleeennnnnniiiuuummm AAAfffooorrrrrrooo PPPPPPRRR FFFuuunnndddooo dddeee IIInnnvvveeessstttiiimmmeeennntttooo PPPooouuupppaaannnaaa RRReeefffooorrrmmmaaa AAAbbbeeerrrtttooo

    Relatrio e Contas Semestrais 2007

  • Fundo Poupana ReformaMillennium Aforro PPRElementos Identificativos

    Fundo Poupana Reforma11 de Janeiro de 2006Millennium bcp - Gesto de Fundos de Investimento, S.A.F&C Portugal, Gesto de Patrimnios, SA, Banco Comercial Portugus S.A.

    4,774 M Euros

    Rendibilidade do OIC(*)Anualizada

    Em Em2006 2007

    2,3% 8,5%

    EVOLUO DAS COTAES COMPOSIO DA CARTEIRA

    Valor da Carteira em 30 Junho de 2007:

    POLTICA DE INVESTIMENTO

    EVOLUO DO OIC

    Tipo de Fundo:Data de Constituio:

    Sociedade Gestora:

    Banco Depositrio:

    Os fortes mercados accionistas, nomeadamente o europeu e, em especial, o mercado portugus, foram os principais contribuintes para o desempenho dacarteira no perodo. Mantivemos uma carteira equilibrada, com investimentos em todos os principais mercados, mas com preponderncia em Portugal. No rendimento fixo, assumimos este ano uma abordagem diferente e implementmos estratgias temporrias de cobertura, de modo a reduzirmos anossa exposio ao risco. Tal estratgia limitou qualquer impacto negativo derivado do aumento das yields, que j tinha afectado negativamente a carteiraao longo do ltimo par de anos. Nas divisas, mantivemos uma cobertura total nas nossas posies. O euro tem vindo a apreciar-se face a todas as outras principais divisas em queinvestimos: dlares norte-americanos e ienes japoneses.

    O objectivo de investimento do OIC o de alcanar, numa perspectiva de longo prazo, a valorizao do capital com vista obteno de um complemento dopagamento de penses, visando a maximizao do bem estar futuro dos participantes.O OIC investir essencialmente em obrigaes de dvida pblica e privada, detaxa de juro fixa e taxa de juro indexada, emitidas por entidades cuja qualidade creditcia apresente notaes de rating equivalente aos escales superiores(investment grade) das agncias de rating. O OIC poder ainda investir em obrigaes e/ou emitentes sem notao de rating atribuda, mas cuja anlise de riscoefectuada pelo Consultor de Investimento, atribua um nvel de risco equivalente a investment grade.O OIC poder investir igualmente atravs de participaes eminstituies de investimento colectivo cuja poltica de investimento seja constituda maioritariamente por obrigaes, incluindo o investimento em OICs geridos pelaMillennium bcp Gesto de Fundos de Investimento.O OIC poder investir no mximo 12,5% do seu patrimnio em aces, obrigaes convertveis ou que confiramdireito subscrio de aces, ou ainda por quaisquer outros instrumentos que confiram direito sua subscrio, ou que permitam uma exposio aos mercadosaccionistas, designadamente warrants e participaes em instituies de investimento colectivo cuja poltica de investimento seja constituda maioritariamente poraces, incluindo o investimento em OICs geridos pela Millennium bcp Gesto de Fundos de Investimento.O investimento em aces atravs de warrants concorrepara o limite acima definido. Um mximo de 20% do OIC poder ser representado por aplicaes em unidades de participao de OICs de investimento imobilirio.Para efeitos de gesto de liquidez, e at ao limite de 20% o OIC pode investir em instrumentos representativos de dvida de curto prazo, depsitos bancrios e outrosinstrumentos monetrios. O OIC pode utilizar instrumentos derivados para exposio adicional sem que da mesma resulte uma exposio ao activo subjacentesuperior a 10% do seu valor liquido global. Pode igualmente utilizar instrumentos derivados para cobertura de riscos de preos de aces.

    (*) Para as rendibilidades de 2006 e 2007 so consideradas as cotaes de fecho do ltimo dia til do incio e do fim do perodo. A rendibilidade no inclui comissesde subscrio e resgate.Estas comisses so cobradas de acordo com o estabelecido no regulamento de gesto, designadamente:Comisso de Subscrio: 0.25%. Entre 12 de Janeiro de 2006 e 31 de Maro de 2008, inclusiv, no ser cobrada comisso de subscrioComisso de Resgate: At 180 dias 0.5%; Mais de 180 dias 0%. Iseno da comisso de resgate sempre que o reembolso ocorra quando se verifiquem as situaesdefinidas na lei.As rendibilidades divulgadas representam dados passados, no constituindo garantia de rendibilidade futura, porque o valor das unidades de participao podeaumentar ou diminuir em funo do nvel de risco que varia entre 1 (risco mnimo) e 6 (risco mximo).

    98

    100

    102

    104

    106

    108

    11-Jan-06 28-Abr-06 13-Ago-06 28-Nov-06 15-Mar-07 30-Jun-07

    Consumo n/ Cclico1,1%

    Energia1,2%

    Materiais2,2%

    Indstria3,8%

    Consumo Cclico4,6%

    Dvida Pblica30,1%

    Financeiras57,0%

  • MILLENNIUM AFORRO PPR

    FUNDO DE INVESTIMENTO DE POUPANA REFORMA ABERTO

    NOTA 1: CAPITAL DO OIC

    O Patrimnio do OIC constitudo por unidades de participao, desmaterializadas em regime de co-propriedade,

    aberto aos participantes titulares de cada uma das unidades, com um valor inicial de subscrio de 5 Euros cada,

    data do incio do OIC. No termo da durao do OIC, a sociedade gestora deve proceder venda dos activos do

    OIC e reembolsar os participantes que subscreveram o OIC no perodo de subscrio inicial, com base no valor

    da unidade de participao calculado nos termos descritos no prospecto . Para os outros participantes o valor da

    unidade de participao para efeitos de subscrio, o valor da primeira avaliao subsequente ao dia da

    subscrio. O preo de reembolso tem como subjacente o mesmo clculo, tendo como base o valor do patrimnio

    lquido do OIC, do dia seguinte ao do pedido de reembolso.

    NOTA 3: INVENTRIO DA CARTEIRA DE TTULOS

    (em anexo)

    (Valores em Euro)Descrio No Incio Subscries Resgates Dist. Result. Outros Res. Perodo No Fim

    Valor base 2,674,963.47 1,835,737.93 31,373.67 4,479,327.73 Diferena p/ Valor Base 42,492.15 75,953.86 948.08 117,497.93 Resultados distribuidos 0.00 0.00 Resultados acumulados 0.00 19,660.70 19,660.70

    Resultados do perodo 19,660.70 -19,660.70 157,891.95 157,891.95

    SOMA 2,737,116.32 1,911,691.79 32,321.75 0.00 0.00 157,891.95 4,774,378.31

    N. de Unidades de Participao 534,992 367,148 6,275 895,865 Valor da Unidade de Participao 5.1162 5.2069 5.1509 5.3293

    (Valores em Euro)

    VLGF VALOR UPN. de U.P.s em

    CirculaoAno 2007

    Jan 3,126,544.95 5.1582 606,001 Fev 3,160,792.16 5.1926 609,230 Mar 3,276,199.57 5.1830 631,676 Abr 4,112,736.06 5.2268 786,405

    Maio 4,578,330.41 5.2862 863,972 Jun 4,774,378.31 5.3248 895,865

    EVOLUO DO OIC

    Observao: Os valores das unidades de participao constantes deste quadro referem-se ltima publicada no respectivo ms.

  • LIQUIDEZ DO OIC

    A evoluo ocorrida nestas rubricas durante o 1 semestre de 2007 foi a seguinte:

    NOTA 4: CRITRIOS DE VALORIZAO

    a) O valor da unidade de participao calculado nos dias teis e determina-se pela diviso do valor lquido

    global do OIC pelo nmero de unidades de participao em circulao. O valor liquido global do OIC

    apurado deduzindo, soma dos valores que o integram, o montante de comisses e encargos at ao

    momento da valorizao da carteira.

    b) O valor das unidades de participao ser calculado reportando s 22.00h, hora portuguesa, sendo este o

    momento de referncia para o clculo.

    c) Os activos denominados em moeda estrangeira sero valorizados diariamente utilizando o cmbio

    indicativo pelo Banco de Portugal e pelo Banco Central Europeu, com excepo para aqueles cujas divisas

    no se encontrem cotadas. Neste caso utilizar-se-o os cmbios difundidos ao meio-dia de Lisboa, por

    entidades especializadas, que no se encontrem em relao de domnio ou de grupo com a Sociedade

    Gestora, nos termos dos artigos 20 e 21 do Cdigo de Valores Mobilirios.

    d) Contam para efeitos de valorizao da unidade de participao para o dia da transaco as operaes

    sobre os valores mobilirios e instrumentos derivados transaccionados para o OIC e confirmadas at ao

    momento de referncia. As subscries e resgates recebidas em cada dia (referentes a pedidos do dia til

    anterior) contam, para efeitos de valorizao da unidade de participao, para esse mesmo dia.

    e) A valorizao dos valores mobilirios e instrumentos derivados admitidos cotao ou negociao em

    mercados regulamentados ser feita com base na ltima cotao conhecida no momento de referncia;

    no havendo cotao do dia em que se esteja a proceder valorizao, ou no podendo a mesma ser

    utilizada, designadamente por ser considerada no representativa, tomar-se- em conta a ltima cotao

    de fecho conhecida, desde que a mesma se tenha verificado nos 15 dias anteriores ao dia em que se

    esteja a proceder valorizao.

    (Valores em Euro)Contas Saldo Inicial Aumentos Redues Saldo Final

    Caixa Depsitos ordem 497,887.75 435,048.84 Depsitos a prazo e com pr-aviso Certificados de depsito Outras contas de disponibilidades

    TOTAL 497,887.75 435,048.84

  • f) Tratando-se de valores representativos de dvida admitidos negociao num mercado regulamentado,

    caso os preos praticados em mercado no sejam considerados represe

Recommended

View more >