metodologias cuidado crianca situacao violencia

Download Metodologias Cuidado Crianca Situacao Violencia

Post on 19-Jan-2016

6 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Braslia DF 2011

    MINISTRIO DA SADE Secretaria de Ateno Sade

    Departamento de Aes Programticas e Estratgicas

    Srie A. Normas e Manuais Tcnicos

    Metodologias para o Cuidado de Crianas, Adolescentes e

    suas Famlias em Situao de Violncias

  • 2011 Ministrio da Sade.Todos os direitos reservados. permitida a reproduo parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que no seja para venda ou qualquer fim comercial. A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra da rea tcnica. A coleo institucional do Ministrio da Sade pode ser acessada, na ntegra, na Biblioteca Virtual em Sade do Ministrio da Sade: http://www.saude.gov.br/bvs.

    Tiragem: 1 edio 2011 5.000 exemplares

    Elaborao, distribuio e informaes:MINISTRIO DA SADESecretaria de Ateno SadeDepartamento de Aes Programticas e Estratgicas

    rea Tcnica de Sade da Criana e Aleitamento MaternoSAF/Sul, Trecho 02, Lote 05/06. Ed. Premium Torre II, 1 Subsolo, Sala 1.CEP: 70070-600 Braslia DFTels.: (61) 3306-8006/ 3306.8070 E-mail: crianca@saude.gov.br Home page: www.saude.gov.br/

    rea Tcnica de Sade do Adolescente e do Jovem SAF/Sul, Trecho 02, Lote 05/06. Ed. Premium Torre II, 1 TrreoCEP: 70070-600 Braslia DFTels.: (61) 3306.8129/ 3306.8128E-mail: adolescente@saude.gov.brHome page: www.saude.gov.br/

    Superviso-Geral:Elsa Regina Justo GiuglianiPaulo Vicente Bonilha AlmeidaThereza de Lamare Franco Netto

    Ficha Catalogrfica

    Brasil. Ministrio da Sade. Secretaria de Ateno Sade. Departamento de Aes Programticas e Estratgicas.

    Metodologias para o cuidado de crianas, adolescentes e famlias em situao de violncias / Ministrio da Sade. Secretaria de Ateno Sade. Departamento de Aes Programticas e Estratgicas. Braslia: Ministrio da Sade, 2011.

    86, p. : il. - (Srie A. Normas e Manuais tcnicos)

    ISBN 978-85-334-1836-3

    1. Sade pblica. 2. Violncia. 3. Metodologia. I. Ttulo. II. Srie. CDU 613: 301.162.2

    Catalogao na fonte Coordenao-Geral de Documentao e Informao Editora MS 2010/0198

    Ttulos para indexao:Em ingls: Methodologies for the care of children, adolescents and their families in violence situation Em espanhol: Metodologa para el cuidado de nios, adolescentes y sus familias en situaciones de violencia

    .

    Colaborao: Ana Sudria Lemos Serra,Arlete Salgueiro Scodelario,Carlos Zuma, Celia Passos,Cristina Madeira Ximenes,Dalka Chaves de Almeida Ferrari,Daniela Galvo de Sousa,Danila Braga, Elizabeth Susana WartchonGeisa Lima Veiga,Gilvani Pereira Grangeiro,Kathie Njaine, Lise Gomes Serpa,Liora Coslovsky Berer, Marcia Oliveira,Maria Aparecida Alves da Silva,Maria Cristina Salomo,Maria Edna Moura Vieira,Marta Maria Alves da Silva,Mrcia Gomes Oliveira de Carvalho,Miriam Schenker,Monica Moreira Alves Lanfredi,Rachel Niskier, Raquel Cincio,Viviane Castello Branco

    Ilustrao e capa: Laudemiro F. Evangelista BezerraVera Lcia Magalhes

    Design grfico e editorao: Carlota Rios e Robson Lima

    Normalizao:Amanda Soares Moreira Editora MS

    Organizao:Ana Lcia Ferreira Cynthia Ozon BoghossianEdinilsa Ramos de SouzaJoviana Quintes Avanci Maria de Lourdes MagalhesSimone Gonalves de Assis

    Coordenao tcnica: Maria de Lourdes Magalhes Simone Gonalves de Assis

    Elaborao tcnica:Ana Lcia FerreiraCynthia Ozon BoghossianEdinilsa Ramos de SouzaJoviana Quintes AvanciMaria Ceclia de Souza MinayoMaria de Lourdes MagalhesSimone Gonalves de AssisThereza de Lamare Franco Netto

    Reviso tcnica: Ana Lcia FerreiraEdinilsa Ramos de SouzaElsa Regina Justo GiuglianiJoviana Quintes AvanciMaria de Lourdes MagalhesPaulo Vicente Bonilha AlmeidaSimone Gonalves de AssisImpresso no Brasil / Printed in Brazil

  • ApresentAo 7

    MetodologiA e A Linha de Cuidado 9 Pblico-alvo 11Organizao do documento 12Resultados esperados 12O que a Linha de Cuidado? 13

    plAnejAr Aes e estrAtgiAs pArA A iMpleMentAo dA Linha de Cuidado 19 A participao de crianas, adolescentes e suas famlias nos servios de sade e na comunidade 21Planejamento de aes orientadas pelo diagnstico participativo 23Como fazer o diagnstico situacional? 25

    proMover AtividAdes eM equipe ou eM grupo 27 Abordagens de grupos 30

    Abordagens com famlias 37

    Abordagens comunitrias 43

    CoMo utilizAr MetodologiAs nA iMpleMentAo dA Linha de Cuidado 51Aes para a promoo da sade e preveno de violncias 51

    Acolhimento 59Atendimento 61Notificao 65Seguimento na rede de cuidado e de proteo social 66

    estrAtgiAs pArA CApACitAo de profissionAis dA rede de CuidAdo e de proteo soCiAl 69

    Promoo da sade e preveno de violncias 72Atendimento 73Notificao 76Atendimento em rede intra e intersetorial 77

    ConsiderAes FinAis 81

    refernCiAs 85

    Sumrio

  • ApreSentAo

    7

    O conjunto de metodologias e estratgias desenhadas no presente documento visa a orientar a prtica dos profissionais de sade nos diversos pontos de ateno desenvolvidos na rede de sade, alm de contribuir com o planejamento das aes de capacitao para a implementao da Linha de Cuidado para a Ateno Integral Sade de Crianas, Adolescentes e suas Famlias em Situao de Violncias (BRASIL, 2010), resumidamente referida neste livro como Linha de Cuidado. Espera-se que possa tambm servir de recurso pedaggico para a atuao dos profissionais nas polticas de assistncia social, de educao, e outras do sistema de promoo, proteo e defesa dos direitos de crianas e adolescentes, que compem a rede de cuidado e de proteo social no territrio.

    A Linha de Cuidado, lanada pelo Ministrio da Sade em 2010, foi organizada de forma a tornar mais pedaggico e dinmico o trabalho do profissional de sade no desenvolvimento de aes de preveno de violncias, promoo da sade e cultura de paz, no dia a dia dos servios. Busca, sobretudo, orientar a ateno integral sade de crianas, adolescentes e suas famlias em situao de violncias, a partir das dimenses do cuidado, que compreende o acolhimento, o atendimento, a notificao e o seguimento na rede.

    Esse cuidado exige vrias formas de atuao, que vo desde a ao individualizada, do trabalho em equipe/grupos, at estratgias coletivas e participativas que podem ser incorporadas no cotidiano dos servios, a exemplo da capacitao em servios, visando enfrentar as situaes de violncias contra crianas e adolescentes. O uso de metodologias participativas, objeto deste documento, serve de base para a reflexo dos profissionais no sentido de colocar em prtica a ao do cuidado.

  • 8Encontram-se neste livro metodologias, tcnicas e ferramentas que podem colaborar com o trabalho dos profissionais, a partir da experincia de alguns servios de sade e organizaes no governamentais (ONGs) brasileiras que atendem crianas, adolescentes e suas famlias em situao de violncias. No entanto, no se pretende esgotar o leque de possibilidades de aes, tampouco apresentar as propostas de maneira normativa e estanque. Assim, os produtos aqui oferecidos podem ser transformados pelos profissionais de sade, dependendo de suas necessidades, ampliando as possibilidades de interveno nos servios.

  • 9

    metodologiA e A Linha de Cuidado

    Qual a importncia de se refletir sobre metodologias ao se pensar a imple-mentao da Linha de Cuidado? Esta uma questo que norteia o contedo deste livro, voltado para auxiliar profissionais de sade no enfrentamento das violncias que atingem crianas, adolescentes e suas famlias.

    Parte-se do pressuposto que mtodos e tcnicas so recursos importantes para enriquecer o trabalho realizado nos servios de sade. O termo me-todologia, via de regra, significa um caminho de pensamento ou de ao. A metodologia orienta o rumo e lhe d contedo. nesse sentido que o termo aqui adotado e contm trs componentes essenciais: o mtodo, as tcnicas e a criatividade de quem executa.

    O mtodo entendido como um procedimento didtico para que deter-minado ensinamento seja compreendido e assimilado de forma criativa. As tcnicas so meios operacionais para o alcance dos objetivos propos-tos. E a criatividade corresponde ao papel de quem atua, pois essa pessoa ter de adaptar o que dito ou proposto, de forma a torn-lo adequado ao pblico local, especfico e prioritrio.

    A metodologia mais adequada para a proposta da linha de cuidado aquela que rene variados e combinados mtodos e tcnicas de ensino, modos de proceder (fazer, realizar e executar) e maneiras de agir (praticar, atuar e recriar).

    Assim, este documento se prope a apresentar um leque de mtodos e tcnicas de abordagem, relacionando-os a cada dimenso da Linha de

  • Ministrio da sade - Metodologias para o cuidado de crianas, adolescentes e suas faMlias eM situao de violncias

    10

    Cuidado, desejando que os profissionais de sade usem sua criatividade ao adot-los, valorizando seus conhecimentos e experincias. com esse horizonte que se busca alcanar os melhores resultados no enfren-tamento das violncias contra crianas e adolescentes que tiveram seus direitos violados.

    As metodologias participativas pressupem a atuao efetiva dos en-volvidos no processo de trabalho educativo, todos eles considerados detentores de saber e conhecimentos, e no meros receptores de infor-maes. Neste enfoque valorizam-se as experincias dos participantes, envolvendo-os na discusso, identificao e busca de solues para os problemas com os quais trabalham. Assim, participar significa mais do que estar presente nas aes: principalmente estar includo no processo de tomada de deciso, emitindo opinies e sentindo-se confiante para buscar solues em grupo.

    Estas metodologias levam em conta o ponto de vista e os saberes de cada