mesa redonda: concursos pÚblicos para .mesa redonda: concursos pÚblicos para engenheiros...

Download MESA REDONDA: CONCURSOS PÚBLICOS PARA .mesa redonda: concursos pÚblicos para engenheiros sanitaristas

Post on 01-Oct-2018

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • MESA REDONDA: CONCURSOS MESA REDONDA: CONCURSOS

    PÚBLICOS PARA ENGENHEIROS PÚBLICOS PARA ENGENHEIROS PÚBLICOS PARA ENGENHEIROS PÚBLICOS PARA ENGENHEIROS

    SANITARISTAS E AMBIENTAISSANITARISTAS E AMBIENTAIS

    RENAVAN ANDRADE SOBRINHO

    Presidente da ABES Bahia

  • A ABES é uma organização não governamental, fundada em 1966,

    com o objetivo de desenvolver e aperfeiçoar as atividades

    relacionadas com a Engenharia Sanitária e Ambiental, fomentar a

    consciência social e as ações que atendam às demandas de

    conservação e melhoria do meio ambiente e da qualidade de

    ABES-DN ABES-BA

    conservação e melhoria do meio ambiente e da qualidade de

    vida da sociedade brasileira.

    A Seção Estadual da Bahia foi a primeira a ser criada, no mesmo

    ano em que foi fundada a Sede Nacional (1966), na Escola

    Politécnica da Universidade Federal da Bahia, pelos professores

    Orlando Costa e Nelson Dacach, sendo esse último o primeiro

    presidente da Seção Estadual.

  • A ABES participa em nível nacional e estadual dos principais

    órgãos e fóruns ligados ao saneamento tais como: CONAMA,

    Conselho Nacional dos Recursos Hídricos – CNRH, CONFEA,

    Conselhos Estaduais de Meio Ambiente, etc. Mantém convênios

    com instituições internacionais tais como: OPS, OMS, BIRD,Water

    Atuação da ABES

    com instituições internacionais tais como: OPS, OMS, BIRD,Water

    Environment Federation - WEF, International Association an Water

    Pollution Research and Control – IAWPRC, etc.

  • ABES Bahia visa promover uma postura crítica da Associação e

    de seus sócios, onde possamos democratizar o espaço decisório

    e ampliar os debates para as questões da Engenharia Sanitária

    e Ambiental de forma mais crítica e independente.

    Missão ABES-BA

    A ABES Bahia deve se tornar ainda mais plural, transparente e

    democrática, sendo realmente uma entidade representativa

    desse segmento tão importante para a sociedade baiana.

  • Composição Diretoria ABES-BA

    Nome Cargo Profissão Renavan Andrade Sobrinho Presidente Engenheiro Civil, Sanitarista e Ambiental

    Vanessa Britto Silveira Cardoso Vice-Presidente Engenheira Sanitarista e Ambiental José Roberto Pedreira Franco Celestino

    Secretário Engenheiro Civil

    Arnor de Oliveira Fernandes Junior Tesoureiro Engenheiro Civil, Sanitarista e Ambiental

    José Artur Lemos Passos Diretoria Engenheiro Sanitarista e Ambiental

    Talita Freire Câmara Diretoria Engenheira Sanitarista e Ambiental

    Patrícia Campos Borja Conselho Diretor Engenheira Sanitarista e Ambiental

    Severino Soares Agra Filho Conselho Diretor Engenheiro Químico

    Silvio Roberto Magalhães Orrico Conselho Diretor Engenheiro Civil

    Aline Linhares Loureiro Conselho Consultivo Engenheira Sanitarista e Ambiental

    Itaiara Sá Marques Conselho Consultivo Engenheira Sanitarista e Ambiental

    Lenon Sol de Souza Marques Conselho Consultivo Engenheiro Sanitarista e Ambiental e

    Urbanista Cristiane Sandes Tosta Conselho Fiscal Estadual Engenheira Sanitarista e Ambiental

    Francisco José Fontes Lima Conselho Fiscal Estadual Engenheiro Civil

    Luciano de Souza Ferreira Conselho Fiscal Estadual Engenheiro Sanitarista e Ambiental

    Rosa Alencar S de Almeida Conselho Fiscal Estadual Engenheira Civil

    Rosane Ferreira de Aquino Conselho Fiscal Estadual Engenheira Sanitarista

    Selma Cristina da Silva Conselho Fiscal Estadual Engenheira Sanitarista e Ambiental

    67% de Engenheiros Sanitaristas e Ambientais

  • Discutir questões relacionadas aos concursos públicos, tais como:

    • salário proposto nos editais e piso salarial para engenheiros;

    • competências e área de atuação do engenheiro sanitarista e

    ambiental x engenheiro ambiental x engenheiro civil;

    • número de vagas para engenheiros sanitaristas e ambientais em

    OBJETIVO DA MESA REDONDA

    • número de vagas para engenheiros sanitaristas e ambientais em

    instituições/órgãos da área de saneamento;

    • principais temas/assuntos dos concursos da área;

    • dicas de como estudar para concursos;

    • comentários sobre o perfil do profissional;

    • dentre outros.

  • Art. 1º - Para efeito de fiscalização do exercício profissional correspondente às

    diferentes modalidades da Engenharia, Arquitetura e Agronomia em nível

    superior e em nível médio, ficam designadas as seguintes atividades:

    RESOLUÇÃO Nº 218, DE 29 JUN 1973 CONFEA

    ATIVIDADES

    01 - Supervisão, coordenação e orientação técnica; 10 - Padronização, mensuração e controle de qualidade;

    02 - Estudo, planejamento, projeto e especificação; 11 - Execução de obra e serviço técnico;02 - Estudo, planejamento, projeto e especificação; 11 - Execução de obra e serviço técnico;

    03 - Estudo de viabilidade técnico-econômica; 12 - Fiscalização de obra e serviço técnico;

    04 - Assistência, assessoria e consultoria; 13 - Produção técnica e especializada;

    05 - Direção de obra e serviço técnico; 14 - Condução de trabalho técnico;

    06 - Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico;

    15 - Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção;

    07 - Desempenho de cargo e função técnica; 16 - Execução de instalação, montagem e reparo;

    08 - Ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio e divulgação técnica; extensão;

    17 - Operação e manutenção de equipamento e instalação;

    09 - Elaboração de orçamento; 18 - Execução de desenho técnico.

  • Art. 1º - Para efeito de fiscalização do exercício profissional correspondente às diferentes modalidades da Engenharia, Arquitetura e Agronomia em nível superior e em nível médio, ficam designadas as seguintes atividades:

    Art. 7º - Compete ao ENGENHEIRO CIVIL ou ao ENGENHEIRO DE FORTIFICAÇÃO e CONSTRUÇÃO:

    I - o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes a edificações, estradas, pistas de rolamentos e aeroportos; sistema de transportes, de

    RESOLUÇÃO Nº 218, DE 29 JUN 1973 CONFEA

    edificações, estradas, pistas de rolamentos e aeroportos; sistema de transportes, de abastecimento de água e de saneamento; portos, rios, canais, barragens e diques; drenagem e irrigação; pontes e grandes estruturas; seus serviços afins e correlatos.

    Art. 18 - Compete ao ENGENHEIRO SANITARISTA: I - o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes a

    controle sanitário do ambiente; captação e distribuição de água; tratamento de água, esgoto e resíduos; controle de poluição; drenagem; higiene e conforto de ambiente; seus serviços afins e correlatos.

  • Art. 1º - Compete ao Engenheiro Sanitarista o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º da Resolução nº 218/73 do CONFEA, referente a:

    • sistemas de abastecimento de água, incluindo captação, adução, reservação,

    distribuição e tratamento de água;

    • sistemas de distribuição de excretas e de águas residuárias (esgoto) em

    soluções individuais ou sistemas de esgotos, incluindo tratamento;

    RESOLUÇÃO Nº 310, DE 23 JUL 1986 CONFEA

    • coleta, transporte e tratamento de resíduos sólidos (lixo);

    • controle sanitário do ambiente, incluindo o controle de poluição ambiental;

    • controle de vetores biológicos transmissores de doenças (artrópodes e

    roedores de importância para a saúde pública);

    • instalações prediais hidrossanitárias;

    • saneamento de edificações e locais públicos, tais como piscinas, parques e

    áreas de lazer, recreação e esporte em geral;

    • saneamento dos alimentos.

  • Art. 2º Compete ao engenheiro ambiental o desempenho das atividades 1 a 14 e 18 do art. 1º da Resolução nº 218, de 29 de junho de 1973, referentes à administração, gestão e ordenamento ambientais e ao monitoramento e mitigação

    RESOLUÇÃO Nº 447, DE 22 SET 2000 CONFEA

    ordenamento ambientais e ao monitoramento e mitigação de impactos ambientais, seus serviços afins e correlatos.

  • RESOLUÇÃO Nº 1.048, DE 14 AGO 2013 CONFEA

  • 2.1.20 ANALISTA DE SANEAMENTO – FUNÇÃO: ENGENHEIRO CIVIL/SANITARISTA

    REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso de graduação de nível

    superior em Engenharia Civil, Engenharia Sanitária ou Engenharia Sanitária e

    Ambiental, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da

    Educação, e registro no órgão de classe.

    ATRIBUIÇÕES RESUMIDAS: elaborar ou avaliar, executar e fiscalizar projetos, obras e

    serviços relativos aos Sistemas de Abastecimento de Água (SAA) e de

    EMPRESA BAIANA DE ÁGUAS E SANEAMENTO S.A. (EMBASA) EDITAL Nº 1 – EMBASA, DE 30 DE OUTUBRO DE 2009

    serviços relativos aos Sistemas de Abastecimento de Água (SAA) e de

    Esgotamento Sanitário (SES); elaborar diagnóstico para implantação e/ou

    ampliação de sistemas; realizar análise crítica de Planos de Trabalho das

    empresas contratadas para execução de obras; elaborar orçamentos de obras de

    SAA e de SES e barragens; i