MERCADO FONOGRAFICO BRASILEIRO E MUNDIAL 2015 ?· MERCADO(FONOGRÁFICO(MUNDIAL(E(BRASILEIRO(EM2015((Abril…

Download MERCADO FONOGRAFICO BRASILEIRO E MUNDIAL 2015 ?· MERCADO(FONOGRÁFICO(MUNDIAL(E(BRASILEIRO(EM2015((Abril…

Post on 14-Feb-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1

MERCADO FONOGRFICO MUNDIAL E BRASILEIRO EM 2015

Abril de 2016

NO MUNDO:

Segundo relatrio da Federao Internacional da Indstria Fonogrfica IFPI,

divulgado hoje, as receitas do mercado global de msica gravada tiveram em 2015,

crescimento de 3,2% em relao ao ano anterior, atingindo US$ 15,0 Bilhes.

Enquanto mundialmente as vendas fsicas caram 4,5% em 2015, as receitas da

rea digital cresceram 10,2%, e j representam mais da metade do faturamento

com msica gravada em 19 Pases, incluindo o Brasil.

O streaming o formato que cresce mais rpido, j representando 19% do total

das receitas fonogrficas. Total de subscritores Premium de streaming cresceu

65,8% em 2015, somando 68 milhes de assinantes em todo o mundo.

O mercado de downloads, entretanto, ainda continua sendo o maior segmento

digital, representando 20% do total das receitas fonogrficas mundiais.

Houve crescimento no faturamento com msica gravada em todas as regies do

mundo: Amrica Latina (+ 11,8%), sia (+5,7%), Europa (+2,3%) e Amrica do

Norte (+1,4%).

Segundo o IFPI, os valores pagos por plataformas de streaming de udio e vdeo

com contedo gerado por terceiros (User Generated Content), e que remuneram

a utilizao desses udios ou vdeos musicais, exclusivamente com base em

receitas de publicidade esto completamente defasados em comparao com os

demais operadores de streaming, e se constituem no maior desafio para o

desenvolvimento do mercado digital no futuro, com remuneraes mais

adequadas e justas para criadores e produtores musicais. O problema decorre

principalmente da atual legislao nos Estados Unidos e na Europa que protege

estas plataformas, e s dever ser equacionado com mudanas legislativas, j em

discusso naqueles dois territrios.

2

NO BRASIL:

No Brasil, o mercado fonogrfico (fsico + digital) teve em 2015 aumento em suas

receitas de 10,6%, impulsionado pela continuidade do crescimento da rea digital

(+45,1%).

Receitas com a distribuio de msica em formatos digitais representaram em

2015, 61% do total combinado fsico + digital no Brasil, comparados a 48% em

2014.

A continuidade do recuo de vendas fsicas (-19,3%) e, em contrapartida, o

desempenho significativo do mercado de msica digital (+ 45,1%) certificam que a

distribuio de msica gravada atravs de meios digitais j uma realidade

irreversvel, seja por streaming, downloads ou telefonia mvel.

Downloads de msicas avulsas e lbuns completos mantiveram-se praticamente

estveis em 2015, com crescimento de 0,2%, representando 20,8% da rea digital.

Receitas derivadas de Telefonia Mvel tiveram aumento de 4,9% com 13,6% de

participao no total do digital. J as receitas com origem na distribuio por

streaming remunerados por subscrio/assinatura cresceram 192,4%. O

faturamento do streaming remunerado por publicidade elevou-se em 30,7%.

As duas modalidades de streaming remuneradas por subscrio ou publicidade -

representaram respectivamente 35,5% e 30,1% do total do faturamento com

msica digital no Brasil em 2015.

3

Fonte: ABPD

Fonte: ABPD

4

VENDAS DIGITAIS em milhes de reais2014 2015 Variao %

Streaming (Subscrio) 38,4 112,3 192,4 35,47 Streaming (Publicidade) 73,0 95,4 30,7 30,15 Downloads 65,7 65,8 0,2 20,79 Telefnia Mvel 41,0 43,0 4,9 13,59

218,1 316,5 45,1 100,00

VENDAS FSICAS em milhes de reais2014 2015 Variao %

CDs 169 143,7 15,0- 70,89 DVDs 82,1 59,0 28,1- 29,11

251,1 202,7 19,3- 100,00

Fonte: ABPD

Segundo Paulo Rosa, Presidente da ABPD, O relatrio do IFPI sobre o mercado fonogrfico em

2015 traz boas notcias, e confirma a tendncia dos ltimos anos que j apontava para um

gradual amadurecimento do mercado de distribuio de msica em meios digitais, com

diversidade e consistncia de modelos de negcio e cada vez mais consumidores participando do

mercado formal. Situaes especficas, porm no menos importantes, como o Value Gap

citado naquele relatrio devem ser discutidas na origem e resolvidas em benefcio global de

criadores e produtores musicais de todas as nacionalidades. J os nmeros divulgados hoje pela

ABPD, demonstram que o mercado brasileiro segue a mesma tendncia do mercado mundial, com

o setor digital sendo determinante para seu crescimento e j representando a maior parte de suas

receitas.

Comunicao ABPD Edna Calheiros ednacalheiros.abpd@gmail.com