memorização e concentração

Download Memorização e Concentração

Post on 07-Jul-2015

282 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Carlos Gomes

MEMORIZAO DINMICAA Arte de Valorizar a Tolice

Arte GrficaEDITORA

9

SumrioPrefcio Introduo 1 6

PRIMEIRA PARTEO ABC da Memorizao CAPTULO 1VALORIZANDO A TOLICEPrimeiro Passo - No Perder Tempo Segundo Passo - Ter Interesse Terceiro Passo - Compreenso Quarto Passo - Solte a Imaginao Quinto Passo - Os Olhos da Mente Sexto Passo - A Concentrao Stimo Passo - As Associaes Oitavo Passo - Repeties Corretas

1113 13 15 16 19 20 21 24

CAPTULO 2

UM LEGADO MILENARSistema X- Y 1. Organizao do Arquivo X 2. Informaes Y 3. Associaes X - Y

2627 28 30 32

CAPTULO 3CRIANDO IMAGENSSimbolismo Compreender a Palavra-Chave

3636 41

CAPTULO 4NO MUNDO DAS IDIASComunicao Idias Principais

5253 54

CAPTULO 5ESTRATGIAS DO APRENDIZADOOS CINCO PASSOS 1. Anlise Preliminar 2. Leitura Global 3. Leitura Parcial 4. Recitao 5. Repetio (Reforo)

6263 64 64 64 66 67

SEGUNDA PARTEA Benfica Prtica da Memorizao CAPTULO 6DADOS E TEXTOSTributo a Dois Amigos Primeira Experincia - Ubiranice Segunda Experincia - Gilberto

7070 71 80

Direcionamento Especfico

84

CAPTULO 7POEMAS E POESIASO que Poema? O que Poesia?

105106

CAPTULO 8DISCURSOS, PALESTRAS E CONFERNCIAS1. Discursos 2. Palestras e Conferncias

115116 122

CAPTULO 9NOME DE GENTEO Primeiro Contato Tabelas de Prenomes Y Reforo dos Procedimentos

125126 129 132

CAPTULO 10QUANTIDADES ENORMESTabelas dos Cdigos Numricos Treinamento Como Memorizar um Nmero de Muitos Algarismos Teste Clculos Aritmticos Mentais

135136 138 140 143 143

CAPTULO 11CDIGOS NUMRICOSGrupos de Cdigos Numricos O Poder da sua Memria Esculhambando os Cdigos Teste 150 151 152

145147

CAPTULO 12

FALANDO ENROLADOMeu Mtodo: 1. Verbos Fundamentais 2. Pronomes 3. Vocbulos 4. Dias da Semana 5. Partculas Bsicas das Oraes 6. Alfabeto Ingls 7. Outras Informaes Sons Importantes

154155 155 157 159 161 162 165 166 167

CAPTULO 13GEOGRAFIA E HISTRIAGeografia Histria

168168 175

CAPTULO 14QUMICA E BIOLOGIAQumica Negcio de Doido Memorizao das Camadas, por Famlia Biologia

179179 184 191 193

CAPTULO 15DE BEM COM A LEICdigo de Processo Penal Legislao Tributria

195195 198

TERCEIRA PARTEO Sbio Prazer do Memorizador CAPTULO 16CALENDRIO DO SCULOFundamentos Mtodo

201202 203

Truque do Calendrio Velho Macetes para a subtrao dos anos

209 210

CAPTULO 17BARALHO COMPLETOArrumando as cartas Demonstrao

211213 216

CAPTULO 18MUSICAL DE NMEROSOrientaes

217217 Tensos de todo o mundo, defendamo-nos: distendamo-nos! Dr. Tran Vu Chi

Aos meus filhos, Zanoni e sis, na esperana de que eles aprendam com as tolices deste mundo e sorriam com a paz daqueles que so tranqilamente srios!

INTRODUOO ttulo Memorizao Dinmica A Arte de Valorizar a Tolice no parece ser a melhor maneira de justificar os objetivos deste livro, porm no consegui encontrar uma expresso que pudesse melhor traduzir o que realmente penso sobre a cansativa e carrancuda estrutura educacional imposta aos nossos jovens, sejam eles estudantes, administradores, empresrios, educadores ou profissionais liberais. Portanto, acredito que a miopia proporcionada pelas orientaes repressivas dos velhos escolsticos, ainda atuando poderosamente nos meios educacionais, somente poder ser corrigida pelo sistema ptico sugerido por Carlitos: o da alegria atravs das imagens, proposio de aprendizado dos antigos mestres que eu pude comprovar como eficaz e que me esforo para transmitir nas prximas pginas, valorizando as coisas mais simples como instrumentos de realizao superior. Os conceitos dogmticos da seleo dos eleitos atravs do sofrimento, da dificuldade, fizeram com que o acesso cultura fosse coisa para os divinamente privilegiados e a aquisio relaxada de informaes fosse considerada vulgaridade satnica. Com o tempo, isto ficou inserido no inconsciente da humanidade que passou a achar normal receber conhecimentos e mais conhecimentos, a fim de, no futuro, classific-los profissionalmente, adotando apenas os que possam ser teis aos seus objetivos. Quanto tempo perdido! O condicionamento cultural do nosso povo to grande que qualquer palavra dita por algum intelectual de renome aceita como lei, transmitida por um ser onisci-

ente que no deve ser questionado. Tolice! Todos se enganam e isto natural! Como disse algum, s quem no muda de opinio so os tolos e os loucos! Um grande psiclogo americano afirmou que O ser humano mais desenvolvido no utiliza mais do que dez por cento de sua capacidade mental e a grande maioria das pessoas aceitou esta teoria como verdadeira, sem questionar sobre qual referencial ela foi fundamentada. Onde esto os cem por cento? Onde se encontra o ponto zero? Tenho opinio diferente, pois acredito que o ser humano utiliza os 100% do seu potencial quando ele realiza o mximo do que pode fazer no momento de sua realizao. Obviamente, amanh esses 100% atuais podem no valer 20%, porm o seu mximo naquele instante. Sempre foi assim durante toda a histria da humanidade e assim ser nos anos vindouros. O homem simples, como os nossos antigos ancestrais, tem momento de expresso que surpreende aos mais doutos e sbios estudiosos, e estes, em seus instantes de dvidas, solido e angstias humanas, tm irreconhecveis atitudes de mediocridade. Reconhecer que isto completamente natural no ser humano, independentemente de sua carga cultural, uma das condies mais importantes para o crescente despertar dos seus incomensurveis valores intrnsecos. O homem fantstico justamente por ser assim: perfeito quando em harmonia e incompleto quando angustiado. Saber administrar e direcionar seus impulsos instintivos e culturais a condio ideal para o ser humano. Nada de pecado! Nada de autoculpa! Nada de submisso! Tudo natural, humano, desde a poca do Brucutu! A compreenso de que somos capazes de constantes superaes, faz de ns pessoas mais saudveis, capazes, alegres e, conseqentemente, mais amadas. Os problemas existem, existiram e existiro sempre, mas a possibilidade de resoluo est evidente nos nossos prprios exemplos passados e nos exemplos de milhares de pessoas, em todo o mundo. com base neste argumento que escrevi este livro, acreditando que no necessrio ser considerado gnio para realizar feitos surpreendentes. No ser humano, tudo est ligado a estmulos e a memria sabe perfeitamente reconhecer cada um deles, mesmo atravs de pequenos indcios, desde que tenham sido conscientemente registrados. A no ser por causa de doena, qualquer pessoa capaz de memorizar informaes com facilidade e express-las sem dificuldades. Os privilegiados pela natureza so raros e no devem servir como referenciais de impossibilidade, que nos

7

induzam a estados de humilhao e nos aprisionem s nossas prprias limitaes, mas devemos voltar a ateno para aqueles que, sendo pessoas comuns, conseguiram atingir nveis de elevadas realizaes, pois acreditaram em si mesmos e, a cada novo empreendimento, encontraram foras e motivaes nas simples realizaes passadas. Somos 100% capazes quando usamos toda nossa vontade em parceria com toda a nossa capacidade para atingir um objetivo. As tcnicas deste livro provam que a excepcionalidade possvel para todos, mesmo para os superdotados psiquicamente, aliengenas em sua prpria terra, que so capazes de lembrar de uma quantidade enorme de dados mas, estranhamente, esquecem at o nmero do prprio telefone. Atravs delas, podemos aprender o que desejamos aprender, sem fazer sacrifcios mentais desnecessrios nem esforos culturais olmpicos. Evidentemente, a mudana de conceitos exige dedicao, pois nenhuma mgica produz por ns o que nossa prpria responsabilidade. Mas a diferena enorme! necessrio pensar diferente, mesmo que para isto tenhamos de buscar nas origens das civilizaes as causas para os estupendos poderes dos homens que, partindo de quase nada, legaram aos nossos dias as bases da grandeza atual. Por exemplo, como os antigos puderam escrever suas obras-primas baseados somente na memria, sem ter registros escritos e muito menos o computador? Ser que perdemos essa qualidade? No, claro que no! Hoje sou capaz de memorizar 800 algarismos ou mais, porm sou to normal como qualquer outra pessoa, s me sinto especial pelo que realizo, e provo que outros so capazes de fazer o mesmo e at muito mais. Acredito nisto e tenho a alegria de saber que a maioria dos que participaram dos meus cursos e palestras passaram tambm a acreditar mais em si mesmos e em seus poderes latentes Neste livro, voc encontrar as orientaes que serviro para despertar suas valiosas idias, assim como o motivaro suas realizaes mais importantes. Tudo ser apresentado de maneira to simples que, a princpio, poder no parecer til, mas com uma pequena experimentao, a expresso verbal Parece mgica! saltar automaticamente, vinda dos recnditos entusiasmados da mente. Espero, finalmente, que os benefcios destas tcnicas sejam realmente vivenciados e que o valor deste livro no seja apenas o deixado na livraria. Carlos H. B. Gomes

8

PRIMEIRA PARTEO ABC DA MEMORIZAO

Roteiro Bsico para o Sucesso

1 VALORIZANDO A TOLICEUm dos grandes males do aprendizado convencional tratar as coisas mais simples com excesso de seriedade, tornando-as complexas, intelectualmente distantes e praticamente inacessveis maioria dos pobres mortais. Na verdade, o mundo em que vivemos j por demais estafante para continuarmos complicando o que deve ser simplificado, no entanto, o que podemos fazer diante do imenso poder dos doutos pedagogos? Os escritores modernos tentam de vrias maneiras inventar mtodos de ensino que facilitem o aprendizado, porm falham por no levarem em considerao a linguagem primitiva, original, do ser humano: a comunicao psicolgica e natural das imagens mentais. Foi pensando