memorial marina flavia_caroline

Download Memorial marina flavia_caroline

Post on 05-Jul-2015

267 views

Category:

Technology

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. 7UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJA CINCIA DA COMPUTAO CENTRO DE CINCIAS TECNOLGICAS DA TERRA E DO MARPROJETO FSICO DE REDESMarina Krummenauer Flavia Hering Caroline Cardoso

2. 81) INTRODUO O intuito deste trabalho ser elaborar um projeto fsico de Redes para a empresa fictcia CFM training. A empresa composta por uma matriz e um predio administrtivo em Itaja, com 110 computadores., uma filial em Balnerio Camboriu, com 61 computadores e outra filial localizada em Itapema, com 61 computadores. Demonstraremos a planta baixa da empresa contendo os pontos de dados, a localizao do rack contendo os ativos de rede, o memorial descritivo contendo o plano de face dos racks, lista de material utilizado com dimensionamento para cada prdio, tecnologia utilizada e descrio dos equipamentos utilizados. 3. 92) APRESENTAO DA EMPRESA Misso da CFM Training Transformar o sonho de nossos alunos em realidade, contribuindo para a educao e o desenvolvimento profissional de nossos alunos. Viso CFM Training Realizar sonhos e agregar valor que sejam perceptveis, para os nossos clientes, parceiros. Servios CFM Training Treinamento na rea de informtica, desde Informtica bsica a certificaes MicrosoftPoltica da Qualidade CFM Training Oferecer o melhor treinamento, superando as expectativas dos nossos clientes, e assim contribuindo para a melhor capacitao de nossos alunos, e trazendo como resultado final, o reconhecimento da qualidade de nosso servio.2.1) MATRIZ Em 06 de fevereiro de 1998, na cidade de Itaja/SC, era fundada a empresa de CFM Training. Iniciou um conceito destaque na area de treinamentos de Informatica. Seu prdio principal possui m 110 computadores dispostos em 10 salas, administrativo, diretoria e sala de atendimento. A sala de equipamentos fica instalada nesse prdio, onde fica disposto o rack contendo os ativos de rede e os servidores.2.2) FILIAIS A empresa possui duas filiais, que esto localizadas em Balnerio Camboriu e Itapema. A primeira, foi construda no ano de 2004, cada um com 61 computadores dispostos em 10 salas. O mesmo ocorre em Itapema. Cada um dos dois prdios possui uma sala de equipamentos, assim como o prdio administrativo da matriz, ela possui um rack de internet que contm os ativos de rede. 4. 10Assim como a matriz, sero aproveitadas as instalaes de caneletas embutidas no cho e na parede. 5. 113) OBJETIVOS DO PROJETO Efetuar a analise dos desafios e necessidades de projetar uma estrutura fsica para uma empresa, na qual contem uma matriz e duas filiais fictcias, dispostas em 3 cidades diferentes, mas demonstrando todo o processo, passando por toda a preocupao real da montagem de uma rede. 6. 124) MEMORIAL DESCRITIVO A empresa CFM Training tem como objetivo principal coferecer Oferecer treinamento na rea de Informtica. Para tal ocasio, criamos as plantas baixas e verificamos o que teria que conter em todas as instalaes da empresa para atender as necessidades, mas voltado a parte de rede, tendo como objetivo oferecer o melhor desempenho possvel nas aulas. O projeto fsico refere-se topologia fsica da rede propriamente dita, composta pelos meios de comunicao (que podem ser fios de pares metlicos, fibras pticas, rdios enlaces, etc.), pelos dispositivos de rede (placas de rede, switches, hubs, roteadores, etc.), pelos prprios computadores e demais elementos constituintes do hardware. Haver uma interligao atravs de internet entre a matriz e as filiais, atravs de fibra ptica. O desenho do layout de ligao, que ajuda na visualizao, atravs de uma planta baixa, por onde sero instalados os cabos e caneletas, bem como os pontos de rede e a localizao dos racks. O nosso projeto ter, 110 pontos de rede. Sero utilizados aproximadamente 190 m de cabos, no qual ser somada a quantia de 10% ao mesmo, para evitar qualquer falta de material. O rack de servidores e rede da matriz ser localizado CPD ,e nas filias em salas separadas, teremos o nosso rack com o servidor de rede. Em nosso layout de rede sero definidos os equipamentos de rede e suas respectivas ligaes com os demais hardwares, localizados em diferentes departamentos. Segue abaixo os equipamentos que sero utilizados em nosso projeto: Modem : Dispositivo eletrnico que modula um sinal digital em uma onda analgica, pronta a ser transmitida pela linha telefnica, e que demodula o sinal analgico e o reconverte para o formato digital original. Utilizado para a conexo Internet.Roteador: Dispositivo para roteador e encaminha os pacotes corretamente para os ativos de rede. 7. 13Switch: Dispositivo utilizado em redes de computadores para reencaminhar frames entre os diversos ns da rede. Sua funo auxiliar o encaminhamento dos dados atravs da rede.Rack: Gabinete fechado composto por teto, base, tampos laterais e traseiro removveis em chapa de ao e porta frontal em acrlico com fecho e chave. Utilizado para instalao de painis de conexo e equipamentos. nele que sero inseridos os demais equipamentos listados abaixo.Patch Panel: Possui a funo de fazer a conexo entre o cabeamento que sai do rack e chega s tomadas de telecomunicao e permitir que uma mudana de um determinado usurio de um segmento para outro seja feita fisicamente no prprio rack.Todos os computadores tero placas de rede compatveis com a tecnologia e topologia oferecidas pelo projeto. Tambm ser considerada a pr-instalao de tomadas de novo padro NBR 14136:2002.Cabeamento de rede: Conector RJ45 Macho: So utilizados como interface fsica para conectar redes de cabeamento estruturado padro 568-A e 568-B. Os RJ45 macho so inseridos ao RJ45 fmea. Para cada mquina que receber sinal de Internet e os demais recursos da rede deve-se ter um conector RJ45 macho.Conector RJ45 Fmea: Os RJ45 fmea so conectados aos RJ45 macho, possibilitando que at dois conectores macho sejam inseridos.Cabo Par Tranado: O cabo par tranado o meio fsico por onde iro trafegar os dados da rede. UTP a sigla para Unshielded Twisted Pair (do ingls, par tranado sem proteo), que significa que o cabo ser normal, sem protees adicionais. Os cabos vo desde o patch panel at a mquina que ter acesso Internet e outros recursos da rede. 8. 14Canaleta Alta: Caneleta que ser localizada a 2 m do cho em reas em que passar por cima de portas, janelas e corredores.Canaleta Baixa: Caneleta localizada a 25 cm do cho, por onde passaro os cabos do patch panel at os conectores RJ45 fmea.5) PROJETO FSICO 5.1)Rack de internet da Matriz (Itaja)EQUIPAMENTOMARCARackAUTOMATSwitch3COMMultiplexador ticoDataComRoteadorCisco 2800Patch PanelFurukawaVelcro para organizao de cabosSem marca especificaDESCRIO 6 unidades, porta chaveada, visor em OS fume, 1 plano de montagem deslocvel com rguas zincadas, laterais destacveis com ventilao, 2 entradas de cabos inferiores Switch Gigabit Camada 2 gerencivel com configurao fixa; 48 portas wirespeed, 4 portas de duplo uso (dual) para conexes Gigabit por cobre ou mdulos SFP por fibra; recursos avanados para uma rede pronta para voz DM4E1 Multiplexador tico PDH com 4 interfaces E1 O DM4E1 um multiplexador PDH com agregado E3 (34M). Opera com multiplexao de canais E1, Ethernet, V35 e E3 em feixes ticos ou eltricos de 34M. Permite operao em anel. 24 posies, categoria 5e, norma ANSI/TIA/EIA, 19 9. 155.2)Rack de Internet (Filiais de Balnerio e Itapema)EQUIPAMENTOMARCARackN/ADatacom DM7045DataComMultiplexador ticoDataComRoteadorCisco5.3)DESCRIO 3 unidades, porta chaveada, visor em OS fume, 1 plano de montagem deslocvel com rguas zincadas, laterais destacveis com ventilao, 2 entradas de cabos inferiores -------------------------------------DM4E1 Multiplexador tico PDH com 4 interfaces E1 O DM4E1 um multiplexador PDH com agregado E3 (34M). Opera com multiplexao de canais E1, Ethernet, V35 e E3 em feixes ticos ou eltricos de 34M. Permite operao em anel. N/ARack de Servidores EQUIPAMENTOMARCARackN/AServidor Email Servidor Firewall Servidor de Aplicacao 1 Servidor Banco de Dados Servidor Documentos/AD/Rastreament oN/A N/A DELL DELL DELLDESCRIO 6 unidades, porta chaveada, visor em OS fume, 1 plano de montagem deslocvel com rguas zincadas, laterais destacveis com ventilao, 2 entradas de cabos inferiores N/A N/A 10. 166) ESPECIFICAES 6.1) Multiplexador: O DM16E1 um multiplexador PDH com agregado E3 (34M). Opera com multiplexao de canais E1, Ethernet, V35 e E3 em feixes ticos ou eltricos de 34M. Caractersticas: Interface Bridge Remoto Ethernet 10/100BaseT, compatvel com VLAN, possibilita o uso como ponto a ponto ou inverse multiplexer, para funcionamento em anel ou com sadas nas interfaces E1 (G.703). Podendo operar em taxas de N x 2.048kbit/s.Roteador interno com duas interfaces WANS (WAN1:DMLAN, WAN2:PPP/Frame Relay) e uma Ethernet (10BaseT) possibilitando a gerncia SNMP ou upgrade remoto de software, assim como acesso IP a equipamentos de outros fabricantes.Interface opcional E3 eltrico interno possibilitando transmisso de um link E3 eltrico de forma redundante nos agregados ticos (modem tico) ou a entrada de um E3 eltrico estruturado em um anel composto por equipamentos DM4E1/DM16E1.Gerncia remota SNMP ou via terminal VT100, permitindo configurao, verificao de estados e ativao de testes.Fisicamente constituem-se de uma unidade bsica para montagem em bastidores de 19 polegadas com 1,5U (unidades de altura). Mapeamento de tributrios flexvel permitindo a configurao dos tributrios em qualquer posio dentro do agregado E3. Operao em anel misto com equipamento DM4E1, compartilhando o mesmo link E3, reduzindo custos na implementao de sistemas centralizados e distribudos.Topologia de operao configurvel possibilitando o uso em ponto a ponto, anel, linha, modem tico, ou regenerador/conversor de interface. Canal de servio usando telefone comum. Agregados ticos para fibra multimodo ou monomodo com uma ou duas fibras. Agregados eltricos conforme a G.703. As placas E3 do DM16E1 so compatveis com o DM4E1. Anel com fibra bidirecional otimizando o uso de fibras instaladas. Menu de configurao rpida permitindo configurao dos parmetros chave para a gernc