meio ambiente+segredos do mar

Download Meio Ambiente+Segredos Do Mar

Post on 25-Jul-2015

411 views

Category:

Technology

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Quando chega o Vero, ns, humanos, nos sentimos atrados pelomar.

  • Multides se renem nas praias buscando um contacto com as ondas que nos proporcionam prazer e descanso.

  • Porm, o caminhar do ser humano deixa a sua marca fatal nas areias da praia.

  • Milhes de garrafas e sacos de plstico de todo o tipo so largados na costa, o vento e as mars se encarregam de arrast-los para omar.

  • As tartarugas marinhas confundem-nas com as medusas e os comem,afogando-se na tentativa de engoli-los. Um saco de plstico pode navegar vrias dezenas de anos sem sedegradar.

  • Milhares de golfinhos tambm morrem afogados...

  • Eles no tm capacidade para reconhecer os lixos dos humanos, at porque, "tudo o que flutua no mar secome". A tampa plstica de uma garrafa, de maior consistncia do que osaco plstico, pode permanecer inalterada, navegando nas guas do mar por mais de um sculo.

  • O Dr. James Ludwig, que estava estudando a vida do albatroz na ilha de Midway, no Pacfico, a muitas milhas dos centros povoados, fez uma descoberta espantosa.

  • Quando comeou a recolher o contedo doestmago de oito filhotes de albatrozes mortos, encontrou: 42 tampasplsticas de garrafa, 18 isqueiros e restos flutuantes que, em sua maioria, eram pequenos pedaos de plstico.Esses filhotes haviam sido alimentados por seus pais que no conseguiram fazer a distino dos desperdcios no momento de escolher o alimento.

  • A prxima vez em que Voc for sua praia preferida, talvez encontre na areia lixo que outra pessoa ali deixou.

  • No foi lixo deixado por Voc, porm, a SUA PRAIA, o SEU MAR, o SEU MUNDO e Voc deve fazer algo por ele!

  • Muitos pais jogam com seus filhos o jogo de: "vamos ver quemconsegue juntar a maior quantidade de plsticos?" como forma de umainesquecvel lio de ecologia.Outros, em silncio, recolhem um plstico abandonado e levam-no para suas casas, com restos do mar.

  • Voc os ver passarem sorridentes, sabendo que salvaram um golfinho.

  • " No se pode defender o que no se ama, e, no se pode amar o que no seconhece".

  • No vero passado, passeando pela praia vi um jovem, indignado com um garoto que havia comprado um bolo e atirou os guardanapos de papel, sem a menor cerimnia, para o cho.Caminhando numa outra praia quase deserta, dou de cara com latas e garrafas de cerveja espalhadas sobre a areia branca.

    O que que aquele garoto e as pessoas que espalharam as latas tm em comum, alm da ignorncia? Simples: nenhum apreo pelo lugar onde vivem. Quem ama um lugar no o depreda. Cuida dele.

  • Sabe que conheo pessoas assim? Gente cujo comportamento um indicador de desprezo pela natureza e de falta de apreo pelos outros e pelas coisas de todos ns?Gente cuja atitude exemplo para os mais jovens, que crescero espelhados naquelas atitudes?

    Atiro papeis para o cho, pois algum atirou antes. Largo garrafa na praia, pois algum largou antes. Derrubo as rvores, pois algum derrubou antes. Isso lhe familiar? Pois .

    Mais uma vez estou a escrever sobre a liderana pelo exemplo e a importncia que cada um de ns tem como agente de mudanas.

  • No sei de voc, mas o compromisso que assumi h anos atrs foi de quebrar esses ciclos de mediocridade. Mas tem gente que no alto da sua ignorncia prefere viver no LIXO!

    Cabe a cada um de ns a opo de viver no PARAISO!.

  • Ajude-nos a divulgar esta mensagem.Repasse-a para a sua lista de amigos. Voc estar fazendo um grande favor Natureza.FIM