MBA GESTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS EMENTAS da rede de operaes produtivas 4. Gesto de estoques 5. Gesto da qualidade 6. Gesto da capacidade 7. Gesto de compras e terceirizao 8.

Download MBA GESTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS EMENTAS  da rede de operaes produtivas 4. Gesto de estoques 5. Gesto da qualidade 6. Gesto da capacidade 7. Gesto de compras e terceirizao 8.

Post on 07-Feb-2018

213 views

Category:

Documents

1 download

TRANSCRIPT

  • MBA GESTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

    EMENTAS

    GESTO EMPRESARIAL

    Professor Mauro Crte Real - Mestrado em Administrao; Graduao em Histria Natural

    Carga horria 45 horas

    EMENTA

    Conceito de gesto e concepo de valor. Empreendedorismo e organizaes que aprendem. Obter, gerir informaes e comunicar. Planejar. Organizar. Liderar e dirigir tomada de deciso. Controlar. Mudar e inovar. Anlise ambiental e interna SWOT. Estratgia e planejamento estratgico. Anlise de desempenho BSC. Marketing. Pessoas e recursos. Produo e servios. Contextualizao da gesto no milnio.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Conceito de gesto e concepo de valor

    2. Empreendedorismo e organizaes que aprendem

    3. Obter, gerir informaes e comunicar

    4. Planejar

    5. Organizar

    6. Liderar e dirigir tomada de deciso

    7. Controlar

    8. Mudar e Inovar

    9. Anlise Ambiental e interna - SWOT

    10. Estratgia e planejamento estratgico

    11. Anlise de Desempenho - BSC

    12. Marketing

    13. Pessoas e Recursos

    14. Produo e servios

    15. Contextualizao da gesto no milnio

    BIBLIOGRAFIA

    PORTER, Michael. Estratgia competitiva. Rio de Janeiro: Campus, 1986.

    DAFT, Richard. Administrao. So Paulo: Thomson, 2005.

    KOTLER, Philip. Administrao de marketing: a edio do novo milnio. So Paulo: Prentice-Hall, 2002.

    BULGACOV, Sergio. Manual de gesto empresarial. So Paulo: Atlas, 1999.

    CURY, Antonio. Organizao e mtodos: uma viso holstica. So Paulo: Atlas, 1995.

    HAMEL, Gary; PRAHALAD, C. K. Competindo pelo futuro. Rio de Janeiro: Campus, 1995.

    HITT, Michael A. et al. Administrao estratgica: competitividade e globalizao. So Paulo: Thomson, 2002.

    OLIVEIRA, Djalma Pinho Rebouas de. Planejamento estratgico: conceito, metodologias e prticas. So Paulo: Atlas, 2003.

    ROBBINS, Stephen P. Comportamento organizacional. So Paulo: Prentice Hall, 2005.

  • EMPREENDEDORISMO

    Professor

    Evandro Paes dos Reis: Mestrado em Administrao de Empresas;

    Graduao em Cincias da Computao.

    lvaro Cardoso Armond: Mestrado em Administrao de Empresas;

    Graduao em Administrao de Empresas

    Carga horria 36 horas

    EMENTA

    O Papel dos Novos Negcios no Desenvolvimento da Economia; Modelos de Empreendedorismo;

    Caractersticas Sociais e Comportamentais do Empreendedor; Empreendedorismo e

    Intraempreendedorismo; Valores e Competncias Empreendedoras; Plano de Negcios como

    Ferramenta de Deciso Empresarial; Busca de Recursos Necessrios; Questes Legais na Constituio

    da Empresa, do trabalho, correio parcial, despesas processuais.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Conceituando o Empreendedorismo

    2. Comportamento Empreendedor

    3. Empreendedorismo de start-up

    4. Aquisies de Empresas

    5. Plano de Negcios

    6. Modelo de plano

    7. Oportunidades e Financiamentos

    8. Empreendedorismo Corporativo

    9. Planejamento Financeiro

    10. Inovao

    11. Aspectos Legais

    12. Franquias

    BIBLIOGRAFIA

    CHIAVENATTO, Idalberto, Empreendedorismo: dando asas ao esprito empreendedor, So Paulo:

    Saraiva, 2. ed. , 2005.

    DOLABELA, F. O segredo de Lusa. So Paulo: Cultura, 1999.

    HASHIMOTO, Marcos. Esprito Empreendedor nas Organizaes. So Paulo: Saraiva, 2006.

    MAXIMIANO. Antonio Csar Amaru. Administrao para empreendedores. So Paulo: Pearson,

    2006.

    REIS, Evandro Paes dos; ARMOND, lvaro Cardoso. Empreendedorismo. Curitiba: IESDE Brasil S.A.,

    2008.

  • COMUNICAO EMPRESARIAL

    Professor Luiz Roberto Dias de Melo: Mestrado em Literatura Brasileira; Graduao em Bacharelado em Letras: Portugus e Italiano

    Carga horria 36 horas

    EMENTA

    Comunicao Empresarial na Sociedade da Informao; Fundamentos da Comunicao Interpessoal; Linguagem Corporal; Timidez; Estilos; Apresentao Individual; Excelncia em Improviso; Preparao de Recursos; Palestra de Negcios; Comunicao Empresarial e tica.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. O que Comunicao Empresarial?

    2. Teorias da Comunicao

    3. Comunicao Empresarial: natureza, abrangncia, funo

    4. Comunicao Empresarial como ferramenta estratgica de gesto

    5. Reputao institucional

    6. Comunicao interna

    7. Pensamento complexo na empresa e na comunicao

    8. Comunicao de marketing, propaganda institucional e corporativa

    9. tica, relacionamento com clientes e outros pblicos

    10. Relaes com clientes e gesto de crise

    11. Fundamentos da comunicao interpessoa

    12. Eficcia na comunicao oral

    BIBLIOGRAFIA

    ARGENTI, Paul A. Comunicao Empresarial: a construo da identidade, imagem e reputao. Traduo de: Adriana Rieche. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

    KUNSCH, M. M. K. (Org.). Comunicao Organizacional: histrico, fundamentos e processos. So Paulo: Saraiva, 2009. v. 1.

    NEVES, Roberto de Castro. Comunicao Empresarial Integral: como gerenciar imagem, questes pblicas, comunicao simblica, crises empresariais. 2. ed. Rio de Janeiro: Mauad, 2000.

    VILALBA, Rodrigo. Teoria da Comunicao: conceitos bsicos. So Paulo: tica, 2006.

    METODOLOGIA DA PESQUISA E DO TRABALHO CIENTFICO

    Titulao do(s)

    Professor (es)

    Claudio Kleina - Doutorado em andamento em Mtodos Numricos em

    Engenharia; Mestrado em Educao; Graduao em Sistemas de

    Informao.

    Karime Smaka - Mestrado em Educao; Graduao em Pedagogia.

    Carga horria 36 horas

    EMENTA

    Esta disciplina foi pensada e estruturada visando a criao de um material prtico e nico que poder

    ser utilizado em qualquer rea de atuao, servindo de apoio tanto para os alunos na elaborao de

    seus trabalhos como tambm para que docentes possam orientar seus prprios alunos.

    A abordagem prtica desta disciplina foi adotada para que os alunos tenham acesso a um material

  • atualizado e til em sua formao, enfatizando a importncia da construo e apresentao do

    conhecimento cientfico, de forma tica e de qualidade.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. tica e Metodologia Cientfica

    2. Projeto de Pesquisa

    3. Fundamentao terica

    4. Estrutura Bsica e Formatao de Trabalhos Cientficos

    5. Elemento de Apoio ao Texto: Citaes

    6. Outros Elementos de Apoio ao Texto

    7. Concluso, Consideraes finais e Resumo

    8. Referncias

    9. Modelos e Estrutura de Documentos

    10. Artigos cientficos e Publicaes

    11. Preparao para a defesa e apresentao da pesquisa

    12. Elaborao de Currculo e Memorial

    BIBLIOGRAFIA BSICA

    LUNA, Sergio Vasconcelos de. Planejamento de Pesquisa: uma introduo. 2. ed. So Paulo: EDUC,

    2009.

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARAN, Sistema de Bibliotecas. Normas para Apresentao de

    Documentos Cientficos. Coleo. 2. ed. Curitiba: Ed. UFPR, 2007.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    SCORSOLINI-COMIN, Fabio. Guia de Orientao para iniciao Cientfica. So Paulo: Atlas, 2014.

    GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

    Professor Antnio Jorge Cunha Campos: Doutorado em Engenharia de Produo; Mestrado em Administrao; Especializao em Engenharia de Produo; Graduao em Administrao de Empresas.

    Carga horria 30 horas

    EMENTA

    Variveis do processo estratgico de definio do modelo operacional. Polticas industriais. Automao e robtica. Distribuio fsica, tendncias e mtodos de sistemas produtivos. Terceirizao. Inovao organizacional. Estabelecimento de aes ttico-operacionais. Planejamento e gesto estratgica da produo. Venda X produo. Conceito e funes de programao da produo. Controle de estoques. Custo e dimensionamento dos estoques. Sistemas de produo e sua administrao. A qualidade do produto e o seu controle na produo. Justintime. Processos de fabricao industrial. Estudos de layout. Verticalizao x Terceirizao.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Logstica: histrico, conceito e importncia

    2. Viso sistmica e gerenciamento integrado da cadeia logstica

    3. Logstica de Suprimento

    4. Logstica Interna

  • 5. Logstica de Distribuio

    6. Canal de distribuio: uma viso prtica

    7. Logstica Reversa

    8. Logstica e sistemas de informao

    9. Aspectos tericos da avaliao de desempenho da cadeia logstica

    10. Metodologia para avaliao de desempenho logstico

    BIBLIOGRAFIA

    BOWERSOX,Donald J., CLOSS, David J. Logstica Empresarial O processo de integrao da cadeia de suprimento. So Paulo: Atlas, 2009.

    FLEURY, Paulo Fernando; WANKE, Peter; FIGUEIREDO, Kleber Fossati. Logstica e gerenciamento da cadeia de suprimentos: planejamento do fluxo de produtos e dos recursos. So Paulo: Atlas, 2003.

    NOVAES, Antnio Galvo. Logstica e gerenciamento da cadeia de distribuio. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

    FLEURY, Paulo Fernando; WANKE, Peter; FIGUEIREDO, Kleber Fossati. Logstica empresarial: a perspectiva brasileira. So Paulo: Atlas, 2000.

    GONALVES, Paulo Sergio. Administrao de materiais. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

    GESTO ESTRATGICA DE ARMAZENAGEM

    Professor Irineu de Brito Junior: Doutorado em andamento em Engenharia de Produo; Mestrado em Engenharia de Sistemas Logsticos; Especializao em Qualidade Industrial; Graduao em Engenharia de Produo Mecnica.

    Carga horria 36 horas

    EMENTA

    Introduo e conceitos fundamentais de armazenagem, movimentao; Localizao geogrfica de armazns e CDs; Dimensionamento e configurao das instalaes; Capacidade dos depsitos e lay-out do espao fsico; Projeto de docas. Localizao e endereamento dos lotes e skus; Sistemas de manuseio de materiais e separao de pedidos; Escolha, manuteno e substituio de equipamentos de movimentao; Sistemas de gesto da armazenagem; Softwares de controle de armazns WMS; Embalagens logsticas: proteo do produto na movimentao e armazenagem; Custeio do depsito e dos equipamentos; Proteo, segurana e manuteno de armazns e depsitos.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Introduo e conceitos fundamentais de armazenagem e movimentao

    2. Localizao geogrfica de armazns e centros de distribuio

    3. Dimensionamento e configurao das instalaes

    4. Capacidade dos depsitos e leiaute do espao fsico

    5. Projeto de docas, localizao e endereamento de produtos

    6. Sistemas de armazenagem de materiais e separao de pedidos

    7. Escolha, manuteno e substituio de equipamentos de movimentao

    8. Sistemas de gesto da armazenagem

    9. Softwares de controle de armazns WMS

    10. Embalagens logsticas: proteo do produto na movimentao e armazenagem

  • 11. Custeio do depsito e dos equipamentos

    12. Proteo, segurana e manuteno de armazns e depsitos

    BIBLIOGRAFIA

    BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos / Logstica empresarial. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

    BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J.; COOPER, M. B. Gesto da Cadeia de Suprimentos e Logstica. Rio de Janeiro: Campus Elsevier, 2008.

    BOWERSOX, Donald J.; CLOSS, David, J. Logstica Empresarial: o processo de integrao na cadeia de suprimentos. So Paulo: Atlas, 2004.

    ADMINISTRAO DE MATERIAL E PATRIMNIO

    Professor Edelvino Razzolini Filho: Doutorado em Engenharia de Produo, Mestrado em Engenharia de Produo, Especializao em Administrao de Empresas Marketing, Graduao em Administrao

    Carga horria 45 horas

    EMENTA

    Evoluo e conceitos da Administrao de Materiais (AM). Funes componentes de um sistema de administrao de materiais. Localizao e alcance da AM nas Organizaes. Identificao, classificao e controle de materiais e bens patrimoniais. Sistema de armazenagem. Dimensionamento e controle de estoques. Planejamento e Programao. Mtodo ABC. Just In Time (JIT). Material Requirement Planning (MRP). Distribuio e Transporte.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Administrao de materiais

    2. O sistema de administrao de materiais e patrimnio

    3. A administrao de materiais nas organizaes

    4. Identificao, classificao e controle de materiais e bens patrimoniais

    5. O mtodo ABC de classificao de materiais

    6. Sistemas de armazenagem

    7. Dimensionamento e controle de estoques

    8. Planejamento e programao da produo

    9. Material Requirements Planning (MRP)

    10. A Filosofia JIT e sua importncia para a administrao de materiais

    11. Os sistemas logsticos, subsistemas e atividades

    12. Os sistemas de distribuio

    13. Os sistemas de transportes

    14. O gerenciamento da cadeia de suprimento (SCM)

    15. A cadeia de suprimento digital e os negcios eletrnicos

    BIBLIOGRAFIA

    CHIAVENATO, Idalberto. Gesto de Materiais: uma abordagem introdutria. 3. Ed. Barueri: Manole, 2014. DIAS, Marco Aurlio. Administrao de materiais: uma abordagem logstica. 5.ed. So Paulo: Atlas,

  • 2010. NOGUEIRA: Amarildo de Souza. Logistica Empresarial: uma viso local com pensamento globalizado. So Paulo: Atlas, 2012. POZZO, Hamilton. Administrao de Recursos Materiais e Patrimoniais: uma abordagem logstica. 6.ed. So Paulo: Atlas, 2010.

    GESTO DE LOGSTICA E OPERAES

    Professor

    Antonio de Pdua Salmern Ayres: Doutorado em andamento em Engenharia de Produo; Mestrado em Engenharia de Produo; Especializao em Especializao Em Economia de Empresas; Graduao em Bacharel Em Administrao.

    Carga horria 36 horas

    EMENTA

    Administrao da Produo; Projeto em Gesto da Produo em Produtos e Servios; Projeto da Rede de Operaes Produtivas; Gesto de Estoques; Gesto da Qualidade; Gesto da Capacidade; Caractersticas das Operaes em Servios; Integrao das Operaes Logsticas; Recursos Logsticos; Gerenciamento da Logstica Empresarial; Logstica Reversa.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Administrao da produo e operaes

    2. Projeto em gesto da produo em produtos e servios

    3. Projeto da rede de operaes produtivas

    4. Gesto de estoques

    5. Gesto da qualidade

    6. Gesto da capacidade

    7. Gesto de compras e terceirizao

    8. Caractersticas das operaes em servios

    9. Integrao das operaes logsticas

    10. Recursos logsticos

    11. Gesto da logstica empresarial

    12. Logstica reversa

    BIBLIOGRAFIA

    BALLOU, Ronald H. Logstica Empresarial. So Paulo: Atlas, 2003.

    BOWERSOX, Donald J. et al. Gesto Logstica de Cadeias de Suprimentos. Porto Alegre: Bookman, 2007.

    BOWERSOX, Donald; CLOSS, David J. Logstica Empresarial o processo de integrao da cadeia de suprimento. So Paulo: Atlas, 2001.

    DORNIER, Phillipe E. et al. Logstica e Operaes Globais: Textos e Casos. So Paulo: Atlas, 2000.

  • COMPRAS, CONTRATAES E TERCEIRIZAES

    Professor

    Gilmar Amilton Macohin: Doutorado em Engenharia de Produo; Mestrado em Engenharia de Produo; Especializao em MBA Executive Management; Especializao em Finanas; specializao em Marketing e Propaganda; Especializao em Gesto e Estratgia; Graduao em Direito

    Carga horria 30 horas

    EMENTA

    Processo de compras, seleo e contratao e negociao com fornecedores, programas de terceirizao, gesto financeira do processo de compras, mecanismos de avaliao de desempenho de fornecedores.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. A Importncia do Departamento de Compras

    2. Cadeia de Suprimentos

    3. Organizao do Departamento de Compras

    4. Classificao de Materiais e Fluxos de Compras

    5. Desenvolvimento de Fornecedores - Seleo e Relacionamento

    6. Negociao com Fornecedores

    7. Pedido e Acompanhamento de Entregas

    8. Terceirizao e tica no Departamento de Compras

    9. Avaliao de Desempenho do Departamento de Compras

    10. Compras na Administrao Pblica

    BIBLIOGRAFIA

    BAILY, Peter. FARMER, David. JESSOP, David. JONES, Davis. Compras Princpios e Administrao. So Paulo: Editora Atlas, 2000.

    MARTINS, Petrnio; ALT, Paulo Renato Campos. Administrao de Materiais e Recursos Patrimoniais. So Paulo: Saraiva, 2006.

    ESTRATGIA DE GESTO DE PROCESSOS E DA QUALIDADE

    Professor Marcelo Guelbert: Doutorado em Engenharia de Produo; Mestrado profissionalizante em Engenharia de Produo; Graduao em Administrao de Empresas.

    Carga horria 15 horas

    EMENTA

    Gerenciamento de Diretrizes Estratgicas. Gerenciamento e Desdobramento das Diretrizes. Sistema Integrado de Gesto pela Qualidade.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Gesto pela qualidade

    2. Estratgia corporativa

    3. Cultura, 5Ss, T&D e padronizao

    4. Implementao das diretrizes estratgicas

  • 5. Gerenciamento de diretrizes estratgicas

    BIBLIOGRAFIA

    SORDI, Jos Osvaldo de. Gesto por processos: uma abordagem da moderna administrao. 2.ed. So Paulo: Saraiva, 2008.

    SLACK, Nigel, CHAMBERS, Stuart, JOHNSTON, Robert, BETTS, Alan, Gerenciamento de Operaes e de Processos. Porto Alegre, Bookman, 2008.

    TAYLOR, David A. , Logstica na cadeia de suprimentos: uma perspectiva gerencial. So Paulo: Pearson Addison Wesley, 2005

    HALL, Richard H., Organizaes - estruturas, processos e resultados. So Paulo: Prentice Hall, 2004.

    ELABORAO E ANLISE DE PROJETOS

    Professor Carlos Alberto Montagner: Ps-graduao em Gesto Empresarial; Graduao em Administrao.

    Carga horria 30 horas

    EMENTA

    Conceito de projeto e redes de planejamento. Critrios para seleo de projetos empresariais. Metodologias de elaborao, anlise, acompanhamento e avaliao de projetos empresariais.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Conceitos bsicos em gerenciamento de projetos

    2. Desenvolvimento de projetos no planejamento estratgico das empresas

    3. Ferramentas para o gerenciamento de projetos

    4. Aspectos humanos no gerenciamento de projetos

    5. Aspectos econmicos e financeiros na elaborao e anlise de projetos

    6. Os aspectos legais em contratos e projetos de fuso e aquisio de empresas

    7. Gerenciamento de riscos em projetos

    8. Projetos de implementao de sistemas

    9. Projetos de desenvolvimento de produtos e servios

    10. Projetos de implementao de unidades operacionais

    BIBLIOGRAFIA

    KERZNER, H. Gesto de projetos: as melhores prticas. Porto Alegre: Bookman, 2002.

    WOILER, Samso; MATHIAS, Washington Franco. Projetos: planejamento, elaborao, anlise. 2. ed. So Paulo: Atlas, 2008.

    DINSMORE, P. C.; SILVEIRA NETO, F. H. Gerenciamento de projetos: como gerenciar seu projeto com qualidade, dentro do prazo e custos previstos. So Paulo: Qualitymark, 2004.

    OSSI, M. Capacitao em Gerenciamento de Projetos. Rio de Janeiro: Brasport, 2004

    TENORIO, Fernando Guilherme (coord.). Avaliao de projetos comunitrios: abordagem prtica. So Paulo: Loyola, 2000.

    VARGAS, R. V. Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo diferenciais competitivos. 7 ed. Rio de Janeiro: Brasport, 2009.

  • CLUSTERS E REDES DE NEGCIOS

    Professor Renato Telles: Doutorado em Administrao; Mestrado em Administrao; Graduao em Economia; Graduao em Engenharia; Graduao em Fsica.

    Carga horria 30 horas

    EMENTA

    Auto-organizao das redes de negcios. Concentrao geogrfica. Fidelidade. Cooperao. A empresa ncora. Relaes de poder entre os participantes. Conceituao do Ministrio da Cincia e Tecnologia. Evoluo ou estgios evolutivos de clusters e redes de negcios. Declustering. Estrutura e relaes das redes. Arranjos produtivos locais. Plos regionais. Consrcios e condomnios industriais.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Clusters e redes de negcios: realidade ou fico?

    2. Clusters e redes de negcios: substantivos coletivos ou no?

    3. Por que sistemas supraempresariais?

    4. O processo de auto-organizao

    5. Governana e estratgia

    6. Clusters de negcios: base conceitual

    7. Operao de clusters de negcios

    8. Redes de negcios: base conceitual

    9. Operao de redes de negcios

    10. Abordagem estratgica de clusters e redes de negcios

    BIBLIOGRAFIA

    AMATO NETO, Joo. Redes de Cooperao Produtiva e Clusters regionais: Oportunidades para as Pequenas e Mdias Empresas, Ed.Atlas, So Paulo, 2000.

    TAYLOR, David A. , Logstica na cadeia de suprimentos: uma perspectiva gerencial, So Paulo: Pearson Addison Wesley, 2005,

    SAADE, Alessandro, GUIMARES, Thelma, Dominando Estratgias de Negcios: idias e tendncias do novo universo corporativo.So Paulo: Financial Times - Prentice Hall, 2006.

    BOWERSOX, Donald J., CLOSS, David J., COOPER, M. Bixby. Gesto Logstica de Cadeia de Suprimentos. Porto Alegre: Bookman, 2007.

    PARCERIAS E TCNICAS COLABORATIVAS NA CADEIA DE SUPRIMENTOS

    Professor Edmilson Rampazzo Klen: Doutorado em Engenharia de Produo; Mestrado em Metrologia Cientfica e Industrial; Graduao em Engenharia Mecnica.

    Carga horria 30 horas

    EMENTA

    Conceituao de Cooperao e Colaborao. Formas Cooperativas tradicionais (Joint Venture, Alianas, Outsourcing, Consrcio, Franchising, Arranjos Produtivos Locais). Formas Colaborativas emergentes (Empresa Estendida, Empresa Virtual, Organizao Virtual, Ambiente de Criao de

  • Organizaes Virtuais, Comunidade Virtual de Profissionais, Time Virtual, Laboratrio Virtual, Topologias). Evoluo dos Consumidores e das Tcnicas de Produo (baseado na evoluo da Tecnologia de Informao e Comunicao). Consumidor Colaborativo (Prosumer). Produo Colaborativa (Redes Colaborativas, Desenvolvimento colaborativo entre empresas da cadeia de suprimento, Ambiente de Co-criao e Co-inovao de produtos). Cases com aplicao de Colaborao em Cadeias de Suprimento (Projetos). A consolidao da disciplina cientfica Redes Colaborativas.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Novas estruturas organizacionais

    2. A evoluo da produo e dos consumidores

    3. A produo colaborativa e a volta do cliente prosumer

    4. Sistemas de informao e de comunicao

    5. Governana e parcerias colaborativas

    6. Competncias no mundo colaborativo

    7. Gesto da competncia em ambiente colaborativo

    8. Modelos de referncia

    9. Projetos e casos

    10. Desenvolvendo cenrios

    BIBLIOGRAFIA

    BOWERSOX,Donald J., CLOSS, David J. Logstica Empresarial O processo de integrao da cadeia de suprimento. So Paulo: Atlas, 2009.

    FLEURY, Paulo Fernando; WANKE, Peter; FIGUEIREDO, Kleber Fossati. Logstica e gerenciamento da cadeia de suprimentos: planejamento do fluxo de produtos e dos recursos. So Paulo: Atlas, 2003.

    NOVAES, Antnio Galvo. Logstica e gerenciamento da cadeia de distribuio. Rio de Janeiro: Campus, 2007.

    BALLOU, R. H. Logstica empresarial: transporte, administrao de materiais e distribuio. So Paulo: Atlas, 2010.

    PLANEJAMENTO ESTRATGICO

    Professor Edmarson Bacelar Mota: Mestrado em Engenharia Eltrica; Graduao em Engenharia Eletrnica.

    Carga horria 30 horas

    EMENTA

    Conceituao e tipologia de planejamento. O pensamento estratgico: origens e evoluo. O modelo de tomada de decises estratgicas nas organizaes. Misses e objetivos organizacionais. Ambientes externo e interno. Riscos e oportunidades. Fraquezas e fortalezas da organizao. Cenrios estratgicos alternativos e deciso estratgica.

    CONTEDO PROGRAMTICO

    1. Evoluo e Revoluo da Administrao

    2. Estratgia e Planejamento Estratgico - Os Referenciais de Partida

    3. Estruturao

    4. Conceitos para Refletir

    5. Conceitos para Estruturar I

  • 6. Conceitos para Estruturar II

    7. Planejamento Estratgico - Etapa I

    8. Planejamento Estratgico - Etapa II

    9. Planejamento Estratgico - Etapa III

    10. Exemplo de Planejamento Estratgico

    BIBLIOGRAFIA

    PORTER, Michael. Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. 19. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

    CERTO, S. C.; PETER, J. P.; MARCONDES, R.C.; ROUX, A.M. Administrao estratgica: planejamento e implantao da estratgia. 2.ed. So Paulo: Pearson, 2005

    SAADE, Alessandro, GUIMARES, Thelma, Dominando Estratgias de Negcios: idias e tendncias do novo universo corporativo.So Paulo: Financial Times - Prentice Hall, 2006.

    MINTZBERG,Henry, AHLSTRAND, Bruce, LAMPEL, Joseph, Safri de Estratgia: um roteiro para a selva do planejamento estratgico. Porto Alegre: Bookman, 2000.

Recommended

View more >