matematica financeira (2)

Download matematica financeira (2)

Post on 25-Nov-2015

56 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

UNIVERSIDADE ANHANGUERA - UNIDERP

ATIVIDADE PRTICA SUPERVISIONADA:Matemtica Financeira

FABIANA MELO DA SILVA RA: 6942009138LARISSA FIDELIS BRUNO RA: 6948470316PMELA APARECIDA DA SILVA RA: 6751353747SULLIANY PALLUCE RA: 6580314232

PIRACICABA / SP 2014

SUMRIO1 INTRODUO32 CONCEITOS DE REGIMES DE CAPITALIZAO SIMPLES E COMPOSTA42.1 Calculadora HP 12C52.2 Resoluo Caso A e B Etapa 15a)Caso A5b)Caso B73 SRIE DE PAGAMENTOS93.1 Resoluo Caso A e B Etapa 29a)Caso A9b)Caso B114 JUROS COMPOSTOS124.1 Valor Presente124.2 Valor Futuro124.3 Juros na Economia Brasileira124.4Resoluo Caso A e B Etapa 313a)Caso A13b)Caso B155 CONCEITOS DE AMORTIZAO DE EMPRSTIMOS165.1 Utilizao de Amortizao de Emprstimos na rea de Administrao185.1.2 Tabela Price:185.1.3 Tabela SAC:205.2 Resoluo Caso A e B Etapa 421a)Caso A21b)Caso B246 CONCLUSO277 REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS28

1 - INTRODUO

O foco terico da Matemtica Financeira o estudo da evoluo do dinheiro ao longo do tempo, visando estabelecer relaes entre quantias em datas distintas estuda a relao do dinheiro com o tempo, chegando a avaliar como esse dinheiro ou ser empregado, visando o maior valor possvel, pois com a globalizao da nossa economia nenhum projeto executado com sucesso sem que sejam levados em conta todos os seus aspectos financeiros. um tema de muita importncia no meio empresarial, a matemtica financeira fundamental na contabilidade, ela est presente na determinao de valores de impostos, no balano comercial de empresas, na elaborao dos clculos trabalhistas, clculo de folhas de pagamento, fechamento de balancetes, entre outros. Est na linha de frente tambm em diversas situaes cotidianas, como para calcular as prestaes de um financiamento de um mvel ou imvel optando pelo pagamento vista ou parcelado ou quando se efetua uma compra no carto de crdito. Sendo assim o estudo da Matemtica Financeira fundamental para qualquer cidado que tenha interesse em entender o fluxo de capital corrente pelo mundo.Desenvolveremos um relatrio ATPS da disciplina de matemtica financeira onde iremos apresentar diversos clculos efetuados para se responder o desafio proposto, citado: Qual a quantia aproximada que Marcelo e Ana devero gastar, para que consigam criar seu filho, do nascimento at a idade em que ele terminar a faculdade?. Estudaremos sobre os conceitos da matemtica financeira sua importncia e sua aplicao entre outras informaes a respeito da capitalizao simples e composta, sries de pagamentos uniformes. O objetivo encontrar o valor aproximado que ser gasto por Marcelo e Ana para que a vida de seu filho seja bem assistida, do nascimento at o trmino da faculdade utilizando os conhecimentos obtidos em aula e pesquisa.

2 - CONCEITOS DE REGIMES DE CAPITALIZAO SIMPLES E COMPOSTA

Atualmente o estudo da matemtica financeira tem ganhado maior destaque, pois vem conseguindo demonstrar com dados e fatos, todo o extrato financeiro pessoal.Tem sido muito comum ouvir pessoas que esto fazendo um acompanhamento de suas transaes, com planilhas, previses e estudos bem elaborados; porm, a grande maioria da populao ainda no sabe como fazer esses clculos.No basta manter a sade financeira garantida em suas residncias pelo acompanhamento do valor das despesas mensais, preciso ir alme ter cincia do conceito de juros simples e compostos de cada transao financeira, tendo em vista o seu valor final. Ter cincia dos juros que so cobrados pelas instituies financeiras direito do consumidor, e ajudar na escolha das transaes que melhor se enquadra a sua vida financeira.O mercado hoje oferece todas as condies possveis e favorveis para chamar a ateno do consumidor, e nessa hora que muitas pessoas se afundam em dividas absurdas e sem possibilidades de negociaes.Podemos at afirmar, que seria de extrema importncia e ajuda se essa fosse uma matria includa na grade escolar do ensino mdio, quando os jovens esto comeando a aprender a lidar com dinheiro, com toda a certeza teramos uma reeducao na cadeia como um todo.A calculadora HP 12C vem sendo uma grande aliada para aqueles que querem aplicar da melhor forma possvel o seu dinheiro, com ela possvel realizar diversos clculos de situaes do dia a dia e saber se vale mesmo pena adquirir ou no certo bem ou produto naquele momento, com aquela condio. Essa calculadora tem sido a melhor ferramenta de contadores, negociadores, gestores financeiros e todos os que querem investir em negcios verdadeiramente rentveis.Sendo assim, nos dias de hoje, de suma importncia que se tenha conhecimento sobre os juros simples e compostos. O consumidor bem informado poder at mesmo poupar dinheiro atravs do planejamento financeiro consciente.

2.1 Calculadora HP 12C

Ser um importante instrumento para o desenvolvimento desta Atividade Prtica Supervisionada, motivo pelo qual dedicamos este tpico, exclusivamente, para falar sobre algumas de suas funes.Com a HP 12C possvel calcular: a variao percentual entre dois valores seja qual for o caso, parte-se de um valor antigo para um novo valor ou vice versa; funes financeiras bsicas: ao adquirir um bem financiado, o consumidor est lidando diretamente com quatro variveis; o valor financiado, a taxa de juros cobrada, o tempo de pagamento e o valor das parcelas, tambm calculados com frmulas especficas. Funo financeira secundria: Nem sempre as parcelas so fixas em uma operao. Quando isso acontece, as funes de fluxo de caixa da HP 12C podem ser utilizadas para alguns clculos. importante salientar que o recurso do fluxo de caixa est relacionado s parcelas no uniformes. Caso contrrio, as funes financeiras bsicas resolvem a maioria das situaes.Essas frmulas ficaro mais claras ao decorrer da resoluo dos exerccios propostos, onde o modo de calcular ser descrito passo a passo.

2.2 Resoluo Caso A e B Etapa 1a) Caso AQuando Marcelo e Ana se casaram eles contraram algumas dividas. No desejo de realizar o grande sonho usaram recursos de amigos e crditos que obtiveram atravs do banco que eles tinham h mais de cinco anos em conjunto.O vestido de noiva de Ana bem como o terno e os sapatos de Marcelo foram pagos em doze vezes de R$ 256,25 sem juros no carto de crdito.O Buffet contratado cobrou R$ 10.586,00, sendo que 25% deste valor deveriam ser pago no ato da contratao do servio, e o valor restante deveria ser pago um ms aps a contratao. Na poca, o casal dispunha do valor da entrada, e o restante do pagamento do Buffet foi feito por meio de um emprstimo a juros compostos, concedido por um amigo de infncia do casal.O emprstimo com condies especiais (prazo e taxa de juros) se deu da seguinte forma: pagamento total de R$ 10.000,00 aps dez meses de o valor ser cedido pelo amigo. Os demais servios que foram contratados para a realizao do casamento foram pagos de uma s vez. Para tal pagamento, utilizaram parte do limite de cheque especial de que dispunham na conta corrente, totalizando um valor emprestado de R$ 6.893,17. Na poca, a taxa de juros do cheque especial era de 7,81% ao ms. Segundo as informaes apresentadas, tem-se:

I - O valor pago por Marcelo e Ana para a realizao do casamento foi de R$ 19.968,17. Roupas: 12x R$ 256,25=R$3.075,00Buffet: R$ 10.586,0025%=R$ 2.646,50 Valor restante: R$ 7.939,50Emprstimo: R$ 10.000,00 (juros de R$ 2.060,50)Cheque especial: R$ 6.893,17Clculo= 3.075,00 + 2.646,50 + 10.000,00 + 6.893,17= 22.614,67Resposta: alternativa errada o valor pago por Marcelo e Ana foi de R$ 22.614,67.

II - A taxa efetiva de remunerao do emprstimo concedido pelo amigo de Marcelo e Ana foi de 2,3342% ao ms. Dados: Pv = R$ 7.939,50 Fv= R$ 10.000,00n =10 mesesCalculo na HP12C:

f CLX

10.000,00CHS FV

7.939,50PV

10n

i2,3342%

I= 2,3342%

Pela Formula:Fv= Pv(1+i)n10.000,00= Pv.(1+0,023342)1010.000,00= Pv.(1,023342)1010.000,00= Pv.1,259528= R$ 7.939,48

Resposta: Alternativa certa.III - O juro do cheque especial cobrado pelo banco em 10 dias, referente ao valor emprestado de R$ 6.893,17, foi de R$ 358,91. Dados:Calculo na HP12C:

f CLX

6.893,17CHS Pv

10n

0,2603i

Fv7.074,72

Fv = R$ 7.074,72

PV= 6893,17I= 7,81% /30 = 0,2603% a.d.n= 10 d

Resoluo pela frmula:J= M- CJ= 7.074,72 6.893,17J= 181,54Resposta: Alternativa errada. Os juros do cheque especial cobrado pelo banco dentro de 10 dias, referente ao valor emprestado de R$6.893,17, no foram de 358,91.b) Caso BMarcelo e Ana pagariam mais juros se, em vez de utilizar o cheque especial disponibilizado pelo banco no pagamento de R$ 6.893,17, o casal tivesse optado por emprestar de seu amigo a mesma quantia a uma taxa de juros compostos de 7,81% ao ms, pelo mesmo perodo de 10 dias de utilizao. Calculo na HP12C:

f CLX

6.893,17CHS PV

10n

0,2603i

Fv2,3342%

Fv = R$ 7.074,72

Dados: Fv = ? Pv = R$ 6.983,17 n = 10di = 7,81%/30 = 0,2603%a.dResoluo pela frmula:Fv = Pv (1+i)n Fv = 6.893,17 (1+0,0026)10 Fv =6.893,17 x 1,0263% a.d Fv = 7.074, 72 J = M - CJ= 7.074, 72 6.893,17 = R$ 181,54Resposta: Marcelo e Ana no pagariam mais juros se tivesse emprestado do amigo, pois a taxa de juros de ambos foi igual a 7.81% ao ms.

3 - SRIE DE PAGAMENTOS

So pagamentos distribudos ao longo de um determinado tempo, correspondente a (n) perodos, que se destinam a capitalizar ou amenizar uma dvida. Quando esses pagamentos so efetivados em intervalos de tempo iguais temos uma srie uniforme e peridica. Mas podem ser em intervalo com parcelas variveis. Quando o pagamento (recebimento) se inicia no primeiro perodo aps a data zero, recebe o nome de pagamento postecipado e quando se d no incio da data zero, recebe o nome de antecipado.

O modelo