marxists internet archive - o p. dei.ei.al peixoto repeliu ia ordem · pdf file...

Click here to load reader

Post on 30-Jun-2020

1 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • O p. Dei.ei.al Peixoto repeliu ia ordem inconstitucional do sr. Costa Neto relativa aos comícios eleitorais. V. *»... »«». ...aaaaaataaasaaa «aaaaaaaaaaasaaaaaaaaaaaao... ar'«**l dfi» ¦ --.S^r MM. _ta_ ATaa-fà.

    tto'» >¦¦ - ¦¦ ' «

    O GE ii < SfiBl % "O POVOE SOB CABE ESCOLHER

    AL PAQUET A ERANOE A E LU S11M ENTE

    US SEUS GOVERNANTES" s

    "A MISSÃO DO EXERCITO É MANTER A ORDEME ASSEGURAR A SOBERANIA DAS NOSSAS FRONTEIRAS" DECLARA O COMANDANTE DA 2.. REGIÃO MILITAR

    . _. a..-.. . __ -a..—.» a. «_».-.. . t .. .... --*---« ,,,,!,,„„ ... m»n.c rata. tv*M,'t ... tre» i 4 tmpf.rs.». B.t)tif*lt» Ui ai ] a. TàVüO, li ir*r-«*ui

    a»ia m - : nm "• \ i.t, tASt". prlo «tlríe.».) — O I.,urrai lí«n».n 1-a.jSlrl. ,|tir a-jtirl*

    d.ptiiadt» At tea .«»«•• fn ra- frl.1,.1.1 trlt.lr|,.|a«a. * «11

    «ode «to . »*¦«¦:«.. H'»l» ' »t i-

    «... ttofUfM • l.rnri»! Pa» tjtwti *. a ¦ it as» •'!«..'« d» drpuu.Iu fUfftla Plnla. •"•»• .->. n» tnUftl»*. »liitn»r «ju. *

    UNIDADE DEMOCRACIA PROGRESSO ANOil N.° 495 SAMDQ. 11 do JANERO do 1947

    p.itftl.o n»4» «»m roo» a •»• i,i> > A ii.',-*- da tsilffila i t*fl» '.Ha • ¦'.!¦»• ttt.» I ai',

    rUraovn.» rta «««o»» f»fla .ti.i.Ma a», foi nat» d* rito 1'a.i'.. Nada Itmtm tmm o »!• i :a. á . j r11i. _ Naa»» ml»»*»

    S imiii'1 a oldrm • »-»i. rar * aotoranto d* «»»•»»« f,..,,trl,»a 1 ,'r i o «,....o dt- ««r.

    i ¦ i i. í- m i >, HA VM Cti- ms ABS01.t*TAMt;NTE PB-

    mui irsiii ,i 1..•.¦.:¦¦ --- a» aflrmacAr»

    daqurlr ti- ; -.it a.1 - ias q«»al» c.mpti» a •«¦•'- -¦* tm t»So

    Convocação

    • ,;-: «»»»»»»»t-,%*i'í^ - ¦¦ ** " ¦'¦'¦¦¦'*¦ ¦" % **^SÊk

    A08 BECRt.TAKI08 PE MASSA E ELEITORAt

    O* fi.rftlAtto» dr M»»«a • F.lrl.otal d* lr,do» o» Comltto Dltlrtlata a Célala» Ptinda- menu!» dtsrm rt»mpaf*««r n* dia IL da» IC St lt bora»- na P.*»to Etrltoral dt» (omite¦s. 1 -1-.-;- :»t.-.:»¦ ¦ i tu» «1» ton»- lliulcât». 4J. tobrsdo

    l-»ul'. a am -barril d» p»lío ra". d.ct*r«*« « r«m»i»4»n.» A» :• Sta-tUa:

    — NSo t.Jo * IsS» Ulsh* «talO l.':'.', tl'1'.i . s 1- ; .

    .I.ilnva, d. »ti.,i mal..!»¦:» na slát* dr lie»»» fttladt A pias- p»{»»«4» t»»ti.lf* vrm *tl\âa l'íla .!'.¦,Un d* UU*» «taS-tU- ta .--'.'i-i t nada dr «»l«*»th» ttm ivoiildo. •

    E «ffr.i«.»iloti: ¦_ Temo» rm H. I*»bIo am

    ttltna .tasttu.amtn.» driw»- (rS.Ira * i.i.riai Ot viria» rc.lt,II-, qSf ,r l'lll irall.-a dta ||a t»m alr.lado rlo.jufii- Ia do toropof.atnmla fíttft» de naua p pulsei*» *,ur, »p«" •ar dr baauril*" *n.o«la*m»- da p«la famptnba tlrltoral. trta is* mantido tm «rtttm. drttlio de om rtptrllo eidrllo

    ralmo. QUTOI MANDA E* A VOM-

    TA1»E DO rOVO .—Wl»l»ll," '"¦"""""*

    t.i.'-i.«"i«-l- ...«¦ . \\ ^a!_l Bar-i lr»«f^V^B

    De quase todos os Estados de Acusado o ministro da Justiça de subver- Brasil chegam reclamações que ... • são transmitidas da tribuna da ter a ordem constitucional — Kequenmen- Câmara dos Deputados, contara , o facciosismo dc autoridades to da bancada comunista sobre o caso da a fa'ta de garantias para a 11- vre propaganda eleitoral. Essas Cia. Brasileira de Explosivo» e Munições

    ELE DISSE... J||BMIM, ——«^——iatwirr-1——a—aTTI

    ¦^é ^^ «O) =r ' ^& M.-**-- a ««A _r TT^*$r*^f li ,->\

    h reclamações agora chegam em maior número e »ao veiculadas por elementos do PSD, cujo pro- cesso de desagregação se acelera á medida que o tempo oorre e se aproxima o dia 19. Diária- mente tem-se noticia de mais uma ala dissidente do Pan o Social Democrático, neste ou na-

    I quelo Estado, que se apresenta para denunciar perseguições pra-

    , tlcadas pelas autoridades da ou-'¦¦ tra ala. Ainda ontem foi o que se viu

    na Câmara: o deputado LaSro Lopes, pessedlsta paranaense de- nuncia o interventor do Estatelo, coronel Mario Gomes, por estar usando carros oficiais no serviço de propaganda eleitoral; em Golaz, conforme acusa o sr. Cala- do Godoy. do PSD, a limpeza das eleições em sua terra esta amea- cada pela compressão e as vlo- lencias do interventor e dos se- cretarios de Estado; no Mara- nhão, o clima não é diferente, embora ali seja a ala dissidente

    a que estA no poder. O sr. Cre- pory Prilnco 16 e endossa tele- gramas assinados pelos parla- mentares Clodomir Cardoso, Lin«. Machado c outro» políticos, pe- dindo a substituição do interven- tor Saturnino Belo. Diz que o chefe de Policia che-ou cm Pe- drelras e Pinamanique, chefian- do uma caravana politica, com metralhadoras.

    ACUSAÇÕES AO MINISTRO DA JUSTIÇA

    O sr. Benedito Costa Neto. a quem tantos apelos l4m sido dl- rígidos em favor da manutenção da ordem e da liberdade eleito- ral no pais, foi alvo de uma se- rie de ataques. A contradição de sua» atitudes foi salientada en-

    (CONCLUI NA 2." PAG.)

    Entre as randes fn.cíaff- vas do Partido Comunista do Brasil, nessa movimentada e empolgante campanha para as eleições de 19 de janeiro, que representam mais um passo para a consolidação da- Democracia figuram as edi- ções especiais da TRIBUNA POPULAR a serem vendi- das pelos próprios militantes comunistas, em todos os bair- ros da cidade. A primeira edi- ção especial da TRIBUNA, vendida inclusive pelos diri- gentes e candidatos do PCB, foi um acontecimento inédito na tiítla d-r nossa Capital e o povo arrebatou rapidamente das mãos dos militantes co- munistas essa edição especial, esgotando-a em poucas ho- ru, A segunda edição espe- dal da TRIBUNA POPU- LAR satrá amanhã. E para corresponder á justa expecta- tiva com que vem sendo es- perada a circulação dessa

    edição por todo o povo e para que ela represente realmente ».ii foníe de esclarecimento ao eleitorado carioca a fim dc escolher com segurança os seus candidatos ao Senado Federal e ao Conselho Afunf- ctpoí «Mfdo

    "sendo realizados

    os mais cuidadosos prepara- tivos.

    Nela o povo encontrará os justos motivos de sua prefe- rènela por João Amazonas, candidato ao Senado pelo P. C. B. e pelos vereadores da

    ..- : -iM&Jti&z. "Chapa Popular", legltlmot representantes das asptraçõa do nosso povo, por um Brasl verdadeiramente, democrático e progressista,

    • No clichê acima aparecem o diretor da TRIBUNA PO- PULAR, Pedro Pomar, tea redator-chefe, Aydano do Couto Ferraz e o ilustrador Paulo Werncck, empenhados na orientação e preparação desse número especial qut circulará numa grande edl- ção de 125 mil exemplarei;

    ELE FEZ. .0

    m INVESTIDAS IMPERIALISTAS CONTRA A EXPORTAÇÃO DE ZERÚS

    •'.SOtV AINDA A ESPERANÇA DOS HUMILDES"

    Quando surgiu a campanha cont-a o zebú brasileiro, apon-,

    j ta do-o como íesponsável pela febre aftosa no México, o dire- tor da Produção Animal do Mi- nlstorio da Agiicultura contes- sou que aquele movimento do desmoralização da nsssa pocuá- ria obedecia a Interesses «exrultcss. E como não os desvendasse, a "TRIBUNA POPULAR" 03 re- velou. Eram os mesmos círculos reacionários do capital ílnancel-

    Desmascarada pelo ex-diretor da Pecua- ria do México a sabotagem da Aftosa — Os magnatas norte-americanos querem organizar um monopólio internacional do

    comercio de gado zebú ros norte americano que, antes, haviam investido contra a lndus- trla nacional de produtos far- macêuticos. agitando — no Bra-

    sll e no estrangeiro — o escan- dalo dos "remiMios brasileiros! falsificados"."El Universal", um dos malo-|

    res Jornais do México, acaba de publicar um trabalho Intitulado"A verdade sobre o gado zebú brasllcie-o, a febre a. tesa e a quarentena na Ilha dos Sactifi- cios". Seu autor é o sr. Qucs-t- da Bravo, ex-iilrctor geral da pecuária mexicana. Nenhum de- poirr.ento i maio autorizado do que o seu, pois foi ele quem aqui esteve em missão oficial para tratar da importação daquele

    (CONCLUI NA 2." PAG.) . , NO SENADO:. — BOCA DE SIRt _j

  • fRIBUNA POPULAR «1.1-1947'

    ^^M^^mm^mme***a>-e.'^v*ea.m'»M**m**»w^ L _______________Jkjmr_.tr ievT_ ¦«*¦*>- -**.^Art^a^A^"a^r*S^!^í ^^-^*" ¦¦¦

    ^^^^^™^" _____________________________ ^tftfH^^^^k IE£ ^HA AflflV ^^Klfl^^lk. flMBJ^Hb&^E^^B fllnjfijf ^am*^Ê^^a*^^^^^Sraaa V 2J

    li*.-; •4 Manta

    Oefeelo 0'aniMo aaice» no la-

    de 4» u*lat tu '•"*'¦** da ptito es- rteea jwla democrefla « prla proçreiio.

    i'h2ído'e naiâaim para M» «*«"• nttnvtiH * Iam tomado parta tm todo* oi

    jiiinAelroí pae melhores rioa a coadlçdei de vida K^^rj^Ã,?S-:«K*- -•«•«riot a cen«nç«a oc ».»». ~-t*.'rr. 7*^*7 veia intlmidBçáo, IpiWM. onda loflo tt litro* ao CiuldO do Etttdto tm 19* f*! (¦£»

    e.7„,»^L,2L ÀZa ! üjerlrnnfo operdno. f4 P^lr» al-

    aoaaleoi. «ralísou polerfrai to- t,íí economia rf« guerra. Poi «mdidafo í A»e«iWe«a Co*»'»- («jafe. nai tldçott panadai. *' pt**H« «**"\ ^ton e ando-w Intransigentemente a dc-nrtar o assunto para o terra- no pessoal, asseveranio que

    "a«

    paixões politica» passam oom n

    tempo e iô permanece o povo que è a alma Imortal da Pátria" peferlu-se ao "presunto do «r. lult Carlos Prestes, nobre 8c nador da RepübV-a" e no apoio que dà ao sr. Adhemar de Bar- ro». o Partido Comunista, que

    um partido popular, um partido lcisal". Mostrou o absurdo e o- In-

    pedir que no Mí*leo tí Impor- la&se gado tcbú. Dívo declar

View more