manual de uso das marcas do pronac mecanismos da lei rouanet

Download Manual de Uso Das Marcas Do Pronac Mecanismos Da Lei Rouanet

Post on 03-Jul-2015

251 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Manual de uso das Marcas do pronac(prograMa nacional de apoio cultura)

MecanisMos da lei 8.313/91 (lei Rouanet)

este Manual estabelece as regras de aplicao e orienta o uso das Marcas do prograMa nacional de apoio cultura (pronac), institudo pela lei n 8.313/91 (taMbM conhecida por lei federal de incentivo cultura ou lei rouanet). esta regulaMentao abrange projetos viabilizados pelos dois MecanisMos da lei: fundo nacional da cultura (fnc) e incentivo fiscal.

lei

8.313/91 (lei Rouanet)

prograMa nacional de apoio cultura (pronac)

use esta assinatura para projetos viabilizados pelo fundo nacional da cultura (fnc)

use esta assinatura para projetos viabilizados pela renncia fiscal

4

Mecanismo: fundo nacional da culturaOs projetos viabilizados pelo fnc devem conter a marca do Fundo Nacional da Cultura e a assinatura do Ministrio da Cultura, acompanhada da marca do Governo Federal, conforme estipula este manual.Marca do Fundo Nacional da Cultura Assinatura do Ministrio da Cultura, sempre acompanhada da marca do Governo Federal

Para detalhes sobre a aplicao e o uso da marca do Governo Federal, consulte o manual disponvel no stio da Secretaria de Comunicao Social da Presidncia da Repblica (Secom-PR) http://www.secom.gov.br/sobre-a-secom/patrocinio/manuais

5

Mecanismo: lei de incentivo culturaartigo 26 - regra geral

Para projetos enquadrados no artigo 26 da Lei n 8.313/91, os investimentos realizados pelos patrocinadores so proporcionalmente dedutveis do imposto de renda, ou seja, os projetos recebem recursos pblicos e privados.

Estes projetos devem conter a marca da Lei de Incentivo Cultura e a assinatura do Ministrio da Cultura, acompanhada da marca do Governo Federal, conforme estipula este manual.

6Marca da Lei de Incentivo Cultura Assinatura do Ministrio da Cultura, sempre acompanhada da marca do Governo Federal

Para detalhes sobre a aplicao e o uso da marca do Governo Federal, consulte o manual disponvel no stio da Secretaria de Comunicao Social da Presidncia da Repblica (Secom-PR) http://www.secom.gov.br/sobre-a-secom/patrocinio/manuais

7

artigo 18 - regra geral

Para os projetos enquadrados no artigo 18 da Lei n 8.313/91, os investimentos realizados pelos patrocinadores so 100% dedutveis do imposto de renda, ou seja, os projetos recebem exclusivamente recursos pblicos.

Estes projetos, alm de atender as exigncias do artigo 26, tambm devem, obrigatoriamente, mencionar em suas peas de divulgao e em seus espetculos (na abertura e/ou no encerramento) a expresso MinistRio da cultuRa apResenta.

8

regra de construo da expresso

A expresso Ministrio da Cultura deve sempre aparecer em primeiro lugar, seguido dos nomes das outras instituies, conforme o exemplo:

Ministrio da cultura,

,

e

apresenta(m)

sobre fontes, estilo, cores etc.

A escolha da fonte, da cor e do modo de aplicao dos dizeres Ministrio da Cultura apresenta e suas variantes podem se enquadrar no estilo visual das peas de comunicao do projeto em questo, desde que a mensagem tenha legibilidade e destaque suficientes para cumprir sua funo informativa.

9

exeMplos de construo da expressopara uso em impressos, mdias digitais, locues de rdio e tv, cinema e espetculos (abertura e/ou encerramento), entre outros

Apenas Ministrio da Cultura: Ministrio da cultura apresenta1

Ministrio da Cultura e uma (1) instituio: Ministrio da cultura e petrobras apresentaM1 2

Ministrio da Cultura e duas (2) ou mais instituies: Ministrio da cultura, caixa e1 2

petrobras apresentaM3

10

caso especfico

Os projetos viabilizados, ao mesmo tempo, pelo fundo nacional da cultura e pela lei de incentivo cultura devem conter, alm das marcas do Fundo Nacional da Cultura e da Lei de Incentivo Cultura, a assinatura do Ministrio da Cultura, acompanhada da marca do Governo Federal, conforme estipula este manual. Neste caso especfico, no existe ordem preferencial para a aplicao das duas marcas do Programa Nacional de Apoio Cultura (Pronac), desde que tenham equivalncia de escala e igual posicionamento na pgina.

11

deMais MaRcas

deMais MaRcas

As duas marcas podem ser aplicadas em qualquer ordem entre si.

deMais MaRcas

deMais MaRcas

12

onde posicionar os crditos nas peas dos projetos culturaispeas do projetoPeas grficas como livros, catlogos, cartilhas, livretos. Revistas, jornaletes e peridicos. CDs e DVDs. Filmes, documentrios, animaes, vdeos e programas de televiso. Programas e programetes para rdio. Espetculos artsticos em geral.

local preferencialNa parte interna da capa ou na pgina de apresentao e tambm na contracapa. Junto ao expediente. Na contracapa do encarte e tambm no verso das caixas de CD/DVD. Antes dos letreiros de apresentao e aps os crditos finais. Tambm no verso das caixas de CD/DVD. Durante a locuo e no final, quando se tratar de pea pr-gravada. Na locuo de apresentao e/ou encerramento.

13

onde posicionar os crditos nas peas publicitrias e placas de obra

peas de divulgaoAnncio de jornal, revista ou quaisquer peas de veculos de mdia impressa de projetos viabilizados. Peas grficas como folhetos, folder, flyer, panfleto, programao. Mobilirio urbano (outdoor, frontlight, backlight, placas de obras, etc.). Comerciais de TV e rdio.

local preferencialDe acordo com as especificaes deste manual. Na capa e/ou no verso. De acordo com as especificaes deste manual. Ao final do comercial. Quando art. 18, acrescentar a expresso Ministrio da Cultura apresenta ao incio.

regras de aplicao das Marcas

Os exemplos a seguir foram construdos com a marca Lei de Incentivo Cultura, porm as regras valem para os dois mecanismos da lei.

A marca poder ser aplicada de duas formas nas peas de comunicao.1. relacionada ao bloco de marcas, sempre sua extrema esquerda, independentemente da quantidade de outras marcas participantes como apoio, patrocnio etc. do projeto.

2. em algumas peas, pode ser aplicada isolada do bloco de marcas e, nesse caso, relacionada a qualquer dos cantos superiores ou ao topo da pea, ganhando maior destaque.

importante: as marcas Lei de Incentivo Cultura e Fundo Nacional da Cultura no devem, em hiptese alguma, pertencer a grupos menores como apoio, patrocnio, realizao, etc.

16

1. relacionada ao bloco de MarcasexeMplos

O mesmo vlido para blocos verticais, nesse caso, ao topo, no incio do bloco.

Apoio

a poio 1 a poio 2

Patrocnio

patRocinadoR 1 patRocinadoR 2

Observe que a marca Lei de Incentivo Cultura no pertence a qualquer dos grupos menores (Apoio, Divulgao e Realizao), ficando extrema esquerda, no incio do bloco. preciso tambm respeitar a proporcionalidade entre as marcas.

Realizao

Apoioa poio 1 a poio 2 a poio 3 a poio 4

PatrocniopatRocinadoR 1 patRocinadoR 2 patRocinadoR 2

Realizao

17

2. isolada do bloco de Marcas

Para dar maior visibilidade s marcas fundo nacional da cultura e lei de incentivo cultura, elas podem ser aplicadas em relaco s margens superiores da pea, desde que de forma organizada e com destaque/necessidade suficiente para assumir escala diferente do bloco de marcas. Esta aplicao dever ser utilizada preferencialmente em peas como as listadas a seguir.

Anncio impresso Cartaz / Folder Banner / Fundo de palco Livro / Revista

Convite / Flyer digital Mobilirio urbano (outdoor, frontlight, backlight, placas de obras, etc.).

18

regra geral de distanciaMento das MargensLargura Largura

Margem superior da pea

Altura

Altura

Novas margens para alinhamento da marca Lei de Incentivo Cultura, criadas a partir da largura e altura do retngulo de proteo(moldura).

Margem lateral da pea

19

exeMplos gerais - aplicao isolada

Cartaz

20

Capa ou verso da pea

Capa ou verso da pea

21

aspectos tcnicos

Por serem bastante semelhantes estruturalmente, todas as definies a seguir valem para as duas assinaturas.

22Uso preferencial.

Marcas fundo nacional da cultura

23Uso preferencial.

podero ser aplicadas taMbM seM Moldura, se no houver prejuzo de legibilidade

24Uso preferencial.

Marcas lei de incentivo cultura

25Uso preferencial.

podero ser aplicadas taMbM seM Moldura, se no houver prejuzo de legibilidade

26x/2 x/2 Margens mnimas de proteo, indicadas pelas linhas coloridas.

x

x/2 x/2

x

rea de segurana da Marca seM Moldura

27x/2 x/2 Margens mnimas de proteo, indicadas pelas linhas coloridas.

x

x/2 x/2

x

rea de segurana da Marca coM Moldura

28 Adobe Garamond Pro Regular 10pt abcdefghijklmnopqrstuvwxyz AbCDEFGhijkLMNOPQRSTuVwxyz Adobe Garamond Pro Italic 10pt abcdefghijklmnopqrstuvwxyz ABCDeFGhIjkLMNOPqRstUvwxyz adobe garamond pro bold 10pt abcdefghijklmnopqrstuvwxyz abcdefghijklMnopqrstuvwxyz adobe Garamond Pro Bold Italic 10pt abcdefghijklmnopqrstuvwxyz aBcdefGhIjklmnoPqrstuvwxyz

fundo nacional da cultura lei de incentivo cultura

Adobe Garamond Pro Bold ALL CAPs (denominao para uso de todas as letras maisculas)

tipologia | adobe garaMond pro REGuLAR, ItALIC, bold e Bold ItalIc

29reduo mxima preferencial o menor tamanho indicado quando as aplicaes das marcas Lei de Incentivo Cultura e Fundo Nacional da Cultura necessitam ser trabalhadas em escalas reduzidas. esse limite corresponde largura de 16mm do retngulo de proteo, como indicado. em casos extremos em que o formato final da pea seja muito reduzido e