manual de quest•es 2 fase oab - tributrio .manual de quest•es 2 fase oab - tributrio ol

Download MANUAL DE QUEST•ES 2 FASE OAB - TRIBUTRIO .MANUAL DE QUEST•ES 2 FASE OAB - TRIBUTRIO Ol

Post on 23-Nov-2018

232 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    MANUAL DE QUESTES 2 FASE OAB - TRIBUTRIO

    Ol Alunos,

    A Prova do XXV Exame da OAB est se aproximando e por isso preparamos um

    conjunto de questes para que voc possa treinar o direito material. Muitos ficam

    preocupados apenas com as peas, mas saiba que o Direito Material corresponde a

    70% do contedo na mdia.

    Por isso, separamos esse material dividido por assunto com todas as questes j

    trabalhadas pela Fundao Getlio Vargas.

    Na prxima semana (quarta-feira) ser divulgado um link para acesso a vdeo aula

    indita respondendo cada pergunta.

    Bons estudos!

    Prof. Pedro Bonifcio

  • 2

    NDICE

    PRINCPIOS TRIBUTRIOS............................................................................03

    PRESCRIO E DECADNCIA.........................................................................04

    CRDITO TRIBUTRIO..................................................................................07

    RESPONSABILIDADE TRIBUTRIA..................................................................10

    IMUNIDADES E ISENO TRIBUTRIA.............................................................13

    IMPOSTOS MUNICIPAIS................................................................................14

    IMPOSTOS ESTADUAIS.................................................................................18

    IMPOSTOS FEDERAIS...................................................................................21

    DEMAIS TRIBUTOS.......................................................................................22

    DEMAIS TEMAS............................................................................................25

  • 3

    PRINCPIOS TRIBUTRIOS

    Questo 1 - Determinado Prefeito Municipal editou o Decreto n X, publicado em

    20/09/2011, a fim de modificar os critrios relativos apurao da base de clculo

    do IPTU, tornando-o mais oneroso para os contribuintes da respectiva

    municipalidade. Sabe-se que as mudanas inseridas no aludido Decreto s entrariam

    em vigor a partir do dia 01/01/2012. Nesse caso, o referido ato normativo

    compatibiliza-se com o ordenamento jurdico tributrio em vigor? Justifique, com o

    apontamento dos dispositivos legais pertinentes. (Valor: 1,25)

    Questo 2 - Baseado em uma efetiva hiptese de calamidade pblica, o Presidente

    da Repblica edita, em maro de determinado ano, Medida Provisria instituindo

    emprstimo compulsrio que passar a incidir a partir do ms subsequente. Indaga-

    se:

    A) Pode o emprstimo compulsrio ser institudo por Medida Provisria?

    Fundamente. (Valor: 0,65)

    B) Qualquer que seja a resposta questo anterior, deve o emprstimo compulsrio

    observar o princpio da anterioridade? Fundamente. (Valor: 0,60) A simples meno

    ou transcrio do dispositivo legal no pontua.

    Questo 3 - Determinado Estado da Federao brasileira publicou, em 19/12/2013,

    a Lei Estadual n 5.678, a qual introduziu algumas alteraes na Lei Estadual n

    1.234, que dispe sobre a cobrana do imposto sobre transmisso causa mortis e

    doao ITCMD no mbito daquele Estado. A nova Lei Estadual n 5.678 passou a

    vigorar na data da sua publicao, conforme expressamente previsto em um dos

    seus artigos. Dentre as alteraes introduzidas pelo novo diploma legal, houve (i) o

    aumento da alquota do imposto; e (ii) a reduo da penalidade incidente para o caso

    de atraso no pagamento. Joo, dono de vrios veculos, doou um veculo a Pedro em

    02/12/2013, mas, na qualidade de contribuinte, deixou de efetuar o pagamento do

    imposto no prazo legal, que venceu em 17/12/2013, antes do advento da Lei Estadual

    n 5.678. Posteriormente, em 03/01/2014, Joo doou outro veculo a Tiago. Tendo

    em vista o exposto, responda aos itens a seguir.

    A) Joo faz jus penalidade reduzida, introduzida pela Lei Estadual n 5.678, para

    o pagamento do crdito tributrio inadimplido incidente sobre a doao efetuada a

    Pedro? (Valor: 0,60)

    B) Na doao efetuada a Tiago, incide a alquota do imposto majorada pela Lei

    Estadual n 5.678? (Valor: 0,65) O examinando deve fundamentar suas respostas.

    A mera citao do dispositivo legal no confere pontuao.

    Questo 4 - No dia 23 de dezembro de 2013, a Unio, atendendo aos limites da

    disciplina legal do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), publicou decreto

    aumentando a alquota para automveis, a partir da data de sua publicao. Em vista

    desse aumento, a pessoa jurdica X decide impugn-lo, tendo como base a violao

    do princpio da anterioridade nonagesimal/noventena.

    Com fundamento no princpio da legalidade tributria, a pessoa jurdica entende,

    ainda, que o aumento da alquota no poderia ter sido veiculado por meio de decreto,

  • 4

    considerando o disposto no Art. 150, I, da Constituio, que veda a exigncia ou o

    aumento de tributo sem lei que o estabelea.

    Diante de tal quadro, responda aos itens a seguir.

    A) Prospera o argumento da pessoa jurdica relativo ao princpio da anterioridade

    nonagesimal/noventena? (Valor: 0,65)

    B) Prospera o argumento da pessoa jurdica relativo ao princpio da legalidade

    tributria? (Valor: 0,60) Obs.: o examinando deve fundamentar suas respostas. A

    mera citao do dispositivo legal no confere pontuao.

    PRESCRIO E DECADNCIA

    Questo 1 - Em 20/05/95, a Receita Federal, em decorrncia de fiscalizao

    realizada na sede da empresa ABC, constatou que a empresa no havia declarado, e

    consequentemente recolhido, a COFINS referente a todos os meses do exerccio de

    1990. Notificada a empresa, esta impugnou, sem sucesso, o auto de infrao e,

    depois, recorreu administrativamente ao Conselho de Contribuintes. Em 20/07/04,

    adveio a deciso definitiva, confirmando o ato da autoridade tributria, sendo a

    empresa notificada da referida deciso na prpria data. A Unio Federal ajuizou

    execuo fiscal relativa ao crdito em 20/06/2009, sendo que o despacho de citao

    foi exarado em 20/08/10, entretanto, no encontrada de pronto a executada, a

    exequente no mais movimentou o processo.

    Examine as questes envolvidas e responda aos itens a seguir, utilizando os

    argumentos jurdicos apropriados e a fundamentao legal pertinente ao caso.

    A) Analise a constituio do crdito tributrio pelo Fisco, referindo se ocorreu de

    forma regular ou no, bem como se adveio dentro do prazo legal. (Valor: 0,30)

    B) Houve, na hiptese, interrupo ou suspenso do prazo de cobrana do crdito

    fiscal? (Valor: 0,50)

    C) A propositura da execuo em 20/06/2009 e o despacho de citao em

    20/08/2010, resguardar o direito da Fazenda Pblica? (Valor: 0,45).

    Questo 2 - A empresa XYZ deixou de declarar e pagar imposto sobre a renda,

    devido no ano calendrio 2006. No incio de 2013, a empresa decidiu incluir todos os

    valores no declarados e no pagos em um parcelamento previsto em lei federal

    assinando, para tanto, termo de confisso de dvida. Aps quitao integral do

    parcelamento, a empresa XYZ percebeu que, antes mesmo da incluso dos valores

    no referido programa, os dbitos j tinham sido atingidos pela decadncia, tendo em

    vista que em nenhum momento houve a constituio do crdito atravs do

    lanamento.

    Diante disso, responda, fundamentadamente, aos itens a seguir.

    A) Considerando o instrumento de confisso de dvida assinado pelo contribuinte,

    bem como a quitao integral do tributo, possvel que o contribuinte pleiteie a

    restituio dos valores que foram atingidos pela decadncia? (Valor 0,80)

    B) Tratando-se de tributo sujeito a lanamento por homologao no pago e no

    declarado, que dispositivo do Cdigo Tributrio Nacional aplicvel para regular a

    contagem do prazo para o Fisco realizar o lanamento? (Valor 0,45)

  • 5

    Questo 3 - Ocorre o fato gerador do imposto sobre transmisso causa mortis e

    doao (ITCMD) em 15.01.2001. Como no houve o recolhimento do imposto devido

    nem declarao por parte do contribuinte, em 17.07.2006 a Fazenda Estadual realiza

    o lanamento de ofcio do imposto, dando cincia ao contribuinte. Aps a interposio

    tempestiva de impugnao administrativa pelo contribuinte contra o lanamento e

    trmite regular do processo administrativo tributrio, o crdito foi constitudo

    definitivamente em 10.06.2007, sendo o sujeito passivo notificado, pessoalmente,

    na mesma data. Em razo de o valor do crdito tributrio estar abaixo do limite de

    ajuizamento previsto na legislao estadual para a sua cobrana judicial, a Fazenda

    Estadual no ajuizou a respectiva Execuo Fiscal. Em 24.07.2012, a fim de

    regularizar sua situao junto ao Fisco, o contribuinte realiza o pagamento da dvida.

    Diante desse cenrio, responda aos itens a seguir.

    A) Na data em que foi realizado o pagamento, o crdito tributrio estava decado?

    (Valor: 0,40)

    B) Na data em que foi realizado o pagamento, o crdito tributrio estava prescrito?

    (Valor: 0,40)

    C) Caso efetue o pagamento de um crdito prescrito, pode o contribuinte pleitear a

    restituio da quantia que foi paga? (Valor: 0,45) Obs.: responda s questes de

    forma fundamentada, indicando os dispositivos legais pertinentes.

    Questo 4 - Em 2015, a pessoa jurdica "X" verificou a existncia de dbito de

    Imposto sobre a Renda (IRPJ) no declarado, referente ao ano calendrio de 2012.

    Antes do incio de procedimento administrativo ou medida de fiscalizao, realizou o

    pagamento do tributo devido, acrescido dos juros de mora. Ao constatar o

    pagament