Manual de Marca - ufba.br ?· abcdefghijklmnopqrstuvwxyz 1234567890!@#$%&¨*()_+-={}[];: Cores Padrão…

Download Manual de Marca - ufba.br ?· abcdefghijklmnopqrstuvwxyz 1234567890!@#$%&¨*()_+-={}[];: Cores Padrão…

Post on 08-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

  • Manual de Marcanormas padro para construo e aplicao do braso da Universidade Federal da Bahia.

  • o braso construdo e apresentado nas pginas seguintes se baseia nos desenhos originais representados abaixo:

    Desenho original

    oBSERVAES A RESPEITo Do DESEnHo oRIgInAL:

    Escudo: De azul fendido de prata em corte de dois ramos de oliveira.

    Insgnias: Trs tochas de ouro acesas ao natural.

    Lema: Virtute Spiritus (Pela Fora do Esprito)

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA9

    ASSInATURA PRInCIPALEsta a assinatura principal do Braso da Universidade

    Federal da Bahia a ser utilizada em toda a comunicao

    oficial. Requer impresso a 4 cores para cores slidas.

    Assinaturas do Braso

  • ASSInATURA ConJUnTAAs assinaturas conjuntas devero comportar-se como demonstrado nas figuras abaixo:

    Assinaturas do Braso

    Este diagrama de construo no traz todas as medidas e aqui exposto apenas para efeito de demonstrao.

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA11

    ASSInATURA ESPECIALEsta assinatura s dever ser utilizada em publicaes especiais. o uso dessa verso requer prvia autorizao da Assessoria de Comunicao da UFBA.

    Verso especial - cores em gradiente

    Assinaturas do Braso

  • Assinaturas do BrasoVERSES DE USo RESTRIToEm casos especiais onde o braso no poder apresentar-se no seu padro nor-

    mal, este poder ter novas aplicaes de cores aqui expostas. Para a opo em

    uma cor necessrio que haja absoluto controle da qualidade da reproduo e

    da impresso dos elementos institucionais.

    UMA CoRA aplicao em uma cor restringe-se apenas a situaes especficas em que o bra-

    so sob nenhuma hiptese poder ser aplicado em seu padro normal (4 cores).

    Recomenda-se, portanto, manter nestas aplicaes critrios bastante rgidos de

    leitura preservando a imagem institucional.

    Ex: Patrocnio aplicado, produes de terceiros com consulta prvia.

    A verso em retcula do Braso da UFBA, a ser impressa na cor preto padro,

    de uso restrito aos impressos com limitaes de nmero de cores, formulrios,

    demais impressos de circulao interna e anncios de jornais.

    EM TRAo

    Esta uma aplicao de uso restrito. a aplicao menos indicada e deve ser

    usada apenas quando todas as outras alternativas aqui expostas forem esgotadas.

    EM RETCULA

    A aplicao em meio tom ocorre em casos onde a tcnica usada para aplicar-se a

    marca, permite apenas o uso de uma cor em tons. Ex: Jornal, materiais internos,

    nota fiscal...

    Verso padro - cores chapadas

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA13

    Verso em trao - preto e branco Verso em retcula - tons de cinza

  • Para obter a melhor leitura possvel do braso necessrio obedecer as seguintes normas:

    Comportamento

    nEgATIVoEsta opo poder ser usada quando o fundo de apli-

    cao for escuro ou quando for utilizado um box

    de cor escura como base do braso.

    InCoRREToAbaixo demonstrada uma aplicao incorreta da uti-

    lizao em negativo.

    CoRRETono permitido alterar a cor do contorno do bras-

    so na sua verso negativa, o qual dever ser sempre

    BRAnCo.

    A construo do braso em negativo aqui demonstrada apenas de carter ilustrativo. o braso dever ser obtido atra-vs dos arquivos digitais. Entre em contato com a Assessoria de Comunicao da UFBA e solicite a marca em negativo.

    A utilizao do braso em negativo dever respeitar o critrio de legibilidade. o braso se adapta bem a vrios tipo de fundo colorido, mas no exemplo acima pode-se ver a aplicao do braso sobre um fundo de azul que no oferece contraste.

    Em casos excepcionais, onde o fundo no oferece leitura ade-quada para o braso, dever ser utilizada a verso em negativo com contorno branco. Essa verso s poder ser utilizada sob aprovao da Assessoria de Comunicao da UFBA.

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA15

    Afastamento e Legibilidade

    A linha tracejada apenas ilustrativa e no deve ser impressa com a marca.

    Aplicao CoRRETA / Uso correto do positivo e aplicao em rea de cor uniforme da imagem.

    AFASTAMEnTo / RESERVAEsta indicao refere-se ao afastamento necessrio de outras marcas ou elementos que possam inter-

    ferir na compreenso do braso. A dimenso da distncia de respirao equivale altura da letra A

    de UFBA. Para o uso correto da rea de respirao trace as linhas guias conforme mostra a figura. As

    marcas ou objetos devero limitar-se FoRA da linha tracejada.

    LEgIBILIDADEo braso dever ser aplicado em reas que ofeream contraste ou nas

    reas de cor uniforme da imagem, garantindo assim sua legibilidade.

  • no Permitidono permitida qualquer distoro no braso, bem como aplicao de perspectiva. Devem ser respeitadas suas propores (altura x largura x plano).

    Abaixo, alguns dos casos mais frequentes: baixo contraste, distores de proporo e cores incorretas.

    outros casos, como redues alm do limite mnimo e invaso da rea de reserva em aplicaes do braso, tambm so considerados uso incorreto.

    BAIxo ConTRASTEo braso ficou ilegvel pois o fundo no oferece leitura adequada, dever ser utilizada a verso em negativo com contorno branco.

    DISToRES DE PRoPoRo proibida qualquer distoro. Para o uso correto do posicionamento dos elementos do braso, veja o captulo de construo do braso.

    PERSPECTIVA E DESMEMBRAMEnToo uso de perspectiva proibido, bem como o desmembramento de elementos.

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA17

    ConSTRUoCom o objetivo de manter a correta disposio dos elementos do braso, pode-se observar uma relao entre determinadas dimenses dos elementos do braso e a

    largura-base do item x demonstrado no exemplo abaixo. A partir da largura-base, as demais dimenses tero seus valores proporcionalmente relacionados.

    Construo

    A construo do braso aqui demonstrada apenas de carter ilustrativo. o braso dever ser obtido atravs dos arquivos digitais que se encontram no CD anexo, no portal da universidade (www.ufba.br) ou entre em contato com a Assessoria de Comunicao da UFBA e solicite o arquivo digital. A duplicidade dos elementos tem o objetivo de demonstrar a variao das assinaturas.

  • Ampliao e Reduo

    REDUoEm se tratando de redues, deve-se observar a tcnica que ser

    utilizada para tal. Permite-se a reduo do braso em cores at uma

    largura mnima de 1 cm para impresso em offset, fotografia, xero-

    grafia e mdias impressas com sada de 300 DPI (pontos por polega-

    da), sobre bom suporte (papis de qualidade e afins).

    Para outras tcnicas (serigrafia, tipografia-clich e mdias de baixa

    resoluo grfica), aconselha-se a impresso de uma prova para

    conferncia. o braso no dever em hiptese alguma, possuir

    largura inferior a 1 cm para sua assinatura vertical, 2,5 cm para a

    assinatura horizontal 1 e 3,0 cm para sua assinatura horizontal 2,

    conforme demonstra a figura abaixo.

    1,0 cm

    AMPLIAono h nenhuma restrio ou aplicao especial

    do braso ampliado, desde que sejam respeita-

    dos alguns critrios, como proporo entre os

    elementos e rea de reserva, que garantam uma

    reproduo fidedigna.

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA19

    Famlia Tipogrfica

    MARCAo braso possui um texto que no pertence a ne-

    nhuma famlia tipogrfica. um desenho de letras

    baseado no desenho original do braso.

    AUxILIARA famlia tipogrfica auxiliar usada em textos que

    compem os materiais grficos, como bloco de tex-

    tos e elementos de papelaria. A famlia adotada a

    Times new Roman e suas variaes: normal, Itlico,

    negrito e negrito Itlico.

    normalABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZabcdefghijklmnopqrstuvwxyz1234567890!@#$%&*()_+-={}[];:

    negritoABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZabcdefghijklmnopqrstuvwxyz1234567890!@#$%&*()_+-={}[];:

    ItlicoABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZabcdefghijklmnopqrstuvwxyz1234567890!@#$%&*()_+-={}[];:

    negrito e itlicoABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZabcdefghijklmnopqrstuvwxyz1234567890!@#$%&*()_+-={}[];:

  • Cores PadroPara reproduo das cores institucionais, devem-se seguir alguns critrios bsicos, que so: a correspondncia das cores utilizadas com os Sistemas:

    Pantone e CMYK (para adesivo, silk screen, offset e outros processos de cor tinta).

    Escala RgB e HTML (para tv, internet e outros processos de cor luz).

    PAnTonE: 7403 CCMYK: 5 / 16 / 59 / 0RgB: 231 / 200 / 116HExADECIMAL: E7C874

    PAnTonE: 171 CCMYK: 5 / 67 / 77 / 0RgB: 214 / 108 / 73HExADECIMAL: E8744A

    PAnTonE: 7499 CCMYK: 0 / 0 / 12 / 0RgB: 255 / 253 / 220HExADECIMAL: FFFDE5

    PAnTonE: 3CCMYK: 0 / 0 / 0 / 20RgB: 194 / 193 / 193HExADECIMAL: D1D3D4

    PAnTonE: 4525 CCMYK: 12 /17 / 40 / 4RgB: 215 / 195 / 154HExADECIMAL: D7C39A

    PAnTonE: 2745 CCMYK: 100 / 97 / 13 / 4RgB: 41 / 30 / 103HExADECIMAL: 291E67

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA21

    Amostra de Cores

    100% 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10%

  • AnexoReproduo dos brases das unidades da UFBA.

    BAnDEIRA DA REIToRIA

    PEnDo DA REIToRIA

    CoMPLExo HoSPITALAR UnIVERSITRIo EDgAR SAnToS

    MUSEU DE ARTE SACRA

    InSTITUTo DE FSICA

    ESCoLA PoLITCnICA

    FACULDADE DE ARQUITETURA

    InSTITUTo DE MATEMTICA

    InSTITUTo DE QUMICA

    InSTITUTo DE gEoCInCIAS

    InSTITUTo DE BIoLogIA

    ESCoLA DE EnFERMAgEM

    ESCoLA DE MEDICInA VETERInRIA

    InSTITUTo DE CInCIAS DA SADE

    FACULDADE DE MEDICInA

    FACULDADE DE FARMCIA

    FACULDADE DE oDonToLogIA

    ESCoLA DE nUTRIo

    ESCoLA DE AgRonoMIA

    InSTITUTo DE SADE CoLETIVA

    ESCoLA DE BIBLIoTEConoMIA

    FACULDADE DE EDUCAo

    FACULDADE DE CoMUnICAo

    FACULDADE DE CInCIAS EConMICAS

    FACULDADE DE FILoSoFIA E CInCIAS HUMAnAS

    ESCoLA DE ADMInISTRAo

    FACULDADE DE DIREITo

    InSTITUTo DE LETRAS

    ESCoLA DE BELAS ARTES

    ESCoLA DE TEATRo

    ESCoLA DE DAnA

    ESCoLA DE MSICA

  • BAnDEIRA DA REIToRIA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA43

    PEnDo DA REIToRIA

  • Cronologia das Unidades de Ensino

    A UFBA originou-se no Colgio Real da Bahia, fundado pelos jesutas no sculo

    xVI, o qual diplomava bacharis, licenciados e mestres em artes, letras e filosofia.

    no decurso dos sculos, abrigou o primeiro curso superior de cirurgia e obstetrcia

    autorizado, oficialmente, pelo prncipe regente, quando de sua passagem pela

    cidade de Salvador no ano de 1808, passando a denominar Escola de Cirurgia

    da Bahia, primeiro ncleo de estudos superiores no Brasil e mais tarde Faculdade

    de Medicina da Bahia que, ao longo do sculo xIx, abriga os cursos de Farmcia

    (1832) e odontologia (1864).

    Instituda em 8 de abril de 1946, atravs do Decreto Lei 9.155, com a denominao

    de Universidade da Bahia, reunia as seguintes escolas e faculdades j existentes:

    Faculdade de Medicina; e Escolas Anexas de odontologia e Farmcia;

    Escola Politcnica que funcionava como entidade particular at 1934, passan-

    do a ser mantida pelo Estado da Bahia em 1938 e retornando ao domnio da

    Unio em 1946;

    Faculdade de Cincias Econmicas e Contbeis fundada em 1905 com o

    nome de Escola Comercial da Bahia; mantida por fundao, a partir de 1931

    iniciou com o curso de Administrao e Finanas, substitudo pelos cursos de

    Cincias Econmicas e Contbeis e Atuariais em 1934, quando passou a se

    denominar Faculdade de Cincias Econmicas;

    Faculdade de Filosofia e Cincias Humanas fundada em 1941 com o nome de

    Faculdade de Filosofia da Bahia;

    Escola de Belas Artes criada em 1877 com o nome de Academia de Belas

    Artes da Bahia;

    Escola de Enfermagem, criada pelo Decreto 8.779 de 22/01/1946.

    Trs anos mais tarde, em 1949, so criadas as:

    Faculdade de Farmcia desmembrada da Faculdade de Medicina, onde funcio-

    nava como Escola anexa desde 1925 e o curso institudo em 1832;

    Faculdade de odontologia desmembrada do curso de odontologia vinculado

    Faculdade de Medicina;

    Faculdade de Direito criada em 15 de abril de 1891 com o nome de Faculdade

    Livre de Direito da Bahia, pelo Decreto 1.232, como escola particular, mantida

    pela Fundao Faculdade de Direito; integrada UFBA no ano de 1957.

    Em 1959 criada a Escola de Administrao, com o desmembramento do curso

    da Faculdade de Cincias Econmicas.

    no ano de 1967 so integradas universidade:

    Escola de Medicina Veterinria, criada em 1951;

    Escola de Agronomia originria do Imperial Instituto Baiano de Agricultura, cria-

    do em 1859.

    Em 1968, em decorrncia da reforma do sistema universitrio, foi uniformizada

    a designao dos Centros Universitrios mantidos pela Unio (Lei 4.759/65) ,

    ocasio em que passou a chamar-se Universidade Federal da Bahia. Tendo sua

    estrutura definida pelo decreto 62.241/68 de 08 de fevereiro, quando passou

    a ser constituda por unidades de ensino compostas pelas Faculdades e Escolas

    j existentes e pelos seguintes Institutos e Escolas, criados atravs deste dispo-

    sitivo legal:

    Instituto de Biologia,

    Dulce de Ftima NoronhaMemria Documentada: Atas do Conselho

    Universitrio da UFBA 1982-1992. ICI/UFBA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA45

    Instituto de Cincias da Sade,

    Instituto de Fsica,

    Instituto de geocincias,

    Instituto de Letras, originrio do curso de Letras da Faculdade de Filosofia e

    Cincias Humanas;

    Instituto de Matemtica,

    Instituto de Qumica,

    Faculdade de Educao,

    Escola de nutrio,

    Escola de Msica e Artes Cnicas,

    Escola de Biblioteconomia e Comunicao, e

    Faculdade de Arquitetura, desmembrada do curso de Arquitetura da Escola de

    Belas Artes.

    no decorrer dos anos, criada a partir do desmembramento de cursos ou unidades

    j existentes:

    Faculdade de Comunicao, desmembrada da Escola de Biblioteconomia e Co-

    municao, em 1986,

    Faculdade de Cincias Contbeis, a partir da Faculdade de Cincias Econmicas,

    em 1996,

    Instituto de Sade Coletiva, a partir do Departamento de Sade Coletiva da

    Faculdade de Medicina, no ano de 1995.

    Durante o processo de interiorizao e a expanso da universidade so criados:

    Instituto Multidisciplinar em Sade, em Vitria da Conquista, em 2006.

    Instituto de Cincias Ambientais e Desenvolvimento Sustentvel, em Barreiras,

    em 2006.

    Instituto de Humanidades, Artes e Cincias Professor Milton Santos 2008.

    Instituto de Psicologia, desmembrado do curso de Psicologia da Faculdade de

    Filosofia e Cincias Humanas, em 2008.

    A partir do desmembramento da Escola de Msica e Artes Cnicas, em 1988,

    trs unidades so criadas, sendo essas dos primeiros cursos universitrios do

    gnero no Pas, a saber:

    - Escola de Dana,

    - Escola de Teatro e

    - Escola de Msica.

  • FACULDADE DE MEDICInA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA47

    FACULDADE DE oDonToLogIA

  • FACULDADE DE FARMCIA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA49

    ESCoLA PoLITCnICA

  • FACULDADE DE CInCIAS EConMICAS

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA51

    FACULDADE DE FILoSoFIA E CInCIAS HUMAnAS

  • ESCoLA DE BELAS ARTES

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA53

    ESCoLA DE EnFERMAgEM

  • FACULDADE DE DIREITo

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA55

    ESCoLA DE ADMInISTRAo

  • ESCoLA DE MEDICInA VETERInRIA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA57

    ESCoLA DE AgRonoMIA

  • InSTITUTo DE BIoLogIA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA59

    InSTITUTo DE CInCIAS DA SADE

  • InSTITUTo DE FSICA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA61

    InSTITUTo DE gEoCInCIAS

  • InSTITUTo DE LETRAS

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA63

    InSTITUTo DE MATEMTICA

  • InSTITUTo DE QUMICA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA65

    FACULDADE DE EDUCAo

  • ESCoLA DE nUTRIo

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA67

    ESCoLA DE MSICA

  • ESCoLA DE DAnA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA69

    ESCoLA DE TEATRo

  • ESCoLA DE BIBLIoTEConoMIA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA71

    FACULDADE DE CoMUnICAo

  • FACULDADE DE ARQUITETURA

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA73

    InSTITUTo DE SADE CoLETIVA

  • CoMPLExo HoSPITALAR UnIVERSITRIo EDgAR SAnToS

  • MAnUAL DE MARCAS UFBA75

    MUSEU DE ARTE SACRA

  • Arquivos digitais

    Este Manual acompanha um CD com as verses da Marca UFBA Universidade

    nova e do Braso da Universidade Federal da Bahia digitalizadas em diversos

    formatos, de acordo com as necessidades de uso.

    ARQUIVoSArquivos TIF em CMYK nome do arquivo.TIF

    So arquivos bitmap (imagens contitudas por pontos), que podem perder

    qualidade se ampliados demasiadamente. Podem ser abertos nos programas

    grficos especiais.

    Arquivos JPG em RGB nome do arquivo.jpg

    So arquivos bitmap (imagens contitudas por pontos), que podem perder

    qualidade se ampliados demasiadamente. Podem ser abertos nos PRogRAMAS

    gRFICoS USUAIS ou inseridos em programas de apresentaes e texto.

    Arquivos EPS nome do arquivo.eps

    So arquivos vetoriais, curvas, que podem ser ampliadas para qualquer dimen-

    so, sem perda de qualidade. Podem ser abertos nos programas grficos especiais.

    Arquivo CDR nome do arquivo.CDR

    So arquivos vetoriais, curvas, que podem ser ampliados para qualquer dimen-

    so, sem perda de qualidade. Podem ser abertos no PRogRAMA CoREL DRAW.

    Arquivo AI nome do arquivo.AI

    So arquivos vetoriais, curvas, que podem ser ampliados para qualquer di-

    menso, sem perda de qualidade. Podem ser abertos no PRogRAMA ADoBE

    ILLUSTRAToR.

    UTILIZAoImpressos CMYK e PANTONE (EPS, CDR ou AI)

    Folhetos, embalagens, banners, bandeirolas, outdoors, etc. Processos: offset.

    Vdeos, TV, Projees, Internet RGB

    Apresentaes por projeo, filmes, vdeos institucionais e publicitrios. Internet,

    banners e afins impressos digitalmente (impressora comum).

    Fundo transparente EPS, PNG, CDR, AI

    Ideal para ser inserido sobre fundos pr-existentes, tanto nos impressos offset

    como nos suportes digitais. Para impresso offset, consulte a tabela de proprie-

    dades dos arquivos digitais.

    TIFJPgEPSCDRAI

    Co

    R PA

    nTo

    nE

    Co

    R C

    MY

    KC

    oR

    RgB

    FUn

    Do

    TRA

    nSP

    ARE

    nTE

    BITM

    AP

    VET

    oR

    PRo

    gRA

    MA

    S U

    SUA

    ISPR

    og

    RAM

    AS

    ESPE

    CIA

    ISIM

    PRES

    So

    oFF

    SET

    IMPR

    ESSo

    RA C

    oM

    UM

    TABElA DE PROPRIEDADES DOS ARQUIVOSDIGITAIS

  • CrditosMAnUALcoordenao

    Assessoria de Comunicao da UFBA Marco Antonio Queiroz

    Projeto Grfico e diaGramao

    P55 Comunicao

    MARCA UFBA-UnIVERSIDADE noVAcriao e desenvolvimento de manual

    P55 Comunicao / Fabio Cunha

    BRASo UnIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA criao

    Irmo Paulo Lachenmayer o.S.B

    Desenhado originalmente por Victor Hugo Carneiro Lopes

    redesiGn e desenvolvimento de manual

    P55 Comunicao

    BRASES DAS UnIDADES DA UnIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA criao

    Irmo Paulo Lachenmayer o.S.B

    Desenhados originalmente por Victor Hugo Carneiro Lopes

    UnIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIAAssessoria de Comunicao da UFBA

    Prdio da Reitoria Canela

    Telefones (71) 3283-7056 / (71) 8707-1011

    marcoqueiroz@ufba.br

Recommended

View more >