manual de manuteno de manuteno...manual de manuteno preventiva peas e pneus para empilhadeiras so...

Download MANUAL DE MANUTENO   de Manuteno...manual de manuteno preventiva peas e pneus para empilhadeiras so as nossas especialidades qualidade  o nosso maior objetivo

Post on 06-Feb-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • MANUAL DEMANUTENOPREVENTIVA

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRAS SO AS NOSSAS ESPECIALIDADES

    QUALIDADE O NOSSO MAIOR OBJETIVO

  • 2

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRAS SO AS NOSSAS ESPECIALIDADESQUALIDADE O NOSSO MAIOR OBJETIVO

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRASSO AS NOSSAS ESPECIALIDADES

    QUALIDADE NOSSO MAIOR OBJETIVO

  • 3

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRAS SO AS NOSSAS ESPECIALIDADESQUALIDADE O NOSSO MAIOR OBJETIVO

    A BRAZIL TRUCKS tm como objetivo principal, oferecer produtos e servios de qualidade alm de assegurar, aos seus clientes, solues rpidas e eficazes na manuteno e reposio de peas e pneus para todos os modelos e marcas de empilhadeiras nacionais e importadas. A proposta da BRA-ZIL TRUCKS a de formar sempre uma parceria com seus Clientes para, desta forma, atender suas necessidades com agilidade e preciso.

    Colocamos disposio dos nossos clientes alm de toda nossa experincia, uma estrutura eficien-te, totalmente informatizada e vendedores especializados com grande conhecimento tcnico

    apresentao

    sobre este manual O objetivo deste Manual de Manuteno Preventiva no o de instruir mecnicos e operadores nos procedimentos tcnicos de manuteno de empilhadeiras recomendadas pelos fabricantes mas sim de orientar sobre os procedimentos bsicos de manuteno do dia-a-dia, assim como ajudar na identifica-o dos sintomas de problemas mecnicos, facilitando a comunicao entre o operador e o pessoal da oficina de manuteno. As orientaes, dicas, sintomas e problemas mencionados neste manual so compatveis com qual-quer marca de empilhadeira a combusto. No entraremos em detalhes muito especficos uma vez que cada marca de empilhadeira tm suas particularidades. Porm o princpio de funcionamento mecnico e hidrulico o mesmo para qualquer empilhadeira.

    MATRIZ VALE DO PARABAAv. George Eastman, 267

    Palmeiras de So Jos - So Jos dos CamposCEP 12.237-640 - SP

    TELEFAX (12) 3939-2110vendasvale@braziltrucks.com.br

    FILIAL CAMPINASRua Dois, 79

    Jardim Maracan - SumarCEP 13.181-001 - SP

    TELEFAX (19) 3854-6869filialcampinas@braziltrucks.com.br

    FILIAL ABCAv. Robert Kennedy, 2166

    Pq.dos Pssaros - S. B. do CampoCEP 09.860-000 - SP

    TELEFAX (11) 4343-7899filialabc@braziltrucks.com.br

  • 4

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRAS SO AS NOSSAS ESPECIALIDADESQUALIDADE O NOSSO MAIOR OBJETIVO

    A necessidade da otimizao dos meios de movimentao de materiais proporcionou um grande desenvolvimento ao sistema de transportes dando origem ao aparecimento de equipamentos que subs-tituiram sistemas ultrapassados por sitemas auto-propulsionados ou de comando. No mbito industrial surgiram as correias transportadoras, as vagonetas, os vages, paletadeiras, etc.. Cada equipamento voltado ao sistemas de movimentao de materiais foi sendo aprimorado, orien-tado pelas necessidades da produo em crescimento. A mecanizao do sistema de movimentao de materiais e a constante diversificao dos meios de produo provocaram a necessidade de criao de normas e critrios de utilizao dos meios de transportes, visando uma utilizao dos meios de transporte visando uma utilizao precisa, segura e eficaz desses meios, atravs de uma padronizao cuja finalidade obter o equipamento correto para cada aplicao.

    Com o crescimento industrial, as industrias apresentaram grande crescimento fsico, representado pelo aumento e diversificao de produtos. Houve necessidade de expanso das reas industriais que possibilitasse o aumento dos meios de produo. Porm os investimentos prioritrios eram feitos em meios de produo, e em segundo plano eram feitos investimentos em edificaes, gerando a necessi-dade da economia de rea para recursos indiretos dos meios de produo.

    Desta forma foi criado o sistema de verticalizao de estoques, que proporcionou considervel eco-nomia de rea, aumentando a taxa de produo por rea de industrial ocupada. O aumento da taxa de produo por rea ocupada com a verticalizao de estoques, criou uma uti-lizao mais efetiva da empilhadeira como meio de transporte e movimentao de materiais dentro do mbito industrial. A empilhadeira, devido s suas caractersticas construtivas e funcionais, o meio mais eficaz de mo-vimentao de materiais, tem utilizao em larga escala na movimentao de materia-prima, produtos em fase de industrializao e produtos acabados. Sendo facilmente adaptada para uso especfico, o nico meio de transporte que concilia as ativida-des de movimentao e verticalizao de estoques.

    As empilhadeiras so equipamentos indispensveis no movimentao de cargas, assumindo um pa-pel integrante na rentabilidade da empresa. As empilhadeiras so apresentadas em diversos modelos, cuja capacidade adequada para cada aplicao. So construdas com tecnologia de ponta e cada componente dimensionado de acordo com as exigncias da aplicao.

    conceito

  • orientaes gerais

    5

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRAS SO AS NOSSAS ESPECIALIDADESQUALIDADE O NOSSO MAIOR OBJETIVO

    Os cuidados apropriados, por parte do opera-dor em relao empilhadeira uma parte vital em qualquer programa de manuteno preventiva.

    A participao do operador, na manuteno preventiva do equipamento, far com que avisos prvios de pontos potenciais de defeitos sejam sa-nados antes que causem maior prejuzo.

    A manuteno por parte do operador no prev reparos e consertos. Caso estes sejam necess-rios, a empilhadeira dever ser encaminhada ao setor de manuteno ou uma empresa especiali-zada com mecnicos treinados e capacitados que podero fazer os reparos com eficincia e segu-rana.

    empilhadeiras1. As empilhadeiras, de um modo geral, so fabri-cadas para operarem em condies de temperatu-ra ambiente entre -15C e +40C se forem usados os leos lubrificantes do motor, transmisso, leos hidrulicos, fludos de freio e graxas lubrificantes padro. Para operar em temperaturas que exce-dam as temperaturas especificadas, consulte o fa-bricante da empilhadeira.

    2. A empilhadeira padro no deve ser usada em reas contendo substncias inflamveis, em at-mosferas corrosivas, ou em reas contendo ele-vado grau de contaminao de poeira. Somente empilhadeiras especialmente projetadas podem operar nestes ambientes.

    3. A empilhadeira deve ser utilizada estritamente de acordo com as especificaes recomendadas pelo fabricante e juntamente com as normas e pro-cedimentos estabelecidos pela empresa onde est operando.

    4. Somente operadores habilitados, treinados e ca-pacitados devem operar empilhadeiras.

  • conhea sua empilhadeira

    Luzes dianteirasProteo do operador

    FarolApoio para as mosContrapesoLuzes traseirasAssento do operador

    Compartimento do motor

    Pneu traseiro (direcional)

    Tanque de leo hidrulicoDegrau

    Cilindro de elevao

    Pneu dianteiro (trao)Garfos

    Carro porta-garfos e protetor de carga

    Painel de instrumentos

    Cilindro de elevao

    Corrente de elevao

    Mastro da torre

    Farol

    Luz de servioLuz de servio

    Luz direcionalLuz de freioLuz de r

    6

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRAS SO AS NOSSAS ESPECIALIDADESQUALIDADE O NOSSO MAIOR OBJETIVO

    A

    HD

    J

    C1 C2

    E

    K

    6 12

    G

    IILB

  • 7

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRAS SO AS NOSSAS ESPECIALIDADESQUALIDADE O NOSSO MAIOR OBJETIVO

    conhea sua empilhadeira

    9 10 12 13

    11

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    20191817

    232425161514

    16

    15

    14

    17

    24 23 18

    19

    20

    21

    25

    O contedo e a disposio dos tens que compe o painel de uma empilhadeira pode variar de acordo com a marca e modelo da empilhadeira.

    01. Chave de contato / ignio02. Pedal do acelerador03. Pedal freio / aproximao (sist. automtico)03A. Pedal da embreagem (manual)04. Boto do afogador (gasolina)05. Interruptor das luzes06. Alavanca do freio de estacionamento07. Alavanca do reversor frente / r (sist. automtico)07A. Alavanca de marchas (sist. manual)07B. Alavanca do reversor frente / r08. Volante da direo09. Buzina10. Alavanca da seta direcional11. Painel de instrumentos

    213A

    7A

    7B

    12. Alavanca de controle de elevao13. Alavanca do controle de inclinao14. Hormetro15. Indicador de temperatura da gua16. Indicador do nvel de combustvel17. Lmpada da fela de ignio (motor diesel)18. Lmpada da presso do leo do motor19. Lmpada de carga da bateria20. Lmpada da temperatura do leo do conversor de torque21. Lmpada do sedimentador (motor diesel)23. Lmpada de aviso de obstruo do filtro de ar24. Lmpada de aviso do nvel de fludo do freio25. L mpada de aviso do nvel de liquido refrigerante

  • 8

    PEAS E PNEUS PARA EMPILHADEIRAS SO AS NOSSAS ESPECIALIDADESQUALIDADE O NOSSO MAIOR OBJETIVO

    manuteno geral de empilhadeiras Os intervalos para servios de manuteno so dados tanto em horas (registradas pelo hormetro da empilhadeira), como em dias (calendrio). Utilize o intervalo que ocorrer primeiro. A recomendao para intervalo de tempo de 8 horas de operao por dia. Os intevalos de tempo devem ser menores daqueles recomendados nos seguintes casos:a) Se a empilhadeira for usada por mais de 8 horas por dia;b) Se a empilhadeira opera em locais sujos ou poludos.

    Os reparos, ajustes, substituio de peas, regulagens e outros servios devem sempre serem re-alizados por pessoal treinado e autorizado. Algumas empresas tm oficina e mecnicos prprios para estes servios. Neste caso, avise o encarregado de manuteno sempre que notar algum problema com as empilhadeiras. Caso sua empresa no tenha oficina prpria, entre em contato com um fornecedor de servios de manuteno capacitado para fazer os reparos necessrios. Reparos ou servios de manu-teno feitos inadequadamente, podem trazer srios riscos e danos fsicos e materiais.

    No permita a utiliozao de empilhadeiras qu

Recommended

View more >