manual de epi relacom - completa3

Click here to load reader

Post on 05-Aug-2015

369 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Prepared by

Document

File

Page

RELBR/SSTApproved by

MAN

Manual de EPI EPC / Segurana REL LogsticaDocument no Rev Date

1 (46)Security class

RELBR/SST Veronica Mafra

01

A

02/01/2006

Restricted

MANUAL DE EPIsEQUIPAMENTO DE PROTEO INDIVIDUAL

Elaborao: SST - Segurana e Sade no Trabalho Relacom Servios de Engenharia e Telecomunicao Ltda 1

Prepared by

Document

File

Page

RELBR/SSTApproved by

MAN

Manual de EPI EPC / Segurana REL LogsticaDocument no Rev Date

2 (46)Security class

RELBR/SST Veronica Mafra

01

A

02/01/2006

Restricted

SUMRIO1. APRESENTAO 2. DEFINIO DE EPI 3. OBJETIVO DOS EPIs 4. CONSIDERAES GERAIS 5. CERTIFICADOS 6. COMPETNCIA 7. OBRIGAES 8. IMPLICAES QUANTO AO NO USO 9. RELAO E DESCRIO DOS EPIs 10. TABELA DE EPI x CARGO 03 03 03 03 03 04 04 04 05 45

2

Prepared by

Document

File

Page

RELBR/SSTApproved by

MAN

Manual de EPI EPC / Segurana REL LogsticaDocument no Rev Date

3 (46)Security class

RELBR/SST Veronica Mafra

01

A

02/01/2006

Restricted

1. APRESENTAOO Objetivo deste manual, elaborado pelo Setor de Segurana e Sade do Trabalho SST assegurar a correta utilizao e conservao do Equipamentos de Proteo Individual EPIs, necessrios s atividades exercidas. As informaes, objeto deste manual, esto previstas na Portaria 3.214/78 Norma Regulamentadora NR 6. Cabe ressaltar a importncia deste manual, principalmente aos tens correspondentes correta utilizao e conservao e as sanes previstas, no apenas do ponto de vista obrigatrio e punitivo, mas principalmente de danos sade e integridade fsica do empregado.

-

2. DEFINIO DE EPI todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado proteo de riscos suscetveis de ameaar a segurana e a sade no trabalho.

3. OBJETIVO DE EQUIPAMENTO DE PROTEO INDIVIDUAL EPIOs equipamentos de proteo individual no evitam acidentes. Os EPIs tem a funo de proteger o usurio das leses quando da ocorrncia de acidentes de trabalho e das doenas ocupacionais.

4. CONSIDERAES GERAISA adoo dos equipamentos de proteo individual somente ser realizada, pela RELACOM, nas seguintes circunstncias: - Sempre que as medidas de proteo coletiva no oferecerem completa proteo contra riscos de acidentes do trabalho ou doenas profissionais; - Enquanto as medidas de proteo coletiva estiverem sendo implantadas; - Para atender a situaes de emergncia.

5. CERTIFICADOS- C.A. CERTIFICADO DE APROVAO: um certificado expedido pelo Ministrio do Trabalho e Emprego, que comprova a eficincia do equipamento na proteo oferecida. Portanto, todo EPI deve obrigatoriamente, possuir o C.A.

- CRF CERTIFICADO DE REGISTRO DE FABRICANTE: um certificado expedido pelo Ministrio do Trabalho e Emprego, com o objetivo de cadastrar os fabricantes de equipamentos de proteo individual.

- CRI CERTIFICADO DE REGISTRO DE IMPORTAO: um certificado expedido pelo Ministrio do Trabalho e Emprego, que regula a importao de equipamentos de proteo individual.

6. COMPETNCIACompete ao Setor de Segurana e Sade: - Indicar o EPI adequado ao risco existente em cada atividade; - Elaborar e fornecer o catlogo de distribuio de EPIs por cargo/setor.

3

Prepared by

Document

File

Page

RELBR/SSTApproved by

MAN

Manual de EPI EPC / Segurana REL LogsticaDocument no Rev Date

4 (46)Security class

RELBR/SST Veronica Mafra

01

A

02/01/2006

Restricted

7. OBRIGAESCabe a RELACOM:a) Adquirir o EPI adequado ao risco de cada atividade, de acordo com o catlogo de distribuio por cargo/atividade (Anexo I) elaborado pelo Setor de Segurana e Sade do Trabalho SST; b) Orientar e treinar os usurios sobre o uso adequado, guarda, conservao, higienizao e troca dos EPIs; c) Substituir imediatamente quando danificado ou extraviado; d) Exigir o seu uso de forma correta no sentido de proteger adequadamente o usurio em caso de acidentes; e) Fornecer ao Trabalhador, gratuitamente, somente EPI aprovado pelo Ministrio do Trabalho e Emprego; f) Responsabilizar-se pela higienizao e manuteno peridica; g) Comunicar ao MTE (Ministrio do Trabalho e Emprego) qualquer irregularidade observada no EPI.

Cabe ao Empregado quanto ao EPI:a) Utilizar o EPI apenas para a finalidade a que se destina durante a jornada de trabalho, de acordo com a natureza das atividades desenvolvidas, bem como os fatores de riscos existentes; b) Receber os EPIs recomendados e assinar a ficha de controle individual de entrega (Ficha de EPI); c) Responsabilizar-se pela guarda e conservao; d) Cumprir as determinaes do Setor de Segurana e Sade do Trabalho SST sobre o uso adequado, guarda e conservao do EPIs; e) Comunicar ao Coordenador/Supervisor imediato e ao Setor de Segurana e Sade do Trabalho SST da relacom, qualquer condio que o torne imprprio para uso; f) Solicitar ao Coordenador/Supervisor a requisio para efetuar a troca do EPI danificado e ou sem condies de uso, devolvendo o equipamento usado; g) O empregado que, por dolo, extraviar, danificar ou alterar o EPI sob sua responsabilidade, fica obrigado a reembolsar a empresa o seu valor, apurado na ocasio do evento, sem prejuzo de outras punies; h) No caso de desligamento definitivo do empregado, os EPIs utilizados devero ser devolvidos ao Setor de Segurana e Sade do Trabalho SST.

8. IMPLICAES QUANTO AO NO USO OU UTILIZAO INCORRETAA omisso ou recusa, sem justificativa, do empregado em usar os EPIs fornecidos pela empresa importar em ato passvel de punio prevista em Lei. Cabe ao Gerente/Coordenador orientar, tornar obrigatrio o uso e tornar as aes punitivas, em caso da no utilizao dos EPIs pelos empregados.

4

Prepared by

Document

File

Page

RELBR/SSTApproved by

MAN

Manual de EPI EPC / Segurana REL LogsticaDocument no Rev Date

5 (46)Security class

RELBR/SST Veronica Mafra

01

A

02/01/2006

Restricted

9. RELAO E DESCRIO DOS EPIs EPI N 01 DURABILIDADE MDIA AVENTAL - PVC 06 mesesEspecificao: MARCA Trevo (C.A: 7292) ou CapSeg (C.A: 6302) Avental tamanho 1,20 x 0,70 confeccionado atravs de solda eletrnica em PVC malevel espessura 0,35 (diversas cores), com acabamento em toda a sua volta, com tiras de ajuste do mesmo material sendo 01 no pescoo e 02 na cintura para ajuste, ou ainda podendo ser utilizado o sistema de ilhoses e cordo para ajuste. REF: T 201 Aplicao: Proteger a parte frontal do corpo contra respingos de agentes qumicos (solventes, detergente, cidos), etc e umidade. Como utilizar corretamente: Colocar o avental na parte frontal do corpo e amarrar os locais que possuem fitas. Cuidados necessrios: Limpar sempre aps o uso. Lavar com gua e sabo neutro; Nunca guardar o EPI sujo ou molhado aps o uso; Qualquer irregularidade constatada no EPI comunicar imediatamente a rea de segurana do trabalho da empresa.

CA 7292 CA - 6302

5

Prepared by

Document

File

Page

RELBR/SSTApproved by

MAN

Manual de EPI EPC / Segurana REL LogsticaDocument no Rev Date

6 (46)Security class

RELBR/SST Veronica Mafra

01

A

02/01/2006

Restricted

EPI N 02 DURABILIDADE MDIA

BOTA DE PVC CANO CURTO 06 meses

CA 11.195 C.A - 4567

Especificao: MARCAS: ITALBOTAS (C.A 11.195) e ALPARGATAS (C.A 4567).BOTA DE SEGURANA, CONFECCIONADA EM PVC FORRADA, COM CANO CURTO, LONGO, COR PRETA.

Aplicao: Proteger os ps em locais alagados e de substncias qumicas. Como utilizar corretamente: Utilizar a bota com os ps limpos e secos. Cuidados necessrios: Aps o uso lavar com sabo neutro interno e externamente, e deixar secar com cano para baixo. Utilizar somente para a finalidade que se destina.

6

Prepared by

Document

File

Page

RELBR/SSTApproved by

MAN

Manual de EPI EPC / Segurana REL LogsticaDocument no Rev Date

7 (46)Security class

RELBR/SST Veronica Mafra

01

A

02/01/2006

Restricted

EPI N 03 DURABILIDADE MDIA

BOTA DE BORRACHA CANO LONGO 06 meses

CA 737 C.A 11.161

Especificao: MARCAS: ALPARGATAS (C.A: 737) e VULCABRAS (C.A: 11.161).CALADO DE SEGURANA, TIPO BOTA, CONFECCIONADA EM BORRACHA VULCANIZADA, MARCA SETE LGUAS, MODELO TRATOR, CANO LONGO. REF.: SETE LGUAS TRATOR 262.621 CANO LONGO

Aplicao: Proteger os ps em locais alagados e de substncias qumicas. Como utilizar corretamente: Utilizar a bota com os ps limpos e secos. Cuidados necessrios: Aps o uso lavar com sabo neutro interno e externamente, e deixar secar com cano para baixo. Utilizar somente para a finalidade que se destina.

7

Prepared by

Document

File

Page

RELBR/SSTApproved by

MAN

Manual de EPI EPC / Segurana REL LogsticaDocument no Rev Date

8 (46)Security class

RELBR/SST Veronica Mafra

01

A

02/01/2006

Restricted

EPI N 04

BOTINA DE SEGURANA COM BICO DE AO 01 ano

CA 13625 CA 13217 CA 8684

DURABILIDADE MDIA

Especificao:MARCA FUJIWARA (C.A 13.625)CALADO DE SEGURANA TIPO BOTINA DE USO PROFISSIONAL, CONFECCIONADO EM VAQUETA CURTIDA AO CROMO, COM BIQUEIRA DE AO, PALMILHA EM COURO MONTADA PELO SISTEMA STROBEL, SOLADO DE POLIURETANO BIDENSIDADE INJETADO DIRETAMENTE NO CABEDAL. REF.: 90HES200

Especificao: MARCA MARLUVAS (C.A 13.217)CALADO DE SEGURANA TIPO BOTINA, DE USO PROFISSIONAL, CONFECCIONADO EM VAQUETA CURTIDA