manejo-percevejo-pdf - embrapa â€؛ infoteca â€؛ bit...آ  2017-08-16آ  percevejo...

Download Manejo-Percevejo-pdf - Embrapa â€؛ infoteca â€؛ bit...آ  2017-08-16آ  Percevejo barriga-verde Dichelops

If you can't read please download the document

Post on 29-May-2020

1 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ISSN 1516-5582 Junho, 2015

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Trigo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

    Documentos114

    Manejo Integrado dos Percevejos Barriga-Verde, Dichelops spp. em Trigo

    Antônio Ricardo Panizzi Alice Agostinetto Tiago Lucini Lisonéia Fiorentini Smaniotto Paulo Roberto Valle da Silva Pereira

    Embrapa Trigo Passo Fundo, RS 2015

  • Exemplares desta publicação podem ser adquiridos na: Embrapa Trigo Rodovia BR 285, km 294 Caixa Postal 3081 Telefone: (54) 3316-5800 Fax: (54) 3316-5802 99050-970 Passo Fundo, RS Home page: www.embrapa.br/trigo

    Unidade responsável pelo conteúdo e edição: Embrapa Trigo

    Comitê de Publicações Presidente Mercedes Concórdia Carrão-Panizzi

    Vice-Presidente: Leila Maria Costamilan Membros: Anderson Santi, Genei

    Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,

    constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).

    Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Embrapa Trigo

    Manejo integrado dos percevejos barriga-verde, Dichelops spp. em trigo / Antônio Ricardo Panizzi, Alice Agostinetto, Tiago Lucini, Lisonéia Fiorentini Smaniotto, Paulo Roberto Valle da Silva Pereira. – Passo Fundo : Embrapa Trigo, 2015.

    36p. ; 14,8 x 21,0 cm. – (Documentos / Embrapa Trigo, ISSN 1516- 5582 ; 114).

    1. Trigo - Inseto. 2. Manejo Integrado de Pragas. 3. MIP. I. Panizzi, Antônio Ricardo. II. Agostinetto, Alice. III. Lucini, Tiago. IV. Smaniotto, Lisonéia Fiorentini. V. Pereira, Paulo Roberto Valle da Silva. VI. Título. VII. Série.

    CDD: 633.1197

    © Embrapa - 2015

    Antonio Dalmago, Paulo Roberto Valle da Silva Pereira, Sandra Maria Mansur Scagliusi, Tammy Aparecida Manabe Kiihl, Vladirene Macedo Vieira

    Tratamento editorial: Fátima Maria De Marchi Capa: Fátima Maria De Marchi Diagramação eletrônica: Fátima Maria De Marchi Foto capa: Paulo Roberto Valle da Silva Pereira Normalização bibliográfi ca: Maria Regina Martins

    1ª edição 1ª impressão (2015): 500 exemplares

  • Antônio Ricardo Panizzi Engenheiro Agrônomo, PhD Pesquisador Embrapa Trigo Rodovia BR 285, Km 294 Caixa Postal 3081 99001-970 Passo Fundo, RS

    Alice Agostinetto Bolsista IC Estudante Graduação Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária Universidade de Passo Fundo, RS Rodovia BR 285, Km 293 Caixa Postal 611 99001-970 Passo Fundo, RS

    Tiago Lucini Bolsista CAPES Estudante Pós-Graduação (doutorado) Departamento de Zoologia Universidade Federal do Paraná Centro Politécnico Caixa Postal 19020 81531-900 Curitiba, PR

    Autores

  • Lisonéia Fiorentini Smaniotto Pesquisadora, Dra. Dupont Crop Protection Avenida José Paulino s/n 13148-050 Paulínia, SP

    Paulo Roberto Valle da Silva Pereira Engenheiro Agrônomo, Dr. Pesquisador Embrapa Trigo Rodovia BR 285, Km 294 Caixa Postal 3081 99001-970 Passo Fundo, RS

  • Agradecemos a Alberto Luiz Marsaro Júnior e Giovani Stefani Faé pela revisão e sugestões no texto. Somos gratos a Egídio Sbrissa, Elias do Amarante, Maria Elaine Solagna e Geraldo Jerônimo de Lima Nunes pelo auxílio nas atividades de campo. Agradecemos a Taymara Bonissoni pelo auxílio nas análises de sementes e Vânia Bianchin pelo auxílio nas atividades de laboratório. Os resultados dessa pesquisa tiveram o apoio da Embrapa Trigo, da Embrapa Soja e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq. A impressão desse documento teve o apoio financeiro da Sociedade Educacional Três de Maio (SETREM).

    Agradecimentos

  • A Embrapa Trigo, atenta às demandas do setor produtivo do trigo, tem estimulado o desenvolvimento de pesquisas que visem dar respostas aos problemas que incidem na cultura. Em anos recentes, os percevejos tem se tornado um problema fitossanitário para a cultura do trigo que demanda solução. Observa-se que o controle dessa praga tem sido realizado pelo uso de inseticidas, muitas vezes utilizados de forma inadequada resultando em controle ineficaz e com reflexos negativos ao meio ambiente. Em geral, a intervenção não é necessária visto que a simples presença dos insetos nas lavouras não justifica a adoção de medidas de controle. Por outro lado, deve-se monitorar as populações e fazer o seu controle no momento adequado, seguindo as recomendações da pesquisa.

    Considerando os conceitos modernos de controle de insetos-pragas, a Embrapa Trigo tem a satisfação de lançar essa série documentos com informações importantes sobre o manejo dos percevejos barriga- verde na cultura do trigo. Esperamos que as informações aqui contidas atendam às expectativas dos usuários e colaborem para garantir o rendimento do trigo de forma harmoniosa e sustentável.

    Sergio Roberto Dotto Chefe-Geral da Embrapa Trigo

    Apresentação

  • Sumário

    Introdução 11 Caracterização das espécies de percevejo barriga- -verde

    13

    Distribuição geográfi ca das duas espécies de per- cevejo barriga-verde

    14

    Hábitos alimentares e danos dos percevejos em trigo 16

    Danos dos percevejos no período vegetativo do trigo 16 Estudos em telado 17 Estudos em campo 19

    Danos dos percevejos no período reprodutivo do trigo 20

    Danos durante o período de emborrachamento (telado) 20 Danos durante o período de emborrachamento (campo – 2014) 22 Danos durante o período de enchimento de grão – estádio grão leitoso (campo - 2013-2014) 23

    Manejo integrado dos percevejos barriga-verde em trigo 25

  • Amostragem de percevejos 26 Amostragem de percevejos na pré-semeadura 27 Amostragem de percevejos nas plantas de trigo 28

    Níveis de ação 28 Controle químico 30 Inimigos naturais e controle biológico 33

    Considerações fi nais 34 Referências 36 Anexos 38

  • 11

    Introdução

    A cultura do trigo, Triticum aestivum L. a cada safra tem apresentado perdas na produtividade e na qualidade de grãos devido a diversos fa- tores, que incluem efeitos climáticos adversos, incidência de doenças e ataques de diferentes insetos-pragas.

    Dentre os insetos, historicamente o trigo tem sido atacado por afídeos, que podem transmitir viroses, por lagartas desfolhadoras, por brocas, corós e outras larvas que vivem no solo e por percevejos (PEREIRA et al., 2013).

    Diferente do que ocorre com outras commodities como a soja e o milho, onde o problema com percevejos-pragas é mais acentuado, em trigo somente em anos recentes isso tem se manifestado com maior gravidade. Observações e relatos de agricultores e técnicos extensionistas sugerem que a incidência de percevejos em trigo tem aumentado, e agravado as perdas na cultura.

    Nos anos 70 e 80, houve relatos esporádicos do ataque do percevejo- verde Nezara viridula (L.) em espigas de trigo no Rio Grande do Sul (MAIA, 1973; GASSEN, 1983), situação essa que não se alterou ao longo do tempo. Outra espécie, conhecida por ‘percevejo-do-trigo’ Thyanta perditor (F.), embora encontrada com certa frequência em trigo, principalmente na Região Centro-Oeste (FERREIRA; SILVEIRA, 1991), não tem sido reportada causando danos importantes na cultura. Sua presença em lavouras de trigo e também em lavouras de soja tem sido atribuída à sua preferência pela erva daninha picão-preto, Bidens pilosa L., sobre cuja planta há muito tempo tem sido observada se alimentando e se reproduzindo (PANIZZI; HERZOG, 1984).

  • 12

    Com a mudança no cenário agrícola a partir do início dos anos 2000, quando a semeadura direta se difundiu mais acentuadamente, a situação relativa à incidência de percevejos em trigo se modificou. Sabe-se que ao se deixar restos culturais sobre o solo, cria-se um ambiente propício para abrigar insetos-pragas que se adaptam nestas condições, como é o caso dos percevejos conhecidos por barriga-verde. Esses nichos servem de abrigo para populações hibernantes (Figura 1 A). Além de abrigo, sementes caídas no solo servem de alimento (Figura 1 B). Adicionalmente, a introdução de cultivo intensivo, cultura após cultura de forma continuada tem favorecido esses insetos.

    Figura 1. Dichelops furcatus no solo abrigando-se em restos culturais (A); Dichelops melacanthus alimentando-se em semente de soja caída no solo (B).

    Existem duas espécies mais conhecidas de percevejo barriga-verde: Dichelops furcatus (F.) e Dichelops melacanthus (Dallas); elas têm ocorrido em trigo com certa abundância, tanto nos estados do Paraná como no Rio Grande do Sul (CHOCOROSQUI; PANIZZI, 2004, 2008) e observações recentes indicam aumento nas suas populações.

    Nessa publicação apresentamos dados de pesquisa obtidos nos últi- mos dois anos (2013-2014) na Embrapa Trigo com a espécie D. fur- catus, no sentido de oferecer subsídios para identificar, monitorar e manejar as espécies de percevejo barriga-verde em lavouras de trigo.

    Foto: Lisonéia Fiorentini Smaniotto. Foto: Antônio Ricardo Panizzi.

  • 13

    Caracterização das espécies de percevejo barriga- verde

    Os adultos do percevejo barriga-verde medem entre 9 e 11 mm de com- primento, sua coloração em vista dorsal varia de castanho-amarelada a acinzentada, e o abdômen apresenta a cor verde. A cabeça termina em duas proj

Recommended

View more >