manejo integrado de pragas e doenÇas do abacaxi ainfo. ?· manejo integrado de pragas e doenÇas...

Download MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS E DOENÇAS DO ABACAXI ainfo. ?· manejo integrado de pragas e doenÇas do…

Post on 03-Dec-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • MANEJO INTEGRADO DE PRAGAS E DOENAS DO ABACAXI

    Aloysia Cristina da Silva Noronha1, Aristteles Pires de Matos2, Nilton Fritzons Sanches2

    1Pesquisadora da Embrapa Amaznia Oriental, Caixa Postal 48, Tv. Dr. Enas Pinheiro s/n, Belm, Par, aloyseia.noronha@embrapa.br 2Pesquisadores da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Caixa Postal 007, Rua Embrapa s/n, Cruz das Almas, Bahia, aristoteles.matos@embrapa.br, nilton.sanches@embrapa.br

    INTRODUO

    O manejo integrado de pragas e doenas constitui um plano de medidas voltadas

    para diminuir o uso de agrotxicos, buscando promover o equilbrio nas plantas e monitorar

    as pragas e doenas evitando, ao mximo, o uso desses produtos no sistema. A base do

    manejo integrado de pragas e doenas so os conhecimentos sobre taxonomia, biologia e

    ecologia que subsidiam a identificao das pragas e doenas chaves e dos inimigos

    naturais; o seu monitoramento com base nas informaes sobre seus nveis de controle e o

    manejo do agroecossistema, priorizando condies para o equilbrio das plantas; e o

    combate natural das pragas e doenas.

    O estabelecimento de um problema fitossanitrio na cultura est na dependncia da

    integrao de componentes: a) hospedeiro; b) presena de pragas e doenas; c) ambiente

    favorvel. Quando um ou mais desses componentes ocorrem desfavoravelmente, os

    problemas fitossanitrios no acontecem ou so em nveis insignificantes.

    Embora o Brasil seja um grande produtor e consumidor de abacaxi alguns problemas

    podem afetar a produo e contribuir para impedir a expanso da abacaxicultura, entre os

    quais os de ordem fitossanitria. O abacaxizeiro atacado por diversas pragas e doenas

    nas diferentes regies produtoras do mundo. Entre as pragas de ocorrncia na cultura, o

    principal problema a broca do fruto (Strymon megarus). Outras espcies presentes no

    cultivo de abacaxi so a broca do talo (Castnia invaria volitans), a cochonilha (Dysmicoccus

    brevipes), o caro alaranjado (Dolichotetranychus floridanus) e o percevejo do abacaxi

    (Thlastocoris laetus). Em relao s doenas, aquelas causadas por fungos ocorrem em

    maior intensidade em relao s causadas por bactrias e vrus. O principal problema a

    fusariose (Fusarium guttiforme), entretanto outras doenas so de ocorrncia na cultura

    como a podrido do olho (Phytophthora nicotianae var. parasitica), a mancha negra do fruto

    (Penicillium funiculosum e/ou Fusarium moniliforme), a podrido negra (Chalara paradoxa),

    a podrido aquosa do fruto (Erwinia ananas) e a murcha (Closterovirus/Badnavirus)

    associada cochonilha D. brevipes. A cultura tambm afetada por anomalias de causa

    abitica responsveis por perdas na produo e qualidade do abacaxi.

  • O ataque dessas pragas e doenas pode causar perdas significativas na produo

    de frutos, caso sua ocorrncia no seja constatada e medidas efetivas de controle no

    sejam implementadas. O monitoramento o primeiro passo para se praticar o manejo

    integrado que consiste em inspees peridicas na rea de plantio visando deteco de

    problemas fitossanitrios em estdio inicial. O monitoramento criterioso permitir a adoo

    de prticas fitossanitrias menos agressivas ao ambiente, mediante o uso racional de

    agrotxicos, reduzindo o impacto na entomofauna benfica, possibilitando a melhoria na

    qualidade dos frutos produzidos e a preservao ambiental.

    MONITORAMENTO DE PRAGAS E DOENAS

    O monitoramento consiste em inspees peridicas na rea de cultivo.

    Unidade da amostra: a parte da planta que dever ser observada para a deteco de

    determinada praga e doena.

    Frequncia de inspeo : o intervalo de tempo entre uma inspeo e outra, que pode ser

    determinado pela biologia da praga, poca do ano, perodo de incubao, dados climticos

    etc.

    Execuo da inspeo: No cultivo do abacaxi as inspees devem ser iniciadas a partir do

    segundo ms aps o plantio prosseguindo at a induo floral, exceto para a broca-do-fruto

    com as vistorias iniciadas no aparecimento da inflorescncia finalizando aps o fechamento

    das flores. A metodologia para o monitoramento na cultura do abacaxi consiste em percorrer

    o plantio em ziguezague e avaliar 50 plantas na linha em fileira simples ou 25 plantas

    seguidas em cada linha da fileira dupla, totalizando 50 plantas. Em reas de at cinco

    hectares a avaliao dever ser feita em dez pontos (50 plantas) totalizando 500 plantas.

    Acima de cinco hectares a avaliao dever ser feita em 20 pontos.

    Broca do fruto

    A broca do fruto (S. megarus) considerada uma das principais pragas da

    abacaxicultura. Alm do abacaxi pode atacar tambm outras espcies pertencentes

    famlia Bromeliaceae. Trata-se de uma borboleta pequena que durante o dia encontrada

    voando e ovipositando sobre as inflorescncias. Os ovos so postos em maior nmero nas

    partes superior e mediana da inflorescncia. A lagarta, aps a ecloso, ativa e alimenta-se

    inicialmente das partes externas da inflorescncia e em seguida, perfura-a em busca de

    alimento e de proteo. O ataque da broca do fruto ocorre, predominantemente, durante a

    fase de florescimento e formao do fruto (Figura 1).

    Os sintomas do ataque da broca so evidentes, na medida em que os tecidos so

    destrudos pela lagarta, com a exsudao de resina incolor e fluida nos frutos (entre os

    frutilhos), que podem apresentar deformaes, alteraes na colorao, sabor e cheiro

  • desagradveis, com perda do valor comercial. Eventualmente a praga pode atacar a coroa

    dos frutos e mudas do tipo filhote. Os danos causados pelo inseto podem variar, a depender

    da regio produtora e da poca de produo, podendo afetar mais de 90% dos frutos.

    Figura 1. A) Fruto danificado pela broca do fruto, B) ovo em inflorescncia, C) lagarta, D) adulto. (Fotos: Aloysia Noronha).

    Monitoramento: O monitoramento da broca deve ser feito com periodicidade semanal

    desde o aparecimento da inflorescncia at o fechamento das ltimas flores, visando

    deteco visual de posturas da borboleta. A amostragem feita em dez pontos de vinte

    plantas em plantios de at cinco hectares e 20 pontos de 20 plantas em plantios com mais

    de cinco hectares. A constatao de pelo menos um adulto ou duas inflorescncias com

    pelo menos uma postura requer a implementao do controle qumico mediante aplicaes

    de inseticidas registrados para esse fim.

    Manejo integrado: O manejo da praga consiste no emprego de determinadas prticas

    agrcolas proporcionando condies para o bom desenvolvimento da cultura, com base em

    conhecimentos biolgicos e ecolgicos do inseto. O manejo envolve os controles: qumico,

    cultural, mecnico e biolgico. Desse modo, a eliminao de inflorescncias atacadas para

    reduzir o potencial de infestao; a eliminao de restos de cultura nas proximidades de

    fragmentos de matas, nos limites de plantios, pode reduzir focos da praga; em pequenas

    reas de cultivo, a proteo das inflorescncias por meio de sacos de papel parafinado inibe

    o ataque da broca; podem ser utilizados inseticidas biolgicos base de Bacillus

    thuringiensis Berliner, na formulao 3,2 PM, na base de 600 g do produto comercial por

    hectare, com aplicao de 30 mL da soluo por inflorescncia. As pulverizaes devem

    iniciar com o aparecimento da inflorescncia at o fechamento das ltimas flores.

    A B C D

  • Broca do talo

    Figura 2. Adulto da broca do talo. (Foto: Nilton Sanches)

    Plantas atacadas apresentam folhas seccionadas na regio basal, com o olho morto

    e presena de resina misturada a dejetos na base das folhas.

    Manejo integrado: A integrao dos mtodos de controle corresponde medida mais

    eficaz no combate da broca do talo em abacaxizeiro, sendo os controles, cultural e

    mecnico os mais eficazes. Cultivos de bananeira e outras musceas devem ser evitados

    prximos ou consorciados com o abacaxi, pois podem favorecer a permanncia da broca do

    talo por mais tempo na rea. O controle mecnico a opo mais vivel. Por ocasio do

    monitoramento de pragas na rea de plantio, as plantas atacadas devem ser arrancadas e o

    caule cortado para a localizao e destruio da lagarta.

    Murcha associada cochonilha do abacaxi

    A cochonilha do abacaxi (D. brevipes) localiza-se nas razes e nas axilas das folhas e

    pode ser encontrada, tambm, nos frutos e rebentos. Atua como vetora da doena viral

    conhecida como murcha do abacaxi que pode levar a planta morte antes da frutificao ou

    impedir a frutificao normal. Com a infeco pelo vrus o crescimento das razes afetado,

    entretanto os primeiros sintomas foliares aparecem aps dois ou trs meses da infeco.

    Ocorre o avermelhamento das folhas com o enrolamento dos bordos para a face inferior

    (Figura 3). Com a evoluo da doena, as folhas perdem a turgescncia ocorrendo o

    secamento das pontas, que se dobram em direo ao solo. A planta definha podendo

    chegar morte.

    A associao simbitica de formigas doceiras com a cochonilha ocorre, por

    protocooperao, j que a cochonilha produz uma secreo aucarada da qual as formigas

    se alimentam, e em troca protegem as cochonilhas da ao de inimigos naturais. As

    formigas tambm realizam a disperso da praga ao transportarem as ninfas de uma planta

    outra.

    A broca do talo (C. invaria volitans)

    conhecida vulgarmente como: broca do olho,

    broca do caule, broca gigante ou lepidobroca. O

    adulto uma mariposa de hbito diurno (Figura

    2). As posturas so realizadas na base das

    folhas mais externas da planta. A lagarta

Recommended

View more >