magistratura prova

Download magistratura prova

Post on 19-Jul-2015

186 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE JUSTIA GABINETE DA 1 VICE-PRESIDNCIA SALA DAS COMISSES

CADERNO DE PROVA CONCURSO PARA INGRESSO NA MAGISTRATURA DE CARREIRA DO ESTADO DE SANTA CATARINALEIA ATENTAMENTE AS INSTRUES ABAIXO1. O candidato est recebendo, juntamente com este caderno de prova, o carto-resposta, nico e insubstituvel. Confira o seu nome. 2. O carto-resposta apresenta um campo em que o candidato deve assinar. 3. Este caderno de prova contm 100 questes, todas com cinco alternativas. Para cada questo existe apenas UMA resposta certa. O caderno de prova s ser trocado se apresentar problema de impresso. 4. O caderno de prova ser devolvido ao fiscal, juntamente com o carto-resposta. 5. A tarefa do candidato consiste em analisar o contedo de cada questo e assinalar a resposta que julgar certa. A interpretao das questes, bem como das instrues, faz parte da prova.6.

Durante a aplicao da prova NO sero fornecidas quaisquer informao acerca das questes apresentadas. Caso queira manifestar o seu inconformismo, o candidato dever apresent-lo em tempo hbil no Protocolo Administrativo do Tribunal de Justia.

7. Preencha o carto-resposta na mesma sequncia das questes do caderno de prova (de n. 1 a n. 100). A resposta deve ser assinalada conforme instrues contidas no carto-resposta. A rasura implicar a anulao da resposta. 8. Na pgina de nmero 31, o candidato encontrar uma grade de respostas para anotar o seu gabarito. Recorte-a e leve-a consigo. 9. A durao da prova de seis horas. A sada do candidato s ser permitida aps transcorrida uma hora do incio da mesma. Os trs ltimos candidatos a terminar a prova devero retirar-se da sala simultaneamente.10.

A prova e o gabarito sero divulgados no dia 6 de setembro, aps as 16 (dezesseis) horas, no stio do Tribunal de Justia www.tjsc.jus.br e na Sala das Comisses, 11 andar. O resultado NO ser fornecido por telefone. FLORIANPOLIS, 5 de setembro de 2010.

BLOCO UM

DIREITO CIVIL 1 Questo: Assinale a alternativa correta: I. A liberdade de contratar exercida em razo e nos limites da funo social do contrato. No sistema do Cdigo Civil, quando h no contrato de adeso clusulas ambguas ou contraditrias, nem sempre adota-se a interpretao mais favorvel ao aderente. Contudo, nos contratos de adeso, so nulas as clusulas que estipulem a renncia antecipada do aderente a direito resultante da natureza do negcio. II. nulo o negcio jurdico quando: celebrado por pessoa absolutamente incapaz; for ilcito, impossvel ou indeterminvel o seu objeto; o motivo determinante, comum a ambas as partes, for ilcito; tiver por objetivo fraudar lei imperativa; derivar de erro, dolo, coao, estado de perigo, leso ou fraude contra credores. O negcio jurdico nulo no suscetvel de confirmao, nem convalesce pelo decurso do tempo. III. lcito aos interessados prevenir ou terminar o litgio mediante concesses mtuas. A transao, se recair sobre direitos contestados em juzo, ser feita por escritura pblica ou por termo nos autos, assinado pelos transigentes e homologado pelo juiz. IV. O texto do Cdigo Civil contempla, sempre que necessrio, clusulas gerais. As clusulas gerais conferem ao sistema jurdico flexibilidade e capacidade de adaptao evoluo do pensamento e comportamento social e importam em avanada tcnica legislativa de enunciar, atravs de expresses semnticas relativamente vagas, princpios e mximas que compreendem e recepcionam a mais variada sorte de hipteses concretas de condutas tipificveis, j ocorrentes no presente ou ainda por se realizarem no futuro. a) b) c) d) e) Somente as proposies I e II esto incorretas. Somente as proposies III e IV esto incorretas. Somente as proposies I e III esto incorretas. Somente as proposies I, II e IV esto incorretas. Todas as proposies esto incorretas.

III.

IV.

suas bagagens oriundas de desastres no derivados de fora maior, cujos efeitos no era possvel evitar, considerada nula a clusula excludente de responsabilidade. Deve por isto pagar indenizao por danos morais e patrimoniais de acordo com a natureza e a extenso dos prejuzos, abrangidos por exemplo os gastos com estadia e alimentao, as despesas mdico-hospitalares e a perda de negcios no realizados em decorrncia do atraso ou no realizao do transporte. A coao, presso fsica ou moral, para viciar a declarao de vontade, h de ser tal que incuta sobre a pessoa contratante fundado temor de dano iminente e considervel a ela sua famlia ou aos seus bens. No se cogita de coao se o temor de dano for relacionado com pessoa no pertencente famlia do paciente. Nos contratos de corretagem, a remunerao devida ao corretor se ele mediou e aproximou as partes (vendedora e compradora) e elas acordaram no negcio, ainda que posteriormente as partes modifiquem as condies ou se arrependam, de modo que o negcio (compra e venda) no venha a se efetivar. Se, por no haver prazo determinado, a parte dona do negcio dispensar o corretor e o negcio se realizar posteriormente como fruto da mediao deste, a corretagem lhe ser devida. Todas as proposies esto corretas. Somente as proposies I, III e IV esto corretas. Somente as proposies II e IV esto corretas. Somente as proposies II e III esto corretas. Somente as proposies I, II e IV esto corretas.

a) b) c) d) e)

2 Questo: Assinale a alternativa correta: I. Na cesso por ttulo oneroso, o cedente fica responsvel perante o cessionrio pela existncia do crdito ao tempo em que lhe cedeu. Todavia, salvo estipulao em contrrio, o cedente no responde pela solvncia do devedor. A cesso de crdito no tem eficcia em relao ao devedor, seno quando a este notificada; mas por notificado se tem o devedor que, em escrito pblico ou particular, se declarou ciente da cesso feita. II. O contrato de transporte de pessoas aquele em que o transportador se obriga a remover uma pessoa e sua bagagem de um local a outro mediante remunerao. O transportador responde pelos danos causados aos viajantes e 2

3 Questo: Assinale a alternativa correta: I. Com a edio do Cdigo Civil de 2002, a boa-f objetiva passou a princpio explcito que exerce sua funo harmonizadora para conciliar o rigorismo lgico-dedutivo com as exigncias ticas atuais, abrindo as janelas do positivismo jurdico para o tico. No mbito do contrato o princpio da boa-f sustenta o dever de as partes agirem conforme a economia e a finalidade do contrato, de modo a conservar o equilbrio substancial e funcional entre as obrigaes correspectivas que formaram o sinalagma contratual. II. Nas declaraes de vontade se atender mais inteno nelas consubstanciada do que ao sentido literal da linguagem. Isto representa dizer que cabe ao intrprete investigar qual a real inteno dos contratantes, pois o que interessa a vontade real e no a declarada. III. O contrato preliminar, exceto quanto forma, deve conter todos os requisitos essenciais ao contrato a ser celebrado. O contrato preliminar traa os contornos de um contrato final que se pretende efetivar no momento oportuno, gerando direitos e deveres para as partes que assumem a obrigao de contrair contrato definitivo. Se dele no constar clusula de arrependimento, qualquer das partes ter o direito de exigir a celebrao do definitivo, assinando prazo outra para que o efetive. IV. A pessoa jurdica uma realidade autnoma, capaz de direitos e obrigaes independentemente de seus membros, pessoas naturais. Porm, o juiz pode decidir, de ofcio ou a requerimento da parte ou do Ministrio Pblico, quando este intervenha no processo, que os efeitos de certas e determinadas relaes de obrigaes sejam estendidos aos bens particulares dos administradores ou scios da pessoa jurdica. Esta possibilidade todavia depende de circunstncias expressamente definidas na lei, a saber, desvio determinante da finalidade estipulada pela pessoa jurdica quando de sua constituio e confuso patrimonial. a) b) c) d) e) Todas as proposies esto corretas. Somente as proposies I, II e III esto corretas. Somente as proposies I, II e IV esto corretas. Somente as proposies II e IV esto corretas. Somente as proposies I e III esto corretas.

II.

III.

IV.

As benfeitorias podem ser: volupturias, como por exemplo a construo de uma piscina em casa particular; necessrias, como a construo de uma garagem ou a realizao de servios em alicerce de uma casa que cedeu; teis, como a troca de encanamento enferrujado ou de fiao eltrica que possa provocar curto-circuito. O absolutamente incapaz tem por domiclio o de seu representante legal. O domiclio do preso o do lugar em que cumprir a sua sentena. O denominado domiclio necessrio aquele determinado por lei em razo da condio ou situao de certas pessoas. lcito s partes estipular contratos atpicos desde que observadas as normas gerais do Cdigo Civil. Os contratos atpicos so os que no so expressamente disciplinados pelo Cdigo Civil e so admitidos ante o princpio da autonomia da vontade desde que no contrariem por exemplo a ordem pblica, os bons costumes e a funo social do contrato. Somente as proposies I, III e IV esto corretas. Somente as proposies I e IV esto corretas. Somente as proposies II, III e IV esto corretas. Somente as proposies II e III esto corretas. Todas as proposies esto corretas.

a) b) c) d) e)

4 Questo: Assinale a alternativa correta: I. Nos contratos de seguro, segurado e segurador so obrigados a guardar na concluso e na execuo do contrato a mais estrita boa-f e veracidade, tanto a respeito do objeto como das circunstncias e declaraes a ele concernentes. Somente as falsas declaraes intencional e voluntariamente prestadas na proposta, capazes de influenciar na sua aceitao pela seguradora, que ensejam a esta fazer valer a sano da perda do direito indenizao pelo segurado. 3

5 Questo: Assinale a alternativa correta: I. A recusa percia mdica ordenada pelo juiz supre a prova que se pretendia obter com o exame. Em ao de investigao de paternidade, a recusa do suposto pai a submeter-se ao exame de DNA induz pr

View more >