Lutero: Justificação Pela Fé

Download Lutero: Justificação Pela Fé

Post on 18-Mar-2016

218 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

O livro Lutero: Justificao Pela F (Charles Haddon Spurgeon) do Projeto Spurgeon uma homenagem a Martinho Lutero e trata sobre a justificao pela f.

TRANSCRIPT

  • 1

    www.projetospurgeon.com.br

  • 2

    www.projetospurgeon.com.br

    Lutero Justificao pela F

    N 1749

    Pregado na manh do dia do Senhor, 11 de novembro de 1883,

    por C.H. Spurgeon,

    no Tabernculo Metropolitano, Newington, Londres.

    Mas o justo viver pela f. - Habacuque 2:4.

    Este texto empregado trs vezes pelo apstolo Paulo como argumento.

    Leia Romanos 1:17, Glatas 3:11 e Hebreus 10:30 em cada um desses casos aparece, o justo viver pela f. Este o antigo texto original ao qual o apstolo se referiu quando disse, Como est escrito, o justo viver pela f. Ns no estamos errados em fazer da inspirao do Antigo Testamento to importante quanto do Novo, pois a verdade do Evangelho

    deve se manter em p ou ento cair com os profetas da antiga dispensao.

    A Bblia uma e indivisvel no se pode questionar o Antigo Testamento e reter o Novo. Ou Habacuque estava inspirado ou Paulo escrevia coisas

    sem sentido.

    Ontem, h 400 anos, em 10 de Novembro de 1483, veio a este mundo fraco

    o filho de um mineiro refinador de metais, que no fez poucas coisas para

    eliminar o Papado e refinar a Igreja. O nome deste beb era Martinho

    Lutero um heri e um santo. Bendito foi este dia acima de todos os dias deste sculo, que honra, pois concedeu uma bno sobre todos os sculos

    subsequentes por meio do "monge que abalou o mundo. O seu esprito corajoso derrubou a tirania do erro que havia por tanto tempo envolvido as

    naes em sua escravido. Toda a histria da humanidade, desde ento, tem

    sido mais ou menos afetada pelo nascimento deste maravilhoso garoto! Ele

    no era um homem absolutamente perfeito ns tambm no endossamos tudo o que ele disse nem admiramos tudo o que fez mas ele era um homem sobre o qual o olhar da maioria dos homens deveria repousar.

    Ele foi um poderoso juiz em Israel, um servo real do Senhor. Ns devemos

    mais frequentemente orar a Deus pedindo por homens como este homens de Deus, homens de poder. Deveramos orar para que, de acordo com a

    infinita bondade do Senhor, Seus infinitos dons continuem e se

    multipliquem para a perfeio da sua igreja, pois quando Cristo ascendeu

    aos cus, ele levou cativo o cativeiro e entregou dons aos homens. E

    alguns ele fez apstolos; e outros profetas; e outros evangelistas; e outros

  • 3

    www.projetospurgeon.com.br

    pastores e mestres (Efsios 4:11). Ele continua a outorgar estes dons escolhidos de acordo com as necessidades da Igreja e Ele os dispensaria

    mais plenamente, talvez, se nossas oraes mais intensamente subissem

    ao Senhor da messe que enviaria trabalhadores sua messe. Mesmo

    quando acreditamos no Salvador crucificado como nosso salvador pessoal,

    ns devemos acreditar que o Senhor ascendeu para o perptuo com os

    confessores e evangelistas que declararo a verdade de Deus.

    Eu gostaria de fazer uma pequena homenagem a Lutero em seu aniversrio

    e eu penso que eu no poderia fazer melhor coisa que usar a chave da

    verdade de Deus pela qual Lutero destravou as masmorras da mente

    humana e transformou coraes escravos em livres. Esta chave dourada

    encontra-se na Verdade brevemente contida no texto diante de ns O justo viver pela f. Voc no est um tanto surpreso de achar uma passagem to Evanglica em Habacuque? Por descobrir em um antigo

    profeta uma afirmao to explcita que Paulo pde usar como argumento

    pronto contra os oponentes da justificao pela f? Ele mostra que a

    doutrina cardial do evangelho no uma nova noo! Claramente no um

    novo dogma inventado por Lutero, nem mesmo uma verdade de Deus

    ensinada em primeira mo por Paulo!

    Este fato, Justificao pela F, foi estabelecido em todas as eras e, portanto,

    ns o encontramos aqui, entre as coisas antigas, uma lmpada para iluminar

    as trevas que pairavam sobre Israel antes da vinda do Senhor! Isto tambm

    prova que no houve mudanas no evangelho. O evangelho de Habacuque

    o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. Uma luz muito clara foi

    lanada sobre esta Verdade de Deus pelo dom do Espirito Santo, mas o

    caminho da salvao tem sido, em todos os tempos, o mesmo! Nenhum

    homem jamais foi salvo pelas suas boas obras. O modo pelo qual cada justo

    tem vivido sempre foi pelo caminho da f. No houve o menor desvio desta

    Verdade foi estabelecido e institudo sempre o mesmo, como Deus o proferiu.

    Em todos os tempos e em todos os lugares, o evangelho e continuar

    sendo o mesmo. Jesus Cristo, o mesmo ontem, hoje e eternamente. Ns lemos o evangelho a partir de um nunca dois ou trs evangelhos como muitos. Cus e terras passaro, mas a Palavra de Cristo nunca

    passar. Tambm digno de nota que esta verdade de Deus to antiga e

    ainda assim continua to imutvel, e com tanta vitalidade. Esta sentena,

    O justo viver pela f, produziu a Reforma! Desta linha, a partir da abertura dos selos do apocalipse viro todos os sons das trombetas do

    evangelho e todas as canes evanglicas como o som de muitas guas.

    Esta nica semente esquecida e escondida nas trevas da era medieval

  • 4

    www.projetospurgeon.com.br

    foi trazida de volta, colocada no corao dos homens, cresceu pelo Esprito

    Santo de Deus, para no final produzir grandes resultados.

    Esta poro de semente no topo das montanhas foi multiplicada de tal

    forma que o fruto moveu o Lbano e suas cidades e floresceu como a erva

    do campo. Mesmo a menor parte da Verdade de Deus lanada em qualquer

    lugar viver! Algumas plantas so to cheias de vitalidade que apenas o

    fragmento de uma folha colocado no solo far com que ela crie razes e

    cresa. completamente impossvel que esta vegetao se extinga, e assim

    acontece com a Verdade de Deus ela viva e incorruptvel e, portanto, nada pode destru-la. Desde que uma Bblia reste, a religio da Graa Livre

    viver! No, se puderem queimar todas as escrituras, ainda que reste apenas

    uma criana que se lembre de um nico texto da Palavra, a Verdade se

    levantar novamente!

    Mesmo nas cinzas da verdade o fogo ainda est vivo, e quando o sopro do

    Senhor vem sobre elas, a chama arde gloriosamente. Por isto, sejamos

    confortados nestes dias de blasfmias e censura confortados porque embora a erva embranquea e a flor caia: mas a Palavra do Senhor dura para sempre. E esta a palavra pela qual o evangelho pregado a voc. Deixe-nos examinar este texto cujo sentido iluminou o corao de Lutero,

    enquanto o explico a voc.

    I. Eu devo, a princpio, fazer uma breve observao UM HOMEM QUE TEM F EM DEUS JUSTO. O justo viver pela f. O homem que possui f em Deus um homem justo a sua f a sua vida como um homem justo. Ele ser justo sentido do Evangelho, isto , ter a f que Deus prescreve como caminho da salvao, ele , por sua f, justificado na viso

    de Deus. No Antigo Testamento dito a ns, em referncia a Abrao, que

    ele acreditou no Senhor; e o Senhor lhe contou isto por justia (Genesis 15:6). Este o plano universal de justificao. A f est abraada justia

    de Deus em aceitar o plano de justificao de pecadores por meio do

    sacrifcio de Cristo e ela faz do pecador um justo.

    A f aceita e apropria por ela mesma todo o sistema Divino de justia que

    se desdobra na pessoa e no ministrio de Jesus Cristo. A f regozija em v-

    Lo vindo ao mundo em nossa natureza, e nesta natureza, obedecendo a Lei

    de Deus em cada jota e til, mesmo que ele no estivesse sob a Lei Ele

    escolheu colocar-se l em nosso lugar. A f se compraz quando v o

    Senhor, que veio sob a Lei, oferecendo-se como perfeita expiao e

    fazendo uma completa vindicao da justia divina pelo Seu sofrimento e

    morte. A f se encontra na pessoa, vida e morte do Senhor Jesus como a

    sua nica esperana e na justia de Cristo ela se sustm. Ela grita O

  • 5

    www.projetospurgeon.com.br

    castigo que me traz a paz estava sobre Ele e pelas Suas pisaduras fui

    curado.

    Agora, os homens que creem no mtodo de Deus de transformar homens

    em justos atravs da justia de Jesus, e aceitam Jesus e pem a sua f Nele,

    estes so homens justos! Aquele que faz da vida e morte de Jesus a grande

    propiciao e nela cr como a sua nica fonte de confiana justificado aos

    olhos de Deus e tem seu nome escrito entre os justos pelo prprio Senhor.

    A sua f imputada pela justia porque a sua f se agarra justia de Deus

    em Cristo Jesus. Todos os que creem so justificados de todas as coisas, daquilo que no podeis ser justificados pela lei de Moiss. Este o testemunho da Palavra inspirada quem o negar?

    Mas o crente tambm justo em outro sentido, cujo mundo exterior aprecia

    melhor, embora no seja mais valoroso que o sentido formal. O homem

    crente em Deus torna-se, pela f, movido para tudo o que correto, bom e

    verdadeiro. Sua f em Deus retifica sua mente e o faz justo. No julgar, no

    desejar, no aspirar, em seu corao, ele justo. Seus pecados foram

    perdoados, na hora da tentao, ele clama: como, agora, eu fraquejei e cometi este pecado contra Deus?. Ele acredita no derramamento de sangue que Deus proveu para limpar o pecado e, para ser lavado em seu interior,

    ele no pode escolher se sujar novamente. O amor de Cristo o constrange a

    seguir o que verdadeiro, correto, bom, amvel e honroso aos olhos de

    Deus.

    Tendo recebido pela f, o privilgio da adoo, ele emprenha-se em viver

    como um filho de Deus. Tendo obtido, pela f, uma nova vida, ele anda em

    novidade de vida. Princpios imortais impedem os filhos de Deus de pecar. Se muitos vivem em pecado e amam isso, eles no tm a f dos eleitos de Deus, pois a f verdadeira purifica a alma. A f que operou em

    ns pelo Esprito Santo a maior exterminadora de pecados debaixo do

    Cu. Pela graa de Deus ela afeta o ntimo do corao, modifica as

    vontades e emoes; e torna o homem em uma nova criatura em Cristo

    Jesus. Se h algum na terra que pode, verdadeiramente, ser chamado de

    justo, estes so os que assim so transformados pela f em Deus atravs de

    Jesus Cristo nosso Senhor. Deveras, nenhum outro homem justo, salvo

    aqueles a quem o santo Deus deu o ttulo de justos e para estes o texto diz que o justo viver pela f.

    A f cr em Deus e, portanto, O ama. E, portanto, O obedece. E, portanto,

    cresce como Ele. a raiz da santidade, a primavera da justia, a vida do

    justo!

  • 6

    www.projetospurgeon.com.br

    II. Acerca desta observao, que vital para o texto, eu no mais me

    prolongarei, mas avanarei a outro ponto que dialoga com ele, a saber, O

    HOMEM JUSTO TEM F EM DEUS. Ou ento, deixe-me dizer, ele no

    justo, pois Deus merece f e aquele que O rouba, no justo. Deus to

    justo que duvidar Dele injustia Ele to leal que no confiar Nele ofend-Lo e este que faz a Deus tamanha injustia no considerado justo. Um homem justo deve ser primeiramente justo com o maior dos

    seres. Seria intil para ele ser justo com todas as outras criaturas se

    intencionalmente ele ofendesse a Deus. Eu digo que ele seria indigno do

    nome justo. F o que o Senhor, justamente, merece receber das suas

    criaturas devido a isto que acreditamos no que Ele diz e especialmente em referncia ao Evangelho.

    Quando o grande amor de Deus em Cristo Jesus claramente estabelecido,

    ele ser crido pelos de corao puro. Se o imenso amor de Cristo em morrer

    por ns for completamente entendido, ento ele deve ser crido por toda a

    mente honesta. Duvidar do testemunho de Deus acerca do seu Filho Jesus

    cometer a maior injustia ao Seu infinito amor. Aquele que cr no rejeitou

    o testemunho de Deus ao dom indizvel e o colocou naquele que merece

    adorao em gratido dos homens, pois, sozinho, pode satisfazer a Justia

    de Deus e dar paz conscincia dos homens. Um homem verdadeiramente

    justo, para a completude da sua justeza, cr em Deus e em tudo aquilo que

    Ele revelou.

    Alguns sonham que essa questo de justia apenas concerne vida exterior

    e no toca nas crenas do homem. Eu digo, no assim a justia diz respeito ao interior do homem, a parte central de sua humanidade e o verdadeiro homem justo deseja ser limpo em partes secretas e, nas partes

    escondidas, eles conheceriam a sabedoria. No assim? Ns ouvimos isto

    continuamente: que nossas compreenses e crenas constituem uma

    provncia isenta da jurisdio de Deus. Ento, devers, eu posso acreditar

    no que eu quiser sem ter responsabilidade por isso diante de Deus? No,

    meus irmos e irms! Nenhuma parte de nossa humanidade est fora do

    alcance da divina lei! Nossa completa capacidade como homens repousa

    sobre a soberania dEle que nos criou e estamos obrigados a tanto acreditar como a agir corretamente!

    Na verdade, nossas aes e pensamentos esto to entrelaadas e

    emaranhadas que no h diviso entre um e outro. Dizer que a justia da

    vida exterior suficiente ir contrariamente ao teor da Palavra de Deus. Eu

    estou mais voltado a servir a Deus com meu corao e minha mente! Estou

    to sujeito a crer naquilo que Deus revela assim como estou sujeito a fazer

    aquilo em que Deus se regozija! Erros de julgamento so to

    verdadeiramente pecados quanto erros da vida. parte da nossa submisso

  • 7

    www.projetospurgeon.com.br

    para o nosso grande e Soberano Senhor que ns submetamos nossa

    compreenso, nossos pensamentos e nossas crenas ao Seu supremo

    controle. Nenhum homem correto at que ele acredite nas coisas corretas.

    Um homem justo dever ser justo atravs de Deus, por crer em Deus e

    confiando Nele em tudo o que Ele , diz e faz.

    Eu tambm no vejo, meus caros amigos, que razo h para o homem ser

    justo com seus semelhantes quando ele desistiu da sua crena em Deus.

    Se se trata de uma pequena parte e um homem pode entregar-se por um

    pedao de desonestidade, por que ele no deveria ser desonesto se no h

    uma lei maior do que a que seus companheiros fizeram? Se no h trono de

    justia, nenhum julgamento a se seguir, porque ele deveria se preocupar?

    H poucas semanas atrs um homem matou deliberadamente seu

    empregado, que o havia ofendido. E como ele se entregou polcia, ele

    disse que no estava nem um pouco receoso ou envergonhado daquilo que

    havia feito. Ele admitiu o assassinato e reconheceu que sabia muito bem

    das consequncias. Ele disse que esperava sofrer a dor por meio minuto e

    depois ento viria o seu fim e estava pronto para aquilo.

    Ele falou e agiu em consistncia com as suas crenas ou descrenas e verdadeiramente no h forma de crime, mas o que se torna lgico e

    legtimo se existe ou no f em Deus e a vida aps a morte para o

    homem. Sem isto, rompamos com a comunidade - no h nada que faa

    com que os humanos permaneam juntos! Sem Deus, o governo moral do

    universo cessa e a anarquia o estado natural das coisas. Se no h Deus e

    o julgamento no porvir, deixe-nos bebamos, porque amanh morreremos.

    Se necessrio, deixe-nos roubar, mentir e matar!

    Porque no? Se no h lei, julgamento ou punio para o pecado - nada

    pode ser pecaminoso! Se no h legislador, no h lei! E se no h lei,

    ento no pode haver transgresso! A que tipo de caos chegaramos se a f

    em Deus fosse renunciada! Onde o justo ser encontrado se a f for banida?

    O homem justo crente em uma medida ou outra e ele que digno de ser chamado de justo no sentido bblico, um crente no Senhor Jesus Cristo, que foi feito justia de Deus por ns!

    III. Mas agora vou para o ponto no qual eu pretendo me alongar. Em

    terceiro lugar, POR ESSA F O JUSTO...