loja de produtos naturais (alimentos)f ... apresentação / apresentação / mercado 1....

Download Loja de produtos naturais (alimentos)f ... Apresentação / Apresentação / Mercado 1. Apresentação…

Post on 23-Jan-2019

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Como montaruma loja deprodutos naturais(alimentos)

    EMPREENDEDORISMO

    Especialistas em pequenos negcios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

  • Expediente

    Presidente do Conselho Deliberativo

    Robson Braga de Andrade Presidente do CDN

    Diretor-Presidente

    Guilherme Afif Domingos

    Diretora Tcnica

    Helosa Regina Guimares de Menezes

    Diretor de Administrao e Finanas

    Vincius Lages

    Unidade de Capacitao Empresarial e Cultura Empreendedora

    Mirela Malvestiti

    Coordenao

    Luciana Rodrigues Macedo

    Autor

    Luiz Antonio Fernandes Casco

    Projeto Grfico

    Staff Art Marketing e Comunicao Ltda.

    www.staffart.com.br

  • Ap

    resen

    tao

    / Ap

    resen

    tao

    / Merc

    ad

    o / L

    ocaliz

    ao

    / Exig

    n

    cia

    s L

    eg

    ais

    e E

    sp

    ecfic

    as / E

    stru

    tura

    /P

    esso

    al / E

    qu

    ipam

    en

    tos / M

    at

    ria P

    rima/M

    erc

    ad

    oria

    / Org

    an

    izao

    do

    Pro

    cesso

    Pro

    du

    tivo

    / Au

    tom

    ao

    /C

    an

    ais

    de D

    istrib

    ui

    o

    / Investim

    en

    to / C

    ap

    ital d

    e G

    iro / C

    usto

    s / D

    ivers

    ificao

    /Ag

    reg

    ao

    de V

    alo

    r /D

    ivu

    lgao

    / Info

    rma

    es F

    iscais

    e T

    ribu

    tria

    s / E

    ven

    tos / E

    ntid

    ad

    es e

    m G

    era

    l / No

    rmas T

    cn

    icas /

    TOKEN_HIDDEN_PAGE

    Sumrio

    11. Apresentao ........................................................................................................................................

    12. Mercado ................................................................................................................................................

    33. Localizao ...........................................................................................................................................

    44. Exigncias Legais e Especficas ...........................................................................................................

    65. Estrutura ...............................................................................................................................................

    76. Pessoal .................................................................................................................................................

    77. Equipamentos .......................................................................................................................................

    88. Matria Prima/Mercadoria .....................................................................................................................

    109. Organizao do Processo Produtivo ....................................................................................................

    1110. Automao ..........................................................................................................................................

    1111. Canais de Distribuio ........................................................................................................................

    1112. Investimento ........................................................................................................................................

    1213. Capital de Giro ....................................................................................................................................

    1314. Custos .................................................................................................................................................

    1315. Diversificao/Agregao de Valor .....................................................................................................

    1416. Divulgao ..........................................................................................................................................

    1417. Informaes Fiscais e Tributrias .......................................................................................................

    1618. Eventos ...............................................................................................................................................

    1719. Entidades em Geral ............................................................................................................................

    1820. Normas Tcnicas ................................................................................................................................

    1921. Glossrio .............................................................................................................................................

    1922. Dicas de Negcio ................................................................................................................................

    2023. Caractersticas ....................................................................................................................................

    2024. Bibliografia ..........................................................................................................................................

    2225. URL .....................................................................................................................................................

  • Ap

    resen

    tao

    / Ap

    resen

    tao

    / Merc

    ad

    o

    1. Apresentao

    A busca por melhor qualidade de vida tem incentivado as pessoas a consumirem cada

    vez mais alimentos naturais.

    Aviso: Antes de conhecer este negcio, vale ressaltar que os tpicos a seguir nofazem parte de um Plano de Negcio e sim do perfil do ambiente no qual oempreendedor ir vislumbrar uma oportunidade de negcio como a descrita a seguir. Oobjetivo de todos os tpicos a seguir desmistificar e dar uma viso geral de como umnegcio se posiciona no mercado. Quais as variveis que mais afetam este tipo denegcio? Como se comportam essas variveis de mercado? Como levantar asinformaes necessrias para se tomar a iniciativa de empreender

    A Pesquisa de Oramento Familiares (POF) 2008-2009 apresenta informaes de quea situao no Brasil no das melhores, pois 49% da populao com 20 anos ou maisesto acima do peso e 14,8% so obesos. (IBGE, 2010) Esse dado no restrito aonosso pas, pelo contrrio, reflete a cultura do fast-food vivenciada e incentivada nosculo passado. Assim, a busca por melhor qualidade de vida est presente nocotidiano das pessoas, sendo a alimentao uma das principais formas para se atingirtal objetivo.Dentre os vrios gneros alimentcios que compe este setor destaca-se ode alimentos naturais, composto de frutas secas, farinceos, gros e integrais,orgnicos, doces com baixo teor de acar, derivados de soja, chs, dentreoutros.Antes de conhecer este negcio, vale ressaltar que os tpicos a seguir nofazem parte de um Plano de Negcio e sim do perfil do ambiente no qual oempreendedor ir vislumbrar uma oportunidade de negcio como a descrita a seguir. Oobjetivo de todos os tpicos a seguir desmistificar e dar uma viso geral de como umnegcio se posiciona no mercado. Quais as variveis que mais afetam este tipo denegcio? Como se comportam essas variveis de mercado? Como levantar asinformaes necessrias para se tomar a iniciativa de empreender?

    Este documento no substitui o plano de negcio .Para elabor- lo procure o Sebrae.

    2. Mercado

    3.1 Mercado Consumidor

    O Brasil considerado um dos maiores players no mercado mundial de alimentos,tanto como consumidor quanto como produtor. Para se ter uma ideia de grandeza, o

    Ideias de Negcios | www.sebrae.com.br 1

  • Ap

    resen

    tao

    / Ap

    resen

    tao

    / Merc

    ad

    o

    faturamento do setor para o ano de 2009 chegou a cifra de R$ 290 bilhes, com cercade 15 mil contrataes de pessoas. No quesito comrcio exterior, a balana comercialapresentou um supervit de R$ 25 bilhes. (ABIA, 2009)O mercado de alimentos considerado um dos mais proeminentes, visto que no se vive sem eles. Nessesentido, pode-se citar que toda a populao do Brasil potencial cliente de uma loja deprodutos naturais, ou seja, um total de mais de 190 milhes de pessoas. (IBGE, 2010)Porm, as pessoas que mais consomem produtos naturais so os que esto em buscade uma vida mais saudvel. Outro segmento consumista pode ser o constitudo poraqueles que possuem restries alimentcias. O mercado para uma loja de produtosnaturais est cada vez maior. Esta informao afirmada por estudo realizado pelaEuromonitor e apresentada em artigo publicado pelo Servio Proteo ao Crdito(SPC), onde o consumo de alimentos e bebidas saudveis ou naturais tem crescidobastante nos ltimos anos, passando de US$ 8,5 bilhes em 2004 para US$ 15,5bilhes em 2009, apresentando um crescimento de 82%.O empreendedor que optarpor montar uma loja de produtos naturais tem uma boa perspectiva futura para o seuempreendimento, pois o consumo desses alimentos possui tendncia de crescimentode 39% at 2014, movimentando um total de R$ 21,5 bilhes. (SPC, 2010).

    3.2 Concorrncia

    Pelas leis da economia, se h demanda h oferta. Assim, como o setor de produtosnaturais possui um mercado em fase de expanso, crescem com ele outros negcios eempreendimentos. E, seguindo a mesma lgica, um mercado relativamente novo e,portanto, no possui nmeros e informaes precisas.Para um novo empreendedorque pensa em investir nesse ramo de atividade, interessante avaliar as tendnciasdos consumidores para verificar quais os pr

Recommended

View more >