LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS - - Armazenagem.pdf · Definição do Lay - Out do Depósito: Um bom Lay…

Download LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS - - Armazenagem.pdf · Definição do Lay - Out do Depósito: Um bom Lay…

Post on 13-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>20/10/2010</p><p>1</p><p>LOGSTICA DE </p><p>ARMAZENAGEMLogstica e Cadeia de Suprimentos UNISO</p><p>Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonalves</p><p>LOGSTICA DE ARMAZENAGEM</p><p> a atividade que compreende o planejamento, coordenao, controle e desenvolvimento</p><p>das operaes destinadas a abrigar, manter adequadamente estocado e em condies de </p><p>uso, bem como expedir no momento oportuno os materiais necessrios empresa.</p><p>Objetivos da Armazenagem:</p><p>Maximizar o uso dos espaos;</p><p>Facilitar o acesso aos itens do Depsito;</p><p>Proteger e abrigar os materiais;</p><p>Facilitar a movimentao interna do Depsito;</p><p>Maximizar a utilizao de mo - de - obra e </p><p>equipamentos.</p><p>VANTAGENS DESVANTAGENS</p><p>Diminui os Custos com Transportes;</p><p>Aproxima a empresa de seus clientes </p><p>e fornecedores;</p><p>Agiliza o processo de entrega;</p><p>Compensa defasagens de produo.</p><p>Imobilizao de capital;</p><p>Envelhecimento das mercadorias;</p><p>Aumento dos Custos com movimentao;</p><p>Necessidade de mais controles e </p><p>gerenciamento;</p><p>LOGSTICA DE ARMAZENAGEM</p><p>Tipos de Depsitos:De acordo com a propriedade:</p><p>Prprios;</p><p>Alugados;</p><p>Terceirizados.</p><p>Tipo de produto armazenado:Armazm de commodities: Madeira, algodo, tabaco e cereais;</p><p>Armazm para granel: Produtos lquidos, petrleo, xaropes, etc;</p><p>Armazns frigorificados: Produtos perecveis, frutas, comida congelada, etc;</p><p>Armazns para utilidades domsticas e mobilirio: Produtos domsticos e mobilirio;</p><p>Armazns de mercadorias em geral: Produtos diversos.</p><p>Localizao de Fbricas e Depsitos:</p><p>Objetivo de Localizao: Minimizar os Custos de uma Rede Logstica definindo </p><p>as posies mais racionais para as edificaes, baseada numa previso de </p><p>demanda e um Nvel de Servio estabelecido.</p><p>LOGSTICA DE ARMAZENAGEM</p><p>Previso de demanda Taxas de ProduoLocalizao dos Clientes</p><p>Possveis ligaes Custos com TransportesLimitao de capacidade</p><p>Anlise</p><p>Localizao das Fbricas Quem fornecer Quantos CDs</p><p>Localizao dos CDs Abrangncia dos CDs Produtos distribudos</p><p>Organizao dos Estudos de Localizao:</p><p> Nvel Estratgico: determinao do nmero, tamanho e localizao de fbricas e depsitos.</p><p> Nvel Ttico: definio da alocao dos clientes aos centros de distribuio e dos centros de distribuio s </p><p>fbricas.</p><p> Nvel Operacional: elaborao de planos de contingncia, onde se pretende realocar de forma tima os </p><p>clientes em caso, por exemplo, da parada de uma linha de produo em uma fbricas.</p><p>Processo de Anlise:</p><p>LOGSTICA DE ARMAZENAGEM</p><p>Dimensionamento do Espao Fsico:</p><p>ESPAO PRPRIO OU </p><p>ALUGADO</p><p>O espao fsico deve atender ao </p><p>mximo de estoque em uma </p><p>temporada</p><p>PARTE NUM ESPAO PRPRIO OU </p><p>ALUGADO E PARTE NUM ESPAO </p><p>TERCEIRIZADO</p><p>Combinar de forma tal que se </p><p>utilize os espaos de terceiros nos </p><p>picos de armazenagem. </p><p>ESPAO TERCEIRIZADO</p><p>No h necessidade de </p><p>dimensionamento do </p><p>espao fsico.</p><p>Metodologia que define as dimenses necessrias s instalaes de </p><p>armazenamento, bem como a quantidade de materiais disponveis.</p><p>LOGSTICA DE ARMAZENAGEM</p><p>Definio do Lay - Out do Depsito: Um bom Lay - Out aumenta o grau de acessibilidade ao material, facilita o fluxo de materiais, diminuem os locais de reas </p><p>obstrudas, aumenta a eficincia da mo-de-obra, a segurana do pessoal e do armazm.</p><p>a) Definir a localizao de todos os obstculos;</p><p>b) Localizar as reas de recebimento e expedio;</p><p>c) Localizar as reas primrias e secundrias de separao de pedidos e estocagem;</p><p>d) Definir o sistema de localizao do estoque;</p><p>Instalaes de Armazenamento: reas destinadas ao recebimento, </p><p>conferncia, estocagem e expedio de materiais. </p><p>Tipos de instalaes:- Armazm: edificao com piso, cobertura, paredes frontais e laterais;</p><p>- Galpo: Edificao com piso, cobertura e, quando necessrio, cercos frontais e </p><p>laterais;</p><p>- Ptio: rea coberta, com piso drenado, compactado e, quando necessrio, </p><p>pavimentado e provido de limitaes frontais e laterais;</p></li><li><p>20/10/2010</p><p>2</p><p>LOGSTICA DE ARMAZENAGEM</p><p>Caracterizao das reas de Instalaes:</p><p>- rea da Administrao:</p><p>- rea de Movimentao ou Servio;</p><p>- rea de Estocagem;</p><p>- rea de Circulao Principal;</p><p>- rea de Circulao Secundria;</p><p>- Corredores de Acesso;</p><p>- rea de Segurana;</p><p>Operaes de Almoxarifado</p><p>8</p><p>Diferentes tipos de materiais</p><p> Gases: se no forem utilizados em sistemas contnuos, devem ser </p><p>manipulados em contenedores adequados e resistentes presso</p><p> Lquidos: so armazenados e transportados em sistemas adequados </p><p>sua utilizao econmica</p><p> Slidos: permitem uma maior variedade de mtodos de manuseio, </p><p>sendo a escolha direcionada pelo tipo de produo e caractersticas da </p><p>situao</p><p>Operaes de Almoxarifado</p><p>9</p><p>Diferentes tipos de materiais</p><p> Materiais no-corrosivos e imunes ao da luz e calor, por exemplo, </p><p>so relativamente simples de manusear</p><p> Materiais mais complexos exigem ar condicionado, controle de luz, </p><p>temperatura e umidade, entre outras exigncias possveis</p><p> A quantidade de material em estoque tambm pode ser um fator </p><p>determinante na escolha do sistema e dos equipamentos a serem </p><p>utilizados no almoxarifado</p><p>Operaes de Almoxarifado</p><p>10</p><p> O capital disponvel para implementao de um sistema de </p><p>armazenagem exerce influncia sobre escolha de equipamentos e </p><p>rendimento de fatores de produo, como mo-de-obra, material e </p><p>maquinrios</p><p> A eliminao de manuseios desnecessrios e uso de equipamentos de </p><p>grande capacidade reduzem o investimento</p><p> Um grande investimento pode ser justificado por reduo nos custos </p><p>operacionais, sempre precedido por anlises comparativas</p><p>Operaes de Almoxarifado</p><p>11</p><p>Vantagens do investimento em sistemas de armazenagem</p><p>1. Reduo na mo-de-obra: equipamentos eficientes e reformulao de </p><p>layout reduzem a necessidade de pessoal, o que reduz o custo dos </p><p>produtos</p><p>2. Melhor aproveitamento da matria-prima: reduz perdas de material </p><p>por acidentes de movimentao e manuseio, alm de reduzir extravios</p><p>3. Reduo das despesas de superviso: facilita o gerenciamento das </p><p>atividades, elimina burocracia e diminui as necessidades de pessoal</p><p>Operaes de Almoxarifado</p><p>12</p><p>Tipos de produo</p><p>a) Produo em srie: exige processo contnuo e adequado aos produtos </p><p>e volumes movimentados; utilizam equipamentos especializados, com </p><p>flexibilidade limitada</p><p>b) Produo por processo: admite equipamentos de operao </p><p>intermitente para cargas unitrias; pode utilizar processos contnuos, </p><p>com grande capacidade ociosa</p><p>c) Produo por encomenda: tipo mais complexo, devido grande </p><p>diversificao e ritmo irregular de produo; exige equipamentos com </p><p>alto grau de flexibilidade</p></li><li><p>20/10/2010</p><p>3</p><p>Operaes de almoxarifado</p><p>13</p><p>Localizao de Materiais</p><p> Sistema de localizao: estabelece os princpios para rpida e precisa </p><p>identificao da localizao dos materiais no almoxarifado</p><p> Utiliza-se de cdigos alfanumricos para representao de cada local de </p><p>estocagem e suas subdivises</p><p> O chefe do almoxarifado normalmente o responsvel pelo sistema de </p><p>localizao</p><p>Operaes de almoxarifado</p><p>14</p><p>Localizao de Materiais</p><p>Operaes de Almoxarifado</p><p>15</p><p>Critrios de Localizao</p><p> Sistema de estocagem fixa: as reas de estocagem so divididas de </p><p>modo que cada parte abrigar apenas um tipo de material; pode gerar </p><p>desperdcios, com um tipo de material em excesso nos corredores e </p><p>reas para outros materiais livres</p><p> Sistema de estocagem livre: no existem locais fixos para materiais </p><p>especficos, a no ser para materiais que exigem condies especiais; </p><p>praticamente elimina desperdcio de espao, mas exige maior controle </p><p>na localizao de cada item</p><p>Operaes de Almoxarifado</p><p>16</p><p>Localizao de materiais</p><p>ESTOCAGEM</p><p>Estocagem de Materiais</p><p>18</p><p>Tcnicas de Estocagem</p><p> Dependendo das caractersticas dos materiais em estoque, podem ser </p><p>utilizadas desde simples prateleiras at sistemas complexos de </p><p>armaes, caixas e gavetas</p></li><li><p>20/10/2010</p><p>4</p><p>Estocagem de Materiais</p><p>19</p><p>Tcnicas de Estocagem</p><p>Caixas</p><p> Adequadas a itens de pequena dimenses, que podem ser fabricadas </p><p>pela prpria empresa ou adquiridas de fornecedores especializados</p><p> Podem ser utilizadas na linha de produo</p><p>Estocagem de Materiais</p><p>20</p><p>Tcnicas de Estocagem</p><p>Prateleiras</p><p> Fabricadas com madeira ou perfis metlicos, adequadas a peas </p><p>grandes, servindo tambm como apoio para gavetas ou caixas</p><p> As prateleiras de madeira possuem a vantagem de absorver melhor </p><p>impactos, enquanto que as de metal so mais flexveis na montagem e </p><p>mais resistentes a impactos</p><p>Estocagem de Materiais</p><p>21</p><p>Tcnicas de Estocagem</p><p>Empilhamento</p><p> Diminui e at elimina a necessidade de prateleiras, devido a colocao </p><p>dos paletes um em cima do outro</p><p> Maximiza a ocupao do espao vertical</p><p>Estocagem de Materiais</p><p>22</p><p>Tcnicas de Estocagem matrias-primas</p><p> Podem ser estocadas de forma centralizada ou descentralizada</p><p> Centralizada:</p><p> Facilita o planejamento da produo</p><p> Inventrio realizado em um nico local</p><p> Melhor controle sobre peas defeituosas</p><p>Estocagem de Materiais</p><p>23</p><p>Tcnicas de Estocagem matrias-primas</p><p> Descentralizada:</p><p> Torna o inventrio mais rpido, pois a visualizao de cada item </p><p>mais rpida</p><p> Facilita a distribuio dos itens para os locais de produo</p><p> Melhor aproveitamento do espao</p><p>Estocagem de Materiais</p><p>24</p><p>Tcnicas de Estocagem produtos em processo</p><p> Centralizada:</p><p> Maior necessidade de movimentao interna e de equipamentos </p><p>transportadores</p><p> Descentralizada</p><p> Os materiais so armazenados em caixas e/ou paletes junto s </p><p>reas de produo</p></li><li><p>20/10/2010</p><p>5</p><p>Estocagem de Materiais</p><p>25</p><p>Tcnicas de Estocagem produtos acabados</p><p> Para entrega imediata:</p><p> Local de armazenagem deve estar prximo expedio</p><p> Por encomenda</p><p> Local de armazenagem se torna secundrio</p><p>MANUSEIO E ACONDICIONAMENTO DE PRODUTOS</p><p>SISTEMA PORTA PALETECARACTERSTICAS:</p><p> Acesso direto a cada palete armazenado;</p><p> Possibilidade de retirar qualquer mercadoria </p><p>sem ter a necessidade de mover ou deslocar </p><p>as restantes;</p><p> Controle fcil de estoques, j que cada </p><p>espao pertence um palete;</p><p> Adaptabilidade a qualquer tipo de carga, </p><p>tanto por peso quanto por volume.</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que trabalham com grandes </p><p>quantidades de itens;</p><p> Produtos com variedade de peso e tamanho.</p><p>Estruturas de Armazenamento:</p><p>ESTANTE PARA PALETIZAO COMPACTA - DRIVE IN</p><p>CARACTERSTICAS:</p><p> Requer o mnimo de corredores para </p><p>manobrar;</p><p> Mxima utilizao do espao disponvel </p><p>(85%);</p><p> Ideal para armazenar produtos homogneos, </p><p>cuja rotao ou acesso direto no seja um </p><p>fator determinante.</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Armazns de Consolidao;</p><p> Empresas que trabalham com produtos </p><p>bastante padronizados;</p><p>ESTOQUE DINMICOCARACTERSTICAS:</p><p> Os paletes so colocados na parte superior e </p><p>so deslocados por gravidade;</p><p> Rotao perfeita do produto (PEPS);</p><p> Polpa tempo na manipulao dos paletes;</p><p> Elimina interferncias na preparao dos </p><p>pedidos, ao contar com corredores de carga </p><p>e descarga;</p><p> Possibilita manter um inventrio permanente </p><p>e controlar saldo;</p><p> Excelente controle do produto armazenado.</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que trabalham com produtos com </p><p>prazo de validade pequena;</p><p> Locais onde o espao no seja to </p><p>importante.</p><p>ARMAZNS AUTO PORTANTES</p><p>CARACTERSTICAS:</p><p> No necessria a construo de um grande </p><p>edifcio previamente para instalar um </p><p>armazm;</p><p> Evitam - se perdas de espao, visto que o </p><p>armazm projetado para se ajustar s </p><p>medidas necessrias;</p><p> Menos custos de investimento e menos </p><p>tempo de execuo.</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que precisam estocar em grandes </p><p>altitudes.</p><p>LOGSTICA DE ARMAZENAGEM</p><p>ARMAZNS MIDI LOADSCARACTERSTICAS:</p><p> Automao Total;</p><p> O produto vai ao operador;</p><p> Evita perdas no armazm, visto que um </p><p>operador manipula somente uma caixa;</p><p> Maximizao do espao disponvel;</p><p> Comodidade e facilidade de acesso s </p><p>caixas.</p><p>RECOMENDADO PARA: Empresas que trabalham com pequenos </p><p>volumes;</p><p> Produtos no paletizados e colocados em </p><p>caixa;</p><p> Empresas que fracionam seus volumes.</p></li><li><p>20/10/2010</p><p>6</p><p>PORTA PALETE LEVE</p><p>CARACTERSTICAS:</p><p> Armazena produtos leves e pequenos;</p><p> Proporciona maior agilidade no processo de </p><p>preparao de encomendas;</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que manuseiam manualmente os </p><p>produtos.</p><p>SISTEMA FLOW - RACKCARACTERSTICAS:</p><p> Ideal para trabalhar o sistema PEPS</p><p> Comporta o maior nmero de itens na parte </p><p>frontal das estantes;</p><p> Diminui o tempo de operao das </p><p>encomendas;</p><p> Maximiza os espaos de operao.</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que trabalham com produtos com </p><p>data de validade restrita;</p><p> Ideal para pequenos volumes;</p><p> Mercadorias no paletizadas.</p><p>ESTANTES SIMPLES CARACTERSTICAS:</p><p> Facilita a montagem;</p><p> Grande capacidade de carga;</p><p> Estabilidade perfeita;</p><p> Esttica adaptvel, que lhe permite </p><p>harmonizar com qualquer ambiente;</p><p> Combinaes mltiplas e possibilidade de </p><p>nveis;</p><p> Adaptabilidade total aos espaos disponveis</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que trabalham com itens </p><p>pequenos e que precisam ser movimentados </p><p>ligeiramente;</p><p> Empresas que manuseiem de forma manual;</p><p> Armazns alugados, onde j existe o espao </p><p>pr - definido.</p><p>MEZANINOS METLICOS CARACTERSTICAS:</p><p> Multiplica o espao de armazenagem da </p><p>empresa;</p><p> Montagem rpida, fcil e limpa;</p><p> Adaptvel s necessidades concretas de </p><p>cada cliente, devido grande variedade de </p><p>medidas, tipos de piso, sistemas de </p><p>construo, etc.</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que precisam aumentar seu </p><p>espao de estocagem;</p><p> Situaes onde o investimento em novos </p><p>locais de armazenagem no compensa o </p><p>valor do terreno.</p><p>CANTILEVECARACTERSTICAS:</p><p> Ideais para produtos compridos;</p><p> Possibilidade de regulagem da altura sem </p><p>problemas;</p><p> Regulagem autnoma dos braos.</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que trabalham com tubos, barras, </p><p>perfis, madeira, etc.</p><p>ARMRIOS MVEIS CARACTERSTICAS:</p><p> Grande aproveitamento do espao;</p><p> Grande capacidade de adaptao a qualquer </p><p>espao disponvel;</p><p> Segurana total dos produtos armazenados, tanto </p><p>contra intrusos como incndios ou deterioraes;</p><p> Facilidade de montagem.</p><p>RECOMENDADO PARA:</p><p> Empresas que trabalham produtos pequenos mas </p><p>com alto valor agregado.</p></li><li><p>20/10/2010</p><p>7</p><p>EMBALAGEM</p><p>Embalagem</p><p>38</p><p> Objetivo geral das embalagens: proteger o produto </p><p>da melhor forma possvel, de acordo com a(s) </p><p>modalidade(s) de transporte utilizada(s), ao menor </p><p>custo possvel</p><p> As perdas com transporte so altas; grande parte </p><p>dessas perdas poderia ser evitada com o uso de </p><p>embalagens adequadas</p><p> O projeto e a fabricao das embalagens envolvem </p><p>escolha e teste das matrias-primas, testes de </p><p>resistncia, de impacto, entre outros, para que as </p><p>utilizadas nas operaes sejam eficientes e de </p><p>baixo custo</p><p>Embalagem</p><p>39</p><p>Tipos de embalagem caixa de papelo</p><p> Embalagem de baixo custo, servindo como alternativa s caixas de </p><p>madeira ou compensado</p><p> O papelo ondulado uma colagem de um papel ondulado (miolo) a um </p><p>papel liso (capa)</p><p> A ondulao pode ser alta (4,7 mm) ou baixa (3,0 mm), tendo a alta </p><p>maior capacidade de amortecimento</p><p>Embalagem</p><p>40</p><p>Tipos de embalagem caixa de papelo</p><p> Parede simples</p><p> Parede dupla</p><p>Embalagem</p><p>41</p><p>Tipos de embalagem caixa de papelo</p><p> Caixa armada</p><p> Caixa desarmadaOperaes de Almoxarifado</p><p>Embalagem</p><p>42</p><p>Tipos de embalagem caixa de papelo</p><p> Diviso interna (ou colmia)</p></li><li><p>20/10/2010</p><p>8</p><p>Embalagem</p><p>43</p><p>Tipos de embalagem tambores</p><p> Aplicao abrangente: todo tipo de lquido, produtos pastosos, </p><p>granulados, entre outros</p><p> O revestimento interno fundamental para a adequao do tambor ao </p><p>produto que ser nele acondicionado, especialmente no caso de </p><p>alimentos e determinados produtos qumicos</p><p> Principais vantagens: capacidade de proteo, facilidade de </p><p>manipulao, armazenagem e transporte</p><p>Embalagem</p><p>44</p><p>Tipos de embalagem fardos</p><p> Ideal para produtos de baixa densidade, que normalmente ocupam </p><p>grandes volumes (quanto maior o volume, maior o custo do frete)</p><p> O material comprimido e preso com fitas, reduzindo seu volume e </p><p>facilitando o manuseio do material nos processos de carga/descarga e </p><p>movimentao interna</p><p> Materiais comumente enfardados: fumo, alfafa, algodo, tecidos, </p><p>resduos de materiais (como bagao de cana e aparas de papel), entre </p><p>outros</p><p>Embalagem</p><p>45</p><p>Tipos de embalagem recipientes plsticos</p><p> Esto substituindo na indstria as embalagens convencionais de vidro, </p><p>madeira e metal</p><p> So fabricados com polietileno, material que permite grande flexibilidade </p><p>nas formas e na capacidade volumtrica</p><p> Polietileno: resina obtida do gs etileno, que por sua vez derivado do </p><p>petrleo ou do lcool etlico</p><p> So mais leves que as embalagens de vidro e metal e possuem grande </p><p>resistncia corroso e ao de cidos, tendo tambm uma </p><p>manuteno mais simples</p><p>Embalagem</p><p>46</p><p>Tipos de embalagem recipientes plsticos</p><p> Exigem certos cuidados:</p><p>a) Produtos volteis no devem ficar armazenados nesses </p><p>recipientes por muito tempo, devido sua permeabilidade</p><p>b) Devem ser preferencialmente pintados de preto, para evitar o </p><p>ataque dos raios ultravioletas, que torna os recipientes </p><p>quebradios</p><p>c) Aqueles que so feitos com resinas de alta presso no devem </p><p>ser expostos a temperaturas superiores a 70C</p><p>Embalagem - CARGA UNITRIA</p><p>47</p><p> Definio: carga constituda de embalagens de transporte, arranjada ou </p><p>acondicionada de modo que possibilite o seu manuseio, transporte e </p><p>armazenagem por meios mecnicos, como uma unidade</p><p> Usa-se com a empilhadeira, possibilitando uma eficincia nica nos </p><p>processos de carga/descarga e movimentao interna</p><p> O palete o principal dispositivo para a formao de cargas unitrias</p><p>Embalagem - CARGA UNITRIA</p><p>48</p><p>Carga Unitria Palete</p></li><li><p>20/10/2010</p><p>9</p><p>Embalagem - CARGA UNITRIA</p><p>49</p><p>Carga Unitria - Palete</p><p> O palete basicamente um estrado de madeira, metal ou fibra, com </p><p>dimenses variadas, de acordo com sua aplicao</p><p> No comrcio internacional, foi adotada como medida padro do palete </p><p>1.100 mm x 1.100 mm</p><p>Embalagem - CARGA UNITRIA</p><p>50</p><p>Carga Unitria - Palete<

Recommended

View more >