livro plantas medicinais 3ed ri

Download LIVRO Plantas Medicinais 3ed RI

Post on 24-Jul-2015

472 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Plantas medicianais

TRANSCRIPT

Plantas MedicinaisMara Zlia de Almeida3 edio

Plantas MedicinaisMara Zlia de Almeida

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Reitor Dora Leal Rosa Vice Reitor Luiz Rogrio Bastos Leal

EDITORA DA UFBA Diretora Flvia M. Garcia Rosa CONSELHO EDITORIAL Titulares ngelo Szaniecki Perret Serpa Caiuby Alves da Costa Charbel Nio El-Hani Dante Eustachio Lucchesi Ramacciotti Jos Texeira Cavalcante Filho Alberto Brum Novaes Suplentes Evelina de Carvalho de S Hoisel Cleise Furtado Mendes Maria Vidal de Negreiros Camargo

Plantas MedicinaisMara Zlia de Almeida3 Edio

EDUFBA Salvador-BA 2011

Copyright 2000 by Mara Zlia de Almeida 2003 - 2 ed. 2011 - 3 ed. Direitos para esta edio cedidos Edufba. Feito o depsito legal.

Projeto grfico - Amanda Santana da Silva Capa - Matheus Menezes Reviso tcnica - Jos Fernando Oliveira Costa Reviso Bibliogrfica - Raoni Avan de Almeida Barbosa e Tarso Fontes Normalizao - Humberto Fonseca de Freitas Reviso - Susane Barros

Sistema de Bibliotecas - UFBA Almeida, Mara Zlia de. Plantas medicinais / Mara Zlia de Almeida. - 3. ed. - Salvador : EDUFBA, 2011. 221 p. ISBN 978-85-232-07865-7 1. Plantas medicinais. 2. Plantas medicinais - Aspectos religiosos. 3. Ervas - Uso teraputico. 4. Botnica - Classificao. I. Ttulo. CDD - 615.532

Editora filiada :

EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Rua Baro de Geremoabo s/n Campus de Ondina CEP: 40170-290 Salvador-BA Tel/fax: (71)3263-6164 www.edufba.ufba.br

s minhas bisavs Anita, Cena e Amlia, s avs Rosa e Zlia, minha adorada me Cida; todas portadoras de herana cultural etnomdica e ancestral, mulheres mestias, grandes curandeiras urbanas, matriarcas que me ensinaram a importncia da mulher na arte de curar os males do corpo e da alma. Ao meu filho Raoni, que conviveu durante toda a sua infncia com livros e papis, aprendendo a ser tolerante com uma me sempre ocupada.

AgradecimentosDevo comear agradecendo a meus deuses, a todos aqueles que povoaram minha vida, que contriburam para o crescimento do meu conhecimento cientfico, para a minha felicidade pessoal, para os momentos difceis de reflexo e decises. Uma histria de vida, muito trabalho, inmeras dificuldades e indescritveis prazeres. Retomo minha histria recente e devo agradecer minha insubstituvel mestra, Dr. Maria Auxiliadora Coelho Kaplan, que muito mais que orientadora foi amiga, me, parceira, sem deixar vacilar a batuta de mestre, transmitindo conhecimentos de forma maestral acompanhando minha trajetria cientfica at hoje (2011). Ao amigo-irmo-filho Paulo Leda, pelas boas sugestes, parceria, vivncia e atualizao constante nesse universo dinmico das plantas medicinais. As amigas Suzana e Gilda Leito, pela amizade. Em especial a Gilda pelos convites de orientaes na UFRJ. Ao amigo Joo Carlos Silva do Jardim Botnico do Rio de Janeiro pelas boas horas de harmonia e alegria. amiga Yara Britto do Jardim Botnico do Rio de Janeiro pelo incentivo concluso dessa terceira edio e muitos outros incentivos. professora Nina Cludia pela boa parceria. Aos amigos Ademariza Fontes, Natrcio Pinto e Ben Barboza, que me colocaram na boca o sabor de morar na Bahia.

comadre-irm farmacutica Celeste Oliveira, por ser amiga de todas as horas. Famlia Diamantino, que me acolheu nos momentos de dificuldade e compartilhou os prazerosos. Ao professor Eudes Velozo, companheiro de algumas conquistas cientficas. Parceiro do Farmcia da Terra e de muitas outras lutas ideolgicas. Aos amigos, colegas, alunos e bolsistas do programa Farmcia da Terra/UFBA. diretora da Faculdade de Farmcia/UFBA, Prof. Mara Spnola. Ao Prof. Ajax Atta e ao Prof. Marcelo Castilho pela oportunidade de ao no Mestrado em Farmcia da UFBA. curadora do Herbrio A. L. C./UFBA, Prof Lenise Guedes. Ao Prof. Dr. Jos Fernando Costa pela amizade e sugestes para a terceira edio. amiga, farmacutica e companheira de trabalho, Mayara Queiroz pela competncia e perseverana. Aos farmacuticos e parceiros Antdio Reis Filho e Ingrid Guttierrez. Jussara Cony pelo belo prefcio dessa terceira edio. Aos queridos bolsistas do Farmcia da Terra, Andr, Flora e Halide, sempre atentos s nossas necessidades cotidianas. Ao meu pai (in memorian) por ter me ensinado a ser uma mulher forte e ao meu companheiro Franklin.

Ao amigo e orientando farmacutico Daniel Cardoso, pelo companheirismo e atualizao do texto de Colnia, Alpinia zerumbet, vegetal objeto de seu mestrado. Ao farmacutico Marcos Vincius Sales Teixeira que cedeu informaes tcnicas sobre o ch Verde, tema de sua monografia de fim de curso. Ao acadmico de farmcia, e sobrinho, Tarso Fontes, pela reviso bibliogrfica. Ao acadmico de farmcia Raoni Avan, pela reviso bibliogrfica e apoio em inmeras outras questes emergenciais que surgiram ao trmino dessa edio.

SumrioPrefcio Apresentao Plantas Medicinais:abordagem histrico contempornea

13 27 33 67 145 209

A cura do corpo e da alma Almanaque ndice das espcies vegetais citadas na obra

Prefcio O segredo no correr atrs das borboletas. cuidar do jardim para que elas venham at voc. Mrio Quintana

Quando Mara Zlia me solicitou que fosse autora desse Prefcio, me presenteou com a honra e o desafio.E, mais, abriu as asas para que pudessem voar em reflexes, no tempo e no espao, sobre o significado da resistncia dominao e de seus atores, individuais e coletivos, da relao dialtica entre os conhecimentos, da cincia e tecnologia como fatores de libertao dos povos, do direito escolha no processo de inverso de uma perversa lgica: a de privilegiar a doena que patrocina lucros a poucos em detrimento da sade que patrocina qualidade de vida a todos. Mara Zlia, profissional, cidad, militante, mulher do seu tempo histrico e que carrega em si saberes e fazeres ancestrais,vem contribuir, com sua dedicao, com uma obra de valor inestimvel para com nossa biodiversidade, patrimnio desse Brasil que toma o rumo do desenvolvimento econmico, ambientalmente sustentvel, numa perspectiva de uma nova era para a humanidade. Assim, sua participao, na atualidade, na resistncia milenar que nos permite a viso de que haver futuro, forjada na simbiose de sonhos e realizaes, antigos como a humanidade, que resgatam valores, saberes, vivncias e vem sendo construdos em etapas que, ao longo do

13

processo histrico, permeiam as relaes polticas, econmicas, sociais, culturais, ambientais e espirituais dos povos, nos induz a uma sntese que se inicia pelo que Mara Zlia e tantos de ns, homens e mulheres desse tempo, alm de sedimentarmos convices, vamos elaborando propostas, aes, polticas, prticas cotidianas, escrevendo, publicando, participando, unificando propsitos... enfim, fazendo histria... porque, os que se movem, constroem a histria... E segue pela primeira convico de que preciso reverter a lgica, baseada na dependncia, onde o medicamento surge como instrumento de dominao tcnica, econmica e cultural.E que, para isso, um dos caminhos a seguir o de transformarmos emdeciso poltica de governo o que a sociedade constri, almeja e necessita.

14

O que foi concretizado, na atual etapa do Projeto Nacional de Desenvolvimento atravs da elaborao da Poltica Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterpicos que, em resumo, efetua a aliana entre a nossa biodiversidade e a formao de pessoas para o desenvolvimento de tecnologias que viabilizem uma importante opo teraputica , ampliando o acesso aos medicamentos, com humanizao, qualidade, segurana e eficcia. Num processo que abrange desde a cadeia produtiva at a implementao da Fitoterapia no SUS. E partimos de convices outras que, com aes concretas de profissionais como a que chamamos Professora Mara Zlia, pois mestra pelo saber, fazer e compromissos com transformaes, temos adquirido em nossa prtica cotidiana de que nossas Universidades dispem de recursos estruturais e humanos para realizar estudos e pesquisas, a partir do potencial das regies, na perspectiva de se constiturem em celeiros dessa cultura. E de que o valor econmico de nossas plantas

de extrema magnitude e a nossa autonomia para gerir nossos recursos naturais somente ser respeitada quando tomarmos a deciso de valorizar e integrar nossos conhecimentos tradicional e acadmico e de implementar Redes de Cooperao Tcnica e Cientfica, formando e capacitando para o desenvolvimento e produo de Tecnologias de Inovao, agregando valor ao saber dos povos. Essas convices, que tiveram sua elaborao a partir de reflexes com amplos setores da sociedade, onde se destaca essa capacidade brasileira de resistir dominao e aos entraves libertao, me permite, ao elaborar esse Prefcio, afirmar que Mara Zlia, sempre presente com seu conhecimento, adquirido em andares universitrios em simbiose com andares na vida, nos processos dessa construo coletiva, parte integrante, com sua obra, na elaborao e ao para que a Poltica Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterpicos, sob a Coordenao do Ministrio da Sade, inserida na Poltica de Assistncia Farmacutica, como parte integrante do SUS, tenha sedimentao em princpios como: - a contribuio para o nosso desenvolvimento sustentvel e a soberania do Brasil; - a construo efetiva do Sistema nico de Sade e de suas polticas setoriais; - o uso e preservao de nossos recursos naturais e a manuteno do patrimnio gentico nacional; - a relao dialtica entre os saberes tradicional e acadmico, colocando por terra o falso antagonismo que serve dominao; - a garantia de trabalho e gerao de renda.

15

Hoje 26 de dezembro de 2010. Um dia aps o Natal e s vsperas de um Novo Ano que chega na perspectiva concreta de promissores avanos para o Brasil, que nos instigam e desafiam, na complexidade do mundo em que vivemos. Mara Zlia, com essa obra fruto de momentos de dedicao, de estudo, de algumas incertezas e de construdas convices, de relaes amorosas e respeitosas com nossa biodiversidade e n