livro gesto ambiental

Download Livro   Gesto Ambiental

Post on 26-Nov-2015

93 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Gesto Ambiental e Responsabilidade Social Corporativa nas Organizaes

  • F A T E C

    Faculdade de Tecnologia Internacional

    Diretor-presidente

    Prof. Wilson Picler

    Diretor Acadmico

    Prof. Dr. Osvaldo Vieira do Nascimento

  • Curitiba2007

    Gesto Ambiental e Responsabilidade

    Social Corporativa nas Organizaes

    Rodrigo Bert

  • Gesto Ambiental e Responsabilidade Social Corporativa nas OrganizaesRodrigo BertEdio do AutorCuritiba, 2007pg. 236

  • Dedico esta obra primeiramente a Deus, Pai da infinita bondade, ao meu pai Otvio Bert (in memorian) por ter de-dicado a sua vida aos seus filhos e educao deles. A minha me Irde Araldi Bert, as minhas irms Luciane e Emanue-le, bem como ao meu cunhado Pedro (Neco). Homenagem esta que estendo aos meus sobrinhos Andr Bert Busnelo (in memorian), Maria Clara e Emanuel; ao meu filhinho Rin-co, que fez com que minha vida melhorasse muito.

    JUSTIA conquistada, na qual acreditamos e por ela lu-tamos, e cuja Honra foi lavada com lgrimas pelo meu Pai.

    dedicatria

  • agradecimentos

    Agradeo aos meus amigos e colaboradores que nas horas mais difceis sempre estiveram presentes: Cludia, Crislaine, Daiane, Digenes, Dirceu, Edson, Guilherme, Marlei, Mrcia, ao irmo Rodrigo, tia Zilda, aos amigos da Petrobrs Transporte S. A, Gilmar, Mrio, Tatiane, Laura, Joice entre tantos que nos motivam a continuar.

    Aos amigos do IBPEX, Patrcia Fernanda Santos ana-lista de informao, Editora, Fatec, Facinter, PUCPR e aos alunos de ps-graduao por todo esse Brasil.

    afilhada Letcia Kososki Rocha, ao compadre Maurcio e comadre Tas.

    Aos amigos que integram a gesto pblica administrativa de Fazenda Rio Grande-PR, na pessoa do Prefeito Toninho.

    E aos que lutam por causas ambientais, amiga Ldia Lukaski, e tantos outros que buscam salvar o planeta.

    s crianas, futura gerao, um compromisso ambiental de sustentabilidade.

  • nota sobre o autor

    Rodrigo Bert nasceu em Colorado-RS, onde passou a maior parte da sua adolescncia. Na juventude mudou-se com a sua famlia para Santa Rosa-RS. Graduou-se como Bacharel em Cincias Biolgicas, especializou-se em Bio-tecnologia e Educao Ambiental, pela FUBRA-DF; em Clonagem Vegetal, pela PUC-PR; Doutor em Meio Am-biente e atualmente est matriculado no curso de Ps-Dou-torado pela Universidad de Len Espanha, na rea do conhecimento Cincia e Tecnologia Marinha.

    Morou por sete anos no Mato Grosso do Sul, onde exer-ceu o trabalho de professor de escolas pblicas e privadas, desenvolveu vrios trabalhos no Pantanal com comunida-des ribeirinhas e de fiscalizao ambiental, foi concursado na UEMS Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, desenvolveu projetos na rea da educao ambiental na Escola Particular Santa Teresa, em Coxim. Foi perito do Mi-nistrio Pblico Estadual no Mato Grosso do Sul e no Rio Grande do Sul.

  • Atualmente, secretrio do meio ambiente na regio me-tropolitana de Curitiba, em Fazenda Rio Grande-PR, profes-sor de ps-graduao pelo IBPEX, INFOCO, de graduao da FATEC e membro de banca de mestrado da UNIVILLE-SC. consultor da Petrobrs Transporte S. A Transpetro, na unidade de So Francisco do Sul-SC e no Rio Grande do Sul, membro do parlamento mundial das Ongs nas Naes Unidas, professor da rede estadual de ensino nos cursos ps-mdio em meio ambiente e segurana no trabalho.

    Coordenou a implantao da Horta Comunitria no pro-grama FOME ZERO da Petrobrs e do Governo Federal e integra o grupo internacional de avaliaes de catstrofes ambientais globais.

    Elaborou e coordenou o projeto Educar e Transformar, em convnio com o FNDE Ministrio da Educao, na rea da vulnerabilidade social. Integra o Frum Social do Mercosul e vice-presidente do Conselho de Assistncia Social.

  • apresentao

    Chegamos ao ponto de nossa trajetria de ocupao e de explorao da Terra, em que sua capacidade de suporte d mostras inequvocas de esgotamento, sendo urgente a necessidade de revermos as premissas do crescimento eco-nmico, tendo em vista o alcance de ndices satisfatrios de desenvolvimento humano e de conservao ambiental.

    Esta obra busca identificar os mecanismos de gesto am-biental brasileira, suas implicaes e a responsabilidade so-cial. Dividido em doze captulos com exerccios propostos, nos quais pretende-se levar o aluno dos cursos de tecno-logias as praxes empresariais, formando uma corrente de responsabilidade scio-ambiental.

    Apresenta um resumo de legislao ambiental pertinente aos processos licenciatrios, conforme a vocao e deman-da das organizaes. Em cada captulo haver um momen-to de reflexo que aborda temas locais, da sociedade em geral e a necessidade de formarmos um grande grupo de pensadores, com viso protecionista na defesa do meio am-biente, o que chamamos de Tutela Ambiental.

  • Segundo Callisto e Frana*, preciso, para tanto, que a so-ciedade torne-se ciente de que o desenvolvimento no deve mais ocorrer, apesar do ambiente, como se este fosse obst-culo, mas em concordncia com ele, aproveitando-se ade-quadamente suas potencialidades, de forma a no exaurir os recursos naturais. Somente assim ser vivel a continuidade e a permanncia de nosso processo civilizador.

    Mudar radicalmente nossa concepo de desenvolvimento o principal desafio deste sculo. O conceito de sustentabili-dade necessita urgentemente ser internalizado nos processos produtivos e nas condutas cotidianas da sociedade, impondo-se como condio de governabilidade para todas as naes.

    Para a execuo de tamanha tarefa indispensvel atu-ao da gesto ambiental e a responsabilidade social, a que chamamos de gesto scio-ambiental. Buscar-se- sensibili-zar os empreendedores para que possam atingir essa gesto que conhecida como: a empresa deve ser socialmente justa e ambientalmente responsvel. A finalidade de tudo isso buscar a to almejada qualidade de vida, garantindo com isso a sobrevivncia do homem no planeta e dos demais se-res que integram a biosfera, esfera da vida.

    *CALLISTO; FRANA, 2004.

  • sumrio

    1 Gesto ambiental e a responsabilidade social >> 17

    1.1 Gesto ambiental >> 17

    1.2 A questo ambiental >> 21

    1.3 Meio social >> 24

    1.4 Gesto ambiental como mediao de conflitos >> 29

    2 Uma prtica de gesto participativa >> 39

    2.1 Problemas e conflitos ambientais >> 41

    2.2 Estudo de um problema ambiental e do processo de

    socializao de sua existncia >> 47

    3 Instrumentos de defesa ambiental na gesto ambiental >> 71

    3.1 Geologia ambiental >> 72

    4 Vulnerabilidade ambiental >> 81

    5 Gesto ambiental em reas urbanas >> 87

    6 Impactos ambientais >> 95

  • 6.1 Bioindicadores >> 96

    6.2 Mtodos geofsicos >> 99

    7 Estudo de impacto ambiental >> 105

    7.1 Avaliao de impacto ambiental >> 106

    8 Instrumentos de proteo ao meio ambiente >> 121

    8.1 Licenciamento ambiental >> 121

    9 reas degradadas com passivos ambientais >> 135

    9.1 Tratamento de passivos ambientais >> 139

    9.2 PRAD Plano de Recuperao de rea Degradada >> 139

    10 Gerenciamento de resduos >> 147

    10.1 Saneamento de solos contaminados >> 147

    10.2 Desumidificao >> 148

    10.3 Recuperao de solventes >> 148

    10.4 Pirlise >> 148

    10.5 Compostagem >> 149

    10.6 Incinerao >> 149

    11 Certificao srie iso >> 157

    11.1 rgos acreditadores e certificadores >> 159

    11.2 Definies e termos tcnicos na gesto

    ambiental no setor empresarial >> 161

    11.3 Rotulagem ambiental >> 167

  • Consideraes finais >> 179

    Referncias por captulo >> 183

    Referncias >> 185

    Apndices >> 191

    Gabarito >> 231

  • captulo 1

    Gesto ambiental e a responsabilidade social

    Nesta Unidade abordaremos a problemtica ambiental do ponto de vista da relao sociedade-natureza. No primeiro momento, examinaremos alguns aspectos relevantes desta relao, oportunidade em que voc dever analisar a ques-to ambiental a partir da interao entre os meios social e fsico-natural, com uma abordagem e viso holstica e sist-mica de mundo.

    Quando pensamos Educao Ambiental na Gesto do Meio Ambiente, estamos desejando participao dos cida-dos, principalmente de forma coletiva na gesto do uso dos recursos ambientais e nas decises que afetam a qualidade do meio ambiente. Como seria complicado e at impossvel viver sem os outros elementos do meio, na verdade estamos falando de decises que influenciam, fortemente, a qualida-de de vida da populao humana.

    1.1 Gesto ambiental

    A gesto ambiental tem por objetivo analisar a questo do meio ambiente a partir da interao entre os meios social

  • 18 Rodrigo Bert Gesto ambiental e responsabilidade social corporativa nas organizaes

    e fsico-natural e identificar os principais aspectos da Ges-to Ambiental no Brasil e suas implicaes. Neste contex-to, buscar-se- o entendimento do sistema nacional do meio ambiente, o pacto federativo das atribuies estatais e, prin-cipalmente, uma ampla discusso com a sociedade civil or-ganizada.

    Os trabalhadores de rgos de Gesto Ambiental (Prefei-turas, rgos Estaduais e Municipais de Meio Ambiente e IBAMA Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renovveis) e militantes de entidades da sociedade civil, que atuam na rea (organizaes no-governamentais ONGs ambientalistas, movimentos sociais, associaes comunitrias, entidades de classes etc.) costumam tomar conhecimento diariamente de agresses e ameaas ao meio ambiente. De vrias formas chegam denncias e informaes de desmatamento ilegal, aterramento de manguezais,

Recommended

View more >