livro completo 3ª série - (1ª revisão)

Download Livro Completo 3ª Série - (1ª Revisão)

If you can't read please download the document

Post on 07-Jul-2016

242 views

Category:

Documents

15 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

prevestbular

TRANSCRIPT

ABRINDO CAMINHOS

ABRINDO CAMINHOS

Religiosidade e Convivncia

3 Srie/Ensino Fundamental

SUMRIO

1. Identidade e Relaes

1.1. Eu e os outros.....................................................................

1.2. Somos diferentes uns dos outros...............................................

1.3. Sinto, logo existo!................................................................

1.4. Eu existo com o outro hbitos e costumes..................................

2. Natureza, cultura e sociedade

2.1. O mundo em que vivemos........................................................

2.2. Conscincia ecolgica e social...................................................

2.3. A teia da vida interdependncia dos seres vivos............................

2.4. Precisamos uns dos outros somos sociedade.................................

2.5. O mundo com que sonhamos.....................................................

3. tica e valores

3.1. Somos responsveis uns pelos outros............................................

3.2. Respeito e tolerncia...............................................................

3.3. Somos todos irmos.................................................................

3.4. Pessoas que ajudaram a mudar o mundo........................................

4. Abertura ao transcendente

4.1. Irmos que se renem em comunidade de f..................................

4.2. Vivendo em comunidade e para a comunidade................................

4.3. Diferentes modos de viver a religiosidade......................................

4.4. Somos comunidade celebrando a vida...........................................

5. Manifestaes religiosas

5.1. Cultura religiosa e suas expresses..............................................

5.2. Ensinamentos que orientam a vida das pessoas................................

5.3. Desesperar, jamais!.................................................................

5.4. As prticas religiosas ...............................................................

TEMA 1: EU E OS OUTROS

BATE-PAPO

Voc j parou para pensar na importncia das diversas pessoas presentes a sua volta? Cada uma com seu jeito de ser, sentimentos, hbitos e costumes?

Desde nosso nascimento no estamos sozinhos no mundo. Muitas pessoas chegam at ns e participam direta ou indiretamente de nossa vida.

Vamos pensar em vrias situaes do nosso dia-a-dia onde o outro tem grande importncia em nossa vida. No espao em branco, escreva o nome de algumas pessoas e o valor que cada uma delas tem para voc.

DADOS NOVOS

Voc no nico no mundo. Desde muito cedo em nossa vida, aprendemos que junto com os outros que somos mais humanos e felizes. atravs da convivncia que nos desenvolvemos, e pouco a pouco podemos perceber, nas pessoas que nos cercam, pedacinhos de ns mesmos. O outro d sentido a nossa vida. Fomos feitos para viver juntos.

VIVNCIA

Ningum consegue viver sozinho, temos necessidade de nos relacionar uns com os outros. Necessitamos do outro para crescermos como seres humanos.

A Seguir faremos a brincadeira dos bales coloridos, isto nos ajudar a pensar sobre a importncia de cada pessoa em nossa vida. Vamos l! Mos obra!

Cada um receber um balo colorido.

Em seguida, voc dever fazer um desenho de um rosto no balo e escrever seu nome.

hora de brincar! Siga as instrues do professor.

PENSAMENTO EM AO

Uma das maneiras de perceber que o outro importante para voc lembrando que ele existe e faz parte de sua vida. Vamos relembrar lugares e momentos de alegrias e tristezas que tivemos em contato com o outro?

.

DESAFIO

Durante a semana, tentaremos valorizar ao mximo a convivncia com as pessoas que nos rodeiam. Procuraremos saber mais sobre as pessoas com que cruzamos todos os dias: seu nome, qual sua profisso, o que mais gosta de fazer, em fim interessar-se, procurando descobrir virtudes e dificuldades do outro. Pensar como podemos ajud-lo em suas dificuldades e ainda como trabalhar suas qualidades a fim de enriquecermos nossa convivncia.

TEMA 2: SOMOS DIFERENTES UNS DOS OUTROS

BATE-PAPO

O ser humano no vive sozinho; depende dos outros para sobreviver e ser feliz. Mas apesar de fazermos muitas coisas em comum, existem caractersticas que so somente nossas. O seu jeito de ser, a maneira como v e sente as coisas, etc. O fato de vivermos juntos no significa que temos que ser iguais as pessoas com as quais convivemos. E na diferena que a nossa convivncia em grupo se torna ainda mais rica. Precisamos respeitar as diferenas e o jeito de ser de cada pessoa.

Fique atento s orientaes do professor, pois esta atividade nos ajudar a compreender um pouco mais sobre nossas diferenas.

DADOS NOVOS

Normalmente as pessoas s gostam de se relacionar com aquelas que tm um jeito bem parecido com o seu, que gostam de fazer as mesmas coisas. bem mais fcil combinar com quem se parece com a gente. Contudo, isso tambm pode representar um grande perigo. As pessoas que aplaudem, elogiam ou pensam igual, vo pouco a pouco perdendo a capacidade de conviver com as outras que pensam diferente. No aceitam outras opinies ou crticas a seu respeito e acabam se fechando para outras possibilidades. Contentam-se em viver em seu mundinho.

O fato de sermos diferentes uns dos outros s contribui para uma boa convivncia, pois assim no estacionaremos, estaremos sempre crescendo atravs da troca que existir entre ns. Respeitando o jeito de ser de cada pessoa, valorizamos o diferente e aprendemos muito.

VIVNCIA

Vamos fazer agora uma gostosa experincia. Fique bem atento as orientaes do seu professor e abuse da criatividade.

PENSAMENTO EM AO

Observe bem as figuras. Elas representam algumas caractersticas do jeito de ser das pessoas.

Vamos selecionar e colorir quatro figuras que mais se identificam com seu jeito de ser.

DESAFIO

Durante esta semana vamos procuram conviver com pessoas diferentes, aquelas de que, justamente por serem diferentes no nos aproximamos muito. Procure conhecer melhor essas pessoas; voc vai se surpreender, vai se encantar pelo diferente. Aproveite este momento para estar mais prximo do colega, procurando conhecer um pouco mais do jeito ser de seus colegas. Voc vai conhecer a riqueza que existe nas diferentes maneiras de agir e pensar.

TEMA 3: SINTO, LOGO EXISTO!

BATE-PAPO

O que ser que aconteceria conosco se no tivssemos sentimentos? Os sentimentos so capazes de mudar alguma coisa na vida das pessoas? O que por exemplo? Existe um sentimento que mais importante que o outro? Voc acha que a razo prevalece sobre os sentimentos ou o contrrio?

Para comearmos a responder estas e tantas outras questes, vamos ler a histria em quadrinhos: O vale dos sentimentos.

PARA O ILUSTRADOR

Transformar a histria: O vale dos sentimentos em uma histria em quadrinhos. Como no exemplo que segue.

O vale dos sentimentos

Um pai, vendo o jovem e inexperiente filho possesso de dio e fria, tomado de cime da namorada que vira conversando com outro rapaz, chamou-o para um canto e contou-lhe a seguinte estria.

Havia um lugar chamado Vale dos Sentimentos e l moravam todos os sentimentos do mundo. Cada qual com seu nome: Alegria, Tristeza, Sabedoria, Determinao e outros. Apesar de serem to diferentes, se davam muito bem. At os sentimentos como Orgulho, Tristeza e Vaidade no tinham problemas entre si. Mas era l no fundo do vale, na ltima casinha que morava o mais bonito dos sentimentos, o Amor. Ele era to bom que, quando os outros sentimentos chegavam perto dele, modificavam-se. Isso acontecia porque dentre todos eles o Amor era o melhor. Porm, no mesmo vale, num lugar mais afastado havia um castelo. L neste castelo tambm morava um sentimento, que apesar de forte no possua nada de bom. Era o lar da Raiva. E a Raiva, de to ruim que era, no gostava dos outros moradores do vale.

Por isso, quando acordava de mau humor, fazia de tudo para estragar a beleza do lugar. Certo dia teve uma idia. Foi at o calabouo e preparou a poo mais esquisita e estraga prazeres de que se tem notcia. A fumaa que se ergueu da poo tomou conta do lugar , atingindo todo o vale; transformou-se numa tempestade como nunca se tinha visto antes. Quando o vale se encheu de raios, chuva e vento, todos correram para se proteger. O Egosmo foi o primeiro a se esconder, deixando todos para trs. A Alegria deu risadas de alvio por ter se salvado rapidinho. A Riqueza recolheu tudo o que era seu, antes de se abrigar. A Tristeza, a Sabedoria... a Vaidade... todos conseguiram chegar em suas casas a tempo, ...menos o Amor. Ele estava to preocupado em ajudar os outros sentimentos que acabou ficando para trs. Ento algo terrvel aconteceu: um raio cortou os cus atingindo o Amor. Ouviu-se um estrondo gigantesco e um corpo caiu ao solo.

A Raiva deu sua tarefa por cumprida e retirou-se para dormir. Quando a tempestade passou, os sentimentos todos puderam abrir suas janelas aliviados. Mas ao sarem, eles sentiram uma coisa diferente no ar. Algo que nunca tinham sentido antes. Foi ento que eles viram a cena. - O que aconteceu com o amor? - perguntavam entre si - Ele no se mexe! - afirmou outro sentimento - Est to parado que at parece que morreu! - exclamou outro.

Nesse momento a Tristeza comeou a chorar e o Orgulho no aceitava os fatos dizendo que tudo era mentira. A Riqueza afirmava que era um desperdcio e a Alegria, pela primeira vez, verteu

Recommended

View more >