Livemocha - parte 2

Download Livemocha - parte 2

Post on 27-Jun-2015

244 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Universidade Federal de Minas GeraisEscola de Cincia da InformaoDepartamento de Teoria e Gesto da Informao Alunos:Adrileia de Moura Lima Ana Clara Ribeiro Rocha Elizangela do NascimentoJanana de Sousa Alves Belo Horizonte2012</li></ul> <p> 2. Avaliao de usabilidadeInspeo 3. Usabilidade a facilidade de uso que as pessoas podemempregar uma ferramenta ou objeto a fim derealizar uma tarefa especfica; Usabilidade o fator que define o quanto osprodutos so fceis de usar, levando emconsiderao a sua eficincia e se agradvel doponto de vista do usurio final. Isso necessriopara melhorar a interao entre o produto e aspessoas que utilizaro o mesmo, sendo assim,permitindo que o usurio possa trabalhar nesteproduto (software, web sites, etc.) de qualquerlugar. 4. LivemochaO Livemocha uma rede social que ofereceuma combinao de aprendizagem online deidiomas e prtica com falantes nativos, naqual as pessoas ensinam e aprendem umascom as outras. 5. Fazer o usurio pensar indcio de que algo no est bom... 6. BreadcrumbsOs breadcrumbs tambm so uma ajudavisual eficaz que indica a localizao dousurio dentro da hierarquia do site,tornando-se uma grande fonte deinformao contextual 7. Previso de errosPreviso de erros 8. Percurso CognitivoA interface permite ao usurio executar asaes de modo simples. No h grandescomplicaes em se localizar as informaesdesejadas e desse modo pode-se darsequncia as tarefas iniciadas em outromomento. Considera-se isso muitoimportante uma vez que a Rede Livemocha destinada principalmente ao ensino deidioma. 9. Inspeo de Consistncia Em todo o site observa-se uniformidade nouso de cores, fontes. A terminologia noexige grande esforo do usurio para ainterao no que proposto pela rede. Formas de entrada e sada so semelhantesao modelo estabelecido na rede, noapresenta maiores transtornos aos seususurios. 10. Inspeo de Consistncia Possui uma opo de ajuda nos principaisidiomas. Localizada no rodap da pgina,pouco visvel, embora aparea empraticamente todo o site. Essa opo tambmest na pgina de cursos, pode-se tambmsolicitar suporte atravs de um formulrio que enviado online com promessa de contatoem at 48 horas. 11. Uso das convenes da Internet 12. Uso das convenes da internet 13. Avaliao da Arquitetura daInformaoArquitetura da Informao a arte e a cinciade estruturar e organizar ambientes deinformao para ajudar as pessoas asatisfazerem suas necessidades de informaode forma efetiva. (SteveTobs apud Marion) 14. Arquitetura da Informao A avaliao da arquitetura da informao feita, principalmente, por anlise da estruturada informao utilizando mtodo deverificao heurstica. 15. Heursticas de Louis Rosenfeld Na pgina principal o usurio que utiliza osite com regularidade consegue navegar elocalizar o contedo desejado, permite-seuma memorizao da disposio dasinformaes. No entanto um usurio inexperiente podeencontrar alguma dificuldade, pois h muitasinformaes numa mesma tela. 16. Excesso de informaes 17. Em todo o site no h imagens ou textos publicitrios 18. Interface de busca Na proposta da rede social Livemocha, no huma interface de busca. 19. Navegao Contextual Est claro para o usurio a localizao em quese encontra no site e onde est. Porm nofoi localizado um mapa do site no Livemocha. 20. Navegao Global No so necessrios muitos cliques para seatingir os objetivos no site. Para comear umcurso, com dois cliques possvel o usurioiniciar a tarefa. Os rtulos no site no so enganosos, estode acordo com o informado. 21. Acessibilidade 22. ConceitoAcessibilidade definida como a condio parautilizao com segurana e autonomia, total ouassistida, dos espaos mobilirios e equipamentosurbanos, das edicaes, dos servios detransporte e dos dispositivos, sistemas e meios decomunicao e informao por uma pessoa comdecincia ou com mobilidade reduzida (ABNT NBR9050). Ou seja, a ideia de um mundo semobstculos, tanto para a locomoo, quanto para acomunicao! 23. ConceitoAcessibilidade um novo nome para odireito de ir e vir para cerca de 24 milhesde brasileiros com algum tipo de deficincia(14,5% da populao). E esse nmero aindamaior se contarmos os 8% da populao, queso idosos e as pessoas com limitaestemporrias, como gestantes e obesos. 24. Diretrizes e-MAG 3.0 -&gt; Terceira verso do Modelo deAcessibilidade para o Governo Eletrnico,lanada em dezembro de 2005, contendoalteraes sugeridas durante a ConsultaPblica; WCAG 2.0 -&gt; (Web Content AccessibilityGuidelines) Normas internacionais. 25. Avaliao AcessibilidadeLivemocha 26. WCAGNvel de prioridade Significado da prioridade Nvel de Conformidade(conforme atendimento atodas as recomendaesde cada prioridade)Prioridade 1Requisitos bsicos AAAAAApara acessibilidadeXX XPrioridade 2Remoo de X Xsignificativasbarreiras deacessibilidadePrioridade 3Melhoria do acesso Xao contedo 27. Livemocha acessvel? O site no fornece alternativas para contedosonoro e visual; O contedo no apresentado de diferentesformas; No fornece auxlios de navegao paraorientar os usurios; As funes no esto disponveis pelo teclado. 28. Livemocha acessvel? H a possibilidade de incluir legendas etranscries nos vdeos; No entanto, no h descries para os vdeos; Textos dos hiperlinks fazem sentido fora docontexto; No h cabealhos, listas e uma estruturaconsistente; No h texto para locais clicveis em mapas. 29. Concluso A partir da anlise do Livemocha e pesquisa arespeito de usabilidade e acessibilidade, podemosperceber que o Livemocha atende aos critrios dausabilidade; Entendemos que o Livemocha atende algunscritrios de acessibilidade. Por outro lado, percebemos que na maioria dasdiretrizes analisadas utilizando o WCAG 2.0, oLivemocha deixa a desejar, no podendo assim, serclassificado como acessvel. 30. Referncias bibliogrficas Blog Azclick. Possui textos sobre usabilidade e outros assuntos.Disponvel em: . Acesso em: 06 jan. 2013. Dicas rpidas para construir websites acessveis. Disponvel em:. Acesso em: Livemocha. Disponvel em: . Acesso em: 05jan. 2013. Mundo acessvel. Possui informaes sobre acessibilidade e outrosassuntos. Desenvolvido por Isabel Cristina Hammes e Pedro AntonioSilvrio Lobo Mendona. Disponvel em:.Acesso em: 07 jan. 2013. ROSA, Renato. Usabilidade: conceito, aplicaes e testes. 2006. Disponvelem: . Acesso em: 01 jan. 2013. 31. Referncias bibliogrficas Web Content Accessibility Guidelines. Possui as diretrizes do WCAG 2.0.2008. Disponvel em: . Acesso em: 05jan. 2013. Chec</p>