lisboa cultural 190

Download Lisboa Cultural 190

Post on 10-Mar-2016

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

OS LUSÍADAS no Teatro Meridional / Entrevista: ANTÓNIO FONSECA | CONCERTOS DE NATAL EM IGREJAS (música) | IN SHADOW & IN ARTE (festivais) | ANTÓNIO BOLOTA: A ÚLTIMA LUZ DO DIA (exposições) | O CONTO DE NATAL (teatro)

TRANSCRIPT

  • 6 a 12 de DEZEMBRO de`10 n. 190

    Msica / Concertos de Natal em Igrejas / Pg. 6

    Centenrio da Repblica / Pg.13

    Em Agenda / Pg. 11

    Em destaque / Os Lusadas: Paixo Lusitana / Pg. 4

    Editorial / Pg. 3

    Curtas / Pg. 10

    Exposies /A ltima Luz do Dia / Pg. 8

    Teatro / O Conto de Natal / Pg. 9

    Festivais / InShadow & InArte / Pg. 7

  • Siga-nos emhttp://twitter.com/lisboa_cultural

    http://www.facebook.com/lisboaculturalhttp://itematicoslisboa.blogspot.com

    LISBOA CULTURAL

    Ficha tcnicaEdio: Diviso de Programao e Divulgao Cultural | Direco Municipal de Cultura | CMLEditor: Frederico Bernardino Redaco: Sara Ferreira, Susy Silva Design Grfico: Rute Figueira Capa: A ltima Luz do Dia de Antnio BolotaContactos: Rua Manuel Marques, 4F, Edifcio Utreque - Parque Europa, 1750-171 Lisboa | Tel. 21 817 06 00 | lisboa.cultural@cm-lisboa.pt

    F-lo de cor. De cor, no sentido de que provm do corao. Desde h mais de dois anos que o actor Antnio Fonseca dedica parte da sua vida a Os Lusadas de Cames. A herica (e improvvel) empresa resultou num espectculo ainda incompleto, mas que o pblico pode ver e sentir no Teatro Meridional, em Xabregas. So cinco cantos que o actor dramatiza no palco, em duas verses distintas: uma antologia e um programa para os sbados, com os cantos la carte para quem quiser ir mais alm. A experincia, garantimos, memorvel. Fonseca no se limita a recitar o poema pico de Cames. Vai mais alm, transporta-nos para dentro da ousada epopeia lusitana e, aventure-se quem quiser, comove-nos com o fulgor de algum que cr que tamanho desafio tem de estar no corao para poder estar na cabea.

    A escassas semanas do Natal, e num ano em que o pas se encontra mergulhado numa crise profunda, no queremos deixar de destacar os principais eventos culturais gratuitos que vo acontecendo em Lisboa. Esta semana, destacamos os j tradicionais Concertos em Igrejas que a autarquia promove anualmente para assinalar a quadra festiva, mas tambm uma interessante incurso ao universo de Charles Dickens e do seu Conto de Natal, pela mo da Associao Tenda - Palhaos do Mundo. No Mercado de Campo de Ourique, e numa iniciativa da Junta de Freguesia de Santo Contestvel, pode assistir a esta variao do clssico do escritor britnico protagonizada pelas actrizes Paula Guedes, ngela Pinto, Ana Moreira e Margarida Cardeal, elenco que vimos recentemente no Palcio da Independncia, em A Casa de Bernarda Alba de Garcia Lorca.

    EditorialNEWSLETTER

  • PAG. 4Em DestaqueLISBOA CULTURAL

    Aps dois anos e meio de intenso trabalho, o actor Antnio Fonseca d corpo e alma a Cames. Mais precisamente maior das epopeias portuguesas, Os Lusadas. Para j, no Teatro Meridional, possvel assistir, nos dias teis, a uma antologia dos cinco primeiros cantos. Ao sbado, os mesmo cinco so servidos la carte, mas na ntegra.

    NEWSLETTER

    um trabalho hercleo, aquele a que Antnio Fonseca (ver entrevista na pgina seguinte) dedicou parte considervel dos ltimos dois anos. Cinco cantos integrais d`Os Lusadas sabidos de cor, porque no uma leitura, uma contao, na qual aventuras e desventuras lusitanas so expostas com sentimento e muita paixo. Ou, no fosse Os Lusiadas uma epopeia, uma viagem que toca no mais profundo e essencial do ser humano.

    No palco, por entre as trs velas que simbolizam as naus da armada de Vasco da Gama, e onde se inscrevem os mapas de Portugal, Europa e frica, o actor narra e dramatiza as palavras do poeta. Do Conclio dos Deuses ao episdio do Adamastor, a viagem faz-se pela Ilha de Moambique, Mombaa e Melinde, pela Batalha de Ourique e o episdio de Ins de Castro, por Aljubarrota e sua gloriosa vitria sobre Castela. Mas, no se surpreenda o espectador se Antnio Ferreira introduzir alguns comentrios durante a contao. At porque, o objectivo fazer tambm uma actualizao da obra imortal de Cames. FB

    Teatro MeridionalAt 18 de Dezembro

    Verso Antologiade quarta a sexta | 21h45

    Verso Integral (*)Sbados | a partir das 17h

    * Entre cada canto do espectculo Os Lusadas h um intervalo, permitindo ao pblico assistir na ntegra ou optar por ver separadamente cada canto. Entre o canto III e IV, h uma pausa para jantar, das 20h30 s 22h.

    Os LusadasPaixo Lusitana

    Fran

    cisc

    o Le

    vita

  • Como que surgiu a vontade de trazer para o palco Os Lusadas?Penso que teve a ver com a necessidade de cumprir o meu papel social enquanto actor. Para mim, a literatura tem muito a dar ao nosso imaginrio, como todas as formas de expresso artstica que nos permitem viajar, procurar e experimentar em ns aquilo que desconhecamos. Num pas em que a literatura to mal tratada, julguei importante fazer isto com Os Lusadas, uma obra que, infelizmente, desconhecemos mais do que aquilo que pensamos.

    Como que um actor consegue interiorizar um texto to longo?Foram dois anos e meio de intenso trabalho, muitos tempos livres, muitas horas, muitas noites de insnia. At porque no me interessa fazer um show circense de memria, mas sim aquilo que me vai no corao, j que no acredito ser possvel memorizar o que no est dentro de ns. Hoje, sei os cinco primeiros cantos de cor, e isso permite-me ser eu prprio a inventar Os Lusadas de Cames, no s como grande poema pico que , mas como narrativa exemplar da vida humana.

    Mas este ainda um trabalho inacabadoQue h-de estar pronto daqui a mais uns meses. O meu objectivo final conseguir ter os dez cantos prontos no dia 10 de Junho de 2012, comear s 10 da manh e acabar meia-noite, e esperar que as pessoas vivam esta histria. Depois, se ainda tiver tempo, gostaria de fazer qualquer coisa com o Fernando Pessoa, cumprindo assim o desejo de ter feito aqueles que julgo serem os trs pilares da lngua portuguesa Vieira, Cames e Pessoa. FB

    LISBOA CULTURAL

    PAG. 5Entrevista NEWSLETTER

    Antnio FonsecaDepois d O Sermo da Sexagsima, de Padre Antnio Vieira, Antnio Fonseca abraou o desafio de transportar para o palco o poema pico de Luis de Cames Os Lusadas. No palco do Teatro Meridional apresenta-se um trabalho ainda inacabado, j que o actor apresenta os cinco primeiros cantos, mas representativo de todo o gnio da obra maior da portugalidade.

    Fran

    cisc

    o Le

    vita

  • LISBOA CULTURAL

    PAG. 6Msica NEWSLETTER

    Concertos de Natal em Igrejas

    Este Natal traz novamente consigo as grandes obras da msica clssica e as canes natalcias portuguesas pela mo do programa Natal em Lisboa - Concertos em Igrejas. At 19 de Dezembro, a poca natalcia ser celebrada com concertos em vrias igrejas de diferentes bairros da cidade. As igrejas de So Nicolau, Madalena, Memria (Ajuda), Graa,

    Santo Agostinho (Marvila), So Domingos e a Baslica da Estrela abrem as suas portas a espectculos tarde e noite, sempre com entrada livre.

    Esta sexta-feira, pelas 21h30, na Igreja da Madalena, o Ensamble Peregrinao, da Escola de Msica do Conservatrio Nacional, interpreta um repertrio dedicado msica sacra dos sculos XVI e XVII, sublinhando ainda msicas tradicionais do mundo que falou ou fala portugus, desde o Brasil a Timor. Nos dias seguintes, 11 e 12 de Dezembro, o Grupo Coral do Centro de Estudos Musicais da Maia e o Coro Regina Coeli, com a Orquestra Filarmonia das Beiras, apresentam-se na Igreja da Memria e na Igreja da Graa, respectivamente.

    O concerto de encerramento, a 19 de Dezembro, tem lugar na Igreja de So Domingos, pela Orquestra Portuguesa de Cmara, sob a direco de Pedro Carneiro. Os programas escolhidos para os vrios concertos incluem msica sacra, hinos e cnticos natalcios, de nomes to conhecidos como Bach, Haydn e Tchaikovsky. SS

    www.egeac.pt

    Fran

    cisc

    o Le

    vita

  • InSHADOW & InARTE

    LISBOA CULTURAL

    PAG. 7Festivais

    Estes dois festivais, independentes entre si, tm como ponto comum o trabalho desenvolvido nos ltimos anos entre o So Luiz Teatro Municipal (SLTM) e a Associao Voarte, agora com direco artstica de Ana Rita Barata e Pedro Sena Nunes. Durante as duas primeiras semanas de Dezembro, todos os espaos do SLTM sero ocupados com espectculos, filmes, vdeos, instalaes, workshops e masterclasses, onde ser promovida uma discusso alargada sobre a cada vez mais evidente multidisciplinaridade na criao contempornea.

    Na programao do InShadow destaca-se o espectculo para crianas da companhia Memory Wax, Shadowlands, e a apresentao dos trabalhos das coregrafas Su Wen-chi e Silke Z., Loop me e Private Spaces, respectivamente. Haver ainda sesses documentrio sobre o tema Processos de Criao e sesses especiais de cinema, dedicadas s filmografias australiana e mexicana do Festival Itinerante de Videodanza Agyte y Sirva. Os InArte incluem um seminrio internacional dedicado Incluso pela Arte, workshops e uma mostra de vdeo a propsito da conferncia dos 50 anos da Associao de Paralisia Cerebral de Lisboa, subordinada ao tema Cincia e Qualidade de Vida na Paralisia Cerebral. SS

    In Shadow 7 a 11 Dezembro

    In Arte12 a 19 Dezembro

    www.teatrosaoluiz.pt

    NEWSLETTER

    O InShadow - 2 Festival Internacional de Vdeo, Performance e Tecnologias cruza o corpo com as linguagens da imagem. Os InArte - Encontros Internacionais Incluso pela Arte pretendem lanar uma reflexo sobre a arte e o seu papel no fenmeno da incluso. Para ver, no So Luiz Teatro Municipal, de 7 a 19 de Dezembro.

  • LISBOA CULTURAL

    PAG. 8Exposies

    O contraste entre o interior e o exterior, provavelmente, no poderia ser maior. Mas esse foi precisamente o objectivo de Antnio Bolota para esta exposio. Alm dos limites dos espaos arquitectnicos, levei at ao limite a questo da luz, explicou o artista Lisboa Cultural. A luz um jogo de ocultao e apresentao das peas, com a luz a incidir de forma diferente em cada uma das peas ao longo do dia, sendo a mais evidente o muro. A luz exte