linha azul 29/01/2016

Download Linha Azul 29/01/2016

Post on 25-Jul-2016

225 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal O Estado (Ceará)

TRANSCRIPT

  • C M Y K

    Capa de O Estado de

    28 de outubro de 1936

    l Fortaleza, Cear, sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

    Gra

    nde m

    isria

    pa

    ra o

    pai

    o

    lho

    inse

    nsat

    o, e

    um g

    otej

    ar co

    ntn

    uo, a

    s con

    ten

    es d

    a mul

    her.

    (Pro

    vrb

    io 1

    9:13

    )

    PG. 4

    JORNAL OESTADO80 ANOS

  • C M Y K

    l Fortaleza, Cear, sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 2

    Ricardo M ximo, Wanha Rocha e Gladson Carvalho

    Parab ns

    Filomena Ad lia, Soraya de Palhano, Fafi nha Pitta e Filomena Luisa

    Fafi nha Pitta e Regina Ximenes

    Gabriela Machado, Orlando Panzeri e Fafi nha Pitta

    Stefania Panzeri, Regina e Jos Augusto Ximenes

    Alexandre Pitta, Soraya de Palhano e Fafi nha Pitta

    Orlando Panzeri e Fafi nha Pitta

    Yh lda Fel cio, Monic e Eduardo Palhano

    Filomena Ad lia e Filomena Luisa

    Fafi nha recebe fl ores do fi lho Victor

    Fafi nha cantando ao lado de Pipo

    Stefania Pinheiro com o sobrinho Victor Panzeri

    Eliane Cavalcante e Stefania Panzeri

    Fafi nha Pitta ao piano

    Autoridades com coral da OAB

    Pedro Henrique, Rossana Brasil, Jackson Pereira, Al-fredo Marques, Pedro Carapeba e Victor Trintade

    Pedro Henrique Ara jo Pereira, Wanha Rocha, Deusmar Queiroz e Alfredo Marques

    Pedro Henrique, Wanha Rocha e Livreiro Gabriel

    VariedadesIan Gomes

    ian.gomes2008@gmail.com

    cabeas de coluns no LINHA AZUL _ IAN GOMES.indd 1 11/2/2015 09:35:32

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    Almoo comemorativoFtima Pitta ganhou sesso de parabns, no Restaurante Pipo, para comemorar seu aniversrio.

    Ouvidoria OABA ouvidora da OAB-CE, Wanha Rocha, comandou a VI Edio do evento Ouvidoria

    no dia a dia da Advocacia, tendo como palco a sede Ordem dos Advogados do Brasil Seco Cear. Durante o evento vrias personalidades foram agraciadas.

    Conversando a gente se entende

    O clima de folia nos quatros cantos da cidade. O que muitas vezes gera algumas dvidas: e a tal crise? Parece que neste momento poucos esto preocupados. No entanto, vale lembrar os ensina-mentos do Budismo, quando a rma no importar onde voc esteja, seja em um lugar agitado ou um retiro solitrio, as nicas coisas que voc precisa dominar so os cinco venenos da mente: orgulho, inveja, agressividade, apego e iluso. Estes senti-mentos esto bem evidentes neste perodo. Por isso ,em meio a alegria comum entre os folies, vale ainda abrir um espao para o bloco do questio-namento no diria passar, mas dar uma parada. Quem sabe a alegria possa ser associada ao desejo de manter esse estado alm da festa. Uma vez que a vida uma ddiva, e no deve jamais acabar na quarta-feira de cinzas. Pense nisso!

    Sensatez. O Sesc promove a campanha de Carnaval Caia na Folia com sua Sade em Dia. A programa-o acontece at o dia de fevereiro, e rene diverso e informao.

    Olhar. A exposio Hlio Oiticica - Estru-tura, Corpo e Cor, ca em cartaz at primeiro de maio no espao cul-tural Airton Queiroz, na Unifor.

    Nostalgia. O 49 Carnaval da Saudade, acontece no Clube Nutico Atltico Cea-rense, amanh, sbado,

    para relembrar os bons carnavais.

    Compras. O Shop-ping Parangaba realiza, neste ms de janeiro, a liquidao Pechincha Day com 40% de des-contos at domingo, dia 31.

    Pensar. O Centro internacional de Anlise Relacional (CIAR) est com inscries abertas para a 15 turma de Ps-Graduao em Psicomotricidade Re-lacional. Informaes (85) 32441779 e-mail: ciarfortaleza@ciar.com.br - www.ciar.com.br

    Chovia...Desperto cedinho com a chuva teclando qual

    um piano no toldo de meu quarto. Vou at a ja-nela, descerro a cortina e sorrio diante da chuva que se descortinava diante de meu olhar.

    De repente veio-me uma lembrana distante para sombrear minha alegria. Lembrei-me de quando criana na Bezerra de Menezes quando a chuva era muito forte que emendava o parale-ppedo com o o da sarjeta, papai batia na porta de nosso quarto e dizia j indagando: A chuva est bem forte no querem soltar barquinhos? Os barquinhos j esto feitos.

    Meu pulo era grande, nem caf eu tomava, se tomasse a mame no deixaria tomar chuva. E, l ia eu com meu barquinho navegando por guas nunca navegadas. O barquinho corria na frente e eu acompanhava at que ele atravessava a rua e eu no tinha licena para segui-lo. Vol-tava bem rpido para pegar um outro e fazer outra travessia.

    Neste transe de saudade fui trazendo de volta o que jamais voltar. Uma poca tranquila, ingnua e feliz! poca de solidariedade, pessoas mais irmanadas, onde crianas podiam brincar na calada, pular corda, brincar de anel, de roda e de muitas outras atraes infantis.

    Neste devaneio parece que escuto a voz da mame nos acordando para a vida, enquanto papai nos mostra o ldico, mame nos desperta para o real: Entrar, tomar banho, tomar caf, e depois estudar.

    Mais uma vez revejo os barquinhos dani ca-dos nas guas, eu querendo ajud-los a prosse-guir e meu pai a dizer: V em frente, no perca tempo com o que no tem jeito.

    Escrito por ele, em 07.07.79, em um de meus livros, ou quem sabe um recado para mim? Que vale chorar o leite derramado? Que adianta lamentar o vaso que se quebrou? A joia que se perdeu? O ente querido que morreu? Nada. Absolutamente nada. Para toda dor s h um remdio infalvel para a cicatrizao o Tempo.

    EDITORA Wanda Palhano COORDENAO GERAL Soraya de Palhano n COLABORAO Iratu FreitasDIAGRAMAO E ARTE FINAL J. Jnior & Vladimir Pezzole

    No bom ter respeito pessoa do mpio, para derribar o justo em juzo. (PROVRBIOS CAP.18, VERS.5)

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    FOTOS IRATU FREITAS

    FOTOS IRATU FREITAS

  • C M Y K

    3 Fortaleza, Cear, sexta-feira,

    29 de janeiro de 2016 3

    Solange PalhanoNOTAS solangepalhano@oestadoce.com.br

    Revivendo a minha infncia

    Do Antnio, vigia da rua

    De papo com Maria Luiza Fontenele

    Camilo e RC no Legislativo

    Moroni quer Prefeitura

    Vale a pena ler

    Na internet

    Ateno

    D. Solange planta boa a roubada. Pode testar, compre uma e plante e depois roube a outra e faa o mesmo, comprove a que deu mais flores e mais frutos foi a roubada.

    Quando era pequena no sobressaia em nada em relao as minhas irms, era totalmente apagada. A minha irm mais velha era a mais inteligente, a do meio a mais bonita e eu a mais magrinha. O jeito foi eu ir para as ruas bem novinha fazer confuso que s assim eu era apreciada.

    O prefeito de Fortaleza, Roberto Cludio (PDT) e Governador do Estado, Camilo Santana (PT), j garantiram a presena na abertura do ano legislati-vo nas casas legislativas. Na Cmara Municipal de Fortaleza (CMFor), a sesso solene ocorrer no dia 1 de fevereiro, enquanto na Assembleia Legislativa (ALCE), ocorrer no dia seguinte. Os chefes dos Executivos, como de costume, vo realizar a leitura das mensagens governamentais, onde realizaro um balano de 2015, e apontaro perspectivas para 2016.

    O deputado federal Moroni Torgan (DEM) ratificou ao jornal o Estado, a disposio de participar como protagonista da eleio Prefeitura de Fortaleza, pela legenda Democrata. Se o DEM, realmente, tiver can-didato prprio a Prefeitura de Fortaleza, nas eleies de outubro deste ano, este postulante serei eu, disse. Nas ltimas semanas, o ministro das Comunicaes Andr Figueiredo (PDT), afirmou do interesse de seu partido de ter Moroni como vice de Roberto Cludio. No aceito a vice de candidato nenhum, nem que seja do atual prefeito de Fortaleza, frisa Moroni.

    Biografia de Carlos Prestes e o Livro Dirio de FHC. Decepo ao descobrir no livro de Lia Luft que ela radicalmente contra o PT ao ponto de no enxergar o que eles fizeram pelo Brasil. Alieno para mim sobre todos os aspectos burrice. Os go-vernos militares, Sarney e Itamar Franco. Subestima a inteligncia do povo brasileiro.

    O nmero de cheques clonados aumentaram as-sustadoramente. Fui mais uma vtima da praa.

    Depois de muito sofrer por causa da burocracia da m-quina administrativa, tema de uma coluna anterior, tive a oportunidade de entrevistar a secretria de Urbanismo e Meio Ambiente do Municpio, gueda Muniz. Confesso que fui surpreendida. Nunca vi uma gestora to apaixo-nada pelo que faz e com tanta boa vontade de melhorar o dia a dia do cidado cearense. gueda, com bastante entusiasmo, afirmou que ser votado, nesta primeira legis-latura, na Cmara Municipal de Fortaleza, projeto de lei que desburocratiza, e muito, os processos de licena para uso do solo, para alvar de uso de som e outras coisas que esto na seara de sua secretaria.

    Diariamente enfrentamos em rgos, a m vontade de servidores que costumam justificar seu comportamento por causa de baixos salrios recebidos e pssimas condies de trabalho, razo injustificvel. Pensam exonerao. No estamos no tempo da escravatura, ningum est amarrado e nem obrigado a trabalhar em lugar indesejado. Mui-tos ganham muito bem e aqueles que ganham mal e no tm condies de trabalho, esto l por que querem, ou por incapacidade, ou porque necessitam. Mas se fizessem um pouco mais de esforo, qualificassem, conquistariam melhores trabalhos. Apesar de tudo isto, no podemos generalizar, em todo local h bons e maus trabalhadores. Discordo quando algum diz que funcion