linha azul - 23/10/2015

Download Linha Azul - 23/10/2015

Post on 24-Jul-2016

223 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal O Estado (Ceará)

TRANSCRIPT

  • 4C M Y K

    l Fortaleza, Cear, sexta-feira, 23 de outubro de 2015

    Grande misria para o pai o lho insensato, e um gotejar contnuo, as contenes da mulher. (Provrbio 19:13)

    PG. 4

    FOTO SITE FORTALEZA EM FOTOS

    IGREJA DESO BERNARDO

  • C M Y K

    l Fortaleza, Cear, sexta-feira, 23 de outubro de 2015 2

    Eduardo Pragmacio Filho, Gladson Mota, Leorne Bel m, Jardson Cruz e Rossana Kopf

    Valdet rio Monteiro e Emanuel Furtado Igor e Marta Lancerotti Carol Sampaio e Maria do Nascimento Helen Korobuski e Luiz Wlodarczyk

    Eduardo Pragmacio, Alfredo Leonel, Ana L cia e Marcela Chaves

    Severino Paula Pessoa, Marcos Monte e Durval Vasconcelos

    Patrcia e Paulo R gis Botelho

    Gladson Mota e Jardson Cruz Augusto Barros e Gustavo Leite Carlos Rebonato e Idevaldo Barbosa D bora Lima e Jos Airton

    Melissa Guar , Fernanda Telles e Patricia Botelho Vanessa Porto, Kelly Porto e Silvana Dias

    Gladson Mota e Jardson Cruz

    Adriana e Clarisse Correia Calvo

    Jos Maria Sales, Fl vio Jacinto e Alexsander Sales

    Tomaz Figueiredo Filho, Leanne Holanda e Jo o Rafael Furtado

    Andr Sampaio, Rossana Sampaio, Marcelo Ferreira e Laura Pinto

    Chagas Cidr o, Cristine Bevilacqua e L bano Melo

    Jos Maria Sales, Valdet rio Monteiro, Cristina e Francimar Ferreira

    VariedadesIan Gomes

    ian.gomes2008@gmail.com

    cabeas de coluns no LINHA AZUL _ IAN GOMES.indd 1 11/2/2015 09:35:32

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    LanamentoTendo como palco a Livraria Cultura foi lanado o livro A Aplicao da Teoria do Dilogo das Fontes no direito do trabalho.

    A obra tem como coordenador Renato Rua de Almeida e como colaboradores o advogado Eduardo Pragmcio Filho e o desembargador Federal do Trabalho, Paulo Rgis Botelho.

    Conversando a gente se entende

    Quando o assunto a passagem do tempo escuto muita gente reclamar das rugas, do cabelo branco, das dores e das doenas que se acumulam. Confesso no ter chegado ainda neste estgio (embora cabelo branco e rugas sejam evidentes), mas vou tentar enxergar a velhi-ce de outra forma. Quem sabe potencializar a calmaria, o aprender a dizer no, para dizer o sim que valha a pena. Tentar se desprender de tantas coisas materiais, sem fazer apologia a pobreza, mas a sobriedade. Viver sem grande alarde. Percorrer o que ainda resta desco-brindo que as pequenas surpresas so to grati cantes quanto os grandes feitos. aquela velha e conhecida histria: a serenidade, o equilbrio, a felicidade podem ser s em qualquer etapa da vida, o que muda a nossa forma de enxerga-la e desfrut-la. Pense nisso!

    Eleio. A VI Semana da Justia Eleitoral, com atendimento e prestao de servios aos eleitores at as 17h, termina hoje, na Praa do Ferreira.

    Compras. O Bazar La Boutique Edio Festas acontece nos dias 05, 06 e 07 de novembro das 10 s 21 horas, no Centro de Eventos, com descontos de at 80%.

    Expanso. A Rede Pinheiro Supermercado inaugura, em Aracati, o primeiro shopping center da regio, o Bom Vizinho Shopping, hoje,

    a partir das 9h.

    Debate. A Agncia da Boa Notcia (ABN) promo-ve, no dia 11 de novembro, s 19 horas, na Fiec, o Frum Comunicao, Internet e Mdias Sociais - Uma re exo sobre o crescimento da cultura do dio atravs dos processos de comunicao.

    Arte. O VI Festival Popular de Teatro de For-taleza, acontece de 9 a 13 de novembro, e vai reunir 22 grupos cearenses e de vrios outros estados. Informaes: www.festi-valpopulardeteatro.com

    Lembranas impressionante como as lembranas nos in-

    vadem de repente e nos transportam a um tempo ou a situaes que julgamos estarem para sempre sepultadas em nossa mente.

    Dirigia-me a um endereo e de repente confundi-me e observei que estava numa rua que h muitos anos, ainda adolescente,fora fazer uma visita com um namoradinho e depois das apresentaes a an tri serviu-nos ameixas secas com refrigerante. At a tudo bem. A di culdade surgiu no instante de servir-me, pois as ameixas estavam todas no mesmo prato.

    Com a ameixa na boca quei a pensar onde deveria colocar os caroos das ameixas. No mes-mo prato onde estavam servidas as outras? No guardanapo no podia, pois era de tecido, e ento o que fazer? Decidi engoli-lo e no mais servir--me de ameixas. Tomei apenas o guaran.

    Muitos anos so passados e ainda hoje ignoro o que minha companhia fez com as ameixas que ele se serviu. No vi onde as colocou.

    Por que relembrar isto? Quantas vezes recebo e-mails consultando estas pequenas di culdades que se originam a qualquer instante.

    Por ignorar a forma de se portar em sociedade ainda h muita gente que se furta de ir a lugares so sticados com receio de praticar gafes. No en-tanto, agindo-se com discrio, di cilmente no nos sairemos bem.

    Quando encontrar-se numa situao emba-raosa deste porte, observe como os outros se servem. Caso no seja possvel seguir esta regra, procure dentro de seu bom senso a melhor maneira que voc aprovaria a uma outra pessoa como agir.

    E assim, resgatando um pedacinho do passado dei r no carro buscando, na lembrana, algumas pessoas daquela poca. Algumas j no existiam, meu parceiro de gafe por onde andar?

    Somente, creio eu, perenizei este fato to sim-ples e to pluralizada por pessoas que no gostam de errar!

    No sei se no esqueci os caroos de ameixas ou meu parceiro de gafe.

    EDITORA Wanda Palhano COORDENAO GERAL Soraya de Palhano n COLABORAO Iratu FreitasDIAGRAMAO E ARTE FINAL J. Jnior

    No bom ter respeito pessoa do mpio, para derribar o justo em juzo. (PROVRBIOS CAP.18, VERS.5)

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    FOTOS IRATU FREITAS

  • C M Y K

    3 Fortaleza, Cear, sexta-

    feira, 23 de outubro de 2015 3

    Perdemos uma grande e querida personalidade da comu-nicao, Edilmar Nores

    Solange PalhanoNOTAS solangepalhano@oestadoce.com.br

    Se voc perguntar a um consumidor de maconha se ele aprovaria que seu lho tambm fosse um viciado na dro-ga, a resposta da maioria seria que no, porque sabe que a droga no faz nenhum bem para ningum. Pelo contrrio, segundo os estudiosos, ela desencadeia esquizofrenia, deixa o raciocnio lento, desagregao social, desconcen-trao em atividades, depresso e outras psicoses. Quase sempre quando sua lombra no faz mais efeito leva a outras drogas. Os defensores de sua liberao alegam que, alm dela no fazer nenhum mal, o nmero de usurios diminuiriam, porque o que proibido causa curiosidade na juventude. Estudos realizados, recentemente, pela OEA contestam estes fatos. Em todos os pases onde houve algum nvel de liberao das drogas, o consumo aumen-tou notadamente entre os jovens. Nos lugares onde houve maior tolerncia com a maconha, seu consumo aumentou em razo da queda no preo do produto, veri cando-se, tambm, um maior consumo de outras drogas perigosas. Este o caso de Portugal, ustria, Holanda, Reino Unido, alguns estados americanos e o Brasil. Uma pesquisa realizada, pelo Instituto da Droga e Toxicodependncia (IDT) de Portugal, registrou que, entre 2001 (data da descriminalizao da droga) a 2007, o consumo subiu de drogas em 66%. Na mesma poca registrou-se o aumento de 37% no consumo de Cannabis, de 215% no de cocana, de 57,5% no de herona e de 85% no de Ecstasy. Somos o maior mercado consumidor de crack do mundo e o segun-do de cocana. Amigos leitores, a liberao da maconha destruir mais ainda nossa juventude.

    Por que a maconhano deve ser liberada?

    VI Semana da Justia Eleitoral

    A surdez de Jesus

    Seleo do Bolshoi Aborto por estupro

    Ser encerrado, hoje, a VI Semana da Justia Eleitoral, na Praa do Ferreira. A solenidade de abertura contou com a presena do Presidente do TRE, desembargador Abelardo Benevides, e com a vice-presidente Nailde Pi-nheiro. Segundo a diretora da EJE, juza Joriza Pinheiro, esse evento est sendo cada vez mais importante, pois uma oportunidade de aproximar o nosso tribunal da populao. Unidade Mvel do Tribunal ofereceu vrios servios tirar como: 1 e 2 vias do ttulo eleitoral, fazer transferncia, reviso e solicitar certides. A capacidade de atendimento era de 200 pessoas por dia.

    Por que todo pastor pensa que Jesus surdo ? Nunca vi um pastor orando com um volume normal de voz. Sempre ministra os cultos gritando.

    Inicia, hoje, a audio para admisso de novos alunos da famosa Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, so 2.016 vagas. A seleo da escola a mais concorrida do pas. As avaliaes acontecem das 8h s 11h e das 14h s 17h. Duas mil crianas das cidades de Araraquara/SP, Gover-nador Valadares/MG, Taboo da Serra/SP, Rondonpo-lis/MT, Cidade Ocidental/GO, Camaari/BA, Joinville/SC, Santos/SP, Fortaleza/CE e Mogi das Cruzes/SP.

    Um verdadeiro absurdo a aprovao de um projeto de lei , pela Comisso de Constituio e Justia, de autoria do presidente da Cmara dos Deputados Eduardo Cunha, que dificulta o aborto legal para vtimas de estupro. A proposta condiciona a permisso da interrupo da gravidez, comprovao de um exame de corpo de delito e um boletim de ocorrncia. Mulheres vtimas de estupro, aps sofrido esta grande violncia procuram o mximo esconder esta agresso traumtica, e com estes empecilhos, o deputado impe mais violncias com a divulgao para outras pessoas, e o exame de corpo de delito.

    Instituio Arautos do Evangelho

    Rodrigo e Fernanda Leito, Sarah Fernandes e Rodolfo Bayma Eric