linha azul 15/01/2016

Click here to load reader

Post on 25-Jul-2016

225 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal O Estado (Ceará)

TRANSCRIPT

  • C M Y K

    Capa de O Estado de 6 de outubro

    de 1936

    l Fortaleza, Cear, sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

    Gra

    nde m

    isria

    pa

    ra o

    pai

    o

    lho

    inse

    nsat

    o, e

    um g

    otej

    ar co

    ntn

    uo, a

    s con

    ten

    es d

    a mul

    her.

    (Pro

    vrb

    io 1

    9:13

    )

    PG. 4

    JORNAL OESTADO80 ANOS

  • C M Y K

    l Fortaleza, Cear, sexta-feira, 15 de janeiro de 2016 2

    Artur e Emlia Nogueira

    Andr e Manuela Ribeiro

    Paulinho Carvalho e Ana Carolina Palhano, Fabiana e Pablo, Marcelo Rangel e Raquel Accioly

    Noivos com pajens e damas

    Noivos com pajens e damas

    Fabiana coloca alian a em Pablo

    Gigi traz as alian as

    Fabiana de Jesus Aguiar e Pablo Le o Ribeiro

    Belini e Emilly Monte

    Daniele Marinho, Victor, Nertan e Roberta Arrais

    Fabiana e Pablo com a juza de paz

    Pablo coloca a alian a em Fabiana

    Entrada da noiva

    Fabiana com seus irm os Jo o Carlos Belini Jnior e Alysson Ranieri

    Concei o com a fi lha Fabiana

    Famlia de Pablo

    Pais dele Nertan Ribeiro e Lucione Le o de Oliveira e m e dela Concei o Aguiar

    Raniere Aguiar e Lia Mapurunga

    Noivos participam das cerimnias da areia

    Entrada do noivo

    VariedadesIan Gomes

    ian.gomes2008@gmail.com

    cabeas de coluns no LINHA AZUL _ IAN GOMES.indd 1 11/2/2015 09:35:32

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    Troca de alianasFabiana de Jesus Aguiar e Pablo Leo Ribeiro, escolheram o Barbaras Edn como o cenrio para sua troca de alianas, momento de muita emoo, onde reuniram familiares e amigos. Eles so lhos de Joo Carlos Belini (in memorian) e Conceio Aguiar e de Nertan Ribeiro e Lucione Leo de Oliveira.

    Conversando a gente se entende

    Parece que a vida voltou ao normal, embora, daqui a duas semanas, muitos daro nova trgua para o Carnaval. Independente disso, vale lem-brar os ensinamentos do Budismo quando diz: enquanto estivermos nos rejeitando e causan-do danos aos nossos corpos e mentes, no h motivo para conversarmos sobre aceitar e amar os demais. Com conscincia plena, podemos reconhecer nossas maneiras habituais de pensar e tambm o contedo dos nossos pensamentos. Algumas vezes, nossos pensamentos giram em crculos e camos refns da descon ana, do pessimismo, dos con itos, da tristeza e do ci-me. Reconhecer nossos hbitos e sorrir para eles uma ateno mental apropriada. Isso nos ajuda a criar caminhos neurais novos e bem mais be-n cos. Pense nisso!

    Coragem. A vio-lncia contra mulher no deu trgua no ano passado, pois foram registradas, na Dele-gacia da Mulher, mais de 10 mil ocorrncias. Denunciar ainda uma forma de comba-ter esse tipo de crime por parte dos homens.

    Iniciativa. A campa-nha Unidos pela paz, promovida pelo Banco Comunitrio Paj. ser lanado no dia 2 de fevereiro em Pajuara, Maracana e Regio Metropolitana de For-taleza. Iniciativa na luta contra as drogas.

    Alegria. O 8

    Benfolia Festival de Msicas Carnavalescas tem programao hoje, com o bloco Bons amigos s 19h, na rea externa do Shopping Ben ca.

    Brincar. Um mar de bolinhas, espao com muito diverso para a garotada e adultos, nestas frias, chegou ao Shopping Iguatemi.

    Agenda. A comdia As Velhacas, do KOs Coletivo, faz tempora-da nas sextas-feiras de janeiro (dias 15, 22 e 29) sempre s 20h, no Teatro Sesc Emiliano Queiroz.

    A vida lhe deve algo?Li h pouco um poema onde o poeta disserta-

    va as delcias da vida: viagens, conversas jogadas fora com amigos, devaneios ao pr do sol sabo-reando um bom vinho e o pensamento divagan-do por lugares jamais esquecidos e relembrando a felicidade que se fora.

    No nal de tudo, ele agradecia vida e dizia que sairia dela sem mgoas sem dores e quite com ela por ter usufrudo de tudo de bom que ela lhe ofereceu e, principalmente, pela felicida-de maior, de amar e ter sido amado.

    Eu lhe pergunto ento: a vida est quite com voc. Ou lhe deve algo?

    Levantei-me, fui at a janela e divisei vrios garotos soltando bolas de sabo. Fiquei enleva-da! Aquela profuso de cores lembrando uma aurora boreal fascina-me, aquela leveza e fragi-lidade d-me ideia de felicidade. Linda, engana-dora, leve e rpida!

    Mais uma vez, indago: a vida est quite com voc? Eu no acredito que sim, porque ns luta-mos para encontrar a dona felicidade e materia-liz-la, cousa esta que no possvel porque ela sutil demais e, na realidade, no existe, apenas produto de nossa imaginao de nossos sonhos.

    Viver bem e em paz j so fragmentos de felicidade, porque, na realidade, no existe, o que existe so pedaos de iluso que se desfazem como as bolhas de sabo que os garotos estavam soltando.

    Pelo que eu analisei, o sonho de felicidade dele, resumia-se no seguinte: usufruiu de todas as benesses da vida, porm, o corolrio da felici-dade mesmo, a razo culminante de ele sentir-se quite com a vida foi o amor, amar e ser amado.

    E voc, est quite com a vida?Se for somente isto, me calo...

    EDITORA Wanda Palhano COORDENAO GERAL Soraya de Palhano n COLABORAO Iratu FreitasDIAGRAMAO E ARTE FINAL J. Jnior

    No bom ter respeito pessoa do mpio, para derribar o justo em juzo. (PROVRBIOS CAP.18, VERS.5)

    Toque SocialMatusahila Santiago

    matushilasantiago@hotmail.com

    colunAs no LINHA AZUL _ MATU.indd 1 11/2/2015 09:37:36

    FOTOS IRATU FREITAS

  • C M Y K

    3 Fortaleza, Cear, sexta-feira,

    15 de janeiro de 2016 3

    Solange PalhanoNOTAS solangepalhano@oestadoce.com.br

    Um balde de gua fria no dia de meu nascimento

    Absurdo, absurdo

    Show

    No d para acreditar

    Cabar

    Verba da Polcia Federal cortada para esvaziar Lava Jato, mas, depois que caiu na boca do povo pela imprensa, Ministro da Justia garante que ser repassado dinhei-ro suficiente para manter a qualidade dos trabalhos da entidade.

    Realmente espetacular o Pr-Carnaval promovido pelo bloco da agncia Advance, que estreou no ltimo sbado na Praa Dra-go do Mar. Nunca dancei tanto. Tudo estava maravilhoso. O Evandro, sempre muito gentil com os convidados, arrasou na recepo e na animao do bloco. Tudo estava perfeito. Parabns, equipe Advance.

    Na surdina, em plenas festas de nal do ano, foi baixada medida provisria 703, edita-da pela presidente Dilma, que acaba com a Lei Anticorrupo, mudando os termos de lenincia que ela contm. A MP da vergo-nha, assim batizada no Tribunal de Contas da Unio, autoriza a contratar as empresas envol-vidas na Lava Jato. O Governo alega que esta medida para proteger o emprego de inmeros cidados. Justi cativa plausvel, desde de que haja punio exem-plar para os envolvidos, corrup-tos e corruptores; admisso da culpa e a assinatura de termos de reforma de conduta por parte da empresa, como tambm o ressar-cimento dos prejuzos causados ao patrimnio pblico.

    Foi apresentado aos cearenses, pela primeira vez, nesta quinta-feira, no Castelo Club, em Ubajara o projeto Cabar, que tem frente os cantores Leo-nardo e Eduardo Costa . No Cabar, os cantores relembraram as canes clssicas que celebram a diversidade da msica romntica como Na hora do adeus, Borbulhas de amor e Princesa, sucessos nas dcadas de 80 e 90 que ganham uma nova roupagem e interpretaes impecveis de Leonardo e Eduardo Costa. O repertrio do show tambm contou com outros nomes de peso, entre os quais, Trio Parada Dura, Chitozinho & Xoror, Matogrosso & Mathias e Joo Mineiro & Marciano. As composies Fios de Cabelos e Garom no poderiam faltar nesta noite.

    O cantor Leonardo apostou no projeto de parceria no ano passado e, de l para c, vem cumprindo uma agenda de shows por todo o Brasil. O Cabar nada mais do que cantar msicas antigas que a gente canta em casa, nos bares, nos botecos, nas casas dos amigos. Esse o segredo. Um repertrio que agrada e que emociona, destaca Leonardo.

    Dia 13 foi o dia de meu aniversrio. Muitos sentem depr no perodo de nascimento; eu sou o contrrio. Fico antecipadamente alguns dias, desde o Natal (outra dia, que amo de paixo), altamente, eufrica, pirada, falo pelos cotovelos e, no nal do dia at eu no aguento mi-nha voz. Tenho energia como nunca e quero realizar, em um s tempo, tudo o que no consegui no ano anterior. Como tambm vem minha cabea s ideias fantsticas. Vocs j sabem que quando a gente est piradinha, uma piradinha saudvel, que surgem os grandes projetos. Meu irmo Ricardo j mandou eu tomar um lelezinho porque no aguenta mas minha agitao. Amo meu n-ver e os meses de vero, mas, como no posso fazer uma festa de arromba convidando todas as pessoas queridas, que so muitas, no comemoro. Graas a Deus, sempre procuro deixar amizades por onde passo. Pode ser que algum dia algum tenha tido raiva de mim por praticar algo errado, mas juro, tenham a certeza, foi sem querer, no foi jamais sem querer querendo.

    Apenas uma coisa deixa-me triste e feliz ao mesmo tempo , quando recebo parabns. Emociono-me e co triste porque sinto-me na obrigao de retribuir e, como no sou muito ligada em data, sempre falho com os ami-gos. Raramente lembro: quando acontece isso, ou a data passou ou adianto-me. No gosto de agenda no cel. ou no computer, porque tenho horror quele click, sinal de lembretes, mensagens. J estou escutando sinal de ce-lular at quando no toca, imagina se eu marcasse quem faz aniversrio; seria um horror. Ainda bem que no sou escrava da tecno