laudos t©cnicos dos estdios de .laudos t©cnicos dos estdios de futebol ... e contribuir...

Download Laudos T©cnicos dos Estdios de .Laudos T©cnicos dos Estdios de Futebol ... e contribuir para

Post on 14-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Laudos Tcnicos dos Estdios de Futebol

    CONSIDERANDO no que tange o assunto laudos tcnicos de estdios, temos atendido ao longo desses anos o que determina o Artigo 23 da Lei Federal n 10.671/2003 Estatuto de Defesa do Torcedor; o Decreto Federal n 6.795/2009, da Presidncia da Repblica; e da Portaria n 238/2010 do Ministrio do Esporte com seus respectivos anexos;

    CONSIDERANDO, no entanto, em 27 de outubro de 2015, o Ministrio do Esporte publicou em Dirio Oficial da Unio a Portaria n 290/15 cujo contedo altera por completo os modelos seguidos at ento, e estabelece exigibilidade para novos laudos a partir de 01/01/16;

    CONSIDERANDO, dessa maneira, todos aqueles laudos com data de emisso a partir do dia 01/01/16 devero atender aos novos modelos;

    CONSIDERANDO a necessidade de orientar e auxiliar os administradores dos estdios e presidentes de clubes acerca das medidas pertinentes para a obteno dos laudos tcnicos, dentro dos prazos legais.

    A Federao Paulista de Futebol celebra neste ano seus 75 anos de idade apresentando uma nova fase para melhorar as condies dos clubes e contribuir para uma evoluo significativa colocando disposio dos interessados o INFORMATIVO DE PROCEDIMENTOS PARA REALIZAO DE VISTORIAS E OBTENO DE LAUDOS TCNICOS DOS ESTDIOS DE FUTEBOL, cujo objetivo o de fornecer subsdios e facilitar a aes para o atendimento das exigncias legais com relao regularizao e liberao da presena dos torcedores nos estdios de futebol utilizados nas competies profissionais.

    Reinaldo Carneiro Bastos

    Presidente

  • Padronizao dos laudos tcnicos dos estdios para o ano de 2017

    A administrao do clube dever oficiar s Unidades da PM e do Corpo de Bombeiro da rea, solicitando a realizao de vistoria no estdio a ser utilizado na competio, a fim de que os laudos sejam realizados de 01Out16 a 31Out16, ainda que o laudo atual esteja dentro do prazo de validade.

    Gerente de Segurana do Estdio

    Todos os CLUBES devero enviar ao DEPARTAMENTO DE SEGURANA E PREVENO a cpia do Currculo do GERENTE DE SEGURANA DO ESTDIO, sem exceo.

    O PRAZO LIMITE PARA O ENVIO DO CURRICULO AT 15 DE OUTUBRO DO CORRENTE.

    Laudos tcnicos a serem enviados da F.P.F.

    Os novos modelos de laudos tcnicos para estdios de futebol que sero exigidos pelo Estatuto do Torcedor a partir de janeiro de 2016, que atestaro a real capacidade de pblico dos estdios, bem como suas condies de segurana, sero os seguintes:

    -I- LAUDO DE SEGURANA; -II- LAUDO DE VISTORIA DE ENGENHARIA ACESSIBILIDADE E

    CONFORTO; -III- LAUDO DE PREVENO E COMBATE DE INCNDIO E PNICO; -IV- LAUDO DE CONDIES SANITRIAS E DE HIGIENE.

  • Competncia para vistoria e confeco de Laudos Tcnicos:

    LAUDO DE PREVENO E COMBATE DE INCNDIO E PNICO; e o AUTO DE VISTORIA DO CORPO DE BOMBEIROS. (AVCB) = Sero expedidos pelo CORPO DE BOMBEIRO DA POLICIA MILITAR DO ESTADO DE SO PAULO, na respectiva rea de competncia.

    LAUDO DE SEGURANA.= Ser expedido pelo COMANDO DA POLICIA MILITAR DO ESTADO DE SO PAULO, na respectiva rea de competncia.

    LAUDO DE CONDIES SANITRIAS E DE HIGIENE. = Ser expedido pela AUTORIDADE DA VIGILNCIA SANITRIO do municpio.

    L A U D O D E V I S T O R I A D E E N G E N H A R I A E ACESSIBILIDADE E CONFORTO. = Ser expedido por Profissionais Engenheiros e Arquitetos, legalmente habilitados pelos conselhos regionais de Engenharia, Arquitetos e Agronomia - CREAS de acordo com a lei Federal n5.194, DE 21/12/66, E RESOLUES DO

    CONFEA, com conhecimentos especficos obtidos em cursos e treinamentos especializados.

  • Prazo de Validade dos Laudos Tcnicos

    No sendo encontrado nenhum impedimento ou outro qualquer que o vistoriador julgue digno de nota e medidas cabveis, os Laudos Tcnicos APROVADOS, podero constar prazos de validade diferentes aos acima expostos.

    Os Laudos Tcnicos APROVADOS COM RESTRIES podero constar prazos de validade condicionados soluo das restries indicadas.

    Laudos

    TcnicosPrazo Obs:

    Preveno e Combate de Incndio e Pnico 1 ano

    A contar da data da assinatura do

    respectivo laudo.

    Segurana 1 ano

    A contar da data da assinatura do

    respectivo laudo.

    Vistoria de Engenharia e Acessibilidade e conforto

    2 anos

    A contar da data da assinatura do

    respectivo laudo.

    Condies Sanitrias e de Higiene

    1 ano

    A contar da data da assinatura do

    respectivo laudo.

  • Para que consigamos manter niveladas e atualizadas as mudanas realizadas nos Novos Modelos de Laudos Tcnicos para Estdios de Futebol e compartilhar informaes sobre a segurana nos Estdios de Futebol, para todos os filiados interessados e envolvidos.

    SOLICITAMOS QUE ATENTEM PARA AS SEGUINTES PROVIDNCIAS DURANTE A VISTORIA:

    Acompanhamento da vistoria por parte do administrador do local e o gerente de segurana (pessoas com poder de deciso e que respondam legalmente perante o proprietrio do estdio).

    De modo a auxiliar o preenchimento do instrumento de verificao, os documentos listados a seguir devem ser apresentados pelos gestores e/ou administradores dos Estdios, antes de se proceder a vistoria. Vale ressaltar que a documentao a ser apresentada pode variar de acordo com a legislao estadual.

    -I- LAUDO DE SEGURANA;

    DOCUMENTO

    Liberao do Corpo de Bombeiros para o funcionamento que conste informao sobre a capacidade mxima do estdio

    Plano de Segurana do estdio

    03 (trs) ltimos planos de ao elaborados

    03 (trs) ltimas aplices de seguro obrigatrio

    Contrato da utilizao de profissionais orientadores de pblico para cada evento esportivo, como previsto no Inc. III do art. 14 do Estatuto do Torcedor, na proporo mnima de 01 (um) profissional para cada 250 (duzentos e cinquenta) torcedores

    Documento comprobatrio do vnculo do Gerente de Segurana e seu Curriculum Vitae, bem como os diplomas comprobatrios dos cursos especficos na rea de Segurana de Estdio

  • A coleta de dados est organizada em cinco temas-alvo, a saber:

    1. PLANEJAMENTO DA SEGURANA DO USURIO DO ESTDIO;

    2. SISTEMA PARA CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E OBJETOS 3. CENTRAL DE COMANDO E CONTROLE e SISTEMA DE

    MONITORAMENTO;

    4. INFRAESTRUTURA PARA A SEGURANA DO USURIO DO ESTDIO

    E DEMAIS USURIOS;

    5. ESPAOS ADEQUADOS PARA ATUAO DE RGOS DE

    SEGURANA E AFINS.

    Condies que so consideradas como sensveis e recomenda a reprovao do estdio:

    a) O estdio deve possuir uma entrada privativa para rbitros e atletas, evitando contato entre os protagonistas do espetculo e a massa de torcedores. Caso contrrio, poder ser REPROVADO.

    b) O estdio deve possuir barreiras fsicas que separem os torcedores do campo (alambrado, grades, fosso, etc.). Caso contrrio, o estdio poder ser REPROVADO.

    c) O estdio deve possuir uma rea especifica, separada por barreira fsica, previamente designada para abrigar a torcida visitante com banheiros, lanchonete (ou ambulantes), bilheteria prpria e acesso independente que evite o encontro com as torcidas locais e oferea segurana que dispense o emprego massivo de fora policial. Caso contrrio, o estdio poder ser REPROVADO.

    d) O estdio deve possuir proteo nas reas reservadas aos atletas suplentes (banco de reservas). Caso contrrio, o estdio poder ser REPROVADO.

    e) O estdio deve possuir um documento oficial vlido, emitido pelo Corpo de Bombeiros Estadual, atestando a capacidade do estdio. Caso contrrio, o estdio poder ser REPROVADO.

    f) O Estdio que possuir qualquer tipo de material ao alcance dos torcedores (materiais perigosos no interior do estdio que possam ser utilizados em tumultos e confrontos de torcedores - restos de obras, cadeiras soltas ou facilmente removveis, materiais de alvenaria soltantes, peas de banheiro,

  • caladas, rebocos, hastes, metlicas, madeiras, alambrados, corrimos, guarda corpos facilmente removveis, dentre outros) poder ser REPROVADO.

    g) O Estdio que no possuir catracas em perfeito funcionamento, que permitam controlar o nmero de acessos ao interior do mesmo, poder ser REPROVADO. Caso as catracas sejam removveis ou contratadas apenas no dia do evento esportivo, a aprovao do laudo poder ficar condicionada vistoria in loco a ser realizada em cada evento, onde o Comandante do Policiamento dever se assegurar que existe a proporo de, no mnimo, 1 (uma) catraca para cada 660 torcedores e que todas as catracas esto aferidas para o controle do acesso. Caso contrrio, o responsvel pelo evento dever solucionar o problema em at 5 (cinco) horas de antecedncia ao incio do evento, podendo o Comandante do Policiamento limitar a venda de ingressos ao nmero mximo de torcedores dentro da proporo exigida.

    h) O Estdio deve possuir estrutura que permita o acesso rpido da ambulncia ao campo. Caso contrrio, o estdio poder ser REPROVADO.

    i) Os acessos a marquises, torres de energia, caixas dgua e outros pontos estratgicos devem estar protegidos. Caso contrrio, o estdio poder ser REPROVADO.

    Condies em que recomenda-se a aprovao com restries do estdio, sendo obrigatrio o esclarecimento das no conformidades, medidas cabveis que devero ser adotadas e o estabelecimento de prazos para resoluo das pendncias:

    a) O estdio deve possuir um plano de segurana anual que regule as aes preventivas e de segurana, no mbito do estdio e seu entorno imediato. Caso no possua, o estdio poder ser APROVADO COM RESTRIO, com o estabelecimento de um prazo de 120 (cento e vinte) dias para a regularizao da pendncia.

    b) O Estdio deve possuir um Gerente de Segurana. Na sua inexistncia, o estdio poder ser APROVADO COM RESTRIO e estabelecido o prazo de 15 (quinze) dias para regularizao da pendncia. O referido profissional deve ser avaliado por meio da apresentao do currculo re

Recommended

View more >