laudo de avaliação - ?· n mmx (2008): assessoria à mmx na venda da mmx minas-rio e mmx amapá...

Download Laudo de Avaliação - ?· n MMX (2008): Assessoria à MMX na venda da MMX Minas-Rio e MMX Amapá para…

Post on 19-Sep-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 23 de janeiro de 2009

    Laudo de Avaliao

    Brasil Telecom S.A.

  • 1

    ndice

    1. Sumrio executivo 2

    2. Informaes sobre o avaliador 7

    3. Descrio do mercado e da Companhia 14

    4. Avaliao da Brasil Telecom 17

    4.1. Destaques financeiros e operacionais 18

    4.2. Valor econmico por meio do mtodo de mltiplos de mercado de empresas comparveis 22

    4.3. Valor do patrimnio lquido contbil 28

    4.4. Preo mdio ponderado das aes na BOVESPA 30

    Apndice A. Anlise dos spreads histricos entre as aes ON e PN 34

    Apndice B. Justificativa para o preo ofertado na OPA de alienao de controle 36

    Apndice C. Critrio de avaliao 38

    Apndice D. Termos e definies utilizados no Laudo de Avaliao 40

    Apndice E. Informaes e declaraes adicionais 42

  • 2

    1. Sumrio executivo

  • 3

    BRT - Sumrio da avaliao

    Valor econmico mltiplos de mercadoR$ milhes, exceto quando indicada outra mtrica

    Com base no critrio do valor econmico por meio do mtodo de mltiplos de mercado de empresas comparveis, o valor unitrio das aes ordinrias e preferenciais de emisso da BRT encontra-se demonstrado abaixo:(1)

    + 4,88%- 4,65%

    O Banco de Investimentos Credit Suisse (Brasil) S.A. (Credit Suisse ou CS) foi contratado pela Telemar Norte Leste S.A. (Telemar) para preparar um laudo de avaliao (Laudo de Avaliao) para os fins da oferta pblica de aquisio de aes por alienao de controle conforme descrita na Instruo CVM No 361/02, Artigo 2, inciso III e na Lei 6.404/76, Artigo 254-A da Brasil Telecom S.A. (Brasil Telecom, BRT ou a Companhia), companhia controlada pela holding Brasil Telecom Participaes S.A. (Brasil Telecom Participaes ou BRP), (OPA Obrigatria).

    O CS adotou o critrio do valor econmico por meio do mtodo de mltiplos de empresas comparveis para determinar o valor das aes de emisso da BRT pois este um dos critrios para clculo de valor econmico permitidos pela Instruo CVM 361/02, e foi considerado o mais apropriado considerando as informaes disponveis ao avaliador (para mais detalhes sobre o critrio adotado, ver pgina 39)

    Fonte: Demonstraes financeiras da BRT e Credit Suisse. Data-base: 30 de setembro de 2008.(1) Para maiores informaes sobre a justificativa para alocao do valor entre as diferentes classes de aes da BRT, ver pgina 27 deste Laudo.(2) ltimos 12 meses terminados em 30 de setembro de 2008. Mltiplo VE/EBITDA do mesmo perodo.(3) Fonte: BRT (a BRT detinha 13.457.542 aes preferenciais em tesouraria em 30/09/2008).

    EBITDA ltimos 12 meses da BRT (2) $3.910,0

    x Mltiplo VE/EBITDA 3,97x

    = Valor da empresa BRT 15.537,8

    (-) Dvida lquida da BRT (30/09/2008) 1.971,5

    = Valor total das aes BRT 13.566,3

    . Valor das aes PN 4.010,9

    . Valor das aes ON de controle (1) 9.485,4

    . Valor das aes ON de minoritrios (1) 70,0

    Nmero de aes PN (milhes) (3) 297,9

    Nmero de aes ON (milhes) (3) 249,6

    Nmero de aes total (milhes) (3) 547,5

    PN (R$/ao) (1) $12,84 $13,46 $14,12

    ON controle (R$/ao) (1) 36,57 38,35 40,22

    ON minoritrio (R$/ao) (1) 29,25 30,68 32,18

    (2)

  • 4

    BRT - Sumrio da avaliao (cont.)

    Valor patrimonial por ao

    R$ milhes, exceto quando indicada outra mtrica

    Fonte: Demonstraes financeiras da BRT, CVM. Data-base: 30 de setembro de 2009.(1) Fonte: BRT (a BRT detinha 13.457.542 aes preferenciais em tesouraria em 30/09/2008).

    Com base no critrio do valor patrimonial por ao, o valor das aes ordinrias e preferenciais de emisso da BRT R$11,32

    30/09/2008

    Ativos totais R$ 16.853(-) Passivos totais 10.662(-) Participaes minoritrias (4)= Patrimnio lquido 6.196

    Nmero de aes total (milhes) (1) 547,5

    R$/ao ON e/ou PN 11,32

  • 5

    BRT - Sumrio da avaliao (cont.)

    Preo mdio ponderado pelo volume das aes ordinrias e preferenciais cotadas na BOVESPA

    Fonte: Economtica, em 23 de janeiro de 2009.(1) Fato relevante datado de 25 de abril de 2008 referente aquisio do controle acionrio indireto da Brasil Telecom e da Brasil Telecom Participaes.(2) Fonte: BRT (a BRT detinha 13.457.542 aes preferenciais em tesouraria em 30/09/2008).

    R$ por ao, exceto quanto indicada outra mtrica

    Com base no critrio do preo mdio ponderado pelo volume das aes de emisso da BRT na BOVESPA, o valor das aes de emisso da BRT encontra-se demonstrado abaixo:

    BRTO3 BRTO4

    Perodo de 12 meses imediatamente anterior publicao do fato relevante (1)

    24/04/2007 - 24/04/2008 R$ 33,51 R$ 15,46

    Nmero de aes (milhes) (2) 249,6 297,9

    Valor de mercado das aes (R$ milhes) R$ 8.363,7 R$ 4.604,2

    Valor por ao ponderado pelo nmero de aes R$ 33,51 R$ 15,46

    Perodo entre a data de publicao do fato relevante e a data do Laudo de Avaliao

    25/04/2008 - 23/01/2009 R$ 48,35 R$ 15,69

    Nmero de aes (milhes) (2) 249,6 297,9

    Valor de mercado das aes (R$ milhes) R$ 12.068,3 R$ 4.675,5

    Valor por ao ponderado pelo nmero de aes R$ 48,35 R$ 15,69

    Perodo de 90 dias entre 24/01/08 e 23/04/08

    24/01/2008 - 23/04/2008 R$ 39,85 R$ 17,67

    Nmero de aes (milhes) (2) 249,6 297,9

    Valor de mercado das aes (R$ milhes) R$ 9.947,3 R$ 5.262,6

    Valor por ao ponderado pelo nmero de aes R$ 39,85 R$ 17,67

  • 6

    BRT - Sumrio da avaliao (cont.)

    Em conformidade com a instruo CVM No 361/02, Anexo III, inciso IX, alnea e, o CS apresenta um grfico comparativo dos valores apurados para as aes ordinrias e preferenciais de emisso da BRT

    Anlise comparativa dos valores apurados

    R$ por ao

    BRTO4

    Perodo de 24/04/2007 a 24/04/2008

    Perodo de 25/04/2008 a 23/01/2009

    Perodo de 24/01/2008 a 23/04/2008

    BRTO3

    ON controle

    ON minoritrio

    Preo mdio ponderado pelo volume(1)

    Valor econmico(2)

    Valor patrimonial por ao(3)

    (1) Para maiores informaes, ver pginas 30-33 deste Laudo.(2) Para maiores informaes, ver pginas 22-27 deste Laudo.(3) Para maiores informaes, ver pgina 28-29 deste Laudo.

    R$ 12,84

    R$ 11,32

    R$ 14,12

    R$ 15,46

    R$ 15,69

    R$ 17,67

    R$ 36,57

    R$ 29,25

    R$ 39,85

    R$ 48,35

    R$ 33,51

    R$ 32,18

    R$ 40,22

    R$ 11,32

  • 7

    2. Informaes sobre o avaliador

  • 8

    Qualificaes do avaliador

    Conforme disposto na Instruo CVM No 361/02, o CS apresenta abaixo suas qualificaesn O CS atuou como assessor em importantes transaes de fuses e aquisies no mercado brasileiro:

    Consultoria em Fuses e Aquisies

    Companhias no setor de atuao da BRT (Telecomunicaes)n Telemar (2008): Assessoria Telemar Norte Leste na compra da Tele Norte Celular / Amaznia Celularn Telecom Itlia (2007): Assessoria Telecom Itlia na venda de sua participao na Solpart Participaes para um grupo de investidoresn TIM (2006): Assessoria TIM na incorporao da TIM Celular pela TIM Participaesn Telesp Celular (2003): Assessoria Telesp Celular na aquisio da Tele Centro Oeste Celular

    Outras credenciais relevantes em fuses e aquisiesCompanhias de capital aberton Aracruz (2008): Assessoria Arapar na venda de 28% das aes ordinrias da Aracruz para a Votorantim Celulose e Papeln Bovespa (2008): Assessoria Bovespa Holding em sua fuso com a Bolsa de Mercadorias & Futuros - BM&Fn MMX (2008): Assessoria MMX na venda da MMX Minas-Rio e MMX Amap para a Anglo Americann Magnesita (2007): Assessoria na venda da Magnesita para a GP Investimentosn Eleva (2007): Assessoria Perdigo na aquisio da Elevan MMX (2007): Assessoria MMX e Centennial Asset na venda de 50% do capital da MMX Minas-Rio para a Anglo Americann Submarino (2006): Assessoria ao Submarino na fuso entre Submarino e Americanas.comn CVRD (2006): Assessoria CVRD na aquisio hostil da Incon International Paper (2006): Assessoria IP na venda da Inpacel para a Stora Enson Dufry (2006): Assessoria na aquisio de 80% da Brasif e Eurotraden ALL (2006): Assessoria ALL na aquisio da Brasil Ferrovias e da Novoeste Brasiln Bunge Fertilizantes (2006): Assessoria Bunge Fertilizantes em sua venda para a Fosfertiln Acesita (2005): Assessoria a Previ e Petros no exerccio de opo de venda contra a Arcelor do Brasil, vendendo 25% do capital votante da

    Acesitan Usiminas (2005): Assessoria na troca de sua participao na Siderar e Sidor por uma participao de 16% no capital total da TerniumCompanhias de capital fechadon J. Mendes (2008): Assessoria Minerao J. Mendes na venda para a Usiminasn Grupo Dedini Agro (2007): Assessoria na venda da Dedini para a Abengoa Bioenergy

    Nota: O termo assessoria engloba os seguintes servios: estruturao da transao, auxlio no exerccio de coleta de informaes, avaliaes econmico-financeiras e auxlio no processo de negociaes entre as partes.

  • 9

    Qualificaes do avaliador (cont.)

    Qualificao dos profissionais responsveis pelo Laudo de Avaliao:

    Marco GonalvesResponsvel por Fuses e Aquisies, Banco de Investimento

    Jos Olympio PereiraDiretor Executivo, Chefe da Diviso de Banco de Investimento no Brasil

    n Jos Olympio Pereira responsvel pela rea de banco de investimento do Credit Suisse no Brasil

    n Antes de ingressar no CS, Jos Olympio foi co-responsvel pela rea de banco de investimento para a Amrica Latina e responsvel pela mesma rea para o

    Brasil no Citigroup Global Markets, durante o perodo entre fevereiro de 2001 e maio de 2004. Atuou tambm como responsvel pelo escritrio do Donaldson,

    Lufkin & Jenrette no Brasil entre fevereiro de 1998 e dezembro de 2000. Durante 13 anos trabalhou no Banco de Investimentos Garantia, onde exerceu vrias

    funes sendo sua ltima atribuio a responsabilidade pela rea de corporate finance. Ao longo de sua carreira, Jos Olympio foi responsvel por um grande

    nmero de relevantes operaes de fuses e aqu