KANDINSKI EA ARTE: INVESTIGA

Download KANDINSKI EA ARTE: INVESTIGA

Post on 21-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • SILVIA MARIA DA COSTA BRZEZINSKI

    KANDINSKI E A ARTE: INVESTIGA

  • RESUMO

    Este trabalho procura argumentar sabre a intensa relac;c3o existente

    entre a arte e a educac;ao, a partir das ideias inovadoras desenvolvidas por

    Wassily Kandisnki, no inicio do seculo XX, causando profunda repercussao

    sobre 0 ensina da arte ate os nassos dias.

    Atraves da analise formal e cientlfica do processo da cria9ao artistica,

    Kandinski investiga e objetiva as condic;oes e possibilidades da arte moderna.

    Participante ativa de seu tempo, ande 0 sistema de ensina da arte era ate

    entaD baseado na exatidao da visao, na coincidencia entre valor e realidade,

    procura, construir uma gramatica dos meios da arte, baseada na percepyao do

    conjunto de fen6menos que guarda poucas relac;oes com a realidade das

    eaisas, mas com a experimentaC;;30 dos sentidos.

    Ao estabelecer uma linguagem das formas e das cores, numa liga9ao

    estreita entre a teoria e a pratica, as reflex5es por ele aferecidas constituem

    uma verdadeira "teoria da cor" Em seus estudos deixa de lado todas as

    quest5es de espessura, de materia pictorica e da uma outra dimensao asuperficie, ao introduzir as no

  • 1.INTRODUCAO

    Este trabalho tern como objetivo apresentar uma refiexao sobre a arte,

    especificamente a arte de Wassily Kandinski, e sua relayao com a forma,ao de

    urn estilo pr6prio, que redefiniu os padr6es da arte e tambem da cultura, como

    uma das formas da educ8yao.

    Pede-se perguntar: qual e a relac;ao disto com educ8C;80? Acreditamosque e total. Estamos mais acostumados com a termo educa,ao ligado apenas

    a escolaridade, enos esquecemos de seu sentido total, real e verdadeiro. Para

    o verbete "educa

  • Desta forma fica claro que nao existe esta distancia que podemos crer,

    dada a nossa forma9ao (forma9ao esta, resultado de uma escolha politica)

    mas, ao contriuio, ha uma complementa9ao total entre estas duas areas,

    exatamente porque ambas servem para formar e desenvolver de forma ideal 0

    ser humano. A arte deve cornunicar algo, provoca emo90es e mogoes, pode

    transformar e rnodificar. A arte, como a vida, cumpre educar, pois ela e urna

    forma de cognic;ao.

    Kandinski nao foi apenas um artista, mas tambern urn educador, a que

    vem reforgar esta rela9ao, muitas vezes esquecida entre arte e educagao.

    Cada vez que nos debru9amos sobre urn tema, que buscarnos urna

    reflexao sobre uma obra ou urn artista, principalmente dentro da academia,

    estamos executando um trabalho que visa a educagao. Se buscarnos

    desvendar os misterios, as cores, as luzes, as escolhas, enfim, de urn autor e

    acompanhar seu percurso e sua vida, devemos ter ern mente que este intuito

    de compreende-Io melhor desdobra-se na conseqOemcia, quase que

    obrigatoria, de transmiti-Io aos outros.

    Partindo deste pensamento, veremos, entao, a obra e as ideias de

    Kandinski, acompanhando 0 desenvolvirnento de sua criagao e de suas

    reflexoes sobre a arte. A primeira parte deste trabalho busca, atraves de uma

    biografia do artista, aprender sobre ele e sobre seu tempo. Eo importante

    conhecer 0 momento em que Kandinski viveu e desenvolveu suas ideias, pois

    os acontecimentos influenciaram as escolhas do artista.

    Em seguida, procuramos entender 0 que foi 0 movimento expressionista

    e suas derivayoes em rnuitas outras correntes.

  • Na sequencia, vamos observar, rna is particularmente, 0 seu trabalho

    teorico, suas ideia, sabre as cores e as sons, e sabre as formas.

  • 2. CONHECENDO 0 ARTISTA.

    o mundo em que Kandinski viveu passou par algumas revoluy6es,

    mudan98s profundas e acontecimentos que seguramente marcaram a vida do

    artista e de toda a sua gerar;ao. Lembramos da Primeira Guerra Mundial, da

    Revoluvao Bolchevique ern sua patria e, ja em sua velhice, a Segunda Guerra

    Mundia!. No campo das ideias ocorreu a afirmac;ao da psicanalise, as artes

    reformulavam as fundamentos da musica. do bale. do teatra e da literatura. Na

    virada do seculo XIX para 0 XX as correntes filos6ficas que investigavam 0

    "aeulto" estavam em voga, mas tambem a naturalismo e a realismo mostravam,

    na literatura, 0 lado mais cruel e sombrio da vida humana.

    o pensamento de Nietzsche estava na moda: uma criticaprofundamente caustica e radical aos valores tradicionais da cultura ocidental

    (que ele considerava decadente), ao conservadorismo e a visao de mundo

    burguesa e ao cristianismo, enfim, a toda a forma de pensamento que ele

    considerava contrtuia a criatividade e a espontaneidade da natureza humana.

    Wassily Kandinski foi pintor e te6rico da arte, nascido em Moscou em

    1866, e urn dos mais importantes nomes da arte abstrata. Alem da influencia

    de sua terra natal, a Russia, certamente algo de uma avo materna alema, e

    uma bisave, tambern paterna, uma princesa chinesa, contribuiram para formar

    seu espirito. Estudou direito e economia, mas apes ver uma exposigao dos

    impressionistas franceses em Moscou, Kandinski resolveu abandonar a

    carreira de professor universitario de direito e partiu para Munique, em 1896,

    para estudar pintura. Em 1901 foi urn dos fundadores de urn grupo de

    4

  • vanguarda chamado Falange que, na Alemanha, foi 0 porta-voz do Art

    Nouveau. Em 1902 fez parte do Sezession' berlinense. Entre os anos de 1903

    e 1908 fez varias viagens pela Europa e Africa, e suas pinturas, na virada do

    seculo, tinham caracteristicas da Art Nouveau e tambem da arte popular russa,

    aproximando~se, nas cores, do estilo fauvista. Os anos em que ficou em

    Murnau, (local de veraneio), fcram muito fecundos para seu desenvolvimento

    como artista, pois ele naD 56 pintava como tambern escrevia poesia. A

    influmcia da musica era cada vez mais evidente em suas obras, farmadas par

    paisagens cromaticas em cenas esfumayadas.

    Sua pintura era neste estagio predominantemente artnouveau com subcorrentes simbolistas mas japossuindo qualidades alusivas e emotivas. (OENVIR,1977, p.41).

    Em 1908 Kandinski voltou para Munique e cameyou a eliminar de suas

    obras 0 elemento figurativo. Pouco a pouco os elementos representativos

    cedem lugar a farmas e cores que que rem expressar urn mundo todo proprio.

    Em urn de seus estudas teoricos, Sobre 0 espiritua/ na arie , Kandinski usou

    uma palavra que fai traduzida como "espiritual", para descrever os elementos

    irreais de suas pinturas. Alguns estudiosos sugerem que uma traduyao mais

    adequada seria urn adjetivo que sugerisse 0 "psicologico", pais aquelas

    formas tumultuadas movem-se atraves da tela comodervixes danyarinos, sugerindo impulses maisprofundos do que aqueles impulses emocionais que

    1 Significa "secessao" em atemao, e foi 0 nome adotado por varios grupos de pintores naAlemanha e na Austria, que abandonaram as academias oficiais, as quais consideravamlimitadas pela tradit;ao. Esses grupos organizavam suas proprias exposies de caratervanguardista, abrindo espaco para pintores jovens e desconhecidos. 0 primeiro desses gruposformou-5e em Munique em 1892.CHILVERS, Ian. OiciontJrio Oxford de arte. Sao Paulo: Martins Fontes, 1996. p.490

  • fortaleciam a corrente principal do expressionismo.(OENVIR, 1977, pA2),

    A partir de entao, sua carreira demonstra, instalou-se 0 desejo e a busea

    de efetuar uma sintese entre razaa e sentimenta, ciencia e arte, logica e

    intui~ao.

    Em 1911 Kandinski foi um dos fundadores do grupo chamado Der Blaue

    Reiler (0 Cavaleiro Azul, nome de um quadro seu), editando com Franz Marc

    um almanaque com a nome do grupo. Nesta fase, 0 artista se propos a integrar

    musica e pintura, com base nas teorias musicais de Goethe. Em 1914 valtou

    para a Russia onde foi hamenageada com varios titulos academicos, e

    desempenhou atividades que divulgavam e desenvolviam as artes. Assumiu

    impartantes encargos junto ao Comissariado Para a Progresso Intelectual, na

    Escola de Arte, lecionou na Universidade de Moscou, e trabalhou para a

    funda~aode varios museus.

    Mas seu descantentamento cam as novas ideias que subordinavam a

    arte ao desenho industrial levou-o a partir, em 1921, para a Alemanha,

    Come~aua ensinar na Bauhaus2, onde ficou ate 0 fechamento, determinada

    por Hitler, em 1933, Neste periodo 0 artista naturalizou-se alemao,

    Partiu em 1933 para a Fran9a e estabeleceu-se em Neuilly-sur-Seine e

    em 1939 tornou-se cidadao frances, Faleceu em 1944,

    Tanto por sua obra pict6rica, quanta por seus escritos, Kandinski foi um

    dos artistas mais influentes de sua gera9ao, Estava a frente daqueles que

    2 Escola de arquitetura e de artes aplicadas que se tornou 0 centro do design moderno, naAlemanha dos anos 20. A idea inicial da Escola era ver 0 artista como "artista-artesao,trabalhando com a ideia de complementaridade entre as artes. Foi fechada em 1933 perosnazistas, e seus integrantes espalharam-se por varios paises, difundindo assim as ideias daBauhaus. CHILVERS, Ian. Diciomflrio Oxford de Arte. Sao Paulo: Martins Fontes, 1996. p.p. 47-48,

  • investigavam os atributos expressivos dos materials artisticos sem referencias

    naturais. Seu avanyo em direyao a abstrayao estava de acordo com suasvisoes filos6ficas acerca da natureza da arte. que foram influenciadas pela

    teosofia e pelo misticismo. Suas principais obras escritas sobre suas teorias da

    composiyao pict6rica abstrata sao Do espiritua/ na Arte (1912), Reminiscencias

    (1913) e Ponto e linha sabre a plano (1926), publicado como uma apostila da

    Bauhaus.

  • 3. ABSTRACIONISMO OU OS MUITOS "ISMOS"

    o Expressionismo, como tantos Qutros "ismos", e urn termo que

    apresenta mais de uma defini9ao, e claro, relaciona-s8 a mais de urn

    movimento. Em sentido amp 1o, S8 refere aos trabalhos artisticos nos quais edado maior valor ao sentimento do que a razao, ende 0 artista usa sua

    sensibilidade naD para representar fielmente a realidade, mas para expressar

    suas emo90es. Ele ultrapassa as Iimites esteticos previsiveis e pode, para

    despertar no publico as emo.y6es que deseja, escolher urn assunto que evoque

    estas emo90es, freqOentemente fortes, como angustia, mede, terror I morte,

    entre Qutras. Implica, tambem, em uma enfase na cor. Neste sentido geral, 0

    termo pode ser aplicado a qualquer arte, de qualquer periodo ou lugar onde as

    reayoes subjetivas tenham maior importancia do que a observac;c3o do mundo

    exterior.

    Em um sentido especifico, Expressionismo diz respeito aos trabalhos de

    um grande numero de pintores europe us, que no final do seculo XIX e inicio do

    seculo XX, traduziram os principios gerais do Expressionismo em uma doutrina

    especifica, que revolucionou a arte. Neste caso

    ...envolveu0 usc extatico da cor e a distor~o emotivada forma, reduzindo a dependencia da realidadeobjetiva. conforme registrado em termos daperspectiva renascentista, a um minimadispensando-ainteiramente.(OENVIR,1977,p. 4).

    Oeste movimento derivaram-se algumas correntes que aprofundavam as

    investidas sobre uma arte que se afastasse cada vez mais da realidade

    objetiva. Grupos se formaram na Europa por volta de 1905, e especialmente

  • os grupos que surgiram na Alemanha, aboliram cada vez mais os limites do

    lirismo que ainda regia as obras dos artistas franceses. E a partir de um destes

    grupos que se desenvolvera a chamada arte abstrata.

    Entende-se por arte abstrata toda a manilesta~ao das artes plasticas,

    seja na pintura ou na escultura, na qual se desistiu da representavao natural ou

    ilustrativa da realidade, para dar vazao a composi~6es independentes dela. A

    arte abstrata suprime toda a relavao entre a realidade e a obra, no caso da

    pintura, entre as linhas e os pianos, as cores e a significavao que esses

    elementos podem sugerir ao espirito. 0 significado de um quadro depende

    essencialmente da cor e da forma e 0 pintor rompe os ultimos lavos que ligam

    sua obra a realidade visivel, sendo que esta passa a ser abstrata. Deve-se

    notar que nao se pode lalar de uma arte abstrata pr6pria e unificada, pois

    houve, dentro dela, varias correntes, algumas que compartilhavam da mesma

    filosofia outras nao, mas todas se mantinham dentro do limite nao figurativo.

    o Abstracionismo comporta varias fases, desde a mais sensivel ate aintelectualidade maxima.

    No abstracionismo informal ou sensivel, predominam os sentimentos e

    emovoes. As cores e as formas sao criadas livremente. Nesta corrente surgiu 0

    grupo Der Blaue Reiter (0 Cavaleiro Azul) cujos lundadares sao Kandinski,

    Franz Marc e Paul Klee. Seus ideais foram assim descritos

    Para dar expressao aos impulsos inleriores em cadafOfTTlaque provoque uma reaCflo intima no espectador,nos hoje procuramos, atras do veu de apar~nciasextemas, as coisas ocultas que nos parecem maisimportantes que as descobertas dos impressionistas.Procuramos e elaboramos este nosso lade oculto naopor capricho nem pelo prazer de ser diferente, masporque este e 0 lado que nos vemos. (OENVIR, 1977,p.40).

  • Os membros do Der Blaue Reiter foram mais rigorosos e minuciosos nas

    suas atitudes do que os seus contemporaneos. Investigaram as teorias das

    cores, se preocuparam com a percepc;:ao, se libertararn do mundo visiveL

    Foram, tambem, muito influenciados par tendemcias filos6ficas de sua epoca,

    sendo que a abordagem deste grupo na arte foi interdisciplinar, de uma forma

    que nao se via desde a Renascimento.

    E urna arte que coloca na cor e na forma a sua expressividade maior,

    onde os artistas desenvolveram pesquisas cromaticas, conseguindo variac;:oes

    espaciais e formais na pintura, atraves das tonalidades e matizes obtidos. 0

    objetivo era urn expressionismo abstrato, sensivel e emotivo. Com a forma, a

    cor e a linha 0 artista e livre para expressar seus sentimentos interiores, sem

    relaciona-Ios a lembran,a do mundo exterior. Estes elementos da composi,ao

    devem ter uma harmonia e urna unidade, como uma obra musical.

    Par outro lado, a Supremaiismo e urn estilo de pintura com formasgeometricas planas, sem preocupa,ao de representa,ao. Os elementos

    principais sao 0 retangulo, circulo, triilngulo e a cruz. Maiakovski, poeta russo

    e integrante do movimento futurista na Russia, defendia a supremacia da

    sensibilidade sobre 0 pr6prio objeto. Oeste modo 0 suprematismo e mais

    racional que as obras abstratas de Kandinski e Klee, e reduz as formas a

    beleza e pureza geometricas. Suas caracteristicas sao rigidas e se baseiam

    em relac;:oes formais e perceptivas entre a forma e a cor, pesquisando os

    efeitos perceptivos do quadrado negro sabre 0 campo branco.

    10

  • Dutra vertente da arte abstrata e a Construtivisma au Abstracionismo

    Geometrica, onde as cores e as formas sao organizadas de maneira que a

    composi9aOresulte apenas a expressaa de uma concep9ao geometrica.

    II

  • 4. AS CORES E A MUSICA.

    A musica para Kandinski era quase uma obsessao, ele era tornado de

    assalto pelas cores que se impunham. para que ele as colocasse na tela. A

    ideia que mais a fascinava era a total abstrayao a qual se podia chegar atraves

    da construyao musical. A sua concepC;;8ode urn mundo de sons e cores

    harmoniosos, levou-a a estabelecer uma conexao entre a timbre de alguns

    instrumentos musicais, as cores e as sensac;;oes.

    Em 1911 conheceu Arnold Schonberg. pintar e musicista. cujas

    composigoes atonais influenciaram profundamente Kandinski. Este percebia a

    realidade como uma imensa partitura musical, na qual cada som, cad a

    instrumento. possuia um...